BrasileirasPeloMundo.com
Empregos Pelo Mundo Suécia

Os salários e as ocupações mais comuns na Suécia

Os salários e as ocupações mais comuns na Suécia.

Já é sabido que a Suécia é um país que não possui salário mínimo. Os salários por essas bandas são estipulados via negociação coletiva entre os empregados e o respectivo sindicato de sua categoria. Obviamente que não é somente isso que é levado em consideração. Fatores como idade, anos de experiência, carga horária e turno também contribuem para a negociação.

Até aqui não contei nenhuma novidade, certo? Pois bem. Eu diria que a novidade na Suécia é que a disparidade salarial entre os trabalhadores é pequena, pois os salários são distribuídos mais uniformemente entre as profissões em comparação com outros países, como por exemplo, em relação aos Estados Unidos, o Reino Unido e o Brasil.

Há um grande número de postos de trabalho que os suecos podem escolher. Com uma pequena ajuda do site oficial de estatísticas do país, o Statistiska centralbyrån, eu pude identificar as 30 principais ocupações mais comuns em toda a Suécia a partir de 2013, o ano mais recente para as estatísticas. É uma lista interessante e que também fornece informações divididas por gênero.

Leia também: empregos na Suécia

Nessa pesquisa pude constatar que 99% dos carpinteiros e marceneiros são homens (aproximadamente 50 mil), enquanto que 93% dos auxiliares de enfermagem e assistentes da ala hospitalar são representados pelas mulheres (aproximadamente 165 mil).

Bombeiros em horário de descanso
Bombeiros na Suécia em horário de descanso

E o que mais eu pude identificar nessa pesquisa? Que se você for uma mulher, você provavelmente não irá receber o mesmo salário que os seus colegas do sexo masculino. Dos 30 trabalhos mais comuns, as mulheres ganham mais do que os homens em apenas cinco deles. Apenas um trabalho tem um salário mensal igual para ambos os gêneros e dezesseis têm salários em que os homens recebem 1.000 coroas suecas por mês a mais do que as mulheres. Bom, mas esse não é um texto sobre a igualdade entre os gêneros no mercado de trabalho ou a diferença salarial. Isso é algo que existe. Nós sabemos disso!

É interessante notar que entre os 30 postos de trabalho mais comuns na Suécia, o salário médio mensal para as mulheres é de 27.897 coroas. Já os homens, nesses mesmos trabalhos, acabam puxando aí 29.350 coroas por mês.

A tabela abaixo pode dar uma ideia geral sobre os salários que os trabalhadores recebem no país:

Tabela de salários na Suécia
Clique na imagem para visualizar em tamanho maior

Apesar dos salários serem relativamente altos, é bom lembrar que os gastos acompanham o mesmo patamar. Então, para quem sonha com um farto salário ao final do mês e planeja deixar a poupança gordinha, já aviso que a Suécia não é o país para fazer o pé de meia. O que você ganhar, irá gastar.

Agora se você é um sortudo que veio/virá para a Suécia com um contrato de expatriado, onde a empresa paga seu aluguel, te dá carro, plano de saúde, viagem para o Brasil uma vez ao ano e entre outros benefícios, aí, meu amigo, eu digo que a realidade é completamente diferente. O que você ganhar irá gastar à beça com lazer e ainda sobrará o suficiente para guardar.

Leia também: dicas para arrumar emprego na Suécia

Outro fator importante que deve ser levado em consideração é o imposto. Você precisa considerar que esses salários terão um abatimento em torno de 30%, que é o imposto pago (skatt) quando se tem uma fonte de renda. Quando a declaração de imposto de renda for feita anualmente uma parcela desse imposto poderá ser ressarcida. Igualzinho como acontece no Brasil.

Aqui estão alguns sites bacanas para você pesquisar a sua área de atuação, principalmente se você já estiver no meio de uma negociação salarial:

  • SCB – Statistiska centralbyrån (inglês e sueco): é o site oficial de estatísticas da Suécia.
  • Lönestatistik (em sueco): os valores são com base na apresentação do usuário no site.
  • Unionen (em sueco): é o maior sindicato do setor privado da Suécia e possui informações de faixas salariais de diferentes profissões.
  • StatsSkuld (em inglês): o site faz uma comparação do seu salário com o de outras pessoas dentro da sua profissão.

Ainda tem muita coisa que você pode pesquisar na página do SCB, embora as informações mais interessantes estejam em sueco. Deseja pesquisar por título de ocupação (em sueco)? Quer procurar por região, setor, código ocupação, sexo (em sueco)? Esse é o site!

E por último: tenha em mente que não importa o quanto você ganha, mas sim o quanto consegue economizar. Viver na Suécia como um mero mortal é assim!

Related posts

Pré natal na Suécia

Verônica Ferreira Iwarson

Trabalhar no paraíso? Que tal as Ilhas Maldivas

Marcela Ito

Uma brasileira e sua luta pelo direito de ser mãe na Suécia

Verônica Ferreira Iwarson

22 comentários

Hugo Almeida Outubro 20, 2015 at 5:08 pm

Obrigado Vânia pela informação bastante util.

Resposta
Vânia Romão Outubro 21, 2015 at 8:01 am

Que bom Hugo… espero que esses dados te ajudem. 😉

Resposta
Jean Outubro 28, 2015 at 1:36 pm

Excelente Texto!!! Parabéns!

Resposta
Vânia Romão Outubro 29, 2015 at 7:50 am

Valeu Jean!

Resposta
Carlenes Silva Dezembro 1, 2015 at 11:45 pm

Nossa estou maravilhada com este texto. Top!

Resposta
Vânia Romão Dezembro 2, 2015 at 7:31 am

Olá Carlenes! Espero que as informações te ajudem bastante. Muito obrigada pelo carinho. Beijos!

Resposta
Adele Dezembro 14, 2015 at 12:41 am

Oi Vânia. Na lista de profissionais está auxiliar de enfermagem, esse auxiliar equivale ao do Brasil?

Resposta
Vânia Romão Dezembro 14, 2015 at 9:22 am

Adele!
Eu acredito que não, mas também não tenho como afirmar isso. Todos os profissionais da área de saúde precisam ter seus diplomas reconhecidos pelo Ministério da Educação na Suécia e nesse caso certificado técnico não conta.

Resposta
João Vitor Gomes Dezembro 21, 2015 at 11:51 am

Oi, gostei muito do artigo. Possuo cidadania italiana, tem alguma chance de trabalhar como bombeiro na Suécia?

Resposta
Vânia Romão Dezembro 21, 2015 at 12:18 pm

Olá João! Pra ser bem sincera contigo eu não conheço nada da sua área de atuação e não tenho ideia do que é exigido. Agora, se você quer saber mais, uma sugestão é entrar no site do Arbetsförmedlingen (link: http://www.arbetsformedlingen.se/), pois nesse lugar dá uma previsão de 5 anos do mercado de trabalho, além de ter também informações do que é necessário para trabalhar. O único detalhe é que está tudo em sueco, mas usando o tradutor dá para entender bastante coisa. Outra coisa. Mesmo você tendo cidadania europeia, não é garantia de você entrar para o mercado de trabalho, ok?

Resposta
Jean Pierre Janeiro 13, 2016 at 12:25 pm

Bom dia(aqui no BR rs) pelo que percebi com essas informações, que não é tão facil de morar aí na Suécia. Primeiro se for converte o que ganha ai em Real(moeda do BR), não dá pra nada, desanimou.

Resposta
Vânia Romão Janeiro 13, 2016 at 5:15 pm

Olá Jean, boa tarde… aqui da Suécia :-)!
Não sei qual é a sua formação, mas dependendo do quanto você ganha realmente não vale a pena. Não existe uma grande diferença de salário entre as profissões na Suécia quanto há no Brasil. Aqui todo mundo ganha mais ou menos igual. Por essa razão, eu sempre digo que a Suécia é feita para se ter qualidade de vida e não para enriquecer. Agora, se você quer realmente sair do Brasil pesquise por outros países os quais você se identifique e que, de repente, tenham melhores ofertas de salário. Boa sorte! 😉

Resposta
Jean Pierre Janeiro 19, 2016 at 10:41 am

Bom dia Vânia, mas em relação ao salário dai msm, sem ser uma alta remuneração, dizem ser dificil viver aí por ter custo de vida alto.

Resposta
Vânia Romão Janeiro 19, 2016 at 7:51 pm

Olá Jean!
O custo de vida é alto mesmo, mas tudo depende também do salário que cada um tem, do estilo de vida, do local onde reside e etc. Dá para viver numa boa, mas sem luxos e sem consumo exagerado. Por exemplo, se uma pessoa ganha 15.000 coroas não consegue morar no centro de Estocolmo. Provavelmente, esse indivíduo é solteiro, reside bem afastado do centro e num apartamento compartilhado.

Resposta
vladimir Fevereiro 2, 2016 at 11:34 am

Vania, bom dia, boa iniciativa, parabens….. vc poderia falar mais sobre como e a saude ai na suecia e a educação tambem.? obrigadãoooooooooooo

Vânia Romão Fevereiro 2, 2016 at 3:23 pm

Olá Vladimir, tudo bem!
Eu falarei sobre a saúde no país daqui um tempinho. Estou coletando material e colocando minha experiência pessoal. Procuro fazer os textos também com meus relatos pessoais, porque eu acho que fica mais rico em detalhes. Sobre a educação eu terei alguns assuntos no meu blog em breve. Para não ficar de fora me acompanhe também através do endereço: http://diariodeumateimosa.com/. Valeu pelo carinho! 😉

Maio 10, 2016 at 2:41 am

Olá Vânia, obrigado pela dicas, ficaram ótimas. Muito bom achar informações tão claras quando precisamos tomar uma decisão difícil de possivel mudança de país. Quanto você considera um valor confortável para viver com minha esposa aí em Gotemburgo trabalhando na área de engenharia automotiva? Recebi uma proposta em torno de 40.000 sek porém estou com muito receio em saber se este valor nos dará uma vida tranqüila.

Resposta
Vânia Romão Maio 10, 2016 at 10:02 am

Olá Vagner!
Primeiramente obrigada pelo teu comentário. É difícil falar qual é o salário ideal, até porque não sei qual é o seu estilo de vida. Não quero influenciar sua decisão, mas eu diria que 40.000 é um salário padrão para engenheiro na Suécia (alguns ganham um pouco mais e outros menos, dependendo dos anos de experiência). Eu não sei qual é o seu conceito de vida tranquila, por essa razão não consigo opinar muito, entende? Com esse valor você e sua esposa terão uma vida sem muito luxo. Ah, e prepare-se que o aluguel é meio alto também, tá? Eu fiz um texto há algum tempo que falo sobre custo de vida na Suécia. Dá uma olhadinha nesse link porque eu acho que irá te ajudar: https://diariodeumateimosa.com/2013/11/24/custo-de-vida-na-suecia/.
Se precisar de mais alguma informação é só entrar em contato.
Abraços.

Resposta
Francisca Outubro 8, 2016 at 1:29 pm

Olá Vânia,
Sou portuguesa e recebi uma proposta de trabalho para Estocolmo mas estou muito indecisa… a oferta é de 900€ líquidos e o trabalho consiste em limpar e cuidar de uma casa de 2 pisos, tratar das roupas, cozinhar e cuidar de 3 crianças, horário de segunda a sábado de manhã. O alojamento é em casa deles ou seja, não terei despesas. Acha que é um bom salário? Obrigada pela ajuda e “inlighment” que me possa dar :-))

Resposta
Cristiane Leme Outubro 8, 2016 at 8:13 pm

Olá. A Vânia parou de colaborar com o BPM. Temos uma nova colunista no país.
Edição BPM

Resposta
Itamar Soares dos santos Março 27, 2017 at 10:46 am

Acho muito boa e interessantes as dicas que vos passam para brasileiros que querem trabalhar ou viver num país diferente.

Resposta
Itamar Soares dos santos Março 27, 2017 at 10:50 am

Eu vou casar e morar na Suécia pra mim vai se tudo novo.vou trabalhar também, como seria o custo de vida pra mim?

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação