BrasileirasPeloMundo.com
República Tcheca Sistemas de Saúde Pelo Mundo

Sistema de saúde na República Tcheca

Sistema de saúde na República Tcheca.

A República Tcheca possui um sistema de saúde excelente e que oferece tratamentos médicos de muita qualidade para todas as pessoas que vivem aqui, o que é um alívio não só para os tchecos, mas também para todos os estrangeiros, apesar de ser uma medicina curativa e não preventiva. Há duas opções de planos de saúde no país: público e privado e todas as pessoas que residem legalmente na República Tcheca são obrigadas a ter um plano de saúde válido.

Os planos de saúde podem ser contratados pessoalmente, pagando-se um valor anual (assim é feito para quem normalmente está aqui para estudar ou por algum outro motivo e por um curto período de tempo), e também através da empresa, no caso de quem trabalha por aqui. Nesse caso, o plano de saúde é contratado pelo empregador e o pagamento é descontado do salário do funcionário a cada mês. Quem trabalha por conta própria pode escolher o plano de saúde que preferir (público ou privado), mas também é obrigatório ter um. Eu tenho o plano de saúde público, e por isso esse texto será focado nele.

Visitando um médico de família

Quem mora na República Tcheca – seja tcheco ou estrangeiro – precisa se registrar em um médico de família, que geralmente é um clínico geral. Não é possível ir a qualquer consultório; cada pessoa deve buscar um médico que fique perto da sua residência. O segundo passo é confirmar se ele aceita o seu plano de saúde e se aceita novos pacientes ou não. No caso de necessitar ir ao médico, é possível ir sem consulta marcada. O médico de família é responsável por examinar os pacientes, fazer exame de sangue e urina no próprio consultório quando for necessário e de encaminhar o paciente a outro especialista em caso de necessitar exames mais específicos. É o médico quem vai decidir se o encaminhamento é necessário ou não, e caso for, você receberá um papel com as informações do seu estado de saúde e de onde deve ir. Em cada consulta é necessária a apresentação do cartão do plano de saúde e não é necessário pagar nada. Normalmente o médico de família é quem vai tentar tratar do seu problema, o encaminhamento ao hospital ou a outro especialista só acontece caso seja realmente necessário, por ser um problema mais específico, ou em casos de emergência.

Comprando medicamentos

A grande maioria dos remédios na República Tcheca só podem ser comprados com receita médica – isso inclui anticoncepcionais e alguns remédios para dor também. Em muitos casos, o plano de saúde oferece desconto na compra de medicamentos receitados para o tratamento. Mesmo que você sinta muita dor, os médicos não vão lhe dar remédio algum até que o seu problema seja diagnosticado e remédios para dor só serão receitados em caso de extrema necessidade, por isso nem adianta pedir.

Internação hospitalar

A maioria dos exames exigidos pelo seu médico de família serão feitos no hospital, onde você será encaminhado e deverá apresentar novamente o seu cartão do plano de saúde e também entregar o papel do seu médico, onde diz quais exames precisam ser feitos. Logo você será encaminhado para o especialista que precisa. Normalmente os resultados dos exames saem na hora e no caso de que você precise ser internado, isso será na hora também. O médico irá chamar uma enfermeira, que imediatamente vai lhe encaminhar para um quarto. Como os hospitais são públicos (mesmo que você tenha um plano de saúde privado), geralmente não há quartos privados, e quando há é apenas um e não pode ser reservado, mas você pode utilizá-lo caso esteja disponível no dia da sua internação. Por já ter passado por uma internação hospitalar na República Tcheca, posso falar que durante os 7 dias que fiquei internada, fui muito bem atendida por todos os médicos e enfermeiros que estavam me acompanhando no hospital.

Entrada do Hospital Militar de Praga (Foto: Site oficial do Hospital)
Entrada do Hospital Militar de Praga (Foto: Site oficial do Hospital Militar de Praga)
Hospital Militar de Praga (Foto: site oficial do hospital)
Hospital Militar de Praga (Foto: site oficial do hospital)

Dentista

O sistema público de saúde na República Tcheca também cobre visitas ao dentista e alguns tratamentos dentários, sempre e quando forem necessários por motivos de saúde (e não de estética). Ainda assim, nos tratamentos que são pagos pelo paciente, é possível obter alguns descontos, dependendo do seu plano de saúde e do seu dentista. Por isso, a maioria das clínicas de odontologia são privadas, mas muitas aceitam todos os planos de saúde.

Clínicas Privadas

Há muitas clínicas privadas  (ginecologia, dermatologia…) para quem deseja um acompanhamento médico mais especializado ou por razões estéticas, mas nestes casos é necessário pagar, não podendo utilizar os planos de saúde. Algumas clínicas cobram por consulta ou tratamento, enquanto outras cobram um valor anual onde todas as consultas e tratamentos necessários estão incluídos. A vantagem é que você será atendida sempre pelo mesmo médico, pode marcar consulta e poderá fazer todos os exames necessários no mesmo lugar.

Com toda a qualidade e segurança do sistema público de saúde na República Tcheca, buscar um tratamento privado só vale a pena caso seja realmente necessário, já que o sistema público com certeza irá muito além das suas expectativas, tanto no atendimento quanto no tratamento.

Related posts

Meu casamento em Praga

Roberta Leite

Lições que aprendi com as mulheres tchecas

Isadora Costa

Nossas Pérolas

Lyria Reis

5 comentários

janainamayumi Dezembro 16, 2015 at 3:14 pm

Oi Isa! Tudo bem? Adorei seu artigo, sempre bom ter informações de quem vem do mesmo país que a gente 🙂 Gostaria de ter algumas informações sobre anticoncepcionais, será que vc pode me ajudar? Obrigada

Resposta
Isadora Costa Janeiro 22, 2016 at 9:20 am

Oi Janaina! Se eu souber, posso te ajudar sim. O que você precisa saber? Obrigada

Resposta
Andre Março 20, 2016 at 9:37 pm

Ola Isadora,

Meu nome é Andre e após muito procurar acabei encontrando o seu blog que aliás me surpreendeu pois achei bastante objetivo e esclarecedor, indo direto ao ponto, portanto obrigado e parabens pelo ótimo trabalho.
Minha intensão primeiramente era deixar o brasil por não aguentar mais a violência, corrupção, falta de retorno dos impostos e etc…ou seja tudo que nós brasileiros já sabemos desde que nascemos, porem comecei a procurar por lugares de lingua inglesa pois meu segundo objetivo era de estudar e aprimorar meu inglês, mas com tantas pesquisas acabei por encontrar a Republica Theca que apesar de não possuir a lingua inglesa como nativa oferece uma ótima qualidade de vida, além é claro da sua história, riqueza cultural, beleza, segurança, estar situada na Europa e etc, etc e etc….além de tudo isso percebi que o câmbio entre a Coroa e o Real é muito favorável ou seja meu capital ainda valeria alguma coisa no caso de uma emigração e isso realmente chamou minha atenção pois pelo menos no início seria MUITO mais fácil até que eu encontrasse um trabalho.
Bem gostaria de saber como funciona a questão de visto para estrangeiros, é um pouco parecido com a Irlanda por exemplo?, pois lá conforme minhas pesquisas, podemos permanecer se não me engano por até 3 anos renovando o visto de estudante, que ainda nos dá permissão de trabalhar part time.

grato

Andre

Resposta
caetano Sorrentino Julho 20, 2019 at 9:27 pm

gostaria de saber se em Praga existem clinicas de hemodialise ou

tambem em Karlow Vary

se tiver,gostaria de receber o endereço ou email dos mesmos

Resposta
Liliane Oliveira Julho 21, 2019 at 3:04 pm

Olá Caetano,
A Isadora Costa, infelizmente parou de colaborar conosco.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação