BrasileirasPeloMundo.com
Estações do Ano pelo Mundo Japão

As quatro estações no Japão

As quatro estações no Japão.

Vivemos agora o verão japonês. Diferente do Brasil e de alguns outros lugares do mundo, o Japão tem as estações do ano muito bem definidas e, é claro, costumes para cada uma delas que são quase rituais. E é tudo bem diferente do que a nossa sociedade ocidental está acostumada.

Por causa da grande diferença entre uma estação e outra, os produtos sazonais também se fazem muito presentes. Existem coisas aqui que só se encontra em uma determinada época do ano.

O verão

É a época – muito quente! – das chamadas matsuris, que são os inúmeros festivais variados de apresentações, música, dança, comidas diferentes… às vezes, quase se assemelhando a um bloquinho de carnaval. No litoral, onde eu moro, as praias ficam lotadas de gente pegando conchinhas (asari, em japonês), por exemplo. Por aqui e por Tóquio, as queimas de fogos (chamadas hanabi, cuja tradução literal é “flor de fogo”) são tradicionais nessa época do ano.

Matsuri. Foto: Carlos Kato

Nas lojas de conveniência, inclusive, podemos encontrar kits de fogos de artifício, além de artigos de praia e piscina como boias. As geladeiras ficam cheias de chás e cafés gelados, sorvetes de vários sabores e cheguei a encontrar até açaí (mas não era nada como o nosso).

Essa também é a época de comer unagi, as enguias. Os japoneses dizem que essa carne, além de muito saborosa, ajuda a evitar o calor. Eu nunca tinha comido e hoje não deixo de comer um sushi de unagi toda vez que vou ao restaurante. Particularmente, acho uma delícia!

Leia também: 10 curiosidades sobre o Japão

Outro fator bem diferente do verão brasileiro é a vestimenta. Enquanto nós abusamos das regatas, shorts e chinelos, os japoneses (de maneira geral) não gostam muito de tomar sol. Inclusive, se protegem contra ele: mangas compridas, sombrinhas ou guarda-chuvas, calças e dá-lhe protetor solar! Confesso que só de olhar me dá calor, mas cultura é cultura, né?

O outono

Este é um período no qual os japoneses se preparam para o inverno. Já está esfriando e os parques são tomados pela maravilhosa folhagem de outono, na qual as árvores ficam amarelas ou avermelhadas e o chão tomado por folhas secas. Como sempre, as cores do Japão surpreendem. Fica tudo lindo!

Foto: acervo pessoal

Curiosamente, é a época em que os japoneses começam a comer mais. As lojas de conveniência abusam das vendas de oden – como se fosse um cozido de legumes, peixes e ovos – até o fim do inverno.

O inverno

A verdade é que os japoneses não gostam muito de sair de casa no inverno, não. O frio é de gelar os ossos aqui na região de Tóquio, onde moro, e a gente precisa se agasalhar muito até para ir até a esquina. Não neva tanto por aqui a ponto de acumular e atrapalhar, com o medo da neve soterrar carros, as pessoas escorregarem no gelo, as casas ficarem “ilhadas”… Mas infelizmente não é assim no Japão todo. Tem lugares como Hokkaido, no norte, em que o frio e a neve são tantos que até existem passeios turísticos para ver as árvores cobertas de neve formando verdadeiras esculturas. Bonito é, mas imagina só o frio!

Também são comuns nessa época os kira kira, festivais de luzinhas de natal que são imensos e verdadeiros espetáculos! Vale muito a pena conhecer.

Foto: acervo pessoal

Infelizmente, durante o inverno, as frutas, verduras e legumes ficam mais difíceis de se encontrar. Além da variedade ser bem menor, os produtos ficam mais caros. Mas as comidas bem quentinhas, claro, fazem sucesso nessa época. Nas lojas de conveniência, os cafés e chás gelados das prateleiras já são substituídos pelos quentes, além disso você pode encontrar produtos como palmilhas com aquecimento inteligente, meias de lã e uns adesivos de calor chamados kairo, que servem para grudar na roupa ou colocar nos bolsos para se esquentar.

Leia sobre: Dá para morar no Japão sem saber japonês?

No finzinho do inverno, também, começa a época de morangos e com ela, as itigogaris: você pode ir até um pomar comer frutinhas direto do pé. Na entrada, pode-se optar por comprar um potinho de leite condensado e se acabar de comer morango por meia hora. Estes não têm agrotóxicos, são enormes e muito suculentos. Em alguns pomares, há colheita de blueberries (mirtilos) também. Claro que a partir daí, os produtos com essas frutas disparam nas vendas.

A primavera

Depois da reclusão de inverno, sempre vem a bonança. Ainda bem! Essa é a minha estação do ano preferida. O Japão é um país florido o ano todo, mas na primavera fica especial. No começo da estação chove muito, mas tudo para que floresçam as sakuras, ou cerejeiras. Com elas, se encerra o ano fiscal e se iniciam os anos letivos. Sim, só em abril mesmo! A tradição é confraternizar com piqueniques ou bebendo sob as sakuras para ter boa sorte para o resto do ano, e também para comemorar a chegada da primavera.

Foto: acervo pessoal

E as ruas, os parques, os templos… ficam lotados de cerejeiras floridíssimas. A parte ruim é que o florescer dura mais ou menos uma semana, a depender do clima que estiver. Então quem não vê nas primeiras semanas, terá que esperar o próximo ano. No final dessa fase, as ruas e rios ficam todos cheios de pétalas brancas e rosas. Lindo!

Quanto aos produtos, nessa época dá para encontrar quase tudo feito de – adivinha! – flor de cerejeira: cremes, gelatinas, sucos, doces e até cervejas.

Se por acaso estiver em dúvida sobre qual a melhor época para visitar o Japão, posso afirmar que em qualquer estação que vier, conhecerá um país diferente, com atrações lindas e muitas vezes até inusitadas. Todas valem a pena!

Related posts

Tem primavera no Canadá?

Marcella Santiago

Genebra no verão

Fabi Mesquita

Existe felicidade no Japão?

Juliana Platero

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação