Finlândia – Um Passeio em Porvoo

5
479
Porvoo, Borgå, Finlândia, Turismo, Viagem, Europa, Férias
Famosas Casas Vermelhas (Foto: Arquivo Pessoal)
Advertisement

Ainda me considero uma recém-chegada à Finlândia. São apenas sete meses aqui (desde a edição deste texto) e temos muito o que conhecer ainda! No finalzinho de fevereiro, demos uma escapada até uma cidade linda que fica a apenas 50km ao leste de Helsinki, chamada Porvoo (ou Borgå em Sueco).

Porvoo, Borgå, Finlândia, Turismo, Viagem, Europa, Férias
Foto: Arquivo Pessoal

Porvoo é a segunda cidade mais antiga da Finlândia. Fica atrás apenas de Turku, tem 50 mil habitantes e ainda preserva um ar medieval com ruas e casas antigas na parte velha da cidade. A “Velha Porvoo”, como é chamada, beira o rio e é uma das paisagens mais fotografadas do país. E não é à toa que é uma das favoritas por aqui, porque é realmente de tirar o fôlego!

Dizem que Porvoo é a cidade dos momentos charmosos e eu concordo com isso. Além de também achar que é uma das cidades gastronômicas da Finlândia. A variedade de restaurantes e cafés disponíveis é magnífica. Você provavelmente encontrará tudo o que quiser comer e o melhor de tudo é que em qualquer lugar que escolher, poderá desfrutar de uma atmosfera encantadora e aconchegante.

Porvoo, Borgå, Finlândia, Turismo, Viagem, Europa, Férias
Foto: Arquivo Pessoal

Nós fomos de ônibus até lá pela empresa Onnibus. A passagem foi muito barata – apenas 3 euros cada perna por pessoa – e a viagem durou menos de uma hora. Saímos às 9 horas de Helsinki e chegamos antes das 10 da manhã. O ônibus era um double decker confortável, com wifi, banheiro e um café no andar de baixo! Ele nos deixou na rodoviária que fica a poucos metros da entrada da cidade antiga. O que foi perfeito, pois o nosso Airbnb ficava a apenas 3 quadras dali.

Escolhemos um Airbnb por ser o mais econômico e a localização era ótima! Não recomendo exatamente o que nós ficamos, mas havia várias outras opções disponíveis nessa região. Para se locomover pela área turística não precisa ter carro. Na verdade, penso que andar de carro pelas ruazinhas não deve ser algo tão simples, ainda mais nesta época do ano em que há gelo na rua. E por falar em gelo, as ruas são feitas de pedras e tivemos que tomar muito cuidado para não cair em diversos momentos.

No nosso apartamento havia um guia de Porvoo atualizado com uma rota para fazer a pé. Já havíamos pesquisado no próprio site da cidade, mas o guia de lá estava desatualizado e, por isso, preferimos usar o novo. Durante todo o sábado, subimos e descemos as ladeiras e passeamos por todas as ruas que encontrávamos no caminho. Queríamos explorar todas aquelas casinhas lindas e tirar foto de todas!

À beira do rio, há uma sequência de casinhas vermelhas de madeira bastante conhecidas dos cartões postais da cidade. Antigamente elas serviam como armazéns e as embarcações subiam o rio vindas do mar para descarregar as mercadorias ali. Como o rio estava congelado, havia alguns pescadores sentados no meio e alguns turistas se aventurando a andar por cima dele. Nós acabamos apenas apreciando à vista e ficamos um bom tempo contemplando a paisagem.

Nós queríamos comer em um lugar mais local, porém na cidade velha, e encontramos um restaurante gostosinho chamado Hanna-Maria. Servem em estilo buffet – até parecido com o nosso – porém já te entregam o prato principal pronto. Eles têm algumas opções do dia e outras que são do menu à la carte, e você ainda pode se servir de salada, pães, água, café e chá, tudo por único preço.

Como tudo na cidade fechava às 16h naquela época e o dia estava lindo, com um céu azul e um sol gostoso, preferimos bater perna e não visitar os museus naquele dia. A previsão do tempo mostrava que o dia seguinte seria nublado e chuvoso, então, aproveitar o dia ao ar livre era a nossa melhor escolha. Fizemos uma pausa para nos esquentar em um café muito charmoso chamado Petris Chocolate Room, que vendia umas trufas maravilhosas. Essa dica é boa, experimentem as trufas quando forem pra lá!

Porvoo, Borgå, Finlândia, Turismo, Viagem, Europa, Férias, Trufas, Chocolate
Foto: Arquivo Pessoal

Para o jantar, escolhemos um restaurante um pouco mais sofisticado, o Rafael’s Steakhouse & Bar ,que fica no centro de Porvoo e em frente à rodoviária. A comida também era ótima e o local fica bastante cheio, então, o melhor é fazer reserva antecipadamente. Mesmo com a reserva tivemos que aguardar um pouco até que liberassem a nossa mesa.

Tiramos o domingo para caminhar um pouco mais e visitar dois dos museus que a cidade tem. Porvoo é uma alegria para os amantes de arte, são várias galerias e museus por todos os lados. Pena que a grande maioria só funciona durante a primavera e o verão. Há vários, inclusive ao ar livre.

Então, por não termos tantas opções, desta vez visitamos apenas o Museu de Porvoo que é dividido em duas construções, uma em frente à outra, com um valor único para entrar de 8 euros por pessoa (adulto). Primeiro fomos no Holm House, que é a casa que pertenceu a uma família rica no final do século XVIII. Nele, conservam diversas peças não apenas dos Holm, mas de algumas outras famílias importantes da época. Também restauraram as paredes trazendo as cores originais e montando a decoração de forma parecida como era antigamente.

Porvoo, Borgå, Finlândia, Turismo, Viagem, Europa, Férias
Museu de Porvoo ao fundo e Vista da cidade. (Foto: Arquivo Pessoal)

A segunda parada foi no The Old Town Hall (antiga prefeitura). Aqui, aprendemos um pouco sobre a geologia do território finlandês, como seu povo viveu e como se desenvolveu. Além de ter outros dois andares repletos de obras de arte e artefatos de época.

Almoçamos no mesmo restaurante do sábado e fizemos uma pausa à tarde para nos esquentar em outro café charmoso, o Café Helmi. Na verdade, fomos guiados pelo delicioso cheiro de canela até ele, porque dali, acabavam de sair uns deliciosos bolinhos do forno.

Porvoo é uma cidade encantadora que com certeza visitaremos de novo durante o verão. Não tem como não se apaixonar pela arquitetura, pelas paisagens e pelo clima de interior – que eu particularmente adoro!

Se eu pudesse comparar Porvoo com alguma cidade no Brasil, diria que seria algo como Monte Verde, Campos do Jordão ou Gramado. Vocês conhecem alguém que nunca se apaixonou por estas cidades lindas também? Pois então, talvez agora vocês entendam a quantidade de suspiros que dei enquanto escrevia pra vocês.

Até a próxima!

Tallenna

5 Comentários

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui