Dinamarca – Melhores cidades para estrangeiros

4
478
Christiansborg, sede do Parlamento dinamarquês em Copenhague. Foto: arquivo pessoal
Advertisement

A Dinamarca, apesar de um país homogêneo, apresenta diferenças regionais: expressões e sotaques, comportamento e até mesmo na relação com estrangeiros. Nesse texto você lerá um pouco mais sobre as cidades mais procuradas pelos estrangeiros que desejam se mudar para a Dinamarca e poderá ter um parâmetro melhor de quais são as melhores cidades para estrangeiros viverem no país. Vamos a elas?

Copenhague

A capital da Dinamarca é o destino principal dos estrangeiros que vêm para a Dinamarca e concentra o maior número de brasileiros vivendo por aqui. Com tanta gente e tanta procura, é de se esperar que alguns aspectos da vida por lá sejam mais difíceis em comparação a outras cidades do país. Por ser uma cidade mais cosmopolita, é mais fácil se virar em inglês em Copenhague.

Embora seja uma cidade bastante fácil para estrangeiros, encontrar moradia não é fácil – veja o texto da Camila a respeito. Empregos no setor de serviços e HORECA são normalmente ocupados por estudantes. A sede da A.P. Møller – Mærsk fica no coração de Copenhague, e grandes empresas do setor petroleiro, financeiro, de previdência e seguros e de comunicações estão baseadas ali.

No transporte público há uma boa infra-estrutura e funcionalidade incomuns a muitas cidades dinamarquesas. Para quem tem filhos em idade escolar, Copenhague oferece a maior oferta de escolas internacionais e bilíngues da Dinamarca – é sempre bom lembrar que as escolas internacionais são privadas. Com tantas vantagens, o preço a se pagar é caro: o custo de vida em Copenhague é dos mais altos no país.

Aarhus

Segunda maior cidade da Dinamarca e maior cidade da Jutlândia, Aarhus concentra muitos brasileiros, assim como Copenhague. A cidade portuária tem excelente infra-estrutura e é bastante atrativa para estrangeiros por sua multiculturalidade. Aarhus é conhecida por seu pólo universitário, com a Universidade de Aarhus ocupando posição de destaque sobretudo no campo de pesquisa e desenvolvimento, fazendo da cidade um destino popular entre pós-graduandos e mestrandos, além de doutorandos.

Além das áreas citadas, o setor hospitalar é bem forte em Aarhus, concentrando hospitais especializados em pesquisa, o que representa uma boa possibilidade para profissionais da área da saúde, incluindo Medicina, Enfermagem e Biomedicina.

Grandes empresas do setor de energia, como Vestas, concentram-se nessa região, juntamente com empresas de engenharia mecânica, eletrônica e de produção. Profissionais de transportes e cargas e da área de comércio internacional podem encontrar boas oportunidades na cidade devido a Aarhus possuir o maior porto de movimentação de contêineres da Dinamarca. Em Aarhus o estrangeiro encontra uma estrutura e custo de vida bastante parecidos com os de Copenhague.

Odense

A terceira maior cidade da Dinamarca e terra natal de H. C. Andersen tem, assim como Copenhague e Aarhus, a presença de muitos brasileiros, principalmente atraídos pelas universidades locais. Em termos de infra-estrutura, Odense apresenta a vantagem de estar entre a Zelândia e a Jutlândia e relativamente próxima da fronteira com a Alemanha, e muitas áreas verdes, sendo um local sempre visto com uma das melhores cidades para estrangeiros na Dinamarca.

Odense concentra uma quantidade considerável de startups e empresas de tecnologia, comunicação e robótica dinamarquesas e pode ser bastante atrativa por sua localização e infra-estrutura de transporte público, além de ser possível se virar por lá com o inglês. Entretanto, Odense apresenta quase os mesmos problemas de Copenhague em relação a moradia: aqui também é bem difícil encontrar um lugar para morar. O custo de vida é menor que em Copenhague, mas ainda assim, alto em comparação a cidades menores no país.

Aalborg

A maior cidade do norte da Dinamarca, segunda maior cidade da Jutlândia e quarta maior cidade do país é rica em história, tendo sido um dos principais pontos de comércio do país na Idade Média e na era Viking, em boa parte graças ao comércio de arenque. As indústrias de tabaco e de bebidas são importantes, aqui, além de ser pólo universitário. A cidade concentra muitos jovens e estudantes.

Aalborg abriga o maior carnaval da Dinamarca e da Escandinávia e por conta disso recebe uma quantidade considerável de turistas em maio, quando acontecem as festividades, o que fomenta o comércio local, favorecendo profissionais de HORECA e serviços como uma das melhores cidades para estrangeiros.

Em termos de infra-estrutura, assim como as precedentes Aalborg apresenta boa estrutura de transporte público e opções de escolas internacionais, além de estar próxima a um ponto turístico bastante famoso na Escandinávia: o balneário de Skagen.

Herning

Herning fica próxima da região que é pólo de moda na Dinamarca: algumas das marcas dinamarquesas mais conhecidas estão localizadas em Ikast-Brande, cidade vizinha, e Vejle, pouco mais ao sul. É conhecida por ser uma cidade que atrai muitos estudantes de moda e estilo para a antiga TEKO, hoje parte do grupo VIA, e é muito fácil de se virar em inglês por lá em todos os lugares. Em termos de infra-estrutura, tem menos recursos que as anteriores no transporte público mas há boas opções de escolas internacionais e muita vida noturna, o que é um bônus para os estudantes internacionais. Em relação a moradia, Herning apresenta as mesmas dificuldades das outras cidades já citadas.

Seja qual for o seu destino, pesquise bastante antes de mudar.  E uma dica importante é a seguinte: antes de fazer seus planos de migrar para cá, lembre-se de sonhar com os pés no chão. Na Dinamarca toda é preciso ter permissão de residência e trabalho para poder conseguir emprego, independentemente da área de atuação. As leis de imigração têm sido constantemente modificadas e está cada vez mais difícil para os estrangeiros, principalmente por causa do alto nível de exigências imposto pelo governo para aceitar novos migrantes. Leia mais a respeito no meu texto sobre vistos. Aproveite para ler sobre custo de vida na Dinamarca clicando aqui.

4 Comentários

  1. Legal você mencionar a teko, minha irmã trabalha lá e mora na região, numa pequena cidade porém! A questão de transporte é horrível, só tendo carro pra se virar naquela região

  2. Oi

    Tenho um amigo colecionador de carros que quer comprar um carro antigo a venda aí na Dinamarca. Ele quer ir aí pessoalmente. Mandei um email para a loja mas não me responderam.
    A loja fica em Sindal. É longe de onde vc mora?

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui