BrasileirasPeloMundo.com
Chile

Posso aprender espanhol no Chile?

Posso aprender espanhol no Chile?

Como é estudar no Chile e em que país se aprende o espanhol mais correto? O inglês mais correto? ” “Ah! Claro que o espanhol da Colômbia é o melhor”. “O Inglês da Inglaterra é mais limpo”.

Na minha cabeça, algo é correto ou não é correto, não pode ser mais ou menos. Melhor? Pior? Isso se aplica a uma língua? Com tantos anos de experiência na área, nunca estudei em nenhum livro nada a respeito de melhor ou pior espanhol, inglês, português, seja lá qual for o idioma.  E sabe por quê? Porque não existe essa definição.

Há um mito de que o espanhol falado no Chile não é espanhol, ou que é o “pior” espanhol para se aprender, o “mais incorreto”. Nos grupos de facebook de brasileiros morando no Chile, rola até briga com relação ao tema. Algumas pessoas cheias de dúvidas buscando informações sobre escolas onde estudar espanhol, outras cumprindo com a missão do grupo (ajudar, claro) e não faltam os “água festas” aconselhando que não viajem ao Chile para isso. Aí eu pergunto?

Se não falam espanhol no Chile, falam o que? Japonês? E o que essas pessoas continuam fazendo no país se não conseguiram aprender o idioma extraterrestre chileno?

Em situações como essa, gosto sempre de fazer associações e comparações, uma mania típica de professora…rs… assim todos entendemos e ficamos felizes.

Nós, brasileiros, deixaríamos de indicar a um turista-ou futuro morador- uma certa cidade, estado ou região do Brasil somente porque as pessoas locais falam de uma forma “diferente” de você? Em outras palavras, porque elas têm um sotaque diferente do seu, usa gírias e vocabulário diferentes dos seus?

Leia também: custo de vida no Chile

Com certeza (espero) a resposta seria não! Nós mesmos, brasileiros, quando viajamos pelo Brasil, podemos sentir um pouco de dificuldade com o idioma porque não estamos acostumados a linguagem popular e cultura de determinada região.

Quem nunca passou por um apertinho assim em outra cidade? Quem está “mais correto” ao dizer semáforo, sinal ou sinaleira? Ao dizer “oxente”, “visse”, “bah” ou “caraca”?

Então, por que tanta confusão quando se trata de idiomas de outros países? “Diferente” não é, nem nunca foi sinônimo de “incorreto”!

O mesmo ocorre se tratamos da estrutura da língua. Existe a base, a norma culta do idioma, que se aprende em livros de gramática e dicionários. Existe também a linguagem popular, aquela que se escuta nas ruas, e que se incorpora fortemente no nosso dia a dia.

Se você está na Colômbia, vai acabar incorporando e usando vocabulário e gírias que são usados lá. Se você está na Argentina vai usar o “vos”. Se está no Chile vai usar muito mais o “tú”. O que quero dizer é que a base da língua será igual, não importa o país que esteja. Cabe a você usar ou não certas gírias, mas terá, sim, que usar o vocabulário especifico do lugar para que você seja entendido.

Tudo é uma questão de adaptação à linguagem e cultura locais. Temos que estar com a mente aberta ao fato de que somos nós que temos que aceitar as diferenças linguísticas e culturais, não é o povo que te recebe.

O espanhol falado no Chile é composto, sim, de palavras muito próprias dos chilenos. Fazem uso das mesmas palavras sempre, dessa forma, tem um vocabulário reduzido. Se comunicam com muitos modismos, muitas gírias. Tem seu sotaque típico, como em qualquer parte do mundo. Falam rápido, é verdade. Eu também falo, e não sou chilena. Alguma dessas características faz com que o espanhol chileno seja o pior ou o incorreto?

Leia também: como levar seu pet para o Chile

O que sinto, na verdade, é muito egocentrismo e narcisismo em muitas pessoas, ao acharem que certo é aquilo que lhes convém e que elas gostam. Vejo sentimentos sendo misturados com fatos no momento que um estrangeiro ataca a língua (forma de se expressar, sotaque, modismos, etc) de um povo quando, no fundo, ela não gosta é do lugar ou do povo.

Sou amante e estudiosa dos idiomas, mas confesso que eu também quase caí nessa armadilha quando ainda estava naquela maldita fase de adaptação a tudo no país e me peguei (e me envergonho hoje em dia) falando mal do “espanhol chileno”. Vejo que é nato do ser humano culpar sempre o outro por uma falta de capacidade sua de não conseguir fazer algo.

Nesse caso, de não fazer a sua parte para aprender o idioma e se adaptar a cultura local, de nem ao menos, parar para estudar um pouco. Não sou a dona da verdade (nem você que discorda de tudo que eu disse kkk), mas acho que a minha profissão e longa experiência me dão uma certa liberdade para ajudar os que têm dúvidas e abrir um pouco os olhos (ouvidos e coração) daqueles que incrustaram em suas mentes essa ideia de que o espanhol daqui ou de acolá, o inglês da Rainha ou do Tio Sam é o melhor/mais correto.

Acredito que qualquer lugar é apropriado para aprender um idioma, a partir do momento que a pessoa esteja predisposta a aprende-lo e fazer tudo aquilo que faça parte desse processo.

Que ela tenha claro, na sua mente e coração, que a língua de um povo é a identidade dele. Finalmente, “se jogar” no país que queira, aprender o idioma e ser feliz!

Related posts

Como abrir minha empresa, emitir nota e pagar imposto no Chile ?

Isabela Vargas

Creche e jardim da infância no Chile

Joy Matta

As melhores comunas para se morar em Santiago no Chile

Isabela Vargas

9 comentários

moises Novembro 11, 2017 at 4:15 am

ola ponto para vc , muito esclarecedor, suas palavras descreveram com muita exatidão as particularidades de cada pais e suas muitas formas de se comunicar de um dialeto coloquial , abs obrigado!!!

Resposta
CARLA CHRISTINA RODRIGUES CAJADO Abril 24, 2018 at 1:46 am

Me sinto indignada quando ouço falarem que o português do Brasil é incorreto. Um brasileiro em Portugal queria trabalhar em uma rádio mas eles disseram que ele não podia porque ele fala brasileiro e não português. Vê se pode!? Todas as línguas são derivações e misturas de outras, e cada país tem um jeitinho de falar, com seus sotaques e termos específicos.

Resposta
CARLA CHRISTINA RODRIGUES CAJADO Abril 24, 2018 at 1:49 am

No final ele trabalhou na rádio, mesmo com o sotaque brasileiro. Português é português, mesmo se for falado por um brasileiro. O mesmo vale para o espanhol, inglês, etc. Concordo com você.

Resposta
Hulda Setembro 13, 2018 at 4:06 pm

Oii ! Moro em Santiago do Chile faz uns meses (eu sei, pouco tempo) e estou procurando curso de espanhol pra fazer e penso justamente nessa questão se faz sentido aprender espanhol aqui.
Já ouvi de próprios chilenos(e não foram poucos até agora), classificarem o idioma como “No hablamos castellaño, hablamos chileno” hahaha
E um fato é que cultura ou não, assim como mineiro no Brasil corta as palavras nas frases(e as vezes é quase impossível de entender de primeira) os chilenos cortam muitas palavras nas frases no dia a dia, que juntando com a rapidez, me faz pensar se faz sentido ir aprender espanhol aqui porque o espanhol básico(de escola) que eu já tinha aprendido na vida, não me serviu muito quando cheguei aqui.
Minha dúvida é se, gramaticalmente, eles ensinam o espanhol daqui como um universal ou ensinam de uma forma local, porque já ouvi espanhois, venezuelanos e chilenos me falarem que quando viajaram pra fora(no caso os chilenos) ou no caso os estrangeiros de lingua espanhola pra cá(Chile), ficou meio impossível de se entender com a língua local de início sendo que os 3 falam espanhol.
Eu sei que o post é de 2017, mas sabe dizer?

Resposta
Liliane Oliveira Setembro 13, 2018 at 9:01 pm

Olá Hulda,
A Gislaine Morais parou de colaborar conosco, mas temos outra colunista no Chile chamada Isabela Vargas que talvez possa te ajudar.
Você pode entrar em contato com ela deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
Hulda Setembro 20, 2018 at 3:19 am

Oii Liliane!! Muito obrigada por responder!!

Resposta
Marlize Neske Janeiro 30, 2019 at 4:36 pm

Olá, gostaria de pedir se alguém pode me informar o passo a passo pra mim conseguir um visto de permanência no Chile porque minha intenção é conseguir o documento RUT pra outras providências, como financiar um imóvel.

Resposta
Liliane Oliveira Janeiro 31, 2019 at 3:26 pm

Olá Marilze,
A Gislaine Morais parou de colaborar conosco, mas temos outra colunista no Chile chamada Isabela Vargas que talvez possa te ajudar.
Você pode entrar em contato com ela deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
Márcio Luiz Abril 6, 2019 at 4:42 pm

Já estive no Chile, na capital e pelos arredores em várias cidades. Meu espanhol aprendido com um professor natural de Hain na Espanha de nada serviu por lá. Além de falarem muito rápido, cortam as sílabas e ainda ouvi de proprios Chilenos ligados à Empresas de Turismo que o Vocabulário Chileno é formado com pelo menos 20% do Dialeto Mapuche, um Povo Indigina cuja população hoje vive discriminada e praticamente às margens da Sociedade Produtiva. Apelei para um portunhol que tem melhor aplicabilidade pelos Agentes de Viagens. Até onde pude conhecer: O Chile é lindo!!! Abraços.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação