Dez motivos para morar na Islândia

97
32526
Advertisement

Dez motivos para morar na Islândia.

Os países nórdicos costumam ocupar as primeiras posições em rankings de educação, prosperidade, previdência social, lixo reciclado, etc. e já é lugar comum falar sobre a qualidade de vida neles. Com a Islândia não poderia ser diferente, há quem enumere muito mais motivos para morar aqui, eu achei dez – que são lugar comum, mas não exagero, acreditem. Vou listar Islândia dez motivos para morar na Islândia:

1. A Islândia não tem bicho
Isto não é maravilhoso?! Calma, estou falando dos assustadores, não há barata, nem pernilongo, nem peçonhentos. Tudo bem, de vez em quando aparecem umas moscas e um ou outro mosquitão inofensivo que só é feio, mas não incomoda realmente. Cupins, abelhas e aranhas também existem aqui, mas de um tamanho médio e suportável aos meus olhos, que cresceram com caranguejeiras… Não tenho medo de barata nem de cobra, mas dou graças a Deus de estar num lugar sem zika nem dengue, e tenho grande respeito e admiração por quem mora na Austrália, onde alguns bichos bem estranhos habitam as cidades com a maior naturalidade.

2. A melhor água do mundo
Eu bebo muita água e isso para mim já é motivo suficiente para ficar aqui. Os islandeses dizem ter a melhor água do mundo; concordo, é um fato incontestável! A água sai a 3,9°C da torneira, é de fonte, puríssima, e por ela se paga apenas uma taxa anual irrisória, pode-se gastar à vontade (não me julguem, eu sou econômica!). A água quente é aquecida com energia geotérmica ou vem direto dessas fontes termais; cheira a enxofre, mas é limpa e deixa a pele macia, eu praticamente não uso hidratante aqui, mesmo tomando banho quente todo dia.

3. Segurança pública
Este é óbvio para nós, brasileiros. A Islândia tem taxas de criminalidade baixas, a polícia não anda armada e pode-se sair na rua a qualquer hora sem os medos que temos em países e cidades maiores. Obviamente existem furtos, pedofilia, homicídios cometidos por doentes mentais, tráfico de drogas e estupro, também, entretanto, os registros de ocorrência são mínimos, e a Islândia faz jus ao título de “país mais pacífico do mundo” e a todos os clichês que ele propaga consigo.

Leia também: curiosidades sobre a Islândia

4. A natureza
A natureza na Islândia dispensa comentários, basta você colocar “Islândia natureza” no google imagens, que vai ter uma ideia do que há por aqui. A despeito do clima um pouco adverso e de vulcões ativos, é uma maravilha dispor de tanta beleza em um território tão pequeno. Dá para tirar férias num fim de semana prolongado e desfrutar de uma paz enorme, pois, mesmo com o crescimento do turismo, ainda se podem encontrar lugares praticamente intocados e viajar quilômetros sem ver uma casa na estrada, só geleiras, campos de lava jovem cobertos de musgo, rochas e solos de cores inimagináveis, rios limpíssimos, fontes de água quente, aurora boreal e sol da meia-noite…

5. Igualdade social
Apesar de não fazer parte geograficamente da península, culturalmente, a Islândia é considerada Escandinávia e tem muito em comum com a Dinamarca, Noruega e Suécia – e com a Finlândia também, que não é Escandinávia (veja aqui), porém tem praticamente o mesmo status da Islândia e das Ilhas Faroe; uma determinada “unidade cultural nórdica”, eu diria.
Nesses países, ostentação é uma palavra feia; um gari ou uma faxineira têm a mesma dignidade que um empresário ou um artista famoso. Os filhos de todos eles frequentam a mesma escola, a mesma piscina pública e acampam no mesmo camping no verão. Talvez eles fiquem em hotéis diferentes quando vão a Paris ou a Londres nas férias, mas ninguém se considera superior a ninguém porque ganha mais ou tem mais poder político, por exemplo. Políticos, aliás, são seres como quaisquer outros e não gozam de milhares de privilégios como os brasileiros.
O sistema de saúde é único e não existem médicos “particulares”. Para ninguém. Mas isso é tema para outro texto.

6. A comida
A comida? Mas não é estranha? Estou falando dos peixes de mar, de rio ou até mesmo de cativeiros limpíssimos; dos legumes e frutas produzidos em estufas sem agrotóxicos e da melhor carne de cordeiro do mundo. Derivados do leite de primeira qualidade. E de restaurantes que estão se especializando cada vez mais em pratos sofisticados e deliciosos. Alimentos produzidos na Islândia são caros, mas valem a pena, podemos confiar que são limpos e saudáveis.

Legumes e verduras com o selo islandês: garantia de qualidade
Legumes e verduras produzidos em estufas islandesas: o selo com a bandeira é garantia de qualidade.

7. Energia barata e sustentável
A maior parte da energia elétrica produzida na Islândia é geotérmica ou de hidrelétricas, ou seja, limpa e sustentável. E o melhor: energia elétrica é uma das poucas coisas que são relativamente baratas na Islândia, ou seja, aqui é frio, mas podemos nos aquecer muito bem com pouco dinheiro.

Leia também: custo de vida na Islândia

8. Sociedade tolerante e aberta
A sociedade islandesa não é só “simples”, como mencionei acima, mas também tolerante e inclusiva. Portadores de necessidades especiais, LGBTTs, estrangeiros, ninguém é considerado diferente, há oportunidade para todo mundo. Piadinha politicamente incorreta, homofóbica ou misógina não é engraçada por aqui. A equipe islandesa para os jogos paralímpicos do Rio 2016 (cinco atletas) era um pouco menor que a equipe olímpica (sete atletas), na minha opinião, isso diz muito sobre uma sociedade.

 

O Gay Pride Reykjavik (Orgulho Gay) é uma festa para toda a família, sempre!
O Gay Pride Reykjavik (Orgulho Gay) é uma festa para toda a família, sempre!

9. Respeito à criança
Crianças são muito importantes e respeitadas na Islândia. A educação pública não é das melhores da Europa, mas, ainda assim, está entre as 30 melhores do mundo. Em qualquer museu ou biblioteca de Reykjavik, existe um cantinho para as crianças. Mesmo que você não tenha filhos, nem pretenda ter, nem goste de criança, você há de concordar que essa preocupação com os pequenos é a de formar cidadãos “de bem”, de investir num futuro bom.

10. Internet boa e rápida e acesso fácil a novas tecnologias
Assim que surge uma coisa tecnológica nova, como a TV por banda larga e a internet super rápida, a Islândia é uma das primeiras a implementar e espalhar a coisa. Todo mundo tem internet rápida na Islândia. Eu disse todo mundo. E é rápida de fato, você pode assistir a filmes no celular sem esperar horas carregando. Você acha que isso não é nada demais? Então dê uma olhada nos dados da China, do Brasil e de outros países com grande número de usuários. Ah, tá, não dá para comparar… Não dá mesmo, mas hoje, que ninguém consegue ficar sem internet e que a nossa vida funciona online, isso é já não é um bom motivo para morar aqui?

97 Comentários

  1. Parabéns Erkinha que maravilha! Já quero ir pra aí amanhã ????Um lugar sem baratas, aranhas…????????Bricadeiras à parte, como sempre muito gostoso de ler. Nota 1000????

  2. Érika, como funciona o processo para ir morar aí na Islândia? Precisa realmente ser um cidadão europeu ou se conseguir um emprego já consegue o visto de forma mais fácil? Meu sonho ir morar aí. Acho a Islândia um país incrível.

    • Oi, Izabela,
      obrigada por ler e comentar!
      Até onde pude me informar, é mais fácil conseguir permissão de residência sendo cidadão europeu ou cônjuge de europeu – ou de islandês, obviamente.
      Eu Respondi a essa pergunta no meu outro post, pus os links do serviço de imigração islandês.
      http://www.brasileiraspelomundo.com/islandia-tudo-o-que-voce-sempre-quis-perguntar-361643396
      Não sei como funciona se você encontrar emprego em alguma empresa que deseje contratar cidadãos não europeus. Geralmente o processo é inverso, você só é contratado se tem permissão de trabalho, mas deve haver exceções em empresas que comprovem que você é a única pessoa que pode exercer aquela função e que nenhum outro europeu pode fazê-lo. Contudo, tenho que verificar se isso vale aqui também, sei que no Espaço Econômico Europeu é assim.
      Boa sorte!

      • Olá Meu me Chamo AldoBraga, nossa impressionado com estes assuntos, o Brasil está tomado por corrupção em todas as esferas, violência dentro e fora dos presídios, tráfico de drogas e usuários que vivem como zumbis na rua exemplo da Cracolandia em SP, cenário caótico, tenho duas filhas com 4 anos, vi que a Islândia é o país mas pacifico do mundo, tenho desejo em conhecer….parabéns e obrigado pelas informações

      • Boa tarde! Tudo bem?

        Achei muito interessante esta matéria.

        Por favor: conte-me como foi seu processo?

        Foi difícil mudar-se para a Islândia?

        Agradeço-lhe a atenção!

  3. Nossa, quanto mais acompanho seu blog, mais se inquieta meu desejo de me mudar para Islândia haha. Quem sabe num futuro próximo? 🙂 Parabéns por seus textos, eles são excelentes e muito cativantes, afora que, neste texto em particular, você pôde tirar uma dúvida que eu sempre tive quanto ao preço dos alimentos islandeses: o porquê de serem eles tão caros, mesmo que produzidos no país.

    Parabéns pela postagem 😀

    • Oi, Caio,
      muito obrigada por ler, comentar e compartilhar, fico feliz, mesmo!
      Os economistas costumam dizer que os preços de um lugar são definidos pelo poder de compra do mercado, ou seja, a Islândia é cara e os alimentos aqui são caros porque os islandeses estão dispostos a pagar esse preço pelas coisas.
      O tomate holandês, que também é produzido em estufa – e a energia elétrica na Holanda não é barata! -, vem de navio para cá, tem atravessador e distribuidor, é mais barato (a metade do preço, geralmente) do que o tomate islandês.
      Mas isso será assunto para outro post, espero que você continue acompanhando por aqui.
      Abraço

    • Oi, Bruna,
      que bom que você gostou, fico feliz!
      Dê uma olhadinha aqui, veja se as suas dúvidas podem ser respondidas na parte em que falo de “morar na Islândia”. Se não, pode mandar mais comentários que eu respondo assim que posso.
      Obrigada por ler a gente!

  4. Nossa que bonito texto! Vive cá então? Eu também vivo, embora agora esteja apertada de trabalho, fui despedida ontem… bem, mas e você fala já islandês? Eu falo algumas palavras 😉

  5. Que lugar é esse ????❤️❤️❤️❤️
    Agora escreva 10 motivos para não morar na Islândia, Ai vamos saber os pôs e os contra. Rsrs.. Mas mesmo assim quero ir ✈️

  6. Ola´! Bem legal teu texto! Pena que minha experiência não é como a tua em relação a água quente, pois ela deixa minha pele muito ressecada e tenho muita coceira por isso também. Tento diminuir a quentura da água e haja hidratante (que não tenho muita paciência de passar)! Mas acho que pode ser questão de costume também, porque da primeira vez que visitei aqui foi bem pior, fora o cheiro que me incomodava, mas agora já quase não sinto.. Mas, fora isso, a água pra mim é a melhor coisa daqui (sempre bebi muita água também). E acho que faltou mencionar nesse tópico as piscinas que temos aqui, graças a essa abundância de água. Eu sempre gostei de nadar mas, no Brasil, esse não é um esporte tão acessível, então passei uns anos longe das piscinas. Aqui vou quase todos os dias pra nadar ou só relaxar e costumo dizer que um islandês que não gosta de nadar é um desperdício!
    Abraço

    • Olá, Leandra,
      muito obrigada por ler e comentar! Puxa, que pena que a água quente não faz bem à sua pele, eu realmente parei de passar hidratante, de tão macia que ficou a minha, mas devo confessar que não tomo banho muito quente, no máximo 30°C, mais que isso não consigo.
      Agora, você tem razão, as piscinas públicas aqui são mesmo muito boas, todas têm uma ótima infra-estrutura, até o secador de cabelo é de ótima qualidade. Vou pensar num texto “Mais 10 motivos para morar na Islândia” e vou incluir o seu, obrigada pela ideia.
      Abraço

  7. Concordo Erika! Mesmo agora vivendo na Franca ha 3 anos depois dos 5 anos de Islandia, as comparacoes ainda ocorrem e a Islandia ainda esta na frente em muitos quesitos. Estou feliz na Franca, mas tenho saudades do meu segundo Pais e muito orgulho tambem. Bjs querida

    • Olá, Roger,
      depende do investimento e do tipo de negócio, claro. Se não me engano, você pode fazer investimentos bancários sem grandes problemas, se quiser “deixar” seu dinheiro rendendo aqui em alguma instituição financeira. A Islândia se recuperou muito bem da crise e os bancos estão a todo vapor de novo.
      Agora, se deseja abrir um negócio, é mais complicado, veja as informações na agência nacional de trabalho daqui:
      http://www.vmst.is
      e também no site da imigração, para ver que tipo de visto você precisa.
      Só posso dizer que o mercado não é tão aberto para quem não tem cidadania europeia e especialmente nórdicos. Sei que existem várias empresas dinamarquesas com filial aqui, ou britânicas, mas saiu até nos noticiários há uns anos, que os chineses foram barrados de comprar terras para construção civil aqui.
      O site da imigração é este:
      http://www.utl.is/index.php/en/
      Para saber sobre impostos e condições de investimentos, você deve procurar o equivalente ao nosso ministério da fazenda aqui, a secretaria nacional de finanças/impostos:
      https://www.rsk.is/english/individuals/
      Boa sorte!

  8. Sem dúvidas, essa matéria faz qualquer um tupi-guarani querer viver num país democrático, respeitoso, com alimentação saudável, internet rápida, saúde, educação, segurança, etc. como esse.
    Parabéns pela matéria!

  9. Menina, vc vendeu tão bem a Islândia que eu já tô pensando em desistir de ir pto Canadá!! Uma RP assim a Islândia não acha fácil não! Brincadeiras à parte Érika, obrigada pelo texto, divertido e esclarecedor e é claro, fui dar uma lida nos mitos sobre a Finlândia e meu mundo caiu ao saber que não tinha vikings lá, buá.

    • Oi, Marcia,
      obrigada por ler e comentar, fico feliz que você gostou. A Islândia é mesmo tudo isso e muito mais, agora aguarde o texto sobre os 10 motivos para NÃO morar aqui, que aí você verá o outro lado da moeda.
      Ah, é isso mesmo, os finlandeses não são vikings e a língua deles não é escandinava, mas os países nórdicos costumam se ver como “unidade cultural”, mesmo assim – inclua-se aí até a Groenlândia, que não tem nada a ver com o resto…
      Boa sorte com seus planos de ir para o Canadá e, quem sabe, a gente ainda não se vê por aqui um dia?

  10. Érika, que legal ler seu blog! A Islândia parece ser um lugar maravilhoso mesmo. Conheci a Suécia no ano passado e peguei amor pela neve na hora, rrrsss. Fico imaginando a Islândia, com neve e água quente, ihhhhhuuu!
    Você sabe por onde posso começar a pesquisar sobre validação do diploma de médico aí?
    Obrigada por escrever sobre o lugar dos meus sonhos!

    • Olá, Janaína,
      obrigada por ler e comentar, fico feliz que gostou!
      A Islândia é realmente um lugar especial, mas tem também suas desvantagens, escrevi sobre isso aqui
      Não tenho muitas informações detalhadas sobre reconhecimento de diploma, mas já ouvi falar que medicina é um caso especialíssimo, dependendo de onde for o seu diploma.
      Sugiro que escreva diretamente ao Ministério de Educação e Cultura daqui expondo seu caso em detalhes, informações em inglês, você encontra aqui.
      Gostaria de lembrar que só têm permissão de residência e trabalho na Islândia cidadãos do Espaço Econômico Europeu.
      Boa sorte com seus planos!

    • Oi Janaina
      Conseguisse validar teu diploma de medica?
      Também sou médica e com um desejo enorme de me mudar para a Islandia.
      Podes me ajudar ?
      Um abraço

    • Olá, Ramon,
      obrigada por ler e comentar!
      Se você for cidadão do Espaço Econômico Europeu ou casado com uma pessoa dele, pode vir e tentar encontrar emprego. Se não for, fica mais difícil vir apenas com a cidadania brasileira.
      Boa sorte!

  11. Adoraria morar num país organizado e que desse condições para meus filhos crescerem e se desenvolverem.

    Estou há um ano desempregado, mesmo tendo uma carreira sempre ascendente.

    Formado em Engenharia Mecânica. Tenho 20 anos de experiência em diversos ramos de negócio (ex.: metal-mecânico, agronegócio, construção civil, etc) e vários processos produtivos e administrativos. Segue um resumo técnico de minha carreira profissional:
    1) Lead Assessor: Responsável por manter e melhorar o sistema de gestão integrado; Integrante da equipe de implementação da ISO14000 e OHSAS18000.
    2) Six Sigma Black Belt: Realização de projetos para redução de desperdícios (indisponibilidade, improdutividade, refugo, reprocesso), Redução ou eliminação de defeitos de produto em clientes.
    3) CQE (Certified Quality Engineer) reconhecido pela ASQ (American Society for Quality).
    4) Facilitador de TPM: Implementação da Manutenção Produtiva Total em fábricas de transformação de PVC.
    5) Multiplicador Lean: Precursor do Sistema Tigre de Produção; Disseminação da cultura Lean em fábricas no Brasil (Sul, Sudeste e Nordeste) e na América do Sul (Chile, Argentina, Equador); Implantação da cultura Lean nas áreas administrativas (Engenharia, Vendas e Marketing, Logística, Suprimentos, RH e TI); Aplicação do método 3P para projeto de “planta enxuta” (com processos e estrutura otimizados), que foi apresentado no Fórum Lean do Lean Institute do Brasil, na edição de 2012.
    6) Atuação em diversos tipos de processos produtivos e ramos de negócios (estampagem, pintura a pó, montagem, solda maçarico, solda por indução, solda em forno contínuo, embutimento profundo, estampagem rápida, tratamento térmico, laminação de chapas de aço, montagem, células semi-autônomas, metalografia, fabricação de tintas, fabricação de break light, linha branca, fabricação de tratores, etc)

    Atualmente, sou consultor de empresas e facilitador em treinamentos em sistemas de excelência e gestão (ISO, Seis Sigma, Lean, TPM) na CAPDo. É gratificante comentar que temos contribuído para que nossos Clientes tenham um diferencial em termos de desempenho dos seus processos de negócios, gerando competitividade.
    Conduzimos mais de 800 Kaizens em diversos temas e tipos de processos (de fabricação e administrativos), contando com a participação de aproximadamente 8.500 profissionais (de diversos níveis hierárquicos), acumulando mais de 40 milhões em ganhos para as empresas parceiras. Alguns exemplos:

    A) Tigre SA – Tubos e Conexões: Alguns projetos: 1) Implementação do Sistema Tigre de Produção, nas plantas nacionais e internacionais, e em diversos processos do negócio, nas esferas, estratégica, tática e operacional; 2) Projeto de Nova Fábrica.
    B) Krona – Tubos e Conexões: Alguns projetos: Implementação da Jornada de Excelência Krona, nas 3 plantas da empresa, e em diversos processos do negócio, nas esferas, estratégica, tática e operacional.
    C) Renner Metalgráfica: Realzação de Eventos de Kaizen, com foco nos processos de Compras, PCP, Suprimentos, Produtividade, Revisão de Layout e Troca Rápida de Ferramentas.
    D) Renner Tintas: Realzação de Eventos de Kaizen, com foco nos processos de RH, Expedição, Processo Produtivo, PCP.

    Será que teria alguma função aí na Islândia que eu pudesse ser útil na sociedade?

    Sucesso Erika!

  12. Olá Erika, você poderia me dizer um pouco sobre a língua e se é difícil obter cidadania no país?
    Tenho o sonho de morar ai há uns 5 meses, pretendo começar a estudar a língua o mais breve possível, antes de terminar o curso superior.

    • Olá, Lucas,
      Obter cidadania na Islândia não é simples. Você tem que ter morado aqui por mais de 7 anos seguidos, sem ter se ausentado do país por mais de 3 meses em cada 365 dias, tendo tido, durante todos os anos, permissão de permanência e trabalho oficiais, obviamente.
      Além disso, você tem que ter referências de 3 islandeses (no caso de cônjuge islandês, não podem pertencer à família do cônjuge) e passar numa prova de língua.
      Pode-se também requerer a cidadania diretamente no parlamento islandês, as condições são, outras, então. A lei de cidadania pode ser consultada em inglês aqui neste site
      Escrevi um breve artigo sobre a língua islandesa aqui, também.
      Boa sorte!

  13. Olá! Sou médico brasileiro e estou pensando em imigrar. A Islândia é uma opção. Falo inglês bem, espanhol, alemão, italiano, francês e japonês, então acho que conseguiria aprender o islandês em pouco tempo dedicando bastante. Como é a política para conseguir exercer a medicina na Islândia? Obrigado.

    • Olá, Frederico,
      não quero desanimá-lo, mas a Islândia praticamente não emprega médicos estrangeiros, a não ser por algum programa de intercâmbio especial e por tempo limitado.
      As condições para exercer a medicina aqui você encontra neste site.
      Quanto a aprender o islandês, desejo-lhe boa sorte, não sei o seu nível nas línguas mencionadas por você, mas é uma língua que exige muita dedicação, de gramática bem mais complicada que o alemão, na minha opinião.
      Boa sorte na concretização dos seus planos!

  14. ótimo Trabalho Erika! Tenho lido o que você escreve , muito legal mesmo.
    Se em dois lugares que gostaria de morar é Suécia e Islândia.
    Beijão pra vc !

  15. oi erika, hoje tive uma ideia de ir morar na islandia, depois de morar na austrália e na indonésia. tenho me preparado para essa viagem. a islândia surgiu como proxima opção, para ter uma vida mais tranquila e com melhor qualidade de vida.
    Como são as oportunidades de emprego para os brasileiros na islândia? qual idioma mais falado?
    muito axé para vc e obrigada por manter contato com a gente via net, aqui no Brasil bjuu

    • Olá, Paula,
      para ser bem sincera, não há muitas possibilidades para quaisquer cidadãos não europeus na Islândia, somente cidadãos do Espaço Econômico Europeu e/ou seus cônjuges têm permissão de trabalho e residência aqui. Se você tem cidadania de um desses países, pode vir tentar conseguir algum emprego no setor de serviços, onde a demanda aumenta a cada ano com o crescimento do turismo. Fora isso, as oportunidades são bem escassas, na área de TI até aparece uma ou outra vaga, mas a maioria exige a língua islandesa.
      Boa sorte para você! Obrigada por acompanhar o blog e muito axé, também!

    • Olá, Airton,
      cidadãos brasileiros não precisam de visto especial para TURISMO na Islândia, podem ficar aqui até 90 dias em um período de 365 dias, mas somente com o propósito de TURISMO.
      Permissão de trabalho e residência sem a necessidade de um requerimento especial só é concedida a cidadãos do Espaço Econômico Europeu. Cônjuges desses cidadãos ou de cidadãos islandeses podem requerer permissão de residência e trabalho com base na reunião familiar.
      Não existe imigração aberta para residir ou trabalhar na Islândia. Deve ter havido um mal entendido na informação dessa agência de viagem, a Islândia dispensa VISTO DE TURISMO e somente este tipo de visto para brasileiros. O visto de turismo não permite trabalhar nem morar aqui.
      Obrigada por ler e comentar.

  16. Olá gostei muito dos 10 motivos, vivo na Itália a mais de 10 anos amo muito viajar e gostoria muito de conhecer a Islândia só que as excursões programadas etc custam muito caro mesmo pagando em euro. Gostaria de saber se você ou algum Brasileiro aventureiro teria tempo e disposição de passear comigo no caso consiga ir em julho. Ou pelo menos dicas de coisas pra fazer economizando. Até pq estou pensando em ir sozinho porque está difícil encontrar alguém pra ir comido ? desculpe o incomodo.

    • Olá, Mendelssohn,
      realmente a Islândia não é barata, a coroa islandesa está muito valorizada em relação ao Euro e ao Dólar e, apesar de os preços não terem mudado, o câmbio não está favorável para quem vem dos países com essas moedas.
      Eu trabalho com turismo, conheço alguns falantes do português aqui, mas infelizmente todo mundo está bem ocupado nessa época, na alta estação há muito trabalho.
      Um guia particular, em português, custa entre ISK 3.500 e ISK 5.000 por hora, dependendo da duração do serviço e da quantidade de pessoas.
      Se você desejar contratar um serviço assim, pode me contactar aqui e posso lhe dar sugestões de guias.
      Obrigada por ler e comentar, boa sorte na concretização dos seus planos de viagem!
      Abraço.

  17. Olá Erika, vc tem muito contato com demais brasileiros na Islândia? sabe me dizer sobre trabalho e moradia, profissões em alta, o que é necessário para conseguir emprego sendo brasileiro, só inglês é suficiente ou é obrigatório ter fluencia na lingua local? media de remuneração x custo de vida ? Obrigado

    • Olá, Robson,
      tenho contato com alguns brasileiros aqui, sim.
      Aqui, há várias oportunidades para pessoas que não falem o islandês no setor de serviços, como ajudante de cozinha, faxineiro, auxiliar de enfermagem, vendedor de souvenir, até mesmo motoristas de ônibus.
      Quanto às profissões de formação acadêmica, somente a área de TI ou webdesign empregam pessoas que não falem islandês, mas com excelente nível de inglês.
      Devo ressaltar que, em todos os casos, só é concedida permissão de residência a cidadãos do Espaço Econômico Europeu ou a seus cônjuges.
      Boa sorte nos seus planos!
      Obrigada por ler e comentar.

  18. Boa tarde Érika!! Parabéns pelas dicas que deu. Excelentes. Estou pretendendo ir conhecer a Islândia em Setembro, e como a Aurora Boreal é uma das atracões, gostaria de saber se indo em Setembro eu conseguirei ver. E quanto tempo você recomendaria que eu ficasse lá pra conhecer as principais atrações.

    Muito obrigado.

    • Olá, Wagner,
      A aurora boreal é um fenômeno imprevisível. No ano passado, em meados de setembro, tivemos várias auroras super fortes, visíveis no meio das luzes da cidade. É como a observação de baleias (outra atividade tipicamente islandesa), tudo depende do dia, às vezes, as condições do tempo estão perfeitas, mas elas não aparecem (nem a aurora, nem as baleias).
      Você pode ver neste texto aqui algumas sugestões de passeios “imperdíveis”. Também passar um dia em Borgarfjördur é uma opção para quem está hospedado em Reykjavik, veja minhas sugestões aqui
      Além disso, um dia viajando pela costa sul até Vík é um dos passeios preferidos de todos os turistas. Se tiver mais tempo, vá até a lagoa glacial Jökulsárlon para ver de perto icebergs belíssimos.
      Se desejar dar a volta inteira na ilha, não venha por menos de uma semana, ou até uns 10 ou 12 dias. Se só quiser “dar uma olhada” nos lugares mais conhecidos, 4 dias já bastam.
      Boa sorte nos seus planos e boa viagem!

  19. Adorei o texto e tenho que dizer que a Islândia nunca foi o principal país no qual eu gostaria de conhecer ou até mesmo morar, mas depois de ler este artigo, ainda mais vindo de uma Brasileira que mora e trabalha, despertou meu interesse.

    Obrigado por compartilhar.

  20. Poxa, eu quero de fato ir pra morar de vez. Mas não sei como é o procedimento. E também não tenho poder aquisitivo pra sair daqui do Brasil ainda. Mas sei que algum dia eu sairei daqui. Você tem alguma dica? Beijos e obrigado!

    • Oi, Marcelo,
      a Islândia só concede permissão de trabalho e residência a cidadãos europeus ou seus cônjuges. Desejo boa sorte nos seus planos, nada é impossível neste mundo, quem sabe um dia o seu sonho não se concretiza mesmo?
      Tudo de bom! Obrigada por ler e comentar!

  21. Excelente post!
    Pretendo visitar a Islândia na segunda quinzena de novembro. Minha ideia é ficar 9 dias e dirigir pelo país. Gostaria muito de fazer o Ring Road, mas caso o clima esteja desafiador poderia ir ate Vik e voltar à Reykjavik.

    O que você diz sobre dirigir ai no inverno na Islândia?

    Obrigada!

    • Obrigada, Débora, fico feliz que gostou!
      Como você mesma disse, o tempo aqui é imprevisível e pode ser mesmo desafiador, mas há invernos mais amenos, também. No ano passado, tivemos pouca neve até dezembro e só em fevereiro que houve grandes tempestades. Fico torcendo para a sua volta pelo anel viário dê certo!
      Boa sorte!

      • Olá Erika tudo bem? E muito difícil ir pra Islândia? Esta lendo alguns comentários que o governo está pagando para ir pra Islândia. Isso é vdd? Conseguir trabalho e difícil também?

    • Olá, Pedro,
      Nada é impossível, entretanto, tudo leva tempo. Tenho amigos que são fluentes e falam o islandês quase perfeitamente e se dedicaram muito para isso. Eu não sou tão fluente em islandês quanto sou em outras línguas, mas posso dizer que tudo é possível quando você investe o tempo e energia certo nas coisas.
      Boa sorte nos seus planos!

  22. Boa tarde Erika! Mui prazer, meu nome é Leonice. Te encontrei em um blog de viagem sobre a Islândia onde falam que você é guia. Meu marido e eu chegaremos à Islândia dia 14/10/2017, semana que vem. Não contratamos nada ainda, gostariíamos de saber se existem passeios em portugues e fazer um orçamento! Aguardo ansiosamente sua resposta!!! Grande abraço! Caso queira me responder por whats é !!! Desde já te agradeço

    • Olá, Wagner,
      brasileiros não precisam de visto de turismo para entrar na Islândia e permanecer até 90 dias. Não é permitido nenhum tipo de trabalho, remunerado ou não, local ou à distância (on line) nesse tempo.
      Boa sorte e boa viagem!
      Obrigada por ler e comentar.

  23. Olá Erika, obrigada por compartilhar sua experiência. Muitas coisas interessantes e excelente respeito pelo dinheiro público e pelo trabalho. Isso eu gostei muito.
    Só fiquei curiosa e decepcionada quando falaste que a educação não é das melhores…
    Por quê?
    Muito obrigada desde já pela sua resposta.
    Bjinhos

    • Oi, Luciana,
      muito obrigada pelo comentário, que bom conhecer você!
      As escolas não são ruins aqui, mas não são tão boas como as de alguns países europeus. Se, por um lado, as crianças não bem livres e têm tempo para brincar e curtir a infância nos primeiros anos de escola, por outro, não se exige muito delas e alguns pais se perguntam se não seria melhor aproveitar a fase em que aprendem com facilidade para ensinar muito mais.
      Com tudo isso, a Islândia ocupa o 32°. lugar no teste PISA, o que não é nada mal, se pensarmos em termos mundiais.
      Em novembro, sairá um texto meu aqui sobre o sistema escolar islandês, dê uma olhadinha, também.
      Abração.

  24. Erika…

    Parabéns pelo artigo, que Deus dê muita saúde a vc e toda família, sou fascinado por esse país e outros da Europa, em novembro de 2016 tive meu visto para os EUA negado, estou em choque até hoje, e a cada dia mesmo com família constituída, estou louco pra sair desse país chamado Brasil, posso dizer com toda certeza o Brasil hoje não é para pobre.

    Erika, continue nos alimentando com boas notícias ..tudo de bom

  25. Erika
    Lindo texto e obrigado pelas dicas.
    Sou apaixonado por este País.
    É amante da banda Sigur Rós eles estiveram awui no Brasil foi mágico.
    Estou querendo ir em em dezembro do ano que vem , gostaria de saber se tem alguns lugares mais em conta para se hospedar.

    • Olá, Alexander,
      Obrigada por ler e comentar.
      Se você está viajando sozinho, pode tentar achar um albergue (hostel), veja aqui ou um quarto, muitos usam o site airbnb.com
      Nada é barato na Islândia, mas sempre há um ou outro lugar menos caro.
      Boa sorte nos seus planos, boa viagem!

  26. Bom dia Erika.
    Tenho um filho fazendo medicina veterinária aqui no Brasil e tem interesse em conhecer e estudar algo em torno dessa área nesse país e região. Qual é a possibilidade de estabelecer algum tipo de intercâmbio e, quem sabe, de trabalho neste país neste campo de trabalho?
    Qualquer informação sobre isso me responda por e-mail.
    Abraços
    Nivaldo

    • Bom dia, Nivaldo,
      responderei às suas perguntas aqui, no blogue, para que outros leitores possam ler, também.
      Na Islândia, não é possível estudar medicina veterinária, mas você pode ter mais informações junto à Associação Veterinária da Islândia, clique aqui .
      Boa sorte para o seu filho, obrigada por ler e comentar,

  27. Érika,

    Eu desejo fazer curso de língua islandesa. Quero fazer um intercâmbio para a Islândia. Você pode recomendar alguma escola?

  28. Parabéns pelo texto, Erika. Realmente um país maravilhoso! Só tenho lido coisas lindas e boas. A Islândia foi o país que deu a cidadania ao enxadrista e campeão mundial Bobby Fischer, quando todos os outros países morriam de medo dos Estado Unidos, dando proteção a esta pessoa maravilhosa até o final de sua vida, contra agentes da CIA. Já haviam colocado os ianques invasores para correr em 2006. Estas coisas também dizem muito!

  29. Olá….como é para quem tem passaporte europeu (alemão) morar na Islândia? Refiro-me à documentação ou permissão….se você souber, agradeço uma informação/dica. Obrigada!

  30. Olá, Érika! Sou brasileira e filha de Polônes. Caso eu dê entrada no passaporte polonês (já que o critério para ser considerada cidadã polonesa é o Jus Sanguinis, bastando, para isso, ter pai ou mãe Polonês), você acha que assim poderei morar na Islândia?????

  31. Olá Erika.
    Sou leitor do blog e tenho uma vontade inverossímil de morar por essas bandas, sou fascinado pela cultura e pela organização deles. Mas tenho algumas dúvidas, se eu quisesse abrir um pequeno negócio aí, será que seria muito complicado?
    E em relação aos contratos de trabalho, os valores médios de um “salário mínimo” seriam o suficientes para se manter?
    Vi que a alimentação e que a diversão é um pouco cara, mas teria como informar uma media de preços?
    Desde ja agradeço a iniciativa e atenção.

  32. Olá, Jeferson,
    para abrir um negócio na Islândia, o primeiro passo é obter permissão de residência e trabalho, as condições para isso você pode ver no site do serviço de imigração islandês: http://utl.is/index.php/en/
    Entretanto, no momento, somente cidadãos do Espaço Econômico Europeu e seus cônjuges conseguem facilmente esse tipo de permissão.
    Na Islândia não existe salãrio mínimo como nós o conhecemos no Brasil, e sim valores mínimos que se pagam por hora de trabalho, dependendo da profissão exercida. Um vendedor ou caixa ganha, em média, ISK 1.500 por hora; um motorista de ônibus, mais ou menos ISK 2.000 por hora, por exemplo.
    Alimentação e diversão são bem caras, sim, mas energia elétrica e água são muito baratas. É difícil dizer quanto é necessário para se manter, porque tudo depende de onde você quer morar e o que come, com o que gasta no seu tempo livre, etc.
    Desejo boa sorte nos seus planos!

  33. Texto muito bom e direto, a Islândia parece ser um país incrível. A realidade do nosso Brasil é tão triste (corrupção ,violência ,impostos altíssimos, etc) que me faz pensar muito em abandonar minha pátria futuramente, em busca de maior qualidade de vida, segurança, prosperidade , e a Islândia está na lista de possíveis destinos. Outro aspecto eu também levo em conta, principalmente por eu ser católico fervoroso, valorizo muito as tradições e os valores familiares … Queria saber qual o grau de importancia da religião aí, as instituições ainda tem forte ligação com a igreja ?a cultura está sendo preservada ? ficaria muito feliz com sua resposta : )

  34. Erika, que texto bem escrito! Adorei o fato de não haver baratas. Ai que sonho! Moro na Austrália e como você sabe, tudo aqui é em tamanho família. All the best for you! Beijos.

  35. Olá Érika, parabéns pelo blog, gostaria de saber se o setor de engenharia e arquitetura aí absorve brasileiros,sou engenheiro e minha esposa Arquiteta, temos nossa empresa aqui no Brasil, porém agora ela está grávida e infelizmente não acredito em melhoras breves ao nosso país, aí surge a vontade de ir para a Europa ou outro lugar com qualidade de vida, e me interessou muito a Islândia.
    Se puder me dar algum toque agradeço, até mais.

    • Olá, Pedro,
      para morar na Islândia, o o primeiro passo é obter permissão de residência e trabalho, as condições para isso você pode ver no site do serviço de imigração islandês: http://utl.is/index.php/en/
      Entretanto, no momento, somente cidadãos do Espaço Econômico Europeu e seus cônjuges conseguem facilmente esse tipo de permissão. Se este for o seu caso, sei que há muito movimento no setor da construção civil aqui, mas não posso afirmar se há vagas ou oportunidades de negócios para estrangeiros.
      Boa sorte nos seus planos!

  36. Oi Erika,
    adorei seu blog e tudo sobre a Islândia.
    Sou brasileira, de Manaus, mas moro na Italia há 20 anos, exatamente em Roma.
    Amo viajar, e pra “fechar” a escândinávia falta somente a Islândia. Pretendo ir em agosto,
    uns 10 dias, sozinha.
    Gostaria de tirar algumas dúvidas:
    sei que não precisamos de visto; mas gostaria de saber se tem limite da validade no passaporte, por exemplo o meu vence em janeiro, pode dar problema?
    Qual a temperatura em agosto? Preciso levar casaco pesado?
    Você conhece um Hostel BBB (bom, bonito e barato:-) no centro que possa indicar?
    Pode indicar também uma excursão pra se ver a aurora boreal? E quanto pode custar?
    Aguardo sua resposta,obrigada

  37. Olá érika primeiramente felicitar-lhe pelo excelente blog!! Adorei! Só tenho uma perguntinha: você saberia me dizer quantos descontos de fazer do salário bruto? Muito obrigada. Abraço

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.