BrasileirasPeloMundo.com
Bélgica Transporte Público Pelo Mundo

Transporte público na Bélgica – Parte 1

Apesar de sempre reclamarmos do transporte público brasileiro, a organização do tráfego nas grandes cidades da Bélgica pode parecer um tanto confusa em um primeiro momento, quando percebemos que carros, bondes elétricos, bicicletas, pessoas e ônibus se cruzam nas ruas. Mas espanta em termos de organização, apenas, não em termos de qualidade dos serviços prestados à população.

Na Bélgica, o sistema de transportes públicos é organizado por regiões, dessa forma:

STIB : empresa gestora responsável pela região metropolitana de Bruxelas

DE LIJN: responsável pela região de Flandres (comunidade neerlandófona)

TEC: responsável pela região da Valônia (comunidade francófona)

SNCB:  empresa que coordena as linhas ferroviárias em todo o território belga

Como circulo mais pela região de Flandres, entrarei em maiores detalhes sobre o transporte público nessa área. Algumas regras valem para todas as regiões, como as tarifas especiais para idosos, estudantes ou grupos.

Ônibus De Lijn - www.onibusbrasil.com
Ônibus De Lijn – www.onibusbrasil.com

A De Lijn é responsável pela cobertura dessa região, incluindo os ônibus, bondes e metrô. Para utilizar o transporte público você paga uma tarifa ou adquire um abonnement, que nada mais são que pacotes mensais ou anuais para uso do transporte público. Sempre é necessário validar seu ticket antes de utilizá-lo, isto é, antes de embarcar em todo transporte público, bem como em cada conexão entre esses meios de transporte, você precisa aproximar seu ticket de uma máquina (geralmente próxima ao lugar de embarque) que marcará em seu bilhete a data e a hora. Caso se esqueça de validar, poderá receber uma multa do fiscal que passa conferindo os bilhetes.

Antes de fevereiro deste ano era necessário saber o número de zonas que se iria percorrer para saber o valor do ticket a ser pago. Após esse mês deram uma boa simplificada. Você paga 3€ pelo ticket para usar por 60 minutos (Single Pass) ou, caso tenha um itinerário mais longo, pode ser mais vantajoso adquirir um abonnement que cubra o deslocamento de modo ilimitado ou mesmo um Day Pass, em que você pode fazer viagens ilimitadas por um dia. Há também o 3 Day Pass e o 5 Day Pass. Caso você tenha um número belga de celular, você ainda pode usar o SMS Ticket, em que cada viagem de 60 minutos sai por 1,80€. Para isso, basta enviar o código DL para o número 4884. Também é possível adquirir o Lijn Card, que custa 14€, e então cada uma das 10 passagens de 60 minutos sai por apenas 1.40€. Lembrando que todos os valores mencionados neste parágrafo valem tanto para ônibus quanto para tram.

Nos ônibus da empresa De Lijn  só é permitido pagar com uma cédula de no máximo 10€, mas caso o ticket custe mais que 10€, é possível usar uma cédula de 20€.

Interessante mencionar que caso não tenha 10€, você pode preencher o formulário reiziger zonder gepast geld (viajante não tem o valor exato). A pessoa terá, então, duas semanas para pagar o preço via transferência bancária e, ultrapassado esse tempo, receberá uma multa.

Na região de Flandres deve-se mostrar o abonnement ou ticket diretamente ao motorista no momento do embarque. A De Lijn também oferece pacotes escolares para alunos entre 12 a 24 anos. Para poder utilizar essa tarifa o aluno precisa apresentar um certificado de frequência escolar do ano letivo.

  • Ticket 1 viagem: custa 3€ válido por 60 minutos.
  • Buzzy Pazz: 30€ por mês ou 199€ por ano
  • Omnipas (maiores de 25 anos): 46€ mensal ou 299€ anual
  • Abonnement MTB: 55,50€ mensal ou 583€ por um ano (cobre toda a região do país, com exceção da região metropolitana de Bruxelas, coberta pelo abonnement STB)

Em caso de infração, as regras da De Lijn são rigorosas e as multas são divididas em 3 tipos de gravidade, aumentando-se o valor consideravelmente.  Para informações sobre os tipos de infrações, basta consultar o seguinte link.

Sobre o transporte ferroviário, sem dúvidas é uma das opções mais rápidas, práticas e confortáveis para se conhecer o país, apesar de muitos belgas reclamarem dos constantes atrasos dos trens. Em Antuérpia, a Estação Central é considerada uma das mais belas de toda a Europa! E é mesmo!

www.pixabay.com
Entrada da Estação Central de Antuérpia – www.pixabay.com

Tarifas para bilhetes e pacotes, levando-se em conta a 2ª classe (classe básica, mas bem confortável):

  • O bilhete Standard é para maiores de 26 anos, custa entre 7,50€ a 17€ dependendo da cidade, ida para qualquer cidade da Bélgica, sem  limitações de horário ou distância para viajar dentro do país;
  • Go Pass 1 é para menores de 26 anos, custa 6€, ida simples para qualquer cidade na Bélgica;
  • Billhete Weekend proporciona tarifa 50% mais barata, ida e volta para qualquer cidade na Bélgica, válido de sexta a partir de 19h com retorno até domingo a partir das 19h;
  • Carte famille nombreuse é um cartão que permite redução de 50% para os pais de famílias grandes com pelo menos 3 filhos menores de 25 anos. Com este benefício, crianças menores de 12 anos viajam gratuitamente e os menores de 25 anos ganham redução de 50% em toda viagem de trem. Para ter este cartão você deve preencher o formulário de pedido, legalizar na sua commune (prefeitura), e levar em um guichê da SNCB com uma foto de cada membro da família, além de pagar 6€.

As mulheres grávidas a partir do 5° mês de gestação podem viajar na confortável primeira classe, desde que apresentem um bilhete válido de segunda classe e um atestado médico com a data estimada do parto.

  • Go Unlimited é um pacote para menores de 26 anos, custa 25€, pode-se viajar ilimitadamente e é válido para qualquer cidade na Bélgica durante as férias de verão (1° de julho até 31 de agosto);
  • Abonnement MTB é aquele pacote que permite viajar por todas as estações dentro da zona conhecida como JUMP (zona que cobre o país, exceto a região metropolitana de Bruxelas) de maneira ilimitada, custa 55,50€ por mês ou 583€ por um ano;
  • Blue-bike permite que você chegue ao seu destino final de bicicleta após um trecho de trem. Uma assinatura anual custa 10€. As bicicletas são ótimas e o sistema abrange 42 estações em todo o país, disponíveis 24h por dia. Há também bicicletas elétricas.

Importante mencionar também que é permitido viajar com animais nos trens pelo país. Para um animal de pequeno porte dentro de gaiola/bolsa ou para um cão-guia, o transporte é gratuito. Para um animal doméstico de tamanho maior, paga-se 2,30€. Caso você não esteja com seu bilhete ou cartão dentro do trem, poderá receber uma multa de 75€.

Para facilitar ainda mais e obter sempre as informações atualizadas, baixe o aplicativo da SNCB para smartphones, iPhone e Android, e o da De Lijn, também disponíveis para  iPhone e Android. As outras empresas gestoras de transporte público na Bélgica, mencionadas no início deste texto, também dispõem de aplicativos para smartphones.

Fonte:  Viver na Bélgica

Related posts

De Bruxelas para Lisboa

Bia Noronha

Trânsito em Lima

Janayna Guerra

Transporte público em Amsterdã

Giovanna Prata

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação