BrasileirasPeloMundo.com
Tailândia

Alimentação na Tailândia

Alimentação na Tailândia.

Se existe algo que a maioria das pessoas valoriza é a alimentação, e, morando em um outro país, esse assunto parece ser ainda mais relevante. Como nutricionista e apaixonada pelos alimentos, posso afirmar que, na Tailândia, a alimentação é uma atração à parte.

A alimentação consiste não apenas no ato de nutrir-se, mas também faz parte da cultura dos povos. Nos dias de hoje, muitas vezes, os alimentos são tratados simplificadamente como fontes de nutrientes, porém, muito além disso, eles também expressam as características de uma região/comunidade/país e, na minha opinião, a Tailândia é muito bem representada através de sua cultura alimentar.

Aliás, os tailandeses têm o costume de dizer: “กินข้าวหรือยัง”, que em português significa: “Você já comeu?”, porém, eles aplicam esta expressão em substituição ao nosso: “E aí, tudo bem com você?”, quando te encontram pela primeira vez durante o dia, principalmente pela manhã.

A alimentação fora de casa é uma característica proeminente da Tailândia. É comum encontrar pequenos estabelecimentos, barracas e, até mesmo, veículos (motos e bicicletas) de vendedores ambulantes que produzem alimentos prontos para consumo. De maneira geral, nesses lugares, é barato comer uma refeição típica tailandesa, apesar das condições higiênico-sanitárias de grande parte dos estabelecimentos comerciais possuírem deficiências graves, como por exemplo, falta de higienização das mãos dos manipuladores de alimentos, falta de higiene do local e dos utensílios, alimentos sem proteção contra sujidades, armazenamento impróprio de alimentos, etc.

Apesar da questão higiênico-sanitária, os tailandeses realmente sabem fazer preparações extremamente rápidas e saborosas utilizando apenas uma panela: a wok (sonho, né?!). Fiz um curso de culinária tailandesa e achei impressionante como quase tudo pode ser feito apenas na wok, desde sopas e caldos até noodles e arroz.

Leia também: Comida brasileira na Tailândia

Vou citar alguns pratos típicos daqui e os principais ingredientes (que podem ser modificados):

Arroz frito: pode ser com porco/frango/frutos do mar, ovo, vegetais, molhos de peixe e de soja e outros ingredientes. O arroz frito com abacaxi é incrivelmente saboroso;

Pad Thai: consiste em um “macarrão” de arroz frito com frango/porco/camarão, camarão seco, ovo, tofu, broto de feijão, amendoim e um delicioso molho à base de suco de tamarindo, molhos de peixe e de soja, açúcar de palma e outros ingredientes;

Tom Yam Koong: uma sopa de camarão ácida e picante contendo capim-limão, folha de lima kaffir (também chamada de combava), galangal (também chamado de galanga, uma espécie de gengibre, porém mais picante), suco de tamarindo, pasta de pimenta, cogumelos, coentro, leite de coco, açúcar de palma, molho de peixe e outros ingredientes;

Salada de mamão verde: uma salada com mamão verde, feijão, vagem, cenoura, tomate, suco de tamarindo, pimenta, açúcar de palma, molho de peixe, camarão seco, amendoim e outros ingredientes;

Sopa de curry verde: uma sopa com curry em pasta, pimenta verde, frango, galangal, capim-limão, casca de lima kaffir, pasta de camarão, leite de coco, molhos de peixe e de soja, cominho, coentro e outros ingredientes;

– De sobremesa: frutas, muitas frutas, servidas ou não com sorvete. E também manga com arroz glutinoso, que nada mais é que manga cortada acompanhada de arroz glutinoso (típico da Tailândia) com açúcar de palma e leite de coco (não parece, mas é muito bom).

Em relação à escolha de ingredientes, o que me chama muita atenção é o uso do sal, que na Tailândia é menor do que no Brasil (é possível verificar, na descrição dos pratos acima, que não foi mencionado sal). Aliás, não é comum encontrar sal nas mesas dos restaurantes e muitas vezes o prato não têm sal adicionado, porém, a preparação final é extremamente saborosa e essa concentração de sal mais baixa nem é percebida. Os molhos de peixe e de ostra, por exemplo, são os responsáveis por acentuar o sabor salgado das preparações, além disso, o uso de temperos e pimentas tornam o uso do sal desnecessário.

O consumo de carne vermelha na Tailândia não é tão comum como no Brasil, sendo substituída por peixes, frutos do mar, carne de porco e frango, majoritariamente. Grande parte da carne vermelha comercializada aqui é importada de outros países, como Austrália. Eu, que nunca comi carne vermelha com muita frequência, não sinto falta, porém, meu marido (carnívoro assumido) sente muita falta das carnes brasileiras e dos preços das carnes no Brasil, visto que, as carnes de melhor qualidade comercializadas aqui são importadas e isso reflete no preço do produto.

Leia também: Informações úteis para quem vai morar na Tailândia.

Os doces, daqueles que temos no Brasil, cheios de chocolate, doce de leite, leite condensado, creme de leite, etc., são raros por aqui, aliás, grande parte dos chocolates tailandeses são daqueles que “grudam no céu da boca” devido ao uso de determinadas gorduras que são mais baratas do que a que é proveniente do cacau, não sendo tão saborosos assim.

Enfim, a cultura alimentar dos tailandeses é bem diferente da brasileira, porém, deliciosa! Acredito que, ao morar em um lugar com costumes diferentes dos que conhecemos, é necessário se abrir para o novo e diferente. Ao morar na Tailândia fiz isso desde o momento que cheguei aqui e está sendo extremamente enriquecedor. Com certeza levarei para o resto da minha vida um pouquinho da cultura alimentar daqui.

Related posts

Como foi meu primeiro Natal na Tailândia

Ágatha Transfeld

Tipos de visto para morar na Tailândia

Dani Vidal

Comida brasileira na Tailândia

Dani Vidal

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação