BrasileirasPeloMundo.com
Omã

Um dia de turista em Mascate

Completei 7 meses morando em Mascate, e agora, com toda a minha vida em ordem, decidi que era hora de ser turista.

Omã ainda não é um país muito conhecido pelos turistas, principalmente pelos brasileiros.

Na verdade, alguns de vocês, acredito que nunca nem ouviram falar sobre ele. Eu mesma passei a conhecê-lo apenas quando me mudei para Ásia. Oman, conhecido oficialmente como Sultanato de Oman, está localizado na península árabe. O país faz parte do grupo GCC (conselho de cooperação dos países do golfo). Esse grupo é composto por 6 países, sendo eles: Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Kuwait, Qatar, Bahrain e Oman. O acordo tem como objetivo facilitar as relações econômicas, turísticas, de comércio, dentre outras dos países do grupo. Como todos sabem, a língua oficial do país é o árabe, mas todos falam muito bem inglês. Até hoje, a língua nunca foi um problema para mim.

Uma das minhas paradas no meu dia de turista foi o: Bimmah Sink Hole e Wadi Shab.

Essas lindas belezas naturais estão situadas a 130km de Muscat, mais ou menos duas horas de carro. A estrada é ótima, e não é preciso ter um carro 4×4 para conseguir chegar no Sink Hole e no Wadi.

Depois de duas horas de viagem fizemos a nossa primeira parada no Bimmah Sink Hole. Ele é um parque que não paga para entrar, com uma cratera impressionante de água cristalina no meio.  É muito engraçado, pois quando entramos no parque não nos damos conta da maravilha que ele esconde. De acordo com a lenda, a cratera de água cristalina é resultado da queda de um meteoro. Inclusive o nome do local, em árabe, Hawiyat Najm significa a estrela cadente. Para ter acesso à água cristalina, basta descer as escadas. Como é um lugar público e os locais também frequentam, eu aconselho a usar roupas de banhos mais comportadas para poder entrar na água.  Eu não cheguei a entrar na água, pois já eram duas da tarde e eu ainda queria ir ao Wadi Shab.

Leia também: Primeiras impressões de Mascate

O Wadi Shab está localizado a mais ou menos 30 minutos do Bimmah. Assim que chegamos estacionamos o carro e fomos pegar o barquinho que faz a travessia para a entrada do vale. O barquinho tem o valor de 1Rial (10 reais). A caminhada até as piscinas naturais dura cerca de 45 minutos. O cenário pelo caminho é muito bonito, rende lindas fotos. Ao final da caminhada de 45 minutos, chegamos no fim da trilha. Para seguir até a grande atração desse vale, uma queda da água dentro de uma caverna com um poço cristalino é preciso seguir nadando. A água é bem clarinha e a temperatura é uma delícia. Eu amei esse passeio, uma das coisas que eu mais gosto de Oman é a diversidade natural do país!

O outro lugar que estava doida para conhecer desde que me mudei para Muscat é a Mesquita Sultan Qaboos.

A mesquita foi construída em 1995 e possui 40.000 metros quadrados. Toda a sua estrutura exterior é em pedras e mármores claros, que nos passam uma sensação de tranquilidade e paz.

A primeira sala da mesquita é a sala de oração das mulheres. Essa sala tem capacidade para 800 mulheres. Na religião islâmica as mulheres rezam separadas dos homens. Os muçulmanos afirmam que isso não é um sinal de preconceito nem que a mulher é inferior ao homem. De acordo com eles, as rezas são separadas, pois assim as mulheres se sentem mais cômodas, já que durante a reza é preciso se agachar e se curvar.

Após a sala de oração das mulheres está o salão de oração principal, com capacidade para 6.500 pessoas. Gente, juro, é de cair o queixo. O interior da sala é muito, muito bonito. No seu centro está um lustre maravilhoso de 1.100 luzes, todo de cristal Swarovski, considerado um dos maiores do mundo. O luxo não para por aí, não, galera. Os mármores que preenchem todo o interior da sala foram importados da Itália. O tapete da sala é um tapete persa de uma só peça, composto por 28 cores que foi tecido no Irã por 600 tecedoras. O tapete demorou 4 anos para ser tecido e hoje é considerado um dos maiores do mundo. No fundo da sala possui uma única parede azul que chama bastante atenção. Essa parede indica onde as pessoas devem dirigir suas orações, pois ele está voltado para Meca. Suas cores são muito bonitas, e dá um lindo contraste na sala toda branca.

A mesquita fica aberta de sábado a quinta, das 8 às 11 da manhã. Eu recomendo chegar cedo para conseguir recorrê-la com calma. É muito importante estar atenta à roupa no dia que for visitar a mesquita. Nós, mulheres, temos que estar vestidas com uma blusa que cubra os braços, calça ou saias longas. É muito importante levar um lenço para cobrir os cabelos na hora de entrar na mesquita, pois sem ele você não vai conseguir fazer a visita. Eu recomendo alugar o auto-guia para percorrer a mesquita. Ele não é tão barato (2,5Rial), mas acho que vale super a pena!

O que posso dizer, a mesquita é simplesmente deslumbrante!

A cada dia que passa me surpreendo mais com as belezas dessa minha nova casa.

Related posts

Licença maternidade pelo mundo

Ann Moeller

Do Rio para Omã

Paula Jimenez

Mitos e verdades sobre morar no Oriente Médio

Isabela Avila

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação