Itália – Contando-a através do cinema

2
196
Crédito imagem: annca Licença: CC0 Public Domain.
Advertisement

Desta vez vou tentar te mostrar um pouco mais da Itália de uma forma diferente, não contando as minhas impressões e aventuras vivendo aqui, mas compartilhando uma relação de filmes que, de alguma forma, descreve as belezas e os costumes desse país.

A Itália é um país de inúmeras belezas e não são poucos os filmes que buscaram retratá-las. São incontáveis as produções com cenas italianas. As suas paisagens naturais, seus monumentos históricos e a sua deliciosa culinária fazem com que seja um destino muito valorizado pelos cineastas, seja para contar histórias de ação, romances ou comédias.

Seria uma loucura e um trabalho pouco aproveitado tentar relacionar todos os filmes neste post, o que só resultaria em um texto enorme e cansativo. Por isso, fiz uma pequena seleção pessoal. O que tentei foi, antes de tudo, indicar apenas os que eu realmente assisti e depois priorizar aqueles que contemplam cidades, lugares e paisagens italianas. Também pincei dois filmes que mostram algo da cultura, um que fala de uma fase marcante da vida dos jovens e outro que retrata um pouquinho do que acontece no dia de Ferragosto, um dos principais feriados italianos. Por fim, resolvi relacioná-los em uma ordem alfabética, sem dar o meu judicio. Desta forma, espero aguçar a sua curiosidade, vontade, saudade ou o desejo de viajar, mesmo que seja por meio do cinema.

Seguem as minhas indicações:

A Grande Beleza

(Título original: La grande bellezza | Gênero: Drama / Comédia | Ano: 2013)

Este filme, vencedor de vários prêmios, se passa durante o verão em Roma – capital italiana. O escritor Jap Gambardella reflete sobre sua vida. Com 65 anos de idade, ele só teve um romance de grande sucesso e desde então não concluiu nenhum outro livro. Mesmo assim a sua existência se passa entre as festas da alta sociedade, os luxos e privilégios de sua fama. Até que, ao se recordar de um amor inocente da sua juventude, ele acha forças para mudar sua vida, e talvez voltar a escrever.

A Vida é Bela

(Título original: La vita è bela | Gênero: Drama / Comédia | Ano: 1997)

Este longa-metragem foi vencedor de três prêmios Oscar: melhor filme estrangeiro, melhor ator protagonista e melhor trilha sonora. Ele conta a história de um judeu, Guido, que juntamente com o seu filho, Giosuè, é mandado para um campo de concentração na Itália, durante a Segunda Guerra Mundial. Ele, um homem simples, inteligente, espirituoso, possuidor de grande humor, e principalmente por ser um pai amoroso, consegue fazer com que o seu pequeno Giosuè, não perceba o horror no qual estão inseridos, por acreditar que ambos estão participando de um jogo.

Cartas para Julieta

(Título original: Letters to Juliet |Gênero: Comédia Romântica | Ano: 2010)

Nessa película uma jovem americana busca uma oportunidade para mostrar seu talento como repórter. Ela e seu noivo, um chef, viajam para Verona para a Lua de Mel. A narrativa é baseada no Museu Casa de Julieta (de Romeu e Julieta) e as cartas deixadas para ela em um muro. Ali a jovem encontra as Secretárias de Julieta, senhoras que respondem mensagens de mulheres apaixonadas. Quando ela resolve responder uma das cartas, um mundo extremamente romântico se abre e o fato ainda desencadeia uma série de eventos que irá mudar a vida de todos. Cartas para Julieta vale pelas cenas lindíssimas que se passam na charmosa Verona, nas estradas da Toscana e em Siena e sua praça principal.

Comer, Rezar e Amar

(Nome original: Eat Pray Love | Gênero: Drama | Ano: 2010)

Baseado no best-seller autobiográfico de Elizabeth Gilbert, esta obra se passa na Itália, especialmente em Roma. As imagens dos lugares são bonitas, bem feitas e coloridas. Tem várias cenas nas ruas da cidade além de muito macarrão, pizza marguerita e sorvete. A autobiografia descreve uma fase da vida de uma mulher que tira uns meses sabáticos para se recompor depois de um divórcio estressante.

O Carteiro e o Poeta

(Nome original: Il Postinho | Gênero: Drama | Ano: 1994)

Essa trama conta a vida de um homem simples e sonhador que mora com o pai, um pescador, em um minúsculo vilarejo siciliano localizado na ilha de Salina, no arquipélago das Ilhas Eólias (a cidadezinha onde foi gravado o filme se chama Pollara). Ele consegue um emprego nos correios por se recusar a seguir o ofício do pai. Ao descobrir que vai entregar cartas ao poeta Chileno Pablo Neruda – que, por motivos políticos, está exilado na ilha – ele se encanta. E embora seus mundos sejam muito diferentes logo eles se tornam amigos. Este longa-metragem venceu diversos óscares e prêmios, dizem que marcou história pela sua simplicidade. Certamente isso também se deve à música, à paisagem, à poesia, ao amor, ao aprendizado, à amizade e, sobretudo, à tocante história de um carteiro que queria aprender a escrever poesia.

O Talentoso Ripley

(Nome original: The Talented Mr. Ripley | Gênero: Suspense / Drama | Ano: 1999)

Desta vez, se conta que Tom Ripley – um jovem pobre e ambicioso que trabalha fazendo bicos e toca em festas de grã-finos – possui um dom incomum: a capacidade de imitar, com perfeição, a assinatura, a voz, o modo de se mexer, enfim, qualquer coisa de uma pessoa. Um dia o destino lhe oferece a chance de sua vida. Graças a um casaco emprestado, conhece um rico empresário que lhe oferece dinheiro para ir à Europa e trazer de volta o seu filho bonvivant. Porém, aproveitando-se de seu dom de se passar por outras pessoas, Ripley decide mudar os planos e resolve tomar a identidade do rapaz para viver com todas as suas regalias. O filme se passa em Positano e Costa de Amalfi.

Para Roma, com Amor

(Nome original: To Rome with Love | Gênero: Comédia Romântica | Ano: 2012)

Esta obra cinematográfica de Woody Allen é dividida em quatro histórias que não se cruzam. Em uma delas, um casal americano viaja para Roma para conhecer a família do noivo de sua filha. Na outra, um homem comum é confundido com uma estrela de cinema. A terceira retrata um arquiteto da Califórnia que visita a Itália com um grupo de amigos. E a última, mostra dois jovens recém-casados que se perdem pelas confusas ruas de Roma. Todas as cenas externas são lindas, elas se passam quase completamente nas ruas da histórica Roma, tendo seus monumentos como plano de fundo. Muitos quadros também se passam no Trastevere, bairro moderninho na margem ocidental do Rio Tibre.

Sob o Sol da Toscana

(Nome original: Under the Tuscan Sun | Gênero: Comédia Romântica | Ano: 2003)

Baseado na biografia da americana Frances Mayesa, que narra a vida de uma escritora que levava uma existência feliz em San Francisco, até que se divorcia. Triste e deprimida, ela decide mudar radicalmente e então, por impulso, compra uma velha casa em um pequeno vilarejo da Toscana, para descansar e poder terminar em paz seu novo texto. No entanto, enquanto cuida da reforma de sua nova casa reacende sua paixão. A trama se passa em Cortona. Além da cidade, dos campos e paisagens da Toscana, a película mostra também as cidades de Roma e Positano, na Costa Amalfitana.

Os dois filmes a seguir retratam dois momentos distintos da vida dos italianos. São filmes menos Hollywoodianos, mas que recomendo por retratarem um pouco a cultura do país.

Notte Prima Degli Esami

(Em português: A Noite Antes do Exame | Gênero: Comédia | Ano: 2006)

(Antes de falar do filme, abro parênteses para explicar que aqui não há vestibular, mas existe um exame que todos os jovens devem fazer quando terminam o colegial. Essa prova se chama “esami di maturità” – exame de maturidade. É um momento tenso na vida de qualquer jovem, assim como o vestibular é para gente.)

Essa comédia representa o que todos vivem nos tempos da adolescência, com as amizades, alegrias e as dores que distinguem esse período. O seus últimos dias antes daquele exame que farão com eles entrem definitivamente na vida dura, trata das preocupações e das dezenas de sofrimento de quem hoje se encontra a frente de tal desafio que parece um muro instransponível.

Pranzo di Ferragosto

(Nome em português: Almoço em Agosto | Gênero: Comédia | Ano: 2008)

Por fim, este longa, retrata com muito humor o que usualmente acontece no dia de Ferragosto, um dos principais feriados do país – em que tudo fecha e todos os italianos vão viajar.

A divertida história é de um homem de meia idade, que enfrenta problemas financeiros e mora com sua mãe viúva. O proprietário do apartamento em que vive lhe faz uma proposta de, em troca de um abatimento nos aluguéis atrasados, que ele abrigue a sua mãe e tia durante o feriado de 15 de agosto. Sem alternativa, ele aceita e toda a história se desenrola.

Espero que você tenha gostado das minhas dicas cinematográficas e que através delas consiga se sentir na Itália sem sair de casa.

Buon divertimento!

2 Comentários

    • Oi Silvana! Que legal que você gostou do texto, fico contente! Muito interessante a história do seu avô, parabéns por condividi-la tão bem. E, obrigada por compartilhar o meu texto também. 🙂
      Abraços

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.