O que mudou depois que eu mudei de país

2
502
(arquivo pessoal)
Advertisement

Olho para trás e me lembro de quando cheguei aqui há cerca de um ano, dos pensamentos que tinha, do que eu queria alcançar e vejo as coisas como estão hoje. Posso dizer que eu não precisava ter ficado tão aflita, poderia ter deixado o tempo passar sem ter aquela cobrança dentro de mim de que algo tinha que acontecer. Poderia ter ouvido mais as pessoas e soltado as rédeas, acreditado que, de uma maneira ou de outra, o destino se encarregaria de fazer com que as coisas acontecessem, com ou sem a minha ansiedade.

Como não posso voltar atrás, quero dizer para aqueles que ainda vão embarcar nessa aventura: acredite, pois tudo tem seu tempo de acontecer e vai acontecer! Mas uma coisa é certa: não adianta eu falar para que você não fique ansioso (a), para esperar as coisas acontecerem, para que você não se cobre tanto, para que não fique triste…sabe por quê? Porque faz parte do processo passar por isso, faz parte da aprendizagem e do crescimento! É a chamada travessia.

E como diz minha mãe: “o que hoje você alcança com as mãos, amanhã você pisa com pés”. A mais pura verdade! O que hoje você quer tanto, amanhã já não valoriza tanto, passa o tempo e já encontra motivos para reclamar, já começa a pensar em mudar de novo, buscar outra coisa diferente, ou seja, sempre buscamos novos sonhos, novas situações e novos desafios. Só acho que temos que saber até onde ir e saber aproveitar as oportunidades que aparecem hoje, para não estarmos sempre pensando em querer mais e mais e não dar o devido valor ao que alcançamos até aqui.

Nem sempre as oportunidades voltam e saber enxergar quando algo deve ser mantido é algo que estou tentado aprender hoje. O mundo hoje em dia nos dá inúmeras opções, então, como saber se devemos ir atrás de algo novo ou permanecer com o que alcançamos e trabalhar para melhorar esta situação? Isso é algo que me intriga e espero poder encontrar a resposta em tempo de conseguir ir ou simplesmente aceitar e batalhar para que isso permaneça.

Acredito que quando algo te incomoda profundamente, algum pensamento ou vontade que vai e volta, alguma certeza que está guardada lá no fundo, isso deve ser considerado ou você vai estar sempre querendo mudar isso e nenhuma situação vai aliviar sua angustia. Então faça, experimente, arrisque, busque informações, converse com pessoas que já fizeram a mesma coisa, pesquise, se organize, planeje e decida!

Quer mudar de país? Já decidiu para onde ir? Já conhece esse país? Porque não planeja uma viagem antes para ver como é a vida nesse país, como são os costumes, no que poderia trabalhar, qual é o custo de vida? Acredito que colocar o plano em prática te ajuda a torná-lo palpável.

Não tem dinheiro para realizar seu sonho? Já começou a economizar? Sabe quanto tem que juntar para se manter neste lugar? Mudar de país requer tempo para organizar sua viagem, economia, conhecimento das leis, documentos necessários, preço de passagens, aluguel, alimentação, cursos, pessoas conhecidas que morem nesse país ou que conheçam alguém que pode te dar dicas, etc. Comece a colocar seu plano em ação. Nesse processo você com certeza vai saber se essa sua vontade é realmente verdadeira ou se é só algo passageiro.

E quando você já estiver no país de destino, mesmo enfrentando as dificuldades e vivendo os altos e baixos das suas emoções, dentro de você, essa certeza e aquilo que te incomodava vai falar mais alto e vai te dar força para continuar e seguir com seu plano. Dificilmente você vai pensar em desistir e talvez a única certeza que você tenha é que voltar atrás é a única coisa que você não fará. A partir daí, tudo vai conspirar para que você permaneça no seu plano e o mais importante, para que siga com ele. Você vai pensar em como era sua vida antes e dentro de você algo te dirá: “definitivamente isso eu não quero mais!” E isso em conjunto com tudo o que você planejou para chegar até aqui, vai te dar força para continuar até que sua vida entre nos eixos e você comece a viver e a desfrutar das suas escolhas.

Você vai conhecer outras pessoas que tomaram a mesma decisão que você, que estão há mais tempo nessa mudança ou não, que passaram por mais dificuldades ou não, enfim, você vai começar a valorizar coisas que antes nem sabia como eram e vai se desapegar de padrões e conceitos que já não têm mais importância. É capaz até de pensar: por que eu não fiz isso antes? Mas no fim, tudo tem seu tempo certo. Não adianta querer pular etapas, o que não pode acontecer é deixar de realizar seus sonhos por medos ou inseguranças. Se acha que precisa de mais tempo para decidir, sem problemas, use o tempo que for necessário. Mas lembre-se: leve somente o tempo necessário! Não se estenda pensando mais do que a situação exige. A vida passa e tenho a impressão de que, ultimamente, o tempo está passando mais rápido ainda. Seja forte, acredite em você mesmo e pé na estrada! Ou melhor, pé no avião!

2 Comentários

  1. Gostei do seu comentário. Estou em Portugal ( Coimbra). Férias, turismo.
    Vamos viajar para Madrid tmb turismo.
    Seu comentário foi útil. Sds fraterna.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui