BrasileirasPeloMundo.com
Culinária Pelo Mundo Peru

A gastronomia peruana

A gastronomia peruana.

Quando falo para alguém que moro no Peru, geralmente uma das primeiras coisas que me perguntam é sobre a comida. Nos últimos anos, o chef peruano, Gaston Acúrio, e seu restaurante “carro-chefe”, o Astrid y Gastón, ganharam diversos prêmios internacionais, incluindo o de melhor restaurante da América Latina, dado pela revista britânica especializada em culinária “The Restaurant”.

Em 2014, o Peru ganhou o prêmio World’s Leading Culinary Destination, da World Travel Awards. Como era de se esperar, esses fatos estão levando um grande número de turistas gastronômicos para Lima e, consequentemente, impulsionando a economia peruana.

Como não poderia deixar de ser, o número de estudantes de gastronomia, que escolhem o Peru como destino, cresceu consideravelmente. Em Lima, inclusive, há o único instituto culinário “Le Cordon Bleu” da América Latina, oferecendo oportunidades para os que estudam aqui se tornarem os melhores do mundo. Esse crescimento do interesse mundial pela culinária peruana fez com que os próprios peruanos mudassem o seus hábitos alimentares e, aqui, já há campanhas para que as pessoas incluam cada vez mais ingredientes, tipicamente peruanos, em suas dietas e abandonem os importados. A ideia é que se o mundo vem até aqui somente para consumir o que é do Peru, os peruanos também devem consumir.

Leia também: custo de vida em Lima

Ají, um dos temperos mais usados na culinária local.
Gallina con Ají, um dos temperos mais usados na culinária local.

Vale ressaltar que a comida peruana vai além, muito além, do bom e velho Ceviche (que, sendo muito honesta, eu detesto). As comidas criollas (as que são preparadas com ingredientes típicos da terra) são as mais consumidas no país, seguidas pelo Pollo a la brasa, que nada mais é do que um frango assado acompanhado de batatas fritas. Por falar em batatas, elas são o ponto alto da culinária local. Existem nada menos do que 3000 tipos de batatas tipicamente peruanas! Sim, 3000!

As batatas são quase um patrimônio peruano e vários tipos são usados, diariamente, na culinária local e os peruanos morrem de orgulho delas. As minhas preferidas são as batatas fritas do restaurante La Lucha, que inclusive são as primeiras colocadas no Trip Advisor como as melhores batatas fritas do mundo! Quem vem a Lima não pode deixar de experimentar.

Minha mãe, Dilma, experimentando as "melhores batatas fritas do mundo".
Minha mãe, Dilma, experimentando as “melhores batatas fritas do mundo”, no restaurante “La lucha” de Miraflores.

Para os que querem fazer turismo gastronômico e têm um pouco de medo de não se habituarem com os fortes sabores da culinária típica,  Lima é o lugar ideal! A razão é simples: aqui se acha de tudo. Como as influências espanholas em Lima são fortes, os ares europeus também deixaram suas marcas na comida, portanto, não é preciso ter medo de ficar sem opções caso o tempero peruano lhe desagrade. Há restaurantes de todos os tipos de comida na cidade e, os tipicamente peruanos, muitas vezes são deixados de lado pelos turistas e locais. Quando chegamos, por não gostar de nenhum fruto do mar, eu achei que estaria completamente perdida. Depois de pouco tempo na cidade reparei que Lima é um verdadeiro oásis para os amantes da boa comida e a variedade encontrada é a razão disso.

Leia também: curiosidades sobre o Peru

Muito importante é ressaltar que esse fato é restrito a Lima, uma vez que nas províncias a comida típica reina absoluta e, muitas vezes, não há nada além de carne de llama para o jantar. Se o roteiro da viagem incluir um passeio a alguma província peruana, todo cuidado com a alimentação é pouco. Até mesmo os bons e velhos Ceviche e Lomo saltado não são figuras carimbadas nos restaurantes provincianos, uma vez que a dificuldade de se levar peixes e carne de boi para o alto de uma montanha é bem grande. Nas províncias peruanas não faltarão novos sabores, mas a diferença para as comidas limenhas pode ser considerável.

Se a coragem de ir para uma província estiver em dia, a vontade de provar os sabores peruanos típicos também tem de estar. Sopa de cabeça de llama e chicha morada (um chá de milho roxo temperado com cravo e canela, que é o grande amor dos peruanos, quente ou frio no café da manhã) são algumas das coisas que o visitante pode encontrar, ainda no café da manhã, nos pontos mais isolados das montanhas andinas peruanas. Nada de mais para quem tem estômago forte e sede de conhecer novos temperos, não é mesmo? Para os menos aventureiros, assim como eu, a solução é ficar no pãozinho com manteiga, que não tem o mesmo sabor do pãozinho francês das padarias brasileiras (não existem padarias com pães frescos nas províncias isoladas, os pães chegam ensacados e, muitas vezes, meio durinhos).

A gastronomia peruana é, sim, riquíssima. Aqui se comem ingredientes que simplesmente não podem ser encontrados em nenhuma outra parte do mundo e essa exclusividade, aliada a grande variedade culinária da sua cidade-locomotiva dão ao Peru o seu merecido lugar de destaque no mundo gastronômico. Os sabores são fortes, os temperos, muitas vezes, com o paladar extremamente diferente para um brasileiro, mas vale a pena (e muito) experimentar os sabores peruanos.

Related posts

O Halloween e o Criolloween no Peru

Janayna Guerra

Doces holandeses para você experimentar

Camila Jaworowicz

Tem carnaval no Peru?

Janayna Guerra

2 comentários

Leandro Sousa Julho 28, 2016 at 2:34 pm

Li um artigo essa madrugada da revista Carta Capital(passando o tempo na portaria do hospital que trabalho), onde descobri o quanto a culinária Peruana está repercutindo mundialmente de forma positiva já a não sei quanto tempo.
Eu sou apaixonado por gastronomia, culinária, sem saber se posso usar esses termos, uso por puro amor ou ignorância, porque não há como não me expressar diante desse artigo maravilhoso que li hoje e vim logo buscar mais informações sobre restaurantes e escolas de gastronomia no Peru e me deparo com esse post e sinto mais vontade ainda de conhecer “tudo isso”, porque nesse texto da Rafaela Queirós entendi um pouco mais sobre a verdadeira cena” da culinária peruana atualmente.
Muito informativo e inspirador! Obrigado Rafaela!

Resposta
Ricardo Junho 28, 2017 at 10:02 pm

Olá pessoal!!
primeiramente parabéns pelo blog, sensacional suas dicas.
A gastronomia peruana é reconhecida no mundo por sua variedade de pratos típicos em cada região: costa; selva; serra. Seus ingredientes únicos que possui, compõem uma culinária única. Desde os peixes e frutos do mar até os diversos cereais e tubérculos andinos, encontraram uma diversificada e nutritiva gama de opções. Lima e Cusco são os melhores lugares para degustar e sentir os nossos sabores.
aconselhamos provar o lomo saltado, ceviche, aji de galinha e muitos outros mais

Deguste o melhor de nossa gastronomia peruana e bom apetite.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação