BrasileirasPeloMundo.com
Ilhas Maldivas Turismo Pelo Mundo

Vivendo no paraíso: Ilhas Maldivas

Vivendo no paraíso: Ilhas Maldivas.

Comecei a minha jornada em 2006 quando resolvi largar tudo, emprego estável, diploma recém-conquistado, família e decidi correr atrás do meu sonho de morar na Austrália. Como tenho descendência japonesa fui primeiro ao Japão, onde fiquei um ano e meio trabalhando para juntar a grana para o meu tão desejado intercâmbio na terra dos cangurus.

E foi na Austrália que a minha vida mudou completamente. Aprimorei o meu inglês, aprendi a me virar sozinha, a conviver com pessoas de culturas diferentes, o meu mundo expandiu! E foi lá também que eu conheci o meu namorado, que é alemão e nós estamos juntos até hoje.

Durante esses anos visitamos mais de 20 países, moramos um tempo na Nova Zelândia e desde 2010 moramos nas Ilhas Maldivas, onde trabalhamos com mergulho.

Pra quem não conhece, as Ilhas Maldivas estão localizadas no oceano Índico, ao sudoeste do Sri Lanka e da Índia. Tem uma população de aproximadamente 345 mil habitantes e é estimado que em torno de 60 mil expatriados vivam no país. O islamismo é a religião oficial e a prática aberta de qualquer outra religião é proibida.

O país é composto por 26 atóis e aproximadamente 1190 ilhas. Dessas, 111 são resorts  e 187 são habitadas, o restante são ilhas desertas e bancos de areia, no melhor estilo Robinson Crusoé.

A economia gira  basicamente em torno do turismo e da pesca. Com um clima mais do que privilegiado, tem apenas duas estações, a seca (de dezembro a abril) e a chuvosa (de maio a novembro) e mantém uma temperatura média de 30 o C durante o ano inteiro.

Leia também: como escolher um resort nas Ilhas Maldivas

O mar azul turquesa, as praias de areias brancas e os famosos bangalôs em cima da água fazem com que o país seja um dos destinos mais cobiçados pelos recém- casados do mundo inteiro.

A indústria do mergulho também movimenta boa parte desse turismo, uma vez que as Ilhas Maldivas, com suas águas mornas e vida marinha vibrante é um dos melhores destinos do mundo para a prática do esporte. O país faz parte da bucket list de qualquer mergulhador que se preze.

fde17cd7-6dd1-495e-89f9-4b4c91c476f6

Agora você deve estar se perguntando como uma brasileira foi parar no meio do oceano Índico, certo? Então deixa eu matar a sua curiosidade…

Eu posso dizer que simplesmente cheguei chegando. Comprei uma passagem só de ida, entreguei as chaves da casa onde morava em Queenstown, na Nova Zelândia, pedi demissão do bar onde eu trabalhava e avisei que estava me mudando para as Maldivas. Mas calma, antes de você pensar que sou completamente louca deixa eu me explicar…

Leia também: que tal as Ilhas Maldivas?

O meu namorado já estava morando e trabalhando no país havia três meses (pra ele, como instrutor de mergulho, foi muito fácil conseguir emprego) e como a saudade já estava apertando, ele me convidou para passar um mês de férias no paraíso e de quebra celebrar o meu aniversário que estava chegando.

Tenho que confessar que ele também achou que era loucura, afinal como eu podia largar tudo para trás sem ter uma oferta de trabalho? Mas eu sempre acreditei que quando realmente queremos alguma coisa, a gente faz acontecer. E dessa vez não foi diferente.

a087e03a-2ded-4cb4-a93c-b7c6b4a62d32

Depois de uma semana tomando água de coco na praia e enviando currículos (dessa vez com um telefone de contato local) eu consegui uma entrevista para trabalhar como bartender em outro resort. Tive que pegar um hidroavião e mais uma lancha para chegar até o local, mas saí de lá com um contrato de trabalho. Meu primeiro emprego nas Maldivas!

No começo não foi nada fácil. O ambiente de trabalho era completamente diferente do que eu estava acostumada. Eu já havia trabalhado em bares e restaurantes na Nova Zelândia e Austrália, sempre com estudantes ou mochileiros como eu, tentando ganhar uma grana para se manter ou continuar viajando. De repente me vi em um ambiente mais formal e completamente machista. Éramos no total 20 bartenders, todos homens da Índia e do Sri Lanka, com exceção de uma garota da Indonésia.

Levei alguns meses para conquistar o respeito e confiança desses homens. Tive que provar que sim, mulher consegue trocar barril de chope, sabe preparar coquetéis, limpar o bar e pode sim trabalhar até tarde se preciso. E ao final de dois anos trabalhando juntos, senti que ganhei não só o respeito, mas também a amizade de muitos deles.

Leia também: turismo econômico nas Ilhas Maldivas

Hoje já não trabalho mais no bar e nem no mesmo resort. Mudei de profissão, me rendi aos encantos do oceano e aprendi a mergulhar. Agora trabalho junto com o meu namorado, ele como instrutor e eu como gerente da loja do centro de mergulho.

A ilha/resort onde moro atualmente é minúscula, com apenas 785 m de comprimento e 283 m de largura e olha que existem várias ilhas bem menores! Nem preciso dizer que a vida é bem tranquila, sem aquele estresse de cidade grande.

Os únicos carros que temos aqui são aqueles elétricos, tipo carrinho de golfe, a maioria anda de bicicleta ou a pé.

Não existe tráfego, poluição, violência e todo mundo conhece todo mundo, é realmente uma comunidade. É claro que também há desvantagens. Cada ilha abriga apenas um resort e nada mais, então não tem cinema, teatro, lojas, bares e restaurantes, enfim, o nosso mundo é o resort.

Não vou dizer que tudo são flores, porque estaria mentindo. Às vezes bate sim uma urgência de sair da ilha, que chamamos de island fever. Quando isso acontece não tem jeito, o único remédio é chamado férias. Tempo de se perder em uma cidade grande qualquer ou talvez subir uma montanha, tudo para mudar de ambiente. E no final, não ver a hora de voltar para o paraíso.

Acredito que não é um estilo de vida que agradaria todo mundo, mas para mim as vantagens ainda compensam as desvantagens. Sair do trabalho e dar um mergulho no mar, não usar sapatos, não perder mais do que 5 minutos no trajeto entre o meu quarto e o trabalho, isso tudo para mim não tem preço.

Eu adoro essa slow life/estilo de vida tranquilo, aprendi que não preciso de muitas coisas para ser feliz e hoje em dia não troco essa vida por nada.

Related posts

10 cidades para conhecer na China

Christine Marote

Dicas de turismo de verão em Tessino na Suíça italiana

Selma Poncini

Turismo em Segóvia

Juliana Bezerra

30 comentários

vera danson Setembro 2, 2016 at 6:09 pm

Super interessante. Adorei, mas confesso wue ficaria entediada nao importa o quao lindo e o local.
Adoraria passar uns tempos no entanto.
Boa sorte.
Vera

Resposta
Marcela Setembro 5, 2016 at 6:57 am

Obrigada Vera!
Sim, eu sei que não é pra todo mundo. rs
Mas vale a pena conhecer. 😉
Abraço

Resposta
Priscilla Setembro 2, 2016 at 10:54 pm

Legal!! Meu namorado e eu estamos pensando em passar lua de mel nas maldivas! Gostaria de dicas suas de quando ir, onde ficar, mais ou menos quanto devemos nos preparar para gastar hahha
Obrigada

Resposta
Marcela Setembro 5, 2016 at 6:55 am

Oi Priscilla! Maldivas é com certeza um dos melhores destinos pra lua de mel.
Eu to agora mesmo escrevendo o próximo artigo onde vou falar exatamente sobre isso…quando vir e como escolher o resort.
É só ficar de olho aqui no blog. 😉
Você já tem data marcada pro casamento?
Beijo

Resposta
Amanda Novembro 28, 2017 at 7:26 pm

Marcela, tambem estava querendo passar a lua de mel em 2018. Você já publicou sua materia no blog? Fiquei animada em saber que tem brasileiros na ilha…

Resposta
Liliane Oliveira Novembro 29, 2017 at 1:50 pm

Olá Amanda,
A Marcela Ito parou de colaborar conosco e, infelizmente, não temos outra colunista morando no país.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
Leticia Setembro 3, 2016 at 6:05 am

otimo texto ! Continue nos mostrando Maldivas por olhos locais!

Resposta
Marcela Setembro 5, 2016 at 6:59 am

Obrigada Leticia!
Pode deixar que vem muito mais por aí! 😉
Bj

Resposta
Miriam Ujiyo Setembro 2, 2019 at 5:28 pm

Olá
Gostei muito dessa matéria e parabéns por morar no paraíso.
Eu tb assim como vc sou descendente de japoneses e gostaria de fazer uma pergunta
Meu marido e eu damos aulas de surf em Ubatuba vc acha q seria possível dar aulas aí
De repente abrir uma escola?Quais os documentos necessarios p isso além de dinheiro?
Falo ingles e japonês e já fui comissaria de bordo então estou bem acostumada a lidar com atendimento ao público. Obrigada pela atençao.Espero receber seus conselhos.

Resposta
Liliane Oliveira Setembro 3, 2019 at 1:55 pm

Olá Miriam,
A Marcela Ito parou de colaborar conosco e, infelizmente, não temos outra colunista morando no país.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
Jose Antonio Tobias Setembro 3, 2016 at 3:24 pm

oi Marcela, adoramos o se relato e ja hà muito tempoestamos adorando o seu paraíso e o seu modo de vida.esperamos que vcs sejam sempre muito felizes.. Mas…… quando pintar aquela vontade de umas férias, pegue o alemão e venham conhecer outro paraíso, (é o meu paraíso) a tua tia dá risadas quando digo isso, mas eu tambem continuo maravilhado com o meu paraíso. venha conhecer. como nós já nos convecemos de devemos conhecer o teu paraíso. beijos para os dois.

Resposta
Marcela Setembro 5, 2016 at 7:01 am

Opaaa! Pode deixar que a gente vai sim conhecer o paraíso de vcs!
Vamos levar o alemão pra pescar! ahahaha
Saudade de vcs!!!
Beijos

Resposta
Saty Setembro 7, 2016 at 12:38 pm

Nossa amei demais sua história!!!!
Sou apaixonada pelas ilhas Maldivas é um sonho muito grande que pretendo realizar! Nem imaginava que morasse brasileiros aí!!
Parabéns pela sua coragem e iniciativa!! Quando não temos medo de arriscar a sair da zona de conforto o mundo não tem limites!! Sei como vc se sente pois troquei toda comodidade da ilha principal do Japão pra viver em okinawa!! A qualidade de vida não tem preço que pague!!

Resposta
Marcela Ito Setembro 14, 2016 at 1:24 pm

Oi Saty, muito obrigada!
Pois é, até hoje não encontrei nenhum outro brasileiro morando por aqui, mas eu acho que tem brasileiro em todo canto do mundo.rsrs
Okinawa também está na minha lista de lugares à conhecer. Apesar de ter morado no Japão por um tempo, não tive oportunidade de ir.
Parabéns pela tua escolha também! Qualidade de vida em primeiro lugar. 😉
Beijo

Resposta
Louis Fernando Setembro 27, 2016 at 4:56 pm

Oii Marcela!
Que ótimo ver que tem mais brasileiros por aí.
Estou pensando em fazer o mesmo que vc fez, acredita?
Sou piloto de avião, estou tentando conseguir uma vaga na trans maldivian airways, mas assim de longe não eh fácil. A dias venho pensando em simplesmente “comprar uma passagem só de ida”, como vc fez, mas antes preciso ter o contato de alguém que more nas Maldivas pra me dar mais detalhes…
será q vc pode me ajudar?
abraço!

Resposta
Marcela Ito Setembro 29, 2016 at 2:35 pm

Oi Louis, tudo bem?
Sinceramente eu acho que a sua situação é um pouco mais complicada, porque você
está à procura de um trabalho bem específico.
Aqui nas Maldivas existe apenas uma companhia aérea (voo regular) e outras 2 ou 3 que voam hidroavião.
Eu pessoalmente não conheço ninguém que trabalhe nessa área.
Outro fator importante pra você considerar é o motivo pelo qual escolheu as Maldivas; como piloto de avião você ficaria baseado na capital Malé e há uma diferença enorme entre morar em uma ilha resort e na capital, são mundos totalmente diferentes. Se você está à procura de qualidade de vida e de um lugar paradisíaco, posso te garantir que não é em Malé que você irá encontrar. A ilha tem menos de 6 km² e uma população de mais de 130 mil habitantes, imagina!
Se ainda assim tiver interesse, recomendo que você entre em contato direto com as empresas aéreas e venha pra cá já com um contrato de trabalho.
Espero ter te ajudado. 😉
Abraço!

Resposta
Tiago Dezembro 3, 2016 at 12:38 pm

Tem internet aí? Como é o custo de vida no geral? Comida, contas, e medicos, dentistas, como vcs fazem?
Abraços

Resposta
Marcela Ito Dezembro 5, 2016 at 5:22 am

Oi Tiago,

Sim, temos internet e médico residente aqui na ilha; alimentação e acomodação são providenciados pelo hotel, então não tenho nenhuma conta.
Estou acabando de escrever um artigo falando exatamente como é a vida por aqui, acho que será publicado em janeiro; fique de olho. 😉
Abraço

Resposta
LARICE BASTOS Dezembro 6, 2016 at 12:37 pm

Oi Marcela!
Muito legal seu estilo de vida.
Queria muito saber de alguém com experiência como você que mora nas Maldivas como é o clima no mês de Junho.
Estou planejando minha lua de mel e queríamos muito ir para aí. No entanto li em alguns sites que é o período chuvoso e aí fiquei preocupada. Queria saber de você se chove muito, se é o dia todo, se isso atrapalha. Qual sua experiência? Indica ir nesse período ou é melhor esperar pra ir em outra época?
Bjos Parabéns!!!!

Larice

Resposta
Marcela Ito Dezembro 7, 2016 at 9:17 am

Oi Larice,
Muito obrigada!
Eu já te respondi essa mesma pergunta algumas semanas atrás pelo Instagram. 😉
Beijos

Resposta
Karine Janeiro 27, 2017 at 6:35 pm

Oi como faço pra morar aí é meu sonho ,morar e trabalhar aí nesses resort .Qualquer função…

Resposta
Marcela Ito Janeiro 28, 2017 at 4:29 pm

Olá Karine,
Pra quem quer trabalhar nas Maldivas, o melhor é se inscrever no site http://www.jobs-maldives.com, assim você sempre recebe e-mails com as vagas disponíveis. Também é possível enviar o currículo diretamente para os hotéis, mas tenho que ser sincera e dizer que não é fácil encontrar trabalho nas Maldivas. Os maldívios terão sempre prioridade, se não for possível preencher a vaga com mão de obra local, aí sim eles contratam expatriados, e nesse caso os asiáticos já saem na frente, pois a mão de obra é barata. Falar outras línguas além do inglês (francês, alemão, italiano, espanhol, mandarim) já é uma grande vantagem. E é super importante ter um objetivo, afinal pra qualquer vaga, eles podem contratar qualquer pessoa. Espero que eu tenha te ajudado um pouco.
Abraços 🙂

Resposta
Marcela Monteiro Fevereiro 14, 2017 at 4:46 pm

Oi chará! Tudo bem??

Adorei a história e estou pesquisando e considerando me aventurar pelas ilhas… Como fica a questão de legalidade no país?

Obrigada!

Resposta
Bruno Janeiro 15, 2018 at 4:18 pm

Oii Marcela aí nas Maldivas tem como fazer intercâmbio para aprender inglês ?? Estou querendo fazer um E aí é perfeito

Resposta
Liliane Oliveira Janeiro 15, 2018 at 5:04 pm

Olá Bruno,
A Marcela Ito parou de colaborar conosco e, infelizmente, não temos outra colunista morando no país.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
Sutra Prem Fevereiro 17, 2018 at 11:09 am

Oi, Marcela!

Encontrei teu blog passeando pela internet e me senti muito inspirada!

Viagem e conhecimento. Adorei.

Quem sabe não faço uma visita a vocês qualquer dia destes.

Sucesso e forte abraço!

Resposta
Francisco Márcio Maio 18, 2018 at 2:40 am

Você poderia me alguma dica de como conseguo um emprego de instrutor de mergulho ai

Resposta
Liliane Oliveira Maio 18, 2018 at 12:58 pm

Olá Francisco,
A Marcela Ito parou de colaborar conosco e, infelizmente, não temos outra colunista morando no país.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
Elias Cardozo Setembro 20, 2019 at 2:49 pm

Gostaria de saber sobre os empregos basicamente só existe os envolvidos no turismo ou outras profissões também pode conseguir?

Resposta
Liliane Oliveira Setembro 21, 2019 at 3:06 pm

Olá Elias,
A Marcela Ito parou de colaborar conosco e, infelizmente, não temos outra colunista morando no país.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação