BrasileirasPeloMundo.com
Culinária Pelo Mundo Macau

A gastronomia de Macau

Quando pequena (o período que me lembro é entre meus 5 e 8 anos) eu morava com meus avós em Macau. Minha alimentação era à base de verduras refogadas com arroz e proteínas de carne branca. Posteriormente, voltei ao Brasil e comecei a reparar nas diferenças na alimentação entre os dois países e agora que estou de volta, pude confirmá-las e faço aqui uma relação de 6 costumes alimentares interessantes da gastronomia de Macau.

A primeira delas é o uso de sal e açúcar nas comidas. Em Macau os pratos salgados em sua maioria são adocicados, enquanto os pratos salgados do Brasil são salgados mesmo (como deveriam ser, de acordo com o próprio nome). O prato mais famoso de Macau é o porco adocicado (Char Siu Fan – Arroz com porco adocicado em cantonês), é um dos meus favoritos, quase todos os turistas que visitam a cidade o experimentam pelo menos uma vez.

Os restaurantes que oferecem este prato geralmente penduram a carne na entrada, junto com as outras proteínas (galinha ao molho de soja, galinha ao molho de gengibre, pato assado e barriga de porco assada) como na figura abaixo.

Fonte: Pixabay

Parece meio assustador, mas o gosto é sensacional e inigualável, e eles são acompanhados de verduras ao vapor, ou seja, uma refeição bastante balanceada!

Leia também A Lusofonia em Macau

O segundo costume da gastronomia macaense é o famoso Chá da Manhã que as pessoas geralmente praticam aos sábados e domingos por volta das 10h00 e já acaba englobando o almoço. No Chá da Manhã (Yum Cha que é literalmente “tomar chá” em cantonês) são servidas as pequenas porções de alimentos (Dim Sum) à base de farinha, verduras e carnes brancas, geralmente pequenos pasteizinhos, bolinhos de carne, de arroz e etc. Tudo na quantidade de 2-4 pedaços que são acompanhados por chá no sabor escolhido pelo cliente, que obviamente é o componente principal da mesa (por isso o nome Yum Cha). Normalmente as pessoas vão em grupos, e sentam nas famosas mesas redondas em que é possível girar a parte de cima, para que as comidas passem de pessoa para pessoa sem que ninguém precise levantar da cadeira para pegar. O intuito do Yum Cha é saborear a maior quantidade de Dim Sum diferentes e por isso eles são pequenos, para que as pessoas possam experimentar todas as opções. É provável que você saia de lá rolando como nos  rodízios japoneses.

Um fato curioso é que, para fechar ou discutir negócios, convidar os pais da amada para almoçar, tentar impressionar alguém importante ou mesmo outros eventos mais sérios, as pessoas geralmente reservam o Yum Cha. É um evento de grande relevância e, como demonstração de respeito, sempre que possível deve-se pegar a comida e colocar no prato da pessoa convidada.

Os petiscos e as bebidinhas encontradas pelas ruas são outro costume bem interessante. O lanche mais famoso é o Chu Pa Bao (pão francês com bisteca de porco), pode ser saboreado como lanche da tarde ou quando você está numa correria e não tem tempo de almoçar. O Chu Pa Bao é até bem grande comparado com os tradicionais salgados brasileiros (é um pouco maior que um Bauru). O doce mais apreciado é de origem portuguesa, o famoso Pastel de Nata (Pastel de Belém no Brasil), na opinião de muita gente, e na minha inclusive, apenas duas lojas oferecem o sabor digno do pastel,  a Margaret’s Café e Nata que fica no centro de Macau e a Lord Stow’s Bakery que fica na Vila Velha de Taipa, diz a lenda que os donos eram um casal, que se divorciou e cada um abriu a própria panificadora. A bebidinha mais famosa da pequena cidade é o famoso chá com leite com bolinhas de tapioca no fundo (Zhen Zhu Nai Cha), é tipo o Chá Mate com leite da Casa do Pão de Queijo, só que bem mais doce e com bolinhas comestíveis dentro (cuidado para não engasgar com elas). No Brasil, principalmente em São Paulo, já existem algumas lojas especializadas na venda destas bebidas.

O quarto costume, bem diferente, é a falta do uso das facas pela população. Em qualquer restaurante ou mesmo na casa de alguém, você irá somente receber palitos, colher e garfo, pois as comidas oferecidas não necessitam do uso da faca, uma vez que já estarão cortadas em pedacinhos, ou em uma consistência que dispensa a utilização dela.

Outra diferença que percebi é a pouca presença de saladas ou verduras cruas. Na maioria dos restaurantes populares as verduras são servidas de forma cozida ou refogada. E aqui vai um desabafo pois sinto falta das saladinhas, mas em restaurantes portugueses ou em alguns mais refinados vocês ainda podem encontrar pratos de salada (que são bem caros). Nos supermercados também se encontram folhas que compõem as saladas, por preços relativamente altos.

Para encerrar,  o sexto costume tem a ver com a logística, o atendimento e o pagamento nos restaurantes. É preciso levar sempre um pacote de lenços pois os restaurantes não oferecem guardanapos, na verdade eles estão à venda (pelo equivalente a 2 reais por um pacote de lenços). Se for almoçar pelo centro em horários de pico nos dias de semana, provavelmente terá que compartilhar a mesa com uma outra pessoa (e estou falando de sentar um do lado do outro ou de frente para o outro), já tive que compartilhar a minha mesa com várias pessoas diferentes, as pessoas não ligam muito. Os garçons e garçonetes são em sua maioria rudes e não se importam se você aceita ou não esse comportamento, pois prezam mais pela quantidade do que qualidade em termos de atendimento ao consumidor e não adianta escolher outros restaurantes que o atendimento será mais ou menos do mesmo jeito. E, por fim, a pressa que eles tem na cobrança, o certo é você ir já pagando pelo que pediu antes mesmo da comida chegar. Claro que isso acontece apenas em restaurantes de preços populares mas vale lembrar que cada lugar tem a sua cultura e devemos respeitá-la, as pessoas convivem numa boa do mesmo jeito, é só ir se acostumando.

Related posts

A arquitetura em Macau

Fernanda Martins

Gastronomia peruana

Jéssica Soares

Cinco pratos famosos da culinária norueguesa

Débora Veloso

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação