BrasileirasPeloMundo.com
Nova Zelândia Turismo Pelo Mundo

Viajar pela Nova Zelândia

Hobbiton-Nova-Zelândia

Viajar pela Nova Zelândia.

Se você pensa em estudar na Nova Zelândia, as paisagens maravilhosas do país provavelmente foram um grande incentivo para essa decisão, não é mesmo? Um dos lados positivos de morar no País, seja temporariamente ou não, são os pedacinhos de natureza a poucos quilômetros de distância o que permite poder viajar pela Nova Zelândia com frequência.

Cresci numa cidade pequena no Brasil e todas as minhas viagens para outras cidades ou estados foram de carro. Passava oito horas em um carro, tentando me distrair com a paisagem lá fora e esperando ansiosamente a hora da chegada. Aqui, você pode ir praticamente para qualquer lugar e voltar no mesmo dia. Para mim, essa flexibilidade é a melhor coisa do mundo!

Como viajar pelo país

Preciso confessar que turismo na NZ não é tão barato assim, mas há maneiras de percorrer o país economizando. Recomendo viajar de ônibus. Eles são eficientes, têm comodidades (wi-fi, tomada e entrada USB), e a viagem não é longa, dependendo de para onde você vai. Você pode comprar passagens facilmente no site da Mana Bus e da InterCity. A dica é comprar adiantado. Já achei passagens por cinco dólares, mas elas somem rápido!

Leia também: tudo que você precisa saber para morar Nova Zelândia

Outra opção bastante popular é alugar uma campervan e sair dirigindo por aí. Você pode estacionar em campings e economizar dinheiro. O céu estrelado é muito bonito em locais remotos da Nova Zelândia, como em Taupo.

Algumas empresas de aluguel são:

Escape Campervan Rentals.
Wicked Campers.
Jucy.

Aqui também tem um sistema em que você dirige o carro de uma empresa que aluga veículos até outra cidade de graça! O Transfer Car é um exemplo disso. Os únicos requerimentos, para isso, são ter mais de dezoito anos e uma carteira de motorista válida no país.

Fique dê olho no trânsito, pois já tiveram casos de acidentes causados por turistas que dirigiam na contramão. Além disso, ovelhas costumam cruzar a pista de vez em quando e sem qualquer aviso! As estradas são bem sinalizadas, mas não custa manter a atenção redobrada.

Onde ir?

Nos meus quase dois anos de Nova Zelândia, não tive muitas oportunidades de viajar pelo país. Mas, sem dúvidas, consegui aproveitar todos os locais que visitei. Não somente pela beleza das paisagens, mas pela organização do turismo no país.

Hobbiton, Matamata

Não sou a maior fã de ‘O Senhor dos Anéis’ e, mesmo assim, adorei ter conhecido o set de filmagens dos filmes. Localizado numa cidadezinha na ilha norte chamada Matamata, Hobbiton, atraí turistas de todos os cantos do mundo. O cenário é bem feito e realista, como se um hobbit fosse sair de alguma das casas a qualquer momento. Recomendo o passeio para não-fãs da saga pela ‘boniteza’ do cenário. O tour é de mais ou menos uma hora e no fim você pode tomar uma ginger beer por conta da casa!

Mount-M-Nova-Zelandia

Mount Maunganui, Bay of Plenty

Morei em Tauranga por alguns meses no verão de 2016. No bairro conhecido como Mount Maunganui, você encontra uma das praias mais bonitas do país! Muitos estrangeiros vão estudar inglês lá e eu entendo completamente a escolha deles. Se você não é fã de cidades grandes e gosta de um clima mais relax, típico de cidade praianas, estudar no Mount Maunganui pode ser uma ótima opção.

Piha Beach, Auckland

Há 40 minutos de carro de Auckland, está uma das praias mais famosas para o surfe. Também é conhecida por sua areia escura, que reluz contra o sol até mesmo nos dias de inverno. Apesar de ser um ponto de encontro de surfistas, Piha Beach também é considerada perigosa por ter muitas rochas. O mar fica muito agitado em dias com muito vento e você verá alguns salva-vidas andando por lá. Tem até um programa de TV dedicado aos resgastes feitos em Piha! Se você for iniciante no surfe, é melhor não arriscar.

Mount Ruapehu, Taupo

Um destino de inverno para aventureiros. Lá eu tive minha primeira experiência com esqui e, apesar de ser um esporte muito difícil, foi uma aventura incrível e que nunca seria possível no Brasil, né? A melhor época para visitar é entre junho e agosto. Há uma loja na estação de esqui para alugar os equipamentos e uma área grátis para iniciantes praticarem os tombos.

Bungee Nova Zelândia

Queenstown, Otago

Queenstown é a queridinha dos turistas. É o lar das montanhas nevadas e de muitos esportes radicais, como o Bungee Jumping! Por ser bastante turística, há uma infinidade de hostéis a preços accessíveis. A melhor época para passear por lá é no inverno por causa da paisagem, mas Queenstown é badalada o ano inteiro.

Dessa vez não fui eu quem viajei, mas um amiga e ela experimentou três bungees lá. Um dos mais populares é esse da foto acima, de 134 metros! Minha amiga pulou com a empresa AJ Hackett, que também tem outros pontos mais baixos (de 47 metros) para saltar.

Dicas para estudantes

Escolas de inglês sempre têm parceria com agências de turismo e tours por preços acessíveis. Basta perguntar na recepção quais são as opções e preços. O site Student Trips tem muitos tours com descontos! A maioria por volta de 200 dólares ou menos. É uma ótima opção para conhecer pessoas e praticar o inglês.

Também recomendo o site da Mana Tours, que funciona no mesmo esquema do Student Trips. Eles têm opções de tours de um dia ou um fim de semana por um precinho camarada. Algumas não chegam a 100 dólares.

Ainda têm muitos locais para conhecer no país, mas acredito que esses destinos sejam acessíveis para estudantes ou para quem quer gastar pouco! Muitos deles podem ser visitados em um bate volta. Se você quer passar uma noite ou duas no local, tem sempre um backpacker com preça camarada. Por 20 dólares neozelandeses, você consegue uma cama em um quarto compartilhado, e a chance de conhecer pessoas legais!

Related posts

Dicas práticas para a sua primeira viagem à Grécia

Amanda Fontenele

Viajar é seu melhor presente de Natal

Ciça Cioffi

Turismo em Columbus, Ohio

Paula Dalcin Martins

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação