BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo Holanda Maternidade Pelo Mundo

Segredos e anis : as tradições pré e pós nascimento

O nascimento de uma criança é um dos acontecimentos mais profundos da existência humana e, por isso mesmo, sempre foi e ainda é cercado de tradições e rituais em todos os cantos do planeta.

A história, os costumes e a cultura do país influem de forma significativa nas tradições que envolvem os nascimentos. A origem de muitas delas se perdem nas névoas do tempo.

Manter envolto em segredo o sexo e o nome do bebê até o dia do nascimento é o que prevalece aqui na Holanda. A justificativa para tal mistério é que, desta forma, o casal fica à vontade para escolher o nome que quiser e evita escutar opiniões alheias que são muitas vezes descabidas.

Assim que o bebê nasce os pais enviam a todos os amigos, conhecidos e familiares um cartão de nascimento (geboortekaartje) que informa o nome da criança, peso, altura e outros detalhes que queiram compartilhar. Além disso, o cartão diz quando e se a mãe irá receber as visitas.

Geboorte
Exemplo de capa de cartão de nascimento (geboortekaartje) Fonte : http://www.pixabay.com

A origem dos cartões de nascimento situa-se em meados do século XIX, quando as pessoas passaram a sentir necessidade de anunciar a chegada dos novos rebentos, mas no início eram apenas simples cartas e não os cartões elaborados de hoje. Nos períodos de pós-guerra apenas os ricos tinham condições de fazer tais cartões.  Atualmente, existem sites especializados em geboortekaartjes: o casal escolhe o modelo (podendo modificar algo se quiser), insere os dados e envia o pedido. Prático e eficiente.

A maioria das pessoas que recebem um geboortekaartje enviam outro cartão de felicitações de volta. Muitas mães fazem um álbum com eles para guardar como recordação.

Colocar  a imagem de uma cegonha no jardim ou na janela também é uma das antigas tradições que acompanha o nascimento dos bebês aqui na Holanda. Esse costume remonta ao século XVIII e é originário da Alemanha. Simbolicamente a cegonha é aquela que traz a sorte e, sendo assim, tem a missão de trazer a alma para o corpo do recém-nascido para, desta forma, garantir que ele tenha uma vida feliz.

Hoje em dia, junto com a imagem da cegonha, algumas pessoas colocam também enfeites e frases que dizem: “Hoera !! is een meisje”( Hurra!! É uma menina) ou “Hoera!!! Is een jongen” ( Hurra!! É um menino”). Aliás, divulgar acontecimentos importantes como nascimentos, aniversários e passagem de grau escolar na frente das casas é costume por aqui ( para saber mais leia meu texto sobre o aniversário de 50 anos).

Durante a visita à mãe e ao recém-nascido, é oferecido além de café e chá, a beschuit met muisjes, que é uma espécie de torrada com manteiga coberta com bolinhas feitas de anis e açúcar.

beschuit
Beschuit met muisjes Fonte: http://www.pixabay.com

Acredita-se que essa tradição de visitar mãe e bebê e ganhar algo gostoso para comer, para assim comemorar o nascimento, começou na Idade Média. Nessa época, devido às precárias condições médicas e de higiene, o número de mulheres e bebês que morriam durante o parto era muito alto. Por isso, um parto bem sucedido (no qual mãe e criança sobreviviam) era motivo de comemoração.

Toda a vizinhança se envolvia no acontecimento e as crianças ganhavam uma fatia de pão com açúcar. É importante lembrar que o açúcar era uma iguaria muito cara, portanto, ganhar uma fatia de pão com açucar era de fato bem especial.  Quanto ao anis, além de ser utilizado na culinária e como bebida, a ele também era creditado propriedades curativas. Então, no século XVII dizia-se que era bom para a parturiente comer anis ou beber anisette para ajudar na produção de leite e na recuperação do útero. Acreditava-se também que isso afastava os maus espíritos.

É praticamente impossível determinar quando beschuit met muisjes que conhecemos hoje surgiu, o que se sabe é que é uma junção das tradições que mencionei acima e que o beschuit era somente para os ricos, as pessoas comuns comiam pão branco comum.

As muisjes, que são as bolinhas de anis com açúcar, são azuis e brancas para meninos e rosa e brancas para as meninas e podem ser compradas nos supermercados.

Essas são as típicas tradições holandesas pré e pós nascimento, mas e quando o casal é multicultural, como acontece? Na verdade fica a critério de cada casal decidir.

As tradições  tendem a enriquecer quando as culturas se misturam!.

Related posts

40 fatos que você não sabia sobre a Bélgica

Elisa Penna

Quem tem medo de morar na Ásia?

Paula Augot

Costumes argentinos que me conquistaram

Patricia Souza

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação