BrasileirasPeloMundo.com
EUA

Um roteiro barato para ver Manhattan

Nova Iorque é cara. Todo post que eu faço aqui eu deixo isso bem claro. Não que eu queira desmotivar ninguém, mas é quase impossível não cair nesse assunto. Quase impossível! Vem comigo em um roteiro barato para ver Manhattan de fora e tirar fotos incríveis.

Quem não viu uma foto da ponte do Brooklyn não fez a pesquisa de Nova Iorque direito. Sério. Comece de novo.

O Dumbo é o bairro do Brooklyn que tem vista para Manhattan. Sabe quando você está em Niterói e consegue ver o Rio de Janeiro? É isso. A diferença é que a ponte aqui não tem nem dois quilômetros e pode ser atravessada a pé.

O  Empire Fulton Ferry Park é um parque super agradável no Dumbo. Ótimo para passear nas estações de clima ameno. No inverno a região fica bem gelada porque é coladinha num rio, o East River.

A orla do parque tem uma vista linda para Manhattan. Caminhando por ali, você encontra algumas atrações turísticas, como o famoso carrossel, lojas, restaurantes e um quiosque de sorvete, batata frita e cerveja (é esse o cardápio) com cadeiras de frente para a cidade. É um dos poucos lugares que você pode beber bebida alcoólica ao ar livre no parque, mas atente-se: a sorveteria não fica aberta durante o inverno.

Saindo um pouquinho do parque, o trânsito espera os turistas tirarem foto da curva da ponte bem de pertinho, nas ruas do Dumbo. Aproveite o passeio.

Leia também: Tudo o que você precisa saber para morar nos EUA

Essa região é figurinha carimbada para fazer ensaio fotográfico. As blogueiras adoram e levam fotógrafos profissionais com rebatedor e troca de roupa. Os noivos também amam e eu já vi até um casamento acontecendo nas margens do rio. Que os noivos sejam felizes!

Voltar para Manhattan não precisa ser tão burocrático e simples quanto pegar um metrô. Pegue o caderninho da viagem e anote as alternativas:

Para quem não quiser andar por cima da ponte, tem a opção de fazer a travessia de balsa.

Não costumava andar de balsa no Rio de Janeiro, mas o que eu sei é que, na daqui, o andar de baixo é fechado, com temperatura controlada, e o andar de cima é aberto, com vista de 360 graus. É uma delícia ficar lá em cima no verão aproveitando a brisa e o calor.

Você pode pegar a balsa no Brooklyn Bridge Park – Pier 1.

Os parques são conectados, você vai andando e nem sente que trocou de parque. O preço é o mesmo do metrô (US$ 2,75 dólares). Entre no site deles aqui e veja a rota que melhor cabe no seu roteiro.

Tem tempo e disposição sobrando? Eu aconselho voltar andando pela ponte do Brooklyn. Com 1.834 metros de calçadão de madeira, é uma das pontes de suspensão mais antigas dos Estados Unidos e a curva que ela faz mostra uma silhueta espetacular de Manhattan. Vale o passeio.

A entrada da ponte fica um pouco afastada da orla e do parque. Use um tênis confortável nesse dia.

Aliás, conselho para a vida: sempre vá passear de tênis. Andar pela cidade é maravilhoso e não dá para fazer em cima do salto ou com botas desconfortáveis.

Voltando à ponte do Brooklyn: ande um pouquinho para dentro, em direção à Downtown Brooklyn, de onde você veio se seguiu o meu roteiro de compras, para encontrar a entrada.

Não confunda a Ponte do Brooklyn com a Ponte de Manhattan (as duas são muito próximas). Na ponte de Manhattan são permitidos carros, trens e bicicletas, além dos pedestres. A ponte do Brooklyn é mais agradável de andar.

As bicicletas até tentam atravessar a ponte do Brooklyn, mas como o calçadão é limitado, elas perdem muito espaço para os pedestres. Eu não aconselho pegar uma bicicleta para fazer a travessia. Mesmo. É muita gente.

Quando a ponte vai terminando em Manhattan, começam a pipocar os vendedores ambulantes com os souvenirs mais baratos de NY. Se joga.

Ali pertinho do acesso à ponte em Manhattan fica o memorial e museu do 11 de Setembro. Vale visitar.

Saindo um pouco do Brooklyn, ainda tenho uma dica incrível para ver a cidade e a estátua da Liberdade de fora. Existe uma balsa de graça. Sim, de graça mesmo, inclusive não deixe ninguém tentar vender um tíquete para essa balsa porque não precisa. Mesmo. 

A balsa sai da estação e píer de Whitehall, em Manhattan, e vai para Staten Island. O melhor é que ela passa coladinha na Estátua da Liberdade e demora cerca de 25 minutos para chegar na ilha. Basta ficar do lado direito da balsa depois de entrar para ver a estátua.

Vou falar rapidinho das atrações de Staten Island, porque só vale passar o dia lá se você tiver bastante tempo. Eu deixei o passeio nos meus destaques no Instagram se alguém estiver curioso.

Carinhosamente, chamo Staten Island de Paquetá porque tem uma vista linda de Manhattan, é mais longe do que o Brooklyn (não tem nem ponte para lá) e parece interior.

                                                      

Bem perto da estação da balsa (St. George) na ilha, há um monumento em memória de 11 de Setembro. É pequeno, se comparado ao memorial oficial, mas é bonito.

Eu tenho uma teoria de que nem os americanos entendem de beisebol, mas se você entende (me explica?), pode ver um jogo do Island Yankees no Richmond County Bank Ballpark. Os ingressos são os mais baratos da região.

Leia também: O que fazer com 1000 dólares em Nova Iorque

A ilha tem várias outras atrações. Acho que o mais legal dela é você ter a sensação de estar no interior. Bom para quem mora aqui e quer escapar do caos. Se esse é o seu caso, eu aconselho que você comece seu roteiro visitando o site da ilha

Se você estiver com pressa, só pegue a balsa de volta e aproveite um pouco mais a vista.

Eu disse que dava para fugir dos preços caros de NY e dá mesmo. Aproveite seu dia curtindo ver Manhattan e depois me conta se gostou aqui nos comentários.

Quer saber mais dicas de passeios legais em Nova Iorque? Visite meu Instagram (@nyclady). Me segue lá também! Até a próxima!

Related posts

Sustentabilidade em Portland

Lorena Nascimento

Os bares temáticos de Los Angeles

Andrea Yagui

A língua inglesa no nosso português

Debora L. Juneck

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação