BrasileirasPeloMundo.com
Itália Turismo Pelo Mundo

Calábria, terra do meu coração

Como anunciado no post anterior, tenho intenção de  explorar as regiões italianas menos conhecidas, valorizando principalmente o sul da Itália com as suas ruas pitorescas, os seus campos, sua história tão pouco conhecida, praias, maravilhosos vilarejos medievais e principalmente com a sua gente ainda tão genuína!

A cada mês escreverei sobre uma região italiana, iniciando pelo sul da Itália; nesse caso acredito que seja justo começar este tour virtual a partir da região que é o meu lar há quase 10 anos e que não nego: me roubou o coração reservando muitas alegrias e especialmente muito calor humano.

Obviamente falo da maravilhosa Calábria, uma terra selvagem onde o mar, o sol e as montanhas são os “patrões”, misturando cores e tradições em um mix mais que extraordinário.

Não é uma coincidência que a etimologia do nome Calábria, decorrente do grego, signifique “faço o bem” e terra fértil; ainda hoje, toda a área costeira é rica e repleta de vastos olivais, plantios de laranja e de produtos típicos tais como a bergamota e o cedro; além disso são numerosos e de valor inestimável os traços que as civilizações grega e romana deixaram no território; mas infelizmente o povo calabrês não é plenamente consciente de sua maravilhosa história.

Alleyway. Diamante. Calabria. Italy.

A Calábria, portanto, oferece uma grande variedade de paisagens; é possível admirar o mar límpido (o Mar Tirreno a oeste e o Mar Jônico a leste) que circunda praticamente toda a região das montanhas do Pollino, o planalto e os maravilhosos lagos de Sila.

Capo Vaticano - Mare, Calabria, Italia

Essa região foi influenciada por várias povos que ao longo dos séculos a dominaram: gregos, romanos, bizantinos, normandos e aragoneses, assim como foi notável a influência do Reino das Duas Sicílias até a unificação da Itália. Portanto, viajar pela Calábria será conhecer e testemunhar as influências que esses povos deixaram na região!

Entre as atrações principais podemos citar o Castelo Aragonês em Reggio Calabria, o castelo Normando-Suábia em Cosenza, o Castelo Angioino Aragonês em Pizzo Calabro e a igreja católica no burgo de Silo com a sua importante arquitetura bizantina. Entre os sítios arqueológicos ainda devemos nos lembrar do Templo de Hera Lacinia em Crotone, a antiga cidade de Sybaris – uma das mais prósperas cidades da Magna Grécia- , assim como Locri, Medma e outros sítios arqueológicos menores espalhados pela Calábria.

Forte é também a presença de edifícios religiosos, especialmente as igrejas que estão localizadas nas principais cidades e nos burgos medievais; entre os lugares de cultos mais importantes, recomendo uma visita à igreja católica de Stilo, considerada um dos exemplos de arquitetura bizantina mais importante do sul da Itália; à Abadia Florense em San Giovanni in Fiore; ao Duomo de Cosenza; ao Santuário de San Francesco, em Paola; ao Santuário de Santa Maria delle Armi perto de Cerchiara Calabria e ao monumento nacional da Igreja de San Bernardino de Siena em Amantea – isso somente para mencionar alguns dos complexos religiosos mais importantes.

bella Italia series, Monterosso - Cinque terre

Devo também mencionar a primeira colônia grega na Calábria, a cidade de Reggio Calabria, que hoje é considerada uma das mais bela da região, seja do ponto de vista histórico, arquitetônico quanto natural: Reggio Calabria é conhecida em toda a Itália pela sua orla espetacular e pelo Corso Garibaldi, uma rua repleta de lojas, bares e restaurantes, e principalmente pelo seu museu que hospeda os famosos bronzes de Riace, duas estátuas de bronze de origem grega em ótimo estado de conservação; elas são consideradas obras-primas da escultura grega arcaica e estão entre as poucas esculturas daquele período da história que ainda existem hoje no mundo (praticamente intactas); justamente por isso são tão importantes!

Outra dica é a visita à importante cidade de Cosenza. Entre as suas belezas a ser vistas estão o Duomo, reconhecido pelo UNESCO; o Castelo Suábio, importante fortaleza milenar que hospedou o rei Federico II; o Palazzo Arnone,  sede de uma Galeria Nacional e que abriga o ícone de Nossa Senhora de Pilerio (padroeira da cidade); e a Stauroteca, uma relíquia que contém um pedacinho da cruz de Cristo que foi doada para a cidade por Frederico II.

Entre as belezas dessa região, cito ainda algumas aldeias que embora sejam pouco conhecidas, escondem grandes tesouros que valem a pena ser explorados: Altomonte, Morano Calabro, Gerace, Bova e Scilla; Tropea (super famosa); Stilo (famosa pela igreja católica); Santa Severina (amo e amo!)  e Amantea; Scalea; Scilla; essas aldeias valem a pena de serem descobertas, não somente pelos seus belos centros históricos super valorizados e conservados, mas também para conhecer as suas tradições culturais e gastronômicas!

Italy, Calabria, Morano Calabro
Italy, Calabria, Morano Calabro

A Calábria possui alguns parques nacionais que foram muitos valorizados nos últimos anos como o Parque Nacional de Sila, o Polino e o Aspromonte; esses parques são ideais para o turismo de montanha. Entre as várias atividades que aconselho está o trekking pelas várias trilhas. Além disso, poucos sabem, mas o Parque de Sila possui também uma pista de esqui que durante o inverno se transforma em uma maravilhosa oportunidade para o turismo “bianco” (na neve)! Vai perder?

A Calábria atualmente é uma das metas preferidas dos italianos para o turismo “sol e mar”. Locais como Tropeia (a pérola do sul), Pizzo, Isola Capo Rizzuto, Diamante, Scalea, Capo Vaticano se transformam a cada ano, de junho até setembro, no destino preferido de milhares e milhares de italianos e europeus. As belezas das costas calabresas são famosas em toda a Europa; por isso, se você estiver vindo nesse período não deixe de conhecer os lugares que citei!

Os vários povos que viveram na Calábria deixaram não somente riquezas culturais, mas também muitas tradições culinárias. A autenticidade e o sabor inconfundível dos seus produtos são reconhecidos no mundo todo.

Insaccati con formaggio e vino rosso

A cozinha calabresa oferece uma grande variedade de produtos locais, tais como o famoso ‘Nduja de Spilsby‘, a cebola vermelha de Tropea, o Pecorino del Poro, azeite virgem extra, vinho e licor de ervas e as frutas cítricas da Calábria, assim como tantas especiarias, incluindo a famosa pimenta calabresa, os saborosos tomates secos, enfim… O resultado de antigas tradições transmitidas de pai para filho combinadas com as ótimas condições meteorológicas e uma geografia invejável fazem dessa região uma das que possui uma das melhores enogastronomias da Itália: por isso, uma viagem à Calábria é também uma viagem em busca de sabores que ficarão para sempre na sua mente e no seu paladar.

Trata-se de uma região, portanto, muito versátil, que oferece tanto atrações paisagísticas e culturais quanto enogastronômicas, e por isso é, sem dúvida, uma região que vale a pena ser conhecida e reconhecida.

Calábria: terra de suor, de sacrifício e amor autêntico, terra de dominações, terra de tantas lutas! Calábria, terra com um coração grande e que saberá surpreender com o perfume do mar, com a luz do seu sol, com a magia das suas cores, com as suas maravilhas naturais, com a tranquilidade e paz dos seus burgos, com os sabores dos seus produtos e principalmente, com o calor do seu povo.

Panoramic view of Scalea. Calabria. Italy.

O que mais posso dizer dessa terra? Terra bonita, simples, humilde e perfumada; uma terra antiga, iluminada pelo sol e “abraçada” pelo mar. A sua costa é tão fascinante, ao ponto de ser chamada “Costa dos deuses” ou “Costa Bella”.

Quero defini-la não apenas como a ponta da bota, mas principalmente como trampolim para a Sicília, outra região maravilhosa do sul da Itália e sobre a qual falaremos no próximo mês.

Concluo, queridos leitores, dirigindo-me ao seu espírito de explorador do mundo e aos milhares de descendentes calabreses do meu Brasil, convidando a todos a virem descobrir a beleza desse povo, porque tenho certeza que essa terra saberá cativar o seu coração, como fez com o meu há tantos anos atrás!

Para mais informações sobre a região, visite http://www.viajandoparaacalabria.com.

Related posts

Bali, a ilha dos deuses

Mariana Neder Petrini

La Garrotxa

Thais Maciel Gomes

Roteiro pelo Marrocos: como planejar a sua viagem

Cristina Hélcias

19 comentários

Por que conhecer a Calábria? | Touristico Julho 15, 2015 at 1:52 pm

[…] Leia o texto agora!! […]

Resposta
Osmarina Gomes Veloso Julho 15, 2015 at 3:33 pm

Como é bonito a forma que você escreve com alma. Um beijo do Brasil (Rondônia) pra você! Sucesso!

Resposta
Ana Patricia da Silva Julho 15, 2015 at 3:57 pm

OI querida, obrigada!! Acho que é porque amo essa região.. então foi fácil escrever com emoção:)

Resposta
Gilmar Junho 22, 2016 at 11:40 pm

Boa noite Ana. Meu nome é Gilmar evangelista moro em Brasília sou Casado com Janaina que é Cidadã Italiana e em Fevereiro ou Março iremos morar na Calabria em especial Tropea. Quero muito poder ter contaros seu para sabermos de você sobre a Calábria e etc… Por favor me passa seu Face, zap e etc… Meu face. Gilmar evangelista. Zap 61 9177-7407

Resposta
Ana Patricia da Silva Junho 23, 2016 at 7:25 am

Boa noite Gilmar, você pode encontrar detalhes do meu contato diretamente no meu blog: http://www.viajandoparaacalabria.com/ Grande abraço, Ana Patricia

Resposta
Patrícia Faillace Julho 16, 2015 at 2:55 pm

Amei ler o que você escreveu e descreveu sobre a Calábria. Hà 10 anos estava indo atrás do meu sonho, que era estudar italiano, procurar familiares na Calábria e dar entrada na minha cidadania italiana. Mas, resolvi passar por Portugal primeiro e acabei me apaixonando por esse país incrível e nunca mais daqui saí. Hoje sou casada, tenho uma filha e aqui construí minha vida, mas cada vez q ouço a palavra Calábria, dá um aperto no peito. Nâo de arrependimento, mas de saudade de uma coisa que não vivi, pode uma coisa desaa? E ler esse seu texto me deu mais vontade ainda de persistir nesse sonho antigo. Se pudesse, começava tudo de novo. Quem sabe ainda não nos esbarramos por aí??? Parabéns pelo texto e por essa experiência maravilhosa! Beijo grande de uma niva admiradora. Patricia Faillace.

Resposta
Ana Patricia da Silva Julho 16, 2015 at 5:48 pm

Oi querida, muito obrigada pelo teu carinho e pela tua msg!! Se você está em Portugal não é tão dificil vir passear por essas bandas 🙂 não deixe o teu sonho sem realizar.. com tanta vontade e coragem podemos fazer qualquer coisa.. um grande abraço
Ana Patricia

Resposta
Daniel Greco Outubro 15, 2015 at 1:35 pm

Olá Ana, parabéns pela matéria e site, muito útil e de fácil entendimento. Vou reconhecer minha cidadania na Calabria em março de 2016, ficarei bem próximo a Reggio di Calabria. Gostaria da sua opinião sobre emprego na região visto que as notícias que recebo não são nada animadoras. Vou ficar 4 meses e pretendo fazer um curso de italiano, vc conhece ou me recomendaria alguma escola de idiomas? Talvez ‘esbarramos” por ai… Abraços e mais uma vez obrigado por compartilhar um pouco suas experiencias nesta belissima região.

Resposta
Ana Patricia da Silva Outubro 16, 2015 at 6:23 am

Bom dia Daniel. Realmente a situação aqui para trabalho não é nada fácil.. mas não é impossivel, princpalmente se for ficar em uma cidade grande como Reggio. Mas se não fala a lingua e se não tiver a documentação será complicado trabalhar, por isso te aconselho a vir com uma reserva para ficar sem trabalhar por alguns meses, ok? Em relação a escola: http://www.unistrada.it/ essa é a melhor.. Dá uma olhada no meu blog http://www.viajandoparaacalabria.com/ 🙂 Abraços, Ana Patricia

Resposta
Elaine Caldana Novembro 11, 2015 at 1:20 am

Olá Ana, ler o seu lindo texto trouxe à memória momentos com minha avó que nasceu em 1894, aí em Fagnano Castello em Provincia di Cosenza. Sempre vivi com ela bem próxima e falava com tanto orgulho de sua terra querida e fui crescendo ouvindo histórias, aprendendo a culinária, falando palavras gostosas de pronunciar, músicas, danças, provérbios. Mamãe herdou, depois me passou muito mais, passei para meus filhos e continuo passando para meus netos. Certo dia um de meus dois filhos (Lucas e Romã) quis realizar o sonho de ser um cidadão europeu e ir para Holanda. E ai a memória reavivou novamente, pesquisas, documentos e adquirimos a cidadania italiana. Eu, mais do que nunca, imaginei uma vida inteira, sonhos possíveis, possibilidades abertas.
Lucas foi em 2013 para Amsterdam e mais do que depressa planejei ir também. Tudo bem que Amsterdam seria só um trampolim para Itália. E em outubro desse ano quase fui. Engraçado esse quase, né? Passagem comprada tudo pronto, retrai, por uma série de coisas: momento delicado da Europa por causa dos imigrantes, euro lá em cima, inverno… e deixei de “stand bay” meu sonho. Estou aqui diante de uma tela sonhando novamente, fazendo planos e meu coração pulsa pela Itália, Calábria, Cosenza. Agora, dessa vez querendo arriscar tudo, posso. É fato que alguns caminhos precisam ser percorridos pra chegar até ai e dúvidas, desconhecimentos me rondam. Quero estudar, trabalhar, viver com todos os meus 57 anos de pura energia, vontade e coragem.
Posso contar com vc? Adoraria receber mais informações e dicas sobre como me dirijo a pontos certos de informações necessárias para viver em paz, com muita luta e garra, próprios de nós, que temos na veia o sangue quente e doce dos calabreses. Obrigada.
Um caloroso abraço.

Resposta
Silvia Lirio Maio 9, 2016 at 5:05 pm

Olá Ana, adoro ler suas matérias sobre a Itália! Estou iniciando processo p cidadania…Meu sonho sempre foi ir morar aí nessa região em função do lugar lindo com praia!
Porém tenho medo pois sou dentista, casada tenho 2 filhas 10 e 13 anos…meu marido é advogado e não sei com seria para trabalho na minha área de saúde… escola para as meninas etc… Vc indicaria alguma cidade nessa região? Nem sei por onde começar a realizar meu sonho! !!!Bjs e obrigada

Resposta
Marcelo Francez Julho 26, 2016 at 5:50 am

Bom dia Ana Patricia!
Você acendeu uma luz dentro de mim para conhecer a região dos meus avós. Alguns familiares já possuem a cidadania. Eu sou neto. E meu maior desejo seria largar tudo aqui no Brasil e recomeçar minha vida em Cosenza.
Sou médico, cirurgião, formado há 21 anos. Sou solteiro tenho 49 anos e gostaria de revalidar meu diploma aí . Ouvi dizer que é muito difícil, mas talvez faça dos meus últimos anos de vida nesta terra que já me encantava pesquisando em outros lugares. A partir de ver seu coração fiquei maravilhado. E sua história é linda!
Gostaria de manter contato para me orientar na realização desse sonho. E claro vamos degustar o melhor vinho da região. Pode acreditar ganhou mais um fã! MARCELO FRANCEZ
Aguardo seu retorno!

Resposta
Andrea Agosto 13, 2016 at 1:21 am

Oi Marcelo…meu avô tbm é de Consenza..estou buscando documentos pra a cidadania…minha prima ja conseguiu…qual o sobrenome…do meu avô e Emílio Rinaldi

Resposta
Ana Patrícia. Estou emocionada : também amo a Itália e especialmente a Calábria. Estive aí em 20015 realizando um pouco o meu sonho de conhecer Papasedero, Março 28, 2017 at 2:51 am

Né nasceu meu avô. Pena ter ido em agosto, mês de férias coletivas aí e não ter dado para ficar mais tempo lá. Conheci da Calábria, Paola, Cosenza e a querida Papasedero que me emocionou demais. O sobrenome do meu avô era Russo. Pretendo voltar logo aí é saber mais dos familiares do meu avô. Pena ainda não dominar o italiano pois assim fica muito difícil a comunicação .vivo em Manaus, próximo da sua cidade natal. Abraço

Resposta
Ana Patrícia. Estou emocionada : também amo a Itália e especialmente a Calábria. Estive aí em 20015 realizando um pouco o meu sonho de conhecer Papasedero, Março 28, 2017 at 3:05 am

. Pena ter ido em agosto, mês de férias coletivas aí na Itália e não ter dado para ficar mais tempo. Conheci da Calábria, Paola, Cosenza e a querida Papasidero que me emocionou demais pois lá nasceu meu avô e ainda se encontram alguns parentes. Pretendo voltar logo aí e saber mais dos familiares e de meu avô que tinha o sobrenome Russo. Pena ainda não dominar o italiano pois assim fica muito difícil a comunicação. Resido em Manaus, próximo da sua cidade natal. Abraço

Resposta
Loretha Torchia Maio 13, 2017 at 11:48 am

Oi Ana, que post lindo, cai aqui de paraquedas. Meu pai nasceu em Consenza mas se foi cedo, sinto uma necessidade imensa de conhecer a Calábria, ele era doido pra voltar e rever a casa onde morou, essas coisas. Quando ele me fazia dormir cantava uma musica que ja tentei por tudo saber o nome, se alguem conhece e nada. Tive uma amigo q passou 1 ano em Padova e tentou achar pra mim, mandei um audio ja que nao falo nada de italiano, ele mostrou para os conhecidos dele que disseram ser de um dialeto calabrês. Bom! a busca continua, iria adorar um help se vc se interessar. bjinhos! (me deu mais vontade ainda de viajar depois desse texto, parabens)

Resposta
Jeanne Silveira Dall'aglio Agosto 21, 2017 at 10:39 am

Quanto custa morar em Reggio?

Resposta
ivan storino brga Julho 14, 2018 at 1:38 pm

Quero conhecer Paola no Sul da Itália e saber algumas dicas dos melhores meses do ano que não seja frio para visitar essa cidade que é de origem do meu avô materno que me deu condições de buscar a cidadnia italiana. apreciaria receber dicas e manter relacionamento com a Ana Patricia da Silva que trabalha com turismo no sul da itália. Meu e-mail [email protected]
Grato,

Resposta
Liliane Oliveira Julho 14, 2018 at 3:00 pm

Olá Ivan,
A Ana Patricia da Silva parou de colaborar conosco, mas temos outras colunistas na Itália que talvez possam te ajudar.
Você pode entrar em contato com elas deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação