BrasileirasPeloMundo.com
Holanda

Como evitar gafes em visitas na Holanda

Cometer gafes é algo bastante comum de acontecer quando mudamos de país. Tudo bem que depois que passa pode até virar piada, mas no momento que acontece, a gente fica lá, com aquela cara de “ué?!”, meio sem saber o que está acontecendo.

Então vamos saber um pouco sobre como as coisas funcionam de forma geral ( eu disse geral ) na Holanda, no que diz respeito à visitas ?

Visitas sem aviso antecipado não são bem vistas. Holandês adora ter tudo agendado, então, marcar uma visita com antecedência é uma regra de ouro. Amigos muito chegados ou filhos e pais podem ligar, por exemplo, de manhã para perguntar se é possivel fazer uma visita de tarde, mas, mesmo assim, se puder ser com mais antecedência, melhor. Obviamente, algumas pessoas e famílias são mais flexíveis que outras, mas no geral é assim.

Outro ponto é: se você comentar com um holandês “vamos marcar uma visita”, pode ter certeza de que ele vai ficar esperando seu telefonema. A objetividade deles não abre margens para se fazer esse tipo de comentário se você, de fato, não tem a intenção de realizá-lo.

Outro ítem a ser lembrado é a pontualidade. Chegar na hora demonstra respeito e consideração e os holandeses costumam ser bastante pontuais, muitas pessoas às vezes chegam 10 ou 15 minutos mais cedo, mas esperam do lado de fora até dar a hora para tocarem a companhia.

Outra coisa: nada de beijos e abraços se você não for íntimo da pessoa. Basta um aperto de mão. E se estiver sendo apresentado pela primeira vez, aperte a mão e diga seu nome. Os três beijinhos no rosto (isso mesmo, aqui são três) são reservados para aquelas pessoas mais próximas e para familiares. Por isso, não chegue beijando e abraçando todo mundo, fique atrás da linha da fronteira! Ah, e nada de beijos molhados, na verdade os tres beijinhos são mais um encontro de rostos do que qualquer outra coisa.

Em algumas residências tira-se os sapatos, mas essa não é uma regra geral. Normalmente observo os donos da casa, se estão de meias ou pantufas faço menção de tirar os sapatos e, imediatamente, eles vão se manifestar ou dizendo que não há necessidade de se descalçar, ou oferecendo pantufas ou não falando nada, o que é um sinal claro que você deve tirar os sapatos.

Não esqueça de levar sempre uma lembrancinha para os anfitriões, pode ser algo simples , como um vasinho de flores, chocolate, etc. O importante é não chegar de mãos vazias.

Assim que você chegar lhe será oferecido café ou chá (ou alguma outra bebida), que normalmenre vêm acompanhados de um biscoito doce tipo cookie.

É bem popular a história de que quando  em visita a Holanda, para analisar se o país realmente precisava da ajuda do Plano Marshall, o então Ministro de Negócios Econômicos norte-americano Averell Harriman  e seu assistente, em visita à casa (pequena e alugada) do então Primeiro Ministro holandês, Dr. Willen Drees, foram recebidos com café e um cookie cada um.  Impressionado com tamanha simplicidade, já na saída o Ministro comentou com seu assistente: “Se a casa do Primeiro Ministro é assim, como não deve viver o resto da população? A Holanda realmente precisa de nossa ajuda!”.

Portanto, fica claro que, diferentemente de outras culturas, como a brasileira por exemplo, onde receber uma visita significa abundância de comes e bebes, aqui é tudo mais ponderado. Como eu disse acima, se alguém te convidar para uma visita ou para tomar um café, não espere mesas cheias de pães, bolos e outras gulodices. Muitas vezes o “tomar café” é  só um café mesmo.

E se durante a visita  lhe for oferecido chá, você vai notar que pode ter ao lado da xícara uma espécie de pratinho para você colocar o saquinho de chá, o theetipje. Caso queira mais uma xícara, o normal é utilizar novamente o mesmo saquinho. Já se for convidado para jantar ou almoçar, comer muito e repetir muitas vezes vai suscitar olhares estranhos, já que os holandeses são bastante comedidos. Uma outra dica é sempre esperar ser servido. O uso do guardanapo não é tão intenso quanto no Brasil, então, não se surpreenda se durante uma visita você perceber que não há nenhum!

Quanto ao tempo de duração das visitas, este é bastante variável e depende do tipo de visita e de sua relação com os anfitriões.

Não posso esquecer de mencionar também, que a Holanda além de ser a terra das tulipas, dos tamancos e dos moinhos, é também a terra dos cartões. Existem cartões para as mais variadas ocasiões: mudança de casa, de emprego, passagem de ano escolar, nascimento, falecimento, gravidez, primeiro ano de casamento, por ter ganho o primeiro neto(a) e assim ad infinitum. Particularmente, acho bastante elegante e atencioso o envio de cartões, seja para felicitar, amparar, consolar, partilhar, etc.

Existem mais dicas para compartilhar referentes a outros eventos sociais, mas ficam para uma próxima ocasião!

Curioso em saber como acontecem as visitas sociais em outros países? Leia aqui o texto da Aline sobre a Turquia e o da Vânia na Suécia. 

Related posts

O que você precisa saber pra ter um cachorro na Holanda

Giovanna Prata

Kraamzorg, a enfermeira da maternidade na Holanda

Priscilla Sobral

Turismo e transporte público na Holanda

Regina Oki

4 comentários

Catia Pietro Agosto 15, 2016 at 11:25 am

Oi, Cintia,

meu sogro holandês adorou seu artigo! A Holanda é um país moderno, mas é interessante notar como muitos costumes – e a famosa frugalidade holandesa – remontam ao calvinismo. Só os três beijinhos me parecem uma exceção à regra. Sempre que estou na Holanda, preciso lembrar isso, pois, com meus modos paulistas, estou acostumada a tirar o rosto após o primeiro e já deixei muita gente beijando o ar… 😉

Resposta
Cintia Beatrice Agosto 15, 2016 at 1:22 pm

Olá Cátia,

Fico contente que seu sogro tenha gostado do artigo. Sim, eu também acho interessante como ainda vemos traços fortes do calvinismo no comportamento e costume holandesas. A frugalidade, a discrição e a sobriedade nos falam muito sobre isso. E para ser sincera eu aprecio essa questão da frugalidade, pois é muito prática ! . Também sou paulistana e como voce, no início, achava os tre^s beijinhos meio excessivo. Continuem nos acompanhando. Abs

Resposta
Betina Setembro 21, 2016 at 1:52 am

Oi, Cintia. Tudo bem? Meu Marido, minha filha e eu estamos com planos em ir morar na Holanda no próximo ano. Adorei os teus posts e gostaria de te fazer algumas perguntas. Você poderia me ajudar? Qual seu e-mail? O meu é [email protected] agradeço desde já, Betina Sievers.

Resposta
Cintia Setembro 27, 2016 at 6:27 pm

Ola Betina,

Por questoes de privacidade nao disponibilizo meu email.Mas sinta se a vontade para perguntar por aqui. Abs

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação