BrasileirasPeloMundo.com
10 Motivos

10 razões para você viajar pelo mundo

10 razões para você viajar pelo mundo

Esse é o primeiro post de uma serie de artigos sobre Planejamento de Viagem. POR QUE viajar o mundo é o tema de hoje.

Não posso começar escrevendo nada melhor do que já dizia o sábio viajante dos mares Amyr Klink “Um homem precisa viajar por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou tv. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar do calor e o oposto. Sentir a distância.”

Os motivos para se viajar pelo mundo são incontáveis. Selecionei aqui 10 razões, mas não foi tarefa fácil! Me conta nos comentários quais são as suas!

  1. O mínimo dos acontecimentos pode se transformar em uma aventura

Já pensou sentir adrenalina ao pegar um ônibus? Pois é, quando você viaja, tudo é novidade, tudo é aventura. Usar o transporte público na maioria das cidades é mesmo muito revelador. Seja numa viagem pela Europa com seus trens modernos e confortáveis ou em um colorido tuk tuk na Tailândia, sempre é possível se encantar.

Ou então, uma simples caminhada revela a arquitetura local e ao observar por alguns minutos os passantes, descobrimos muito sobre seus hábitos, seja na forma de se vestir, nas comidinhas de rua, no tom de voz ou nas suas expressões faciais, somente andar pelas ruas pode ser o máximo!

  1. Você aprender a lidar melhor com as próprias emoções

Há dias de viagem ótimos, que estamos cheios de energia e animação. Há dias normais, aqueles sem nenhum acontecimento especial, um dia típico em que aparentemente nada de diferente acontece. E há também os dias em que surgem problemas, que a disposição esta lá em baixo ou você acorda com aquela TPM poderosa. Desenvolvemos a capacidade de gerenciar nossas emoções quando estamos fora de nossa rotina. Longe das obrigações diárias, nada passa despercebido e temos mais tempo de nos observar e agir, quando preciso, ao invés de reagir. Seja o sentimento que for, logo passa. Sejam os dias legais e felizes ou os dias deprê. A alegria ou a tristeza são passageiros e tá tudo bem, a vida acontece assim mesmo, com altos e baixos.

  1. Seu conhecimento do mundo cresce naturalmente

Além de saber mais sobre o local em que estamos viajando, conhecemos  outros viajantes, de todo canto do mundo, que também trazem um pouco de sua cultura e uma conversa de bar ou no café da manhã de um hostel, pode se tornar numa fonte de conhecimento. Morro de vontade de conhecer a Colômbia depois de conhecer uma amiga vinda de lá e me relatar um pouco mais sobre as belezas naturais que nunca imaginei existir naquele país. Achava que toda a Índia venerava as vacas, mas ao ver meu colega de trabalho indiano devorando um rosbife, soube que ele era muçulmano e só não comia mesmo carne de porco.

  1. Você vivencia um mundo bom

Conhecer um pouco do mundo te faz ter a certeza de que o noticiário de tv é simplesmente uma infíma parcela do que se passa no mundo e que não devemos levar muito a sério o foco no negativo dado pela mídia.

Minha mãe ficou apavorada quando soube que eu iria para a Turquia, pois via na TV confrontos diários pelo país devido a uma tentativa de golpe militar em 2016. A verdade é que me sinto extremamente segura por lá, onde sei que não estou suscetível a assaltos ou roubos de qualquer tipo. Onde se pode usar ouro pelas ruas sem medo e onde posso ir ao café da esquina com o laptop nas mãos sem nenhuma preocupação.

  1. Você passa a se conhecer muito melhor

Estando exposto a tantas novidades e descobertas que viajar pelo mundo proporciona, é impossível não adquirir novos hobbys, hábitos alimentares ou interesses. Amei a parte do museu Tepapa, na Nova Zelândia, que conta a historia de refugiados. Ali, ao passarar horas lendo, ouvindo e vendo fotos e relatos incríveis de dor e superação, constatei que gosto muito de histórias reais, de filmes baseados em fatos reais e soube porque não me encanta filmes ou livros de ficção ou fantasia.

  1. Você faz inúmeras coisas pela primeira vez

É uma lista de coisas que aprendi ou que fiz de novo em cada país visitado. É realmente grande e nunca pára de crescer, pois cada lugar tem seu encanto, cada lugar proporciona uma experiência única. A lista vai desde “grandes feitos” como um retiro de meditação e silêncio por 10 dias, bung-jump na África do Sul, andar de balão na Capadocia até coisas simples, mas igualmente significantes, como experimentar feijoa, uma fruta deliciosa que nem sabia que existia, usar bicicleta como meio de transporte diário, voltar do trabalho direto para beira mar as 6 da manhã para apreciar o nascer do sol.

  1. Você REaprende a valorizar as pequenas coisas

Sabe aquele café feito pela sua mãe? A sua cama e seu travesseiro? Reuniões em família com aquela bagunça e falação? Estar presente no aniversário dos sobrinhos ou aquele pão da padaria da esquina? São de coisas assim que lembro de ter sentido mais falta. E hoje tento aproveitar ao máximo quando estou com as pessoas que amo, onde quer que seja neste mundo, pois sei que é sempre temporário. Não dá para encolher o mundo e deixar tudo mundo próximo, então o jeito é curtir intensamente enquanto é tempo pois sempre sinto saudades de uma comida típica de um lugar, ou de conversar com o aquele amigo que fiz em outro lugar.

  1. Você se questiona bastante

Questionamos nosso modo de agir e pensar quando aprendemos outras maneiras de viver.

A Tailândia foi pra mim um destino muito inquietante, que me fez refletir e questionar várias vezes. Há muitas atividades exóticas, com animais e humanos. Uma delas são as famosas mulheres girafas, que usam argolas para alongar o pescoço. Ir ou não visitá-las? E sobre os animais, será que ando de elefante? Vale a pena contribuir para essas práticas questionáveis de turismo só por umas fotos?

Fiz uma pesquisa sobre os assuntos na internet e também conversei com outros viajantes. Optei por visitar um santuário onde os elefantes resgatados de maus tratos ou das ruas, após serem abandonados, são levados quando não servem mais para o trabalho. Passar o dia lá foi muito melhor do que andar com eles sob tortura.

As vezes são aprendizados chocantes, como foi pra mim aprender sobre como é feito o treinamento de elefantes, mas que levarei para sempre, ao abolir qualquer atividade turística que envolva animais. Já tirei da lista dos sonhos nadar com golfinhos, por exemplo.

Ah! E sobre as mulheres girafas, também acabei não indo até a comunidade onde elas vivem. Pra mim seria legal poder falar com elas, mas como o idioma se tornou uma barreira, já que elas são refugiadas e não falam nem o idioma local, preferi não ir somente para observar e fotografar.

  1. Tchau tchau rotina

Trânsito, stress, obrigações, pressão, metas, prazos, etc. Isso tudo fica suspenso, ou pelo menos, ganha outra importância, enquanto você viaja pelo mundo. E quando voltar, com certeza tudo ganha um novo significado, as suas prioridades mudam, seus valores mudam e seu modo de agir e pensar também. Mas  cuidado! Essa rotina de novidades vicia e voltar para a vida normal, pode ser difícil para muitos viajantes.

  1. Você faz amigos pelo mundo todo

São dezenas ou mais provavelmente centenas de pessoas com as quais você conversa durante uma viagem pelo mundo. Seja num trajeto de ônibus, em sua acomodação ou num bar, você com certeza conhecerá muitas pessoas. Com algumas delas vai rolar maior afinidade e querer manter contato é natural. De tempos em tempos converso com pessoas pelo WhatsApp ou redes sociais que conheci a mais de dois anos, da Alemanha, França, Colombia, Austrália, entre outros. E detalhe, ainda não estive na maioria desses países.

E você, quais são as suas razões para viajar (ou não) pelo mundo? Deixe logo abaixo nos comentários!

Related posts

10 motivos para morar no México

Simone Gonçalves

Dez motivos para morar na Dinamarca

Cristiane Leme

China – Oito motivos para não mudar

Christine Marote

1 comentário

Júlia Sott Fevereiro 27, 2018 at 2:29 pm

Amei o post!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação