BrasileirasPeloMundo.com
EUA Vistos & Cidadanias Pelo Mundo

Visto H4: Mudança na lei e reconstrução da carreira profissional

O visto H4 tem o intuito de dar permissão a familiares de estrangeiros que possuem o visto de trabalho temporário, tipo “H1B”, para que estes possam morar nos EUA como dependentes do parente que vem pra cá trabalhar. No entanto, quem recebe o visto H4 não recebe autorização para exercer atividade remunerada em território norte-americano. O H4 é pura e simplesmente uma autorização de acompanhamento de dependentes.

Aí você deve estar lendo e se perguntando: mas qual é o “problema”? Muitas pessoas acreditam que conseguir um visto para morar nos EUA é como ganhar um bilhete premiado na loteria, mas nem sempre a realidade é esta.

A grande maioria dos cônjuges que recebem o visto H4 são mulheres, formadas, altamente qualificadas e valiosas para a força de trabalho. No entanto, até maio deste ano, estas mulheres eram impedidas de trabalhar legalmente nos EUA, pois o visto H4 não as permitia. Dessa forma, quem possuía o H4 acabava recorrendo a cursos de extensão, programas de voluntariado ou muitas vezes trabalho ilegal, sempre usando o mínimo das suas habilidades e desperdiçando muito talento.

Esse é o problema do H4. Imagine que você se esforçou muito pra passar no vestibular, foi aprovada, batalhou muito pra se formar, se formou, conseguiu um emprego e adquiriu experiência, e um dia seu marido chegou em casa dizendo: “Querida, consegui aquela tão sonhada transferência no trabalho e vamos nos mudar pros EUA!” A primeira reação geralmente é a de euforia, certo? Você logo pensa na qualidade de vida, custo de vida barato, segurança, casa própria, carro moderno, boa escola pros seus filhos, viagens, etc. Atire a primeira pedra quem nunca teve uma pontinha de curiosidade em fazer parte do famoso American Dream… Bom, chegando na terra do Tio Sam, você se vê com quase tudo citado acima, inclusive o seu diploma pendurado na parede da sua mais nova sala. Vê seu marido se envolvendo e crescendo cada vez mais no trabalho, as crianças vivendo experiências maravilhosas na escola, e você… Em casa, sem poder trabalhar, pois o governo não permite.

Para algumas mulheres isso pode ser bem frustrante e essa é a realidade de milhares de estrangeiras que decidiram apoiar a carreira profissional de seus maridos nos EUA. Para aquelas que optaram por ser donas de casa, talvez essa seja a realização de um sonho, porém para aquelas que sempre prezaram pela independência financeira e de repente precisam do dinheiro do marido para absolutamente tudo, muitas vezes a depressão bate na porta, vindo juntamente com a perda de identidade profissional, a baixa autoestima, a barreira da língua, os choques culturais, a saudade da família que ficou no Brasil, a dificuldade em fazer novas amizades, dentre muitos outros fatores que já levaram inúmeros casais ao divórcio.

Foto usada na campanha a favor da expedição da Autorização de Trabalho para portadores do visto H4
Foto usada na campanha a favor da expedição da Autorização de Trabalho para portadores do visto H4 – Crédito: Youtube.com

A mudança

Bom, a boa notícia é que esse cenário triste descrito acima está prestes a mudar pra muitas mulheres que estão insatisfeitas! Devido à onda de reformas na política imigratória norte-americana nos últimos meses e muita cobrança de organizações que apoiam imigrantes altamente qualificados nos EUA, o Presidente Barack Obama aprovou a concessão de autorização de trabalho para os portadores do visto H4 e em 26 de maio de 2015, o Serviço de Imigração Americana (USCIS) começou a aceitar alguns casos de pedidos de autorização de trabalho (EAD) de cônjuges portadores do H4 devido ao visto H1B do marido ou esposa.

Quem é elegível para a EAD sendo portador do visto H4?

– Cônjuges de portadores do visto H1B beneficiários da petição I-140 (Immigrant Petition for Alien Worker)

– Cônjuges de portadores de visto H1B que tenham recebido a extensão da validade do visto após 6 anos de trabalho nos EUA.

Para ser elegível para receber a EAD, o cônjuge portador do visto H4 deve manter o status legal, assim como o trabalhador que possui o H1B também deve estar em situação regular.

Qual é o procedimento para conseguir a EAD sendo portador do visto H4?

Primeiramente é obrigatório estar presente nos EUA para pedir a EAD. Você não poderá fazer o pedido estando no Brasil. Existem duas maneiras de iniciar o processo:

1) Através do formulário I-765 da USCIS e requerendo a EAD;

2) Através do formulário I-539 (Application To Extend/Change Nonimmigrant Status) requerendo a extensão ou alteração do status H4 para um outro tipo de visto. No entanto, nesta segunda opção, para requerer a troca de status é necessário que o portador do visto H1B  (cônjuge que está sendo acompanhado) tenha preenchido o formulário I-129 (Petition for a Nonimmigrant Worker) também buscando a extensão de seu visto;

3) Também é necessário enviar a documentação padrão pedida pela imigração para a troca de status, tais como cópia de passaporte, duas fotos tamanho 2X2, formulários I-94 e I-797, cópia de certidão de casamento com tradução juramentada, comprovante de declaração de Imposto de Renda do portador do visto H1B, pagamento de taxas cobradas, dentre qualquer outro documento exigido pela USCIS.

Quanto tempo leva o processamento desta documentação?

Varia de caso pra caso. O prazo de 90 dias para avaliar o Formulário I- 765 juntamente com o Formulário I- 539 não começa até que a USCIS tenha determinado se você é elegível para a mudança de status.

Qual a validade da EAD?

A EAD será válida pelo mesmo período que o visto H1B do cônjuge que está acompanhado é válida. A razão da validade ser a mesma se dá pelo fato de que ambos visto e autorização de trabalho estão conectados. A EAD só é emitida pois há um cônjuge que possui o visto H1B, nenhuma outra razão.

Consegui a Autorização de Trabalho. E agora?

Talvez esse seja o momento de maior desafio. Conseguir a EAD é um processo lento e muitas vezes dispendioso, porém, se você se encaixar nos requerimentos exigidos pelo governo norte-americano, mais cedo ou mais tarde sua EAD será expedida. No entanto, reconstruir a carreira em um país estrangeiro, que ainda tenta se recuperar de uma grave crise econômica, e após estar meses ou anos afastada do mercado de trabalho pode ser um trabalho muito mais árduo do que conseguir a EAD em si. Porém, apesar de ser um desafio, não é uma missão impossível.

Minhas dicas são:

1- Se você ainda não tem inglês fluente procure por um curso ESL. É difícil entrar em um mercado de trabalho competitivo sem falar o idioma local fluentemente;

2- Procure saber se seu diploma precisa ser validado aqui para que você possa exercer sua profissão. Se precisar, valide-o o mais rápido possível;

3- Atualize seu CV e suas cartas de intenção para os padrões norte-americanos. Acredite, há diferenças entre os padrões brasileiro e o norte-americano;

4- Crie um perfil no LinkedIn caso você ainda não tenha um. As grandes empresas dos EUA estão sempre em busca de talentos através do LinkedIn.

5- Peça cartas de referência para seus antigos empregadores e faça tradução juramentada. Muitos empregadores fazem questão de ter referências na hora de contratar um estrangeiro;

6- Frequente eventos de networking. Grupos como o Meet Up podem ser um excelente lugar para conhecer profissionais na sua área e estão espalhados por todos os estados norte-americanos.

7- Reúna-se com profissionais da sua área e peça pra eles te entrevistarem e darem sugestões sobre pontos nos quais você pode melhorar. Isso se chama de “Informal Interview”;

8- Mande seu CV para agências de talentos.

9- Procure organizações que trabalhem buscando ajudar imigrantes qualificados. Algumas delas fornecem treinamento para atualização de CV, elaboração de cartas de intenção, dicas para entrevista, além de possuírem parcerias com empresas que procuram por talentos estrangeiros. Pessoalmente conheço o trabalho do Projeto Mosaic em St. Louis (Missouri), do Grupo Mulher Brasileira em Boston (Massachussetts) e da Upwardly Global em cidades como São Francisco (Califórnia), Chicago (Illinois), Nova York (Nova York), Detroit (Michigan) e Silver Spring (Maryland).

10- Seja persistente e não desista da sua carreira. Você lutou muito por ela!

Tem mais dúvidas sobre as mudanças no visto H4? clique aqui

Leia – Lista de vistos para morar nos Estados Unidos!

Related posts

Sim, é possível fazer dieta nos EUA

Caroline Rebouças

Nova Zelândia vai cobrar visto e taxa de turismo a partir de outubro 2019 

Rosana Melo

Estrangeiro também declara Imposto de Renda nos EUA?

Lorrane Sengheiser

14 comentários

Rodrigo Março 10, 2016 at 12:21 am

Boa noite.

Minha esposa está pra conseguir o visto de trabalho.
Chegamos em Orlando ha 3 semanas com o visto de turista.
Meu filho e eu teremos direto a ficarmos legal depois de acabar o visto de turista?
Eu também terei direito a trabalhar?

Resposta
Lorrane Sengheiser Março 10, 2016 at 3:00 pm

Rodrigo,

Sim, você e seu filho podem permanecer no país legalmente desde que troquem o status de turista pelo de dependente de portador de visto de trabalho H1B. Vocês devem pedir o visto H4. É aconselhável que você peça o visto H4 quando sua esposa pedir o H1B e façam a entrevista de visto juntos.

Você poderá trabalhar caso sua esposa te coloque como beneficiário da petição I-140. Para maiores informações, por favor, verifique o site da imigração USCIS.gov

Boa sorte,

Lorrane

Resposta
Fernando Tadeu Silva e Silva Abril 8, 2016 at 6:03 pm

Olá, Boa Tarde! Meu nome é Fernando Tadeu, tenho 32 anos, casado ( União Homoafetiva) sou brasileiro e possuo cidadania Portuguesa também,já morei nos EUA, 1 ano Intercâmbio 2000-2001 em Elkhart, Indiana. Sou seu colega de profissão, sou formado em Ciência Política e Relações Internacionais na Universidade Nova de Lisboa em Portugal, sendo que fiz o último ano de faculdade através do programa de Intercâmbio entre Universidades Europeias, o Erasmus, em Paris, no L` Institute de Sciences Politiques de Paris- Sciences- Po, após a graduação estagiei na Missão Diplomática do Brasil na União Europeia em Bruxelas, concluído o estágio, entrei na Pós graduação no ISCTE em Lisboa, em Desenvolvimento Diversidades Locais e Desafios Mundiais, basicamente economia Internacional. concluídos 7 anos morando na Europa, decidi voltar para o Brasil, ao regressar, validei meu Diploma aqui na UNB. Resumindo um pouco, estou completamente insatisfeito com o Brasil atualmente, e estou indeciso se volto pra Europa, vou para o Canadá, para Vancouver fazer um curso Prossionalizante de International Business e tentar o processo de imigração canadense o Express Entry, porém penso também em tentar ir para os EUA, minha preferência ai seria por Miami, cidade que mais me agrada por diversos fatores, mas não recusaria nenhuma oportunidade em Nova York ou Whashington. Venho lhe escrever para lhe pedir alguma dica de empresas americanas, empresas brasileiras com sede nos Eua, ou Consulados, Embaixadas e Câmaras de Comércio que contratem estrangeiros com o meu perfil. profissional. Sempre sonhei em morar em definitivo nos EUA. sou fluente em Inglês, Francês e Espanhol.. Sei que a Sra. não me conhece, mas caso eu obtenha algum retorno seu, serei eternamente grato.

Resposta
LARISSA Maio 19, 2016 at 8:48 pm

Olá Lorrane, tudo bem? Gostaria de saber se a aprovação do processo de EAD para H4 é suficiente para obter o SSN Card?

Muito obrigada.

Resposta
Lorrane Sengheiser Maio 20, 2016 at 9:11 pm

Sim, Larissa, já que para trabalhar legalmente nos EUA você deverá apresentar um Social Security Number.

Dá uma olhadinha neste link, por favor. Há muita informação sobre a questão do SSN para trabalhadores estrangeiros.
https://www.ssa.gov/pubs/EN-05-10107.pdf

Boa sorte,

Lorrane

Resposta
LARISSA Junho 3, 2016 at 5:01 pm

Muito obrigada.

Resposta
Camila Maio 26, 2016 at 4:19 am

Olá Lorrane, como vai?
Estou nessa situação do H4 e estou tentando entender melhor como funciona. Você falou q eh possível dar entrada no EAD com H4, mas q eu deveria estar cadastrada como beneficiária na petição I-140, coŕreto? Mas essa petição,pelo q entendi, eh referente ao processo do Green card e não do h1b, que outro processo mais complicado e demorado. Eh isso mesmo?
Obrigada

Resposta
Lorrane Sengheiser Maio 26, 2016 at 1:19 pm

Camila,

você deve ser cônjuge de portador do visto H1B, beneficiário da petição I-140 (Immigrant Petition for Alien Worker), ou seja, a petição I-140 deve ser referente ao seu marido, não a você.
A petição I-140 é referente ao Green Card sim. Ela é usada para indivíduos que tenham visto de trabalho nos EUA e desejam se tornar residentes permanentes, isto é, portadores de Green Card. Caso ele seja beneficiário dessa petição, a mudança no status se aplicará a você também.

Se esse não for o caso do seu marido, a outra forma de você, com o visto H4, conseguir a EAD seria:
-sendo cônjuge de portador de visto H1B que tenha recebido extensão da validade do visto após 6 anos de trabalho nos EUA.

Dá uma olhadinha no site da USCIS para maiores detalhes: https://www.uscis.gov/working-united-states/temporary-workers/faqs-employment-authorization-certain-h-4-dependent-spouses

Boa sorte,

Lorrane

Resposta
Ellen Setembro 19, 2016 at 5:36 pm

Olá! A avó do meu esposo é nossa dependente, mora conosco e tem 83 anos. Ela teria direito ao H4?
Obrigada!!

Resposta
Natasha Janeiro 4, 2018 at 2:06 am

Lorrane,
Tenho visto I, sou dependente do meu marido que é correspondente internacional. Você sabe se eu teria a mesma possibilidade de conseguir o work permit, como as portadoras do visto H4? Grata!

Resposta
Lorrane Sengheiser Janeiro 4, 2018 at 10:10 pm

Prezada Natasha,

Obrigada por acompanhar o Brasileiras Pelo Mundo e nos deixar um comentário.

Eu não possuo conhecimento específico sobre o visto tipo I, mas verifiquei o site da imigração norte-americana, e de acordo com o que está lá, essa mudança no visto H-4 não está se aplicando aos dependentes de visto I. Te aconselho a consultar um advogado de imigração para ter certeza.

Te desejo boa sorte!

Continue nos acompanhando.

Abraço,

Lorrane

Resposta
Caio Falcao Janeiro 23, 2018 at 4:34 pm

Boa tarde Lorrane,

Eu trabalhei nos EUA 2016 e depois 2017 com o visto de trabalho temporário H2B. Em 2018, pretendo levar minha esposa. Como é o processo de retira do visto H4 “interrogação”.

Muito obrigado pela atenção!

Resposta
Lorrane Sengheiser Janeiro 23, 2018 at 5:43 pm

Boa tarde Caio,

Obrigada por acompanhar o Brasileiras Pelo Mundo.

Todas as informações oficiais sobre o processo de aplicação para o visto H4 se encontram aqui: https://www.uscis.gov/working-united-states/temporary-workers/employment-authorization-certain-h-4-dependent-spouses

Atenciosamente,

Lorrane

Resposta
Caio Falcao Janeiro 23, 2018 at 11:39 pm

Muito Obrigado pela atenção!

Ultima duvida, ela devera ir no consulado no mesmo dia que eu ou poderá ir depois da aprovação do meu H2B “interrogação”

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação