BrasileirasPeloMundo.com
México Turismo Pelo Mundo

As praias do México: Acapulco e Los Cabos

As praias do México: Acapulco e Los Cabos.

Chegou a hora de falar sobre duas praias do lado esquerdo do mapa mexicano, no Oceano Pacífico, onde o calor faz morada durante todo o ano. As águas lá não são tão cristalinas e as areias não são tão brancas como as do Caribe mexicano. O mar não tem o azul turquesa de Cancun, mas o Pacífico… ah, o Pacífico! Lembro da primeira vez que o vi, em Acapulco, e me encantei pela força e imensidão daquelas águas. Em Los Cabos, tive a mesma sensação. Um mar selvagem, dono de suas vontades, que desenhou paisagens exuberantes na sua costa rochosa e abriga uma biodiversidade rica, em que leões marinhos, pelicanos e baleias são visitantes cativos.

Leia também: As praias do México: o Caribe Mexicano

A famosa Acapulco

Amanhecer em Acapulco Diamante. Arquivo pessoal.

 

Quem não se lembra dos episódios do Chaves, em Acapulco? Ou já ouviu falar da fama que a cidade ganhou a partir da década de 50, como cenário de filmes de Hollywood, alguns deles protagonizados por Elvis Presley? A cidade é um ícone mexicano e geralmente há muita expectativa em conhecê-la. Lá é também o balneário mais frequentado pelas famílias mexicanas, que cresceram tendo a cidade como destino de férias, e onde muitos possuem suas casas de praia – talvez porque seja a mais perto da capital mexicana. Acapulco fica a 400 quilômetros da Cidade do México e a rodovia é boa, com opções de acesso por uma via pedagiada e outra livre. A cidade também tem aeroporto e o voo dura menos de uma hora da capital. Porém, infelizmente, o narcotráfico tomou conta da cidade e Acapulco hoje é um dos locais mais perigosos do país. Por isso, para visitá-lo, é preciso seguir algumas recomendações. A primeira, que se ouve de muitos mexicanos, é a de que não se pode parar na estrada pelo risco de um assalto ou algo pior. Quando escutei isso, perguntei: “Mas e se alguém precisa ir ao banheiro?” ou “E se alguém passa mal?”, e a resposta sempre foi “Não pare”. A segunda recomendação foi “Vá da rodovia direto ao hotel e não saia de lá. Frequente a praia do hotel e faça as refeições nele”. E a última foi ficar na praia “Acapulco Diamante”, que é a mais segura da cidade e onde há mais policiamento.

Leia também: Dirigir na Cidade do México

E vale a pena?

Há controvérsias. Eu tive curiosidade, segui as recomendações e fui de carro, mesmo. A recepção na chegada da cidade foi um choque, com a presença de policiais com metralhadoras nas mãos. Passado o susto, o que encontrei foi uma bela praia, com uma faixa de areia enorme, mar extenso e revolto, que joga na nossa cara a beleza e força da natureza, comida boa e um povo do bem. Ambulantes simpáticos passam vendendo de tudo: artesanato, bijuterias, nieve (um sorvete de água), bebidas, quesadillas, etc. Há turistas americanos, como na maioria das praias do México, mas também há mexicanos de todas as partes do país. Vê-se mais rostos mexicanos lá do que nas praias da costa leste, no Caribe. Talvez por isso Acapulco me pareceu mais autêntico, mesmo com a humilde visão de quem ficou só dentro do hotel! Minha impressão é a de que enquanto Cancun se adapta para atender o gosto dos gringos, Acapulco se esforça para manter a essência do México.

Os mexicanos que frequentam a cidade e têm suas casas lá se arriscam um pouco mais pelas ruas, pois sabem exatamente onde ir e não ir. Se você tem a oportunidade de visitar a cidade na companhia de amigos mexicanos que a conhecem, recomendo a viagem, pois é uma pena que um local com tanta beleza e representatividade para o país não seja explorado em sua totalidade. Há mirantes convidativos à contemplação do pôr do sol e às paisagens da cidade, além da parte histórica, onde se pode visitar locações curiosas, museus e casas de famosos.

Los Cabos

Praia em Cabo San Lucas, onde o mergulho não é permitido. Arquivo pessoal.

 

O nome no plural é porque Los Cabos é o conjunto dos municípios de Cabo San Lucas e San José Del Cabo, na Baja California Sur. O lugar é daqueles onde se tem a impressão que estamos mais perto de Deus. Como fica na ponta da península e é rodeado pelo mar, nos sentimos pequenos diante da imensidão de um azul profundo e uma costa rochosa onde ondas fortes batem e nos assusta com a força e o som de suas águas. A beleza é tamanha que o mergulho no mar cede lugar à sua contemplação. Muito disso porque não se é permitido nadar na maioria das praias, por ser realmente perigoso. As ondas são enormes e se forma um declive que suga a areia próxima ao mar, numa visão que intimida até os que ousariam burlar a segurança e arriscar um mergulho. Por isso, Los Cabos não é um destino para quem gosta de aproveitar a praia. A ideia é curtir a piscina com vista para o deslumbrante oceano aberto à sua frente, como a maioria dos hotéis na costa hoteleira a projeta em sua arquitetura. Há hotéis em que não há nem estrutura na praia, ou seja, tomar sol na areia ou crianças brincarem de construir castelos está fora de cogitação.

Os passeios e esportes náuticos

Por outro lado, em Los Cabos você poderá fazer passeios de barco e mergulhos de snorkel que te deixarão boquiaberto. A paisagem mais famosa é o “El Arco”, formação rochosa onde se é possível aproximar bem de perto em barcos e lanchas pequenas, enquanto as embarcações como “catamarã” o veem de um pouco mais longe. Mas os exuberantes paredões de rochas podem ser vistos em várias localidades, assim como a fauna rica do local. Há temporadas de pesca, de observação de baleias (inverno) e leões marinhos, que fazem os passeios nos barcos serem uma das principais atrações de Los Cabos, junto com os esportes aquáticos, como mergulho e jet ski, realizados em regiões próprias para a prática.

Leões marinhos sob o sol de Los Cabos. Foto: Renata Benegas.

 

A “vibe” de Los Cabos

Com tanta beleza natural e proximidade dos Estados Unidos, Los Cabos atrai grupos enormes de americanos, desde adolescentes formandos na high school, quanto convidados para um casamento na areia, episódio comum nos fins de semana nos hotéis. Também não é difícil encontrar celebridades por lá. O local está na moda, é cheio e badalado. Uma tarde na piscina do hotel pode parecer ter saído direto de um filme hollywoodiano para adolescentes, com direito a um rap alto nas caixas de som e muita tequila. Em geral, Cabo San Lucas é mais agitado que San José Del Cabo. Por isso, é bom conhecer bem o perfil do hotel e da região onde você vai se hospedar, para ter a certeza do melhor roteiro de viagem.

O calor

Deixo aqui uma última dica: as temperaturas altas são uma característica da costa oeste mexicana, por isso a primavera e o verão podem trazer um calor cruel, por lá, com ar abafado, sol forte e areias tão quentes que não se pode pisar descalço no caminho para o mar. Por outro lado, outono e inverno são uma época de temperaturas agradáveis e um calor gostoso, principalmente quando se quer fugir do frio da Cidade do México.

Quer mais?

Há mais praias maravilhosas no Pacífico mexicano para quem quiser se aventurar. Pesquise sobre Puerto Vallarta, Puerto Escondido, La Paz, Punta Mita, Huatulco e Ixtapa. Afinal, um país com duas costas largas de praias tem muito o que oferecer. Aproveite!

Related posts

Como é viver na fronteira do México com os Estados Unidos

Fabrícia Erler

Praias na Bélgica

Tábata Senna

Mascate é o oposto de Dubai

Isabela Avila

2 comentários

Lea Mello Silva Maio 25, 2019 at 12:18 pm

Como sempre achei ótimo seu texto !
Vejo que aproveitou bem sua estada no México
Um país que podia ser ainda melhor sem o narcotráfico
Triste ter tanta violência
Com vc pude conhecer um pouco destas praias
Parabéns pela sua facilidade de passar estes lindos passeios nestes blog
Beijos com saudades 😘

Resposta
Ana Paula Almeida Junho 2, 2019 at 10:59 pm

Que sorte a minha ter uma avó coruja e leitora de blogs! Saudade, vovó!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação