BrasileirasPeloMundo.com
Irlanda

Aplicativos de relacionamento para praticar inglês

Os aplicativos de relacionamento para praticar inglês funcionam? Talvez você deva se perguntar a mesma coisa, e eu confesso que esta também foi minha dúvida durante muito tempo até que resolvi testar.

Muitos estudantes de inglês, ao chegarem na Ilha da Esmeralda, procuram ao máximo por
oportunidades de exercitar as lições aprendidas em sala de aula. E para aqueles que não
gostam (ou por questões orçamentárias) de ir a PUBs ou que ainda não conseguiram
emprego, o jeito mais fácil de fazer novas amizades usando o inglês é através da internet.

Para os solteiros então é uma oportunidade dupla: treinar o idioma e encontrar um novo amor. Será?!

Na Irlanda as pessoas usam bastante estes aplicativos e não são somente os jovens. Aqui é
possível, inclusive, ver propagandas na TV incentivando o uso dos mesmos a fim de combater a solidão de pessoas mais maduras. Em um país onde o divórcio pode demorar no mínimo 5 anos para acontecer, as pessoas costumam levar o casamento e o relacionamento em si muito a sério ou temem começar um.

Mas voltando aos estudantes… tentei a sorte e lá fui eu instalar um aplicativo. Este me foi bem recomendado por não haver a necessidade de um gosto mútuo para que a conversa pudesse acontecer. Porém, a facilidade encontrada para iniciar o bate-papo não foi encontrada na elaboração do cadastro. Nossa! Creio que eu não tenha sido a única a me sentir em uma entrevista de emprego ou em uma consulta com o psicólogo depois de responder tantas perguntas e escrever sobre mim, meus gostos e objetivos.

Com o perfil completo ativo, eis que começou a timidez virtual! Em meio a tantos perfis de
pessoas com características físicas diferentes do nosso “padrão” brasileiro (se é que um povo tão miscigenado como o nosso pode ter um padrão) eu não me sentia encorajada a começar uma conversa com nenhum deles, por mais que não existisse uma segunda intenção. Cabe ressaltar que o meu objetivo inicial era treinar o idioma. Entretanto, eis que começaram a surgir os primeiros “Hi! How are you?” no inbox do aplicativo. Oba! Inglês escrito, se prepare que vou lhe usar! Rs

E assim começou minha aventura. Conversei com vários rapazes. Alguns com um papo bem leviano, mas em sua maioria, simpáticos e sempre demonstrando algum conhecimento sobre a cultura brasileira quando sabiam a minha nacionalidade. Creio que não preciso nem dizer que o conhecimento de muitos se limitavam a samba e futebol.

Enfim, toda a dificuldade para montar o meu perfil começou a fazer sentido quando passei a ler o perfil daqueles que falavam comigo, e daí já dava para ter uma ideia até de assuntos para incrementar a conversa. Isso foi ótimo. E por esse aplicativo, por conta de um gosto em comum, encontrei-me com um rapaz que hoje posso chamar de “my irish brother” (meu irmão irlandês). A amizade já tem quase dois anos e eu o apresentei à sua atual namorada!

Algum tempo depois, já estava saturada deste aplicativo e resolvi testar outro: o mais popular, aquele da chama de fogo. Este era o mais temido por mim devido ao fato de, no Brasil, já ter escutado histórias de pessoas cujos objetivos não eram os mesmos que os meus, e por isso ter criado um certo pré-conceito, mas… “vamos ver como funciona na Irlanda”, pensei.

Pois bem, este, com cadastro mais simplificado, passou a funcionar quase que como um
joguinho onde o objetivo era conseguir mais combinações. E pelo visto não era assim só para mim, considerando que das inúmeras combinações possíveis em um dia somente duas, em média, iniciavam uma conversa. Às vezes, não havia conversa alguma.

Os rapazes irlandeses têm a fama de serem muito respeitosos, simpáticos e “devagar”
comparados aos brasileiros. Já ouvi muitas histórias de meninas que receberam o convite para se encontrarem para um café, e o encontro ser realmente uma conversa onde o mais quente do encontro era a bebida. O que para mim estava mais do que perfeito. Mas também há histórias em que o café evoluiu para o bolo… de casamento! E isto foi o que aconteceu comigo.

E não é que uma daquelas combinações do aplicativo resolveu iniciar uma conversa?! E que
conversa! Diferente dos anteriores que já estavam me deixando bem segura quanto a escrever sobre de onde vim, do que mais gostava em Dublin e quanto tempo iria ficar no país, eis que surge um papo sobre sonhos, objetivos de vida, plano de carreira, valorização dos desafios enfrentados longe da família e dos amigos, que fez expandir meu vocabulário e também minha visão sobre o futuro.

Leia também: dicas para aprender inglês em Dublin

E não era um irlandês, tratava-se de um polonês naturalizado holandês. (Nossa Senhora dos idiomas, ajudai!) Alguns dias depois, a conversa escrita passou para o (até então temido) telefone, e a segurança sobre o uso do idioma e sobre esta nova amizade só aumentava.

Não demorou muito para marcarmos de nos encontrar pessoalmente. Lugar público
movimentado, data e hora marcados. Chegou a hora de treinar a conversação!

O encontro foi um encanto, algo que jamais esperava como fruto do tal aplicativo. O papo fluiu muito bem da parte dele com inglês fluente e da minha parte também, mas com inglês inseguro e apaixonado.

Hoje, com inglês avançado e com marido estrangeiro, posso afirmar que o aplicativo de
relacionamento funciona, sim. Seja para o aprimoramento do idioma, para fazer novas amizades ou até mesmo encontrar o amor da sua vida.

Related posts

Tem muito brasileiro na Irlanda?

Bárbara Hernandes

Outono na Irlanda

Bárbara Hernandes

Irlanda – Sarcasmo e ironia: é pra rir ou pra chorar?

Luciana Damasceno

27 comentários

Adriana Jonas Outubro 2, 2017 at 12:33 pm

Olá, fiquei curiosa sobre o primeiro app que você utilizou. Qual o nome dele? O segundo foi super fácil de identificar qual foi

Resposta
Annaline Stepien Outubro 4, 2017 at 8:46 am

Olá, Adriana!
O primeiro aplicativo que usei chama POF (Plenty Of Fish) e apesar de ser mais complicadinho pra fazer o cadastro é bem interessante justamente por você já ter mais informações sobre a pessoa antes de falar com ela. Se for usar, boa sorte e depois conte-me sua love story!
Ah! O segundo era o que eu mais me recusava a usar devido ao “pré-conceito” e foi justo onde deu casamento! rsrs
Muito obrigada pela leitura!

Resposta
Raquel Rodrigues Outubro 2, 2017 at 7:41 pm

Ótimo texto Anna! Muito legal mesmo!

Resposta
Annaline Stepien Outubro 4, 2017 at 8:42 am

Obrigada, Raquel!!! 😀
Elogio de uma jornalista muito me alegra!!!
Beijos

Resposta
Érika Patrícia dos Santos Outubro 2, 2017 at 11:41 pm

Mto boa partilha! Acabo de voltar ao Brasil e estava preocupada em como praricar o inglês por aqui rs. Você poderia me falar quais aplicativos utilizou pra essa prática por favor? Grata 🙂

Resposta
Annaline Stepien Outubro 4, 2017 at 8:37 am

Olá, Érika!
Eu usei aplicativos de relacionamento com a intenção de praticar o inglês, já que estou na Irlanda e certamente a maioria dos usuários seriam nativos da língua inglesa. Você estando no Brasil, creio que só te apresentarão brasileiros mesmo.
Em todo o caso, o que tem o perfil mais completo chama-se POF. 😉
Boa sorte e obrigada pela leitura!

Resposta
Adriana Outubro 3, 2017 at 1:39 pm

Ameiiii!!! Você é maravilhosa minha linda! Escreve muito bem e com certeza irei acompanhar todas as novidades aqui. A saudade é enorme, mas a felicidade em te ver feliz é maior. Um beijo de seus vizinhos/ irmãos. ❤️❤️❤️❤️

Resposta
Annaline Stepien Outubro 4, 2017 at 8:40 am

Muitíssimo obrigada, minha amada vizinha-irmã!!
Saudades!! Bjs

Resposta
Pri Outubro 3, 2017 at 3:05 pm

Well done anninha!!:)

Resposta
Annaline Stepien Outubro 4, 2017 at 8:39 am

Thanks, Pri! =D

Resposta
Deuzana Outubro 4, 2017 at 12:05 am

Amei AnnaLinda! Escreva mais pq é show ler essas histórias!

Resposta
Annaline Stepien Outubro 4, 2017 at 8:39 am

Oi minha Deuza! 😀
Muito obrigada! E pode deixar que vem mais textos por aí!

Resposta
Diego Santos Outubro 4, 2017 at 8:33 am

Muito bom!
Gostei da história.

Felicidades Anna.

Resposta
Annaline Stepien Outubro 4, 2017 at 8:38 am

Muito obrigada, Dieguito!

Resposta
Sidney Martins Outubro 5, 2017 at 1:15 am

Muito bom Anna, amei o texto. Parabéns, você vai longe!

Resposta
Annaline Stepien Outubro 7, 2017 at 10:34 am

Obrigada, Sidney!!

Resposta
Sirlei Silva Outubro 6, 2017 at 8:13 pm

Annaline parabéns pelo texto, adorei a história e me encanta poder viajar por meio delas. Torço muito pelo seu sucesso, e que seu amor prospere a cada dia mais, desejo que seja muito feliz.
Estarei sempre por aqui lendo seus tetos e torcendo por vocês.
Não tivemos tempo de desenvolver uma grande amizade, mas tenho um grande apreço por você.
Abraços Sirlei Silva.

Resposta
Annaline Stepien Outubro 7, 2017 at 10:33 am

Sirlei, agradeço de coração suas palavras cheias de carinho!
Obrigada pela leitura e pela torcida. Saiba que também torço por sua felicidade e de sua linda princesa também!
Beijos

Resposta
Maria Alice Outubro 7, 2017 at 9:49 am

Adorei, parabéns. Um texto muito bem escrito e que nos prende, amei mesmo. Bjus

Resposta
Annaline Stepien Outubro 7, 2017 at 10:31 am

Muito obrigada, Alice! 😀
Beijos

Resposta
Vera Lúcia Outubro 7, 2017 at 12:43 pm

Parabéns Ana, muito bom o text!!! Você é uma garota de muita coragem! Desejo que você tenha mais conquistas e sucesso na sua caminhada.

Resposta
Annaline Stepien Outubro 31, 2017 at 9:13 pm

Olá, tia Vera!
Muito obrigada!!
Em breve terei novo texto por aqui. Conto com sua leitura.
Beijos

Resposta
LARA ROSSATO Outubro 8, 2017 at 11:52 am

Anna…
Adorei o texto! Adorei a história de amor!
Estou amando conhecer a Irlanda através de você…

Bjooos

Resposta
Annaline Stepien Outubro 31, 2017 at 9:15 pm

Lara, sumida! 😀
Obrigada por aparecer por aqui e ler minha história. Em breve sai texto novo e conto com sua leitura!
Beijos

Resposta
Norma da Lins Outubro 16, 2017 at 7:22 pm

Olá! Annaline.doce menina,inteligente,cheia de virtudes e de coragem,li seu belo texto e fiquei impressionada com sua determinação,parabéns! Você é uma guerreira e uma estrela….DEUS te Abençoe nessa nova jornada,que a luz ilumine sempre seus passos……

Resposta
Annaline Stepien Outubro 31, 2017 at 9:15 pm

Normanda, muito obrigada pelo carinho e pela leitura!
Em breve tem texto novo por aqui.
Beijos

Resposta
Yara Borges Tavares Freitas Novembro 9, 2017 at 9:02 pm

Olá. Antes tarde do que nunca não é mesmo?
Gostei da matéria e com certeza ajudará muitas pessoas. Bjs Yara

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação