BrasileirasPeloMundo.com
França Restaurantes Pelo Mundo

Salon de Thé: o adorável charme francês

Salon de Thé: o adorável charme francês.

Como já relatei algumas vezes, um dos meus hobbies e paixões sem dúvida alguma é comer, mas não de maneira aleatória ou compulsiva. Amo comer com presença. A começar pela “degustação” do ambiente e, em seguida, prato e contexto geral. Por um acaso ou por todas as magias da vida, vim parar em um dos lugares mais charmosos do mundo para a gastronomia e afins, senão, talvez, o mais charmoso.

Para mim, a França é um dos países mais charmosos do mundo. Graças a toda sua arquitetura, história e principalmente ao empenho de todos por aqui para manter toda essa riqueza cultural. O título de romântico não cabe ao país, eu mudaria para charmoso com toda certeza, pois a França nos cativa com seus encantos a cada olhar.

Descobertas e Curiosidades

Vivo em busca de novos lugares e repito outros favoritos. Isso depende muito do meu momento, pois deixo meus sentimentos me guiarem para o local indo atrás do conforto emocional.

Nessas minhas buscas por diferentes locais algumas vezes sozinha, aproveito para escrever no meu companheiro diário (sim, tenho um diário e na verdade a cada ano inicio um novo). Outras vezes busco novos lugares com amigas que amam chá (já eu sou da trupe do café), para rir muito e conversar ainda mais. O bom é que por causa das minhas amigas adoradoras de chá, descobrimos incontáveis e adoráveis Salons de Thé. E nesses lugares encontrei uma particularidade: o aconchego. São lugares extremamente charmosos, com diferentes decorações e cada um com sua peculiaridade.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na França

Temos diversos tipos de “casas de chá”, mas falarei das três que acho mais interessantes. No entanto, já deixarei uma informação importante: nem sempre elas serão apenas um local que você vai à tarde para degustar bebidas quentes, tortas e bolos. Não se engane, estamos na França, portanto, sejamos objetivos, práticos, surpreendentes e encantadores.

Elas têm durante o almoço (horários específicos que variam entre 12h e 15h), o que chamam de formule (fórmula) que nada mais é do que um prato principal (normalmente com três opções pré-determinadas pela casa), uma sobremesa e um café – tudo isso devidamente explicado no menu cujo valor fixo cobrado gira entre 12€ e 16€ (doze e dezesseis euros) variando de acordo com os pratos oferecidos no menu da casa.

Leia também: Tipos de vistos e residência na França

Menu e preços

Como disse anteriormente, os preços variam. No almoço, os valores cobrados normalmente são os que eu informei acima. Com relação aos chás, café, chocolates e quitutes (tortas, bolos e cookies) os valores geralmente ficam entre 2€ e 6€ (dois e seis euros), contudo, há diversas opções, principalmente em relação aos chás.

Vou citar alguns exemplos das bebidas quentes servidas em Salons de Thé.

Chocolates: O ancienne (o que conhecemos como europeu aí no Brasil), chocolat chaud (chocolate quente), mas uma atenção a ele: é bem fraco e pálido, por isso, eu sempre peço o ancienne por achar bem gostoso e encorpado.

Cafés: Expresso, café com leite, noisette (com um pouco de leite frio – um sopro de leite), machiato (aquele com a espuma do leite). Tanto para o café quanto para o chocolate, há a versão viennois no qual se acrescenta chantilly em cima.

Nada tão novo até aqui em relação aos cafés e chocolates, talvez o sabor de cada bebida ou o preparo, mas o que mais surpreende é a quantidade e diversidade dos chás presentes em todos os salões. Não posso falar quanto ao sabor dos chás (já que não gosto), mas o aroma de alguns pedem para que sejam degustados. Então, minha dica para os amantes de chá é: vale experimentar aqueles que não estamos familiarizados no Brasil, saia do comum e dê uma chance ao novo.

Leia também: Hábitos ingleses

Os locais

Falarei dos meus locais preferidos e deixarei também alguns outros que acho que valem a visita pelo seu charme e para um simples break (parada) à tarde.

Iniciaremos pelo mimoso Chapristea – um local onde você pode aproveitar sua refeição na companhia de gatos fofinhos (não recomendado para alérgicos). A decoração é mais moderna com várias casinhas e prateleiras penduradas para os gatos se divertirem. Tenha cuidado ao entrar na casa para que os gatos não tentem escapulir – para isso há uma porta de segurança – tipo dos prédios onde temos que esperar o porteiro abrir. Lá você fecha uma porta para poder abrir a outra, nada misterioso ou complicado. Outra observação: antes de tocar nos gatos, lave suas mãos ou desinfete com álcool gel disponível no balcão. Você vai ver que há um encarte com o nome dos gatinhos e recomendações do que não se pode fazer. Uma experiência bem fofa.

Foto: Acervo Pessoal – Chapristea

Sovaga – uma casa de chá focada em pratos e delícias vegetarianas e veganas utilizando produtos locais em suas receitas. E não pense que o sabor deixa a desejar, muito pelo contrário é maravilhoso (não sou vegana e nem vegetariana), mas amei o sabor dos doces e pratos da casa. O local tem uma decoração bem bonita, simples e conectada à natureza é bem relaxante. Você vai encontrar bolos e tortas diferentes com decoração floral – muitas vezes com delicadas flores em cima dos doces.

Flower’s Café – um dos locais que mais frequento. Decoração clássica, nem rústica e nem moderna – não consigo classificar. É pequeno e bem procurado, tem o melhor chocolate ancienne quente e o melhor bolo de chocolate (qualquer uma das versões). Como sugestão, acho que devem tentar a versão au caramel que é incrível – não é enjoativo e realmente vale muito provar.

Bom, falei dos três lugares porque os considero diferentes um do outro e resume bem a diversidade de público e opções que temos em Toulouse.

Há muitas outras opções para serem apreciadas, vou citar alguns locais: Le Salon d’Eugénie ao lado do Sovaga, bem casa de vó – e ainda tem um chimarrão na decoração, presente de um brasileiro; L’Éden Salon, para os que gostam de narguilé (ou chicha) aqui é possível fazer o uso. Nunca fui, mas vive bem cheio; temos também outras opções como Au Jardin des thes, L’Autre Salon de thé e Le Petit Magre.

Uma informação importante para quem não gosta de esperar em filas: em alguns locais como o Flower’s, Chapristea e alguns outros que servem brunch (uma espécie de café da manhã e almoço servido apenas aos sábados e domingos) recomendo fazer reserva caso queira ir aos finais de semana, pois a procura é bem grande. As reservas podem ser feitas com algumas horas ou dias de antecedência – durante a semana, na hora do almoço, ou com pelo menos um dia de antecedência para reservar um lugar para ir aos finais de semana.

Os pratos que são servidos nestes locais não são hiper sofisticados, mas como relatei várias vezes, a simplicidade e o cuidado que se tem acaba tornando tudo ainda mais surpreendente.

Aproveite cada viagem, procure olhar tudo como a primeira vez e divirta-se até com os perrengues se por ventura encontrar.

Bonne degustation! Merci!

Related posts

Fases do intercâmbio na França e voltar para o Brasil

Sabrina de Paula

Natal na França

Ana Lozon

Tudo o que você precisa saber sobre o visto francês

Marcella Delfraro

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação