BrasileirasPeloMundo.com
Irlanda Transporte Público Pelo Mundo

Transporte público na Irlanda

Desde a minha primeira vinda à Dublin, capital da Irlanda, muitas coisas me encantaram. As comparações com o Brasil eram quase que automáticas e uma das coisas que mais me chamou a atenção foi o transporte público na Irlanda.

Os ônibus de dois andares – que antes eu imaginava existirem somente em Londres –, o trem que anda na rua e para no farol (que depois descobri que se chama Luas), o trem da estação que é chamado de Dart e por aqui é um meio de viagem considerado praticamente de luxo, enquanto no Brasil é tão desvalorizado… Quanta diferença!

Mas em meio a tanta novidade, deu para reconhecer “primos gringos” de velhos conhecidos nossos, como o Bilhete Único. A versão irlandesa chama-se Leap Card. Esse cartãozinho, verde em sua versão original, é a salvação de muitos usuários de transporte público pois oferece um desconto considerável nas tarifas convencionais. Além disso, pode permitir o uso gratuito dos ônibus durante o final de semana, se você atingir o valor limite de uso, durante a semana, de uma determinada recarga semanal chamada Rambler. Para estudantes, o Leap Card é mais vantajoso ainda pois, além de desconto no transporte público, ele ainda oferece descontos em lojas conveniadas como a farmácia Boots e o famoso Mc Donalds.

Voltando às diferenças, ônibus por aqui não tem cobrador. Caso você não tenha o seu cartão de passagem, é recomendável que tenha o valor exato a ser pago e eu te explico o porquê: O motorista do ônibus não aceita cédulas e não dá troco. Digamos que seu trajeto custe 2,60 euros e você tenha somente 3 euros. Fique sabendo que seus 40 centavos de troco serão entregues pelo motorista em forma de voucher. Isso mesmo! Você vai receber um papel dizendo que tem direito a receber 40 centavos, e para isso deverá ir até o centro de Dublin, na loja oficial do Dublin Bus, empresa de ônibus da capital irlandesa, para solicitar a troca do seu voucher pelo valor correspondente.

Sobre as tarifas de ônibus, você pode ter mais informações no site oficial do Dublin Bus. Todavia vale ressaltar que o sistema de cobrança é totalmente diferente do Brasil já que na Irlanda você paga de acordo com a distância a ser percorrida. Tanto o ônibus, quanto o Luas e o Dart têm seus itinerários divididos em áreas ou stages. Uma viagem de até 3 stages, por exemplo, custa 2,10 euros em dinheiro ou 1,50 no Leap Card. Já se a viagem for mais longa, com mais de 13 stages, o valor sobe para 3,30 euros em dinheiro, ou 2,60 no cartão de passagens.

Lembrando que este cartão também pode ser usado em outros meios de transporte como o Dart e o trem urbano, Luas. Neles, o processo de pagamento da passagem é diferente. Você tem a opção de comprar bilhetes para um único trajeto, bilhetes ida e volta, ou ainda bilhetes com tarifas especiais como o Adult (12 euros), o Family Day Tickets (20 euros), o Adult Three Days Ticket (28 euros), o mensal somente do Dart (154 euros) e a combinação Dart + Luas (180 euros).

No caso de você usar o seu Leap Card para pagar as tarifas, o processo é o seguinte: esteja você na estação do Dart ou no ponto do Luas em que vai embarcar, é necessário que você encoste o seu cartão no totem de cobrança antes de iniciar sua viagem. Ao desembarcar você precisa fazer o mesmo assim, será calculado quantas zonas você percorreu e a tarifa paga será debitada de seu cartão de maneira correta.

Se você está se perguntando sobre o metrô, sinto lhe informar que por aqui isso não existe. O que mais se “assemelha” a ele seria o Luas, que pode ser considerado um metrô de superfície. Em Dublin, recentemente, o Luas inaugurou sua quarta linha e pasme: nenhumas delas se conecta! Nisso só a malha ferroviária de São Paulo já teria muito o que ensinar para os engenheiros daqui mas devemos considerar também que o país irlandês é consideravelmente muito menor do que a cidade paulista.

Entretanto, a Irlanda oferece um sistema de incentivo ao uso de bicicletas que é bem interessante, o chamado Dublin bike. Este serviço de locação de bicicletas funciona no centro de Dublin e o valor, além de ser bem convidativo, te motiva a ter uma vida mais saudável, econômica e menos poluente. Pagando uma taxa de 20 euros por ano, você tem o direito de usar bicicletas gratuitamente pelo período de 30 minutos, quantas vezes ao dia você quiser ou precisar. Passando desse tempo e usando a bike por até uma hora, por exemplo, você paga 50 centavos. Não é à toa que este é o meio de transporte preferidos dos estudantes intercambistas. Caso você venha visitar Dublin por um período mais curto e queira explorar a cidade de maneira saudável e ecológica, existe o 3 Day Ticket, que custa apenas 5 euros.

Agora que você conhece um pouco mais sobre o transporte público na Irlanda, já pode tirar suas conclusões e até notar quem nem tudo na Europa é realmente melhor do que no Brasil. Eu sou uma adepta do ônibus e confesso que muitas vezes sinto falta da integração no valor da passagem e entre os meios de transporte. Mas também confesso que, às vezes, esqueço disso, principalmente quando estou sentada no andar de cima do ônibus admirando a paisagem e carregando meu celular na entrada USB nas costas do banco à minha frente.

E você o que prefere?

Related posts

Irlanda – Trabalho, é difícil de conseguir?

Luciana Damasceno

Transportes públicos na China

Christine Marote

Transporte público em Berlim

Bárbara Poplade Schmalz

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação