BrasileirasPeloMundo.com
Taiwan

Terremotos em Taiwan

Terremotos em Taiwan.

Mudar-se para um país que passa por frequentes catástrofes naturais, é topar a ideia de que você está indo com coragem para enfrentar o que está por vir. No caso da minha família, ainda não havíamos passado por tais experiências até chegarmos aqui em Taiwan – um país abalado por constantes terremotos e tufões.

Recém-chegados em Taipei, fomos morar em um apartamento no 8º andar. Até passar por uma das primeiras experiências, ficava pensando como reagiria a esse tipo de emoção. Esse dia chegou, o prédio tremeu e para minha sorte, eu não estava sozinha. A intensidade não foi forte, mas confesso que meu coração parecia querer soltar pela boca.

Na ilha de Taiwan, temos terremotos diários e um dos lugares mais afetados fica mais ao leste, no distrito de Hualien. Por lá existem históricos de terremotos com intensidade de até quase 8, mas o mais forte que já sentimos aqui foi de intensidade 3. Isso sempre se torna uma preocupação para quem está vindo morar por aqui, pois sempre somos muito questionados quanto a sensação de viver isso.

Leia também: Terremoto de 19 de setembro no México

Terremoto 921

Em 1999, a ilha passou por um grande terremoto que ficou conhecido como o 921 que ocorreu no distrito de Nantou, no centro da ilha à 1h47 da madrugada. Foi uma das maiores catástrofes que Taiwan vivenciou com milhares de mortos, prédios caídos e diversas estruturas danificadas. Na escala Richter que é a escala que quantifica a intensidade dos terremotos de 1 a 10, este terremoto 921 chegou a uma intensidade de 7,3 e já é considerado forte.

Nós tivemos a oportunidade de vivenciar o mesmo tremor de 7,3 através de um simulador, quando fomos até o Museu do Terremoto na cidade de Taichung. É uma visita bastante válida, porém, triste já que é possível conhecer toda a história dos terremotos no país. Também é possível aprender sobre a estrutura dos novos prédios e como agir em casos de fortes tremores. O museu foi construído em uma das escolas na qual a falha geológica passava exatamente dentro do pátio.

Falha geológica passou no meio do pátio da escola. Museu do Terremoto, Taichung, 2014. Arquivo pessoal.

Esse episódio fez com que a economia do país caísse justamente quando estava tentando se reerguer de uma crise de 1997 e infelizmente, o valor das residências em 1999 caiu consideravelmente. Em contrapartida, o país se fortaleceu para reconstrução melhorarando a legislação da construção civil, tornando assim, os novos prédios com maior capacidade de enfrentar esses abalos. Eu ainda tenho que mencionar que quanto a segurança, de acordo com o plano diretor das cidades, os prédios antigos que ultrapassam 50 anos de idade são demolidos para que outros novos prédios sejam construídos.

É sempre muito gostoso ler textos a respeito das boas coisas que cada país tem a oferecer, por esse motivo, decidi escrever sobre este tema, pois já passava mais de um ano que não sentíamos terremotos aqui em Taipei.

A pausa nos terremotos não significava que as placas estavam paradas, mas os abalos estavam acontecendo com baixa intensidade e em outras cidades. Porém, no mês de fevereiro, dia 6, fomos pegos de surpresa por um grande terremoto na cidade de Hualien (6,4 no epicentro) de média intensidade em Taipei. Já estávamos deitados quando a cama começou a tremer bem como a estrutura do prédio. Como agora moramos no 2º andar, também fez um barulho característico por estar em movimento. Foi um susto, mas que em fração de segundos é preciso manter a calma e pensar nas providências a serem tomadas.

Ainda estamos tendo uma sequência de terremotos como em outros anos não havíamos passado. Desde o dia 06 de fevereiro, já foram registrados mais de 50 terremotos dentre os quais muitos de nós temos sentido em nossas casas. Nos noticiários locais, há cientistas dizendo que Taiwan entrou no ciclo dos 100 anos de terremotos, ou seja, que a probabilidade de acontecer um terremoto de muita intensidade é esperada dentro dos próximos 10 anos.

E quais são as recomendações básicas?

1) A primeira orientação que sempre procuramos fazer é abrir a porta de saída da casa ou ambiente. Isso pode evitar que em uma emergência a porta fique emperrada e você não consiga sair a tempo. Em geral, as portas de entrada das residências são extremamente resistentes;

2) Preparar uma mochila com os itens básicos de sobrevivência: água, barra de cereal, antitérmicos, lanterna e etc. e mantê-la sempre próxima da porta de saída;

3) Combinar um local de encontro com sua família em caso de grandes catástrofes.

Para quem quiser ter mais informações sobre questões de segurança, deixo o link aqui com algumas instruções para caso de catástrofes.

Temos vários relatos de amigos brasileiros que vivem por aqui em prédios de andares super altos e por esse motivo, sentem ainda mais o tremor. Lustres balançam, gavetas abrem, portas de armários emperram, portas de correr ficam batendo e por aí vai. Cada um encara à sua maneira – uns chegam a ter enjoos e outros ficam com o coração acelerado.

No tempo em que vivemos aqui, não tivemos histórico de brasileiros que passaram por alguma situação de emergência. Os prédios mais novos são sim muito seguros, a cidade é bastante preparada e os brasileiros que têm a intenção de viver nessa ilha cheia de aventuras, não devem deixar o sonho de ter uma experiência do outro lado do mundo somente por alguma insegurança pessoal. Afinal, são esses tipos de desafios que nos tornam mais fortes para enfrentarmos os obstáculos do dia a dia.

Related posts

Mulheres taiwanesas

Gisela Melo

14 dicas para morar em Taiwan

Gisela Melo

Escolas em Taipei

Gisela Melo

1 comentário

Mario Sakane Abril 12, 2018 at 10:32 pm

There is nothing to do with power of nature. E os humanos destruindo cada vez mais , a natureza esta revoltada.
Trabalho com simulacao de terremoto aqui no Japao e tenho percebido que a intensidade sismica tem aumentado cada vez mais.Veja o terremoto em Touhoku e depois em Kumamoto.em Kumamoto a placa se moveu a uma velocidade de 1.8m/sec .
Em breve teremos abalo sismico de intensidade enorme aqui na regiao de Tokyo, a parte mais populosa do Japao.
Caso tiver interesse, entre em contato comigo.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação