BrasileirasPeloMundo.com
Malta

10 motivos para amar Malta

A llha, localizada no meio do mar Mediterrâneo, dispensa explicações. É só jogar “Malta” no Google para você perder o fôlego e querer pegar o primeiro avião para cá. Quer saber por qual motivo Malta se tornou a menina dos olhos de muitos brasileiros? Confira abaixo as 10 razões para amar Malta:

1. A localização

A pequena Ilha de Malta está localizada a 80km do sul da Itália, bem no meio do Mediterrâneo. Viajar daqui para outros lugares da Europa é fácil, barato e rápido. Nada mais normal do que esticar o final de semana na Sicília ou resolver passar uns 5 dias no Chipre. O azul do mar e o céu limpo fazem qualquer um se apaixonar por Malta.

2. A arquitetura

Malta é monocromática. A arquitetura de estilo barroco, que mescla as cores terrosas das casas com as portas e as janelas coloridas, encanta tanto que chega a tirar o fôlego. Pequenas ruas e vielas, igrejas por todo o lado (são mais de 365 espalhadas pelo país) e arcos medievais compõem o cenário da pequena Ilha. Urbano e rural. Moderno e clássico. Inebriante.

3. A religião

Pense em um país super católico. Até o último fio de cabelo. O divórcio foi aprovado somente em 2011 – sim, há 6 anos! Abortar é extremamente proibido e condenável, e a discriminalização da maconha está sendo discutida atualmente. Em contrapartida, Malta aprovou o casamento entre pessoas do mesmo sexo, o que foi celebrado com muita festa e orgulho! Ou seja, apesar de haver mais de uma igreja para cada dia do ano na Ilha e a mentalidade dos malteses ser extremamente tradicional, os direitos humanos têm se expandido e questões de saúde pública têm sido levantadas. Mesmo assim, é lindo ver a devoção que o povo maltês tem a Deus e às coisas por Ele criadas. Ter fé é essencial na vida do ser humano, não importa qual seja a sua.

4. A segurança

Não existe nada mais confortável que andar na rua sem sentir medo de ser assaltada – e para nós, mulheres, nada é melhor do que não viver achando que pode ser estuprada a qualquer momento. Aqui, meninas andam sozinhas à noite, de madrugada, de vestidinho, shortinho, de burca – e são respeitadas. Obviamente, pessoas periogosas existem em qualquer lugar, mas acontecer algum tipo de crime é realmente raro. A Ilha é pequena e tem policiamento – desarmado e não ostensivo –, o que garante a paz dos residentes e turistas de maneira geral.

5. Os 5 meses de verão exuberante

Sim, são mais de 150 dias de calor estourando os termômetros! Praticamente, não temos primavera nem outono, somente verão e inverno – o que por um lado pode ser bom, uma vez que aproveitamos mais as belezas naturais que esse marzão pode nos oferecer. O único problema é quando o frio chega: ele vem com tudo. Muito vento e tempo chuvoso. Todavia, quando o tempo está bom, é sol na certa. Ou seja: paraíso para os amantes de praia.

6. Gozo e Comino

Ah, Gozo e Comino. Duas ilhotas maravilhosas de azul cristalino. Em Gozo, passar um final de semana pode ser o ideal: ir visitar Ramla Bay e sua areia avermelhada e se encantar pelas mini cavernas sobre o mar em Xlendi. Deseja mergulhar em águas transparentes e calmas? Talvez Comino seja sua pedida. A Crystal e a Blue Lagoons são as preferidas de turistas e nativos devido a seus cenários estonteantes. Dica: alugue um barco e vá passar o final de semana lá. Não irá se arrepender!

7. Os relacionamentos interculturais

Malta está lotada de estrangeiros. Ingleses, italianos, franceses, espanhóis, búlgaros, entre muitos outros. Viver em Malta é respirar a cultura da Ilha e dos malteses, mas também a do mundo, principalmente a Europeia. O convívio com pessoas de diferentes partes do mundo faz você amadurecer, enxergar a vida com outro olhar, julgar menos, amar mais. Você vive… plenamente.

8. As oportunidades

Malta investe no turismo fortemente. E em empresas de jogos online também. Ambas as áreas proporcionam oportunidades de trabalho para estrangeiros – seja como garçonete, recepcionista, hostess, promotora de eventos, agente de atendimento ao cliente, criadora de conteúdo. Vagas de emprego e business people querendo contratar é o que não faltam (não esqueça que ter passaporte europeu facilita a vida – e muito! Se esse não é o seu caso, um visto de trabalho precisará ser conquistado).

9. A qualidade de vida

Malta não dispõe de muitas árvores, nem de muita grama, mas algo que se tem aqui, especialmente quando comparado com o Brasil, é qualidade de vida. Muitos trabalham das 9 às 5, muitos trabalham em turnos alternados, muitos nem trabalham ainda. Não importa: você consegue levar uma vida boa, com momentos de lazer e diversão mesmo ganhando 800 euros por mês. Depedendo do seu salário, obviamente, você precisará abdicar de certas coisas – talvez você precise dividir apartamento, ir a restaurantes mais baratos. Menos não quer dizer nada. E isso é uma grande diferença. Aqui é possível ter prazer sem precisar ganhar fortunas. Com pouco se faz muito. E com qualidade!

10. O povo maltês

Ah, os malteses! Que povo amável – sorridente, amistoso, caloroso. Eles sabem aproveitar a vida. A maioria dos estabelecimentos abre pela manhã às 9, fecha por duas horas no horário do almoço e depois reabre até às 7 da noite. Aos domingos, quase tudo permanece fechado. O pessoal vai para a praia, almoçar em um restaurante tradicional ou simplesmente fica em casa curtindo a família. Os malteses sabem o que precisam para serem felizes e fazem questão de seguir essa rotina dos sonhos.

Precisa de mais motivos? Vem para cá! Prometo que não irá se arrepender e, com certeza, encontrará incríveis amigos, eternos amores e uma coleção de momentos inesquecíveis.

 

Related posts

Como é morar em Malta

Thaís Cardoso

Amizades interculturais em Malta

Isadora Marcante

A comunicação em Malta

Marcela Bueno

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação