BrasileirasPeloMundo.com

Related posts

Minimalismo e Consumismo

Liliane Oliveira

Entre dois mundos

Cristiane Leme

Quando você sente que não pertence mais ao Brasil

Carolina Lauzen

14 comentários

Júlia Sott February 20, 2018 at 11:41 am

Lindo e verdadeiro! 🙂

Resposta
Liliane Oliveira February 20, 2018 at 8:41 pm

Analu,
Sou sua colega aqui no BPM e estou passando para dizer que gostei muito do seu artigo, parabéns!
Um beijo,
Lili

Resposta
Ana Tavela February 20, 2018 at 9:12 pm

Obrigada, Liliane! Sempre bom receber incentivo das colegas 🙂
Fico feliz que gostou, obrigada!

Resposta
Lívia February 20, 2018 at 11:34 pm

Analu, parabéns pelo texto e pela sensibilidade em expor este outro lado. Sim, nossos conterraneos precisam desse olhar, e do apoio de quem saiu, para, quem sabe conseguirem construir, continuar a construir coisas boas em nosso país. Afinal, como vc bem falou, viemos de lá, e isso ninguém vai mudar! Muito obrigada!

Resposta
Andréa February 21, 2018 at 8:31 am

Belo texto! Parabéns !!

Resposta
Karina February 21, 2018 at 11:45 am

Olá Analu, parabéns adorei o texto. Só fiquei com uma dúvida sobre o número de brasileiros que já teriam emigrado, você diz 100 milhões e se não me engano somos 250 milhões de brasileiros. É como se quase metade da população já tivesse emigrado. Acredito que o número esteja errado, qual foi a fonte? Beijos ????

Resposta
Analu Tavela February 22, 2018 at 7:02 am

Oi Karina, a pesquisa que vi em um documentário, fala que 50% dos brasileiros, se pudessem, gostariam hoje de deixar o Brasil. No texto está: “Não sair do Brasil é uma decisão que não depende apenas da vontade, senão, de acordo com pesquisas, pelo menos 100 milhões de brasileiros já teriam emigrado.” Então aqui trata-se apenas da intenção de emigrar e não da ação em si. Obrigada pelo comentário. Beijos, Ana.

Resposta
Adriane February 23, 2018 at 12:43 pm

Oi Analu,
Adorei o texto, tb sou farmacêutica e trabalho com pesquisa clínica (na onco) ????????… moro na França desde out/16.
Bjsss

Resposta
Analu Tavela February 23, 2018 at 2:36 pm

Oi Adriane, que bom que gostou do texto! Prazer em conhecer uma colega de pesquisa clínica 🙂 esse mundo tão particular que pouca gente conhece, não é mesmo? Obrigada pelo comentário, beijos, Ana

Resposta
Michelle February 25, 2018 at 12:02 am

Adorei o seu texto! Parabens!!

Resposta
Vania March 2, 2018 at 9:05 pm

Parabéns!! Muito bom texto!!

Resposta
Aline Ribeiro March 3, 2018 at 1:56 pm

Analú, excelente texto!!!
Eu sou uma das pessoas que se tivesse oportunidade, teria emigrado a muito tempo…
Não sei se por conta de uma tpm, cheguei a chorar no final, pois muitas vezes me senti assim, com uma pessoa que foi ficando para traz…
Beijos!!!

Resposta
Analu Tavela March 4, 2018 at 8:12 pm

Oi Aline! Obrigada pelo comentario, fico super feliz que tenha se identificado com o texto… TPM ninguem merece, come um chocolate pra melhorar isso, menina! Meu intuito com este texto foi exatamente escrever pra quem fica, pra nao se sentir para tras, cada um tem sua realidade, suas prioridades e seu momento de vida. Beijos e obrigada pelo comentario.

Resposta
Roberta April 30, 2018 at 2:59 pm

Ola nao se sinta para tras. Eu moro a 11 anos em Londres, tenho um trabalho ótimo, casa, empregada e escola particular para minha filha e quero voltar para o nosso país. Não se iluda, o melhor lugar nesse mundo eh perto da nossa família e amigos verdadeiros.

Resposta

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação