BrasileirasPeloMundo.com
Brasil

Brasil – Casa da mãe Joana? Parte 1

Ontem à noite o Senado votou e passou à fase final do processo de impeachment de Dilma Rousseff. Após aprovar o parecer, os senadores transformam Dilma em ré que vai a julgamento em plenário. O processo final do impeachment deve ser realizado no final do mês, mas como todos nós sabemos, essa é a crônica de uma morte anunciada. Enquanto isso o governo interino que assumiu sob a bandeira da moralização da política, mostra a que veio de fato e rifa cargos do alto escalão para outros ladrões, machistas e picaretas profissionais.

Fico aqui remoendo a alma tentando entender isso tudo. Tem tanta gente bacana nesse país, porque a escória nos governa há tantos anos? Eis aqui uma lista parcial de políticos corruptos e criminosos que foram pegos com a “boca na botija” desde o governo Geisel. O leitor poderá observar que conforme os anos avançam, vamos nos dando conta de que o número de criminosos aumenta. Seria um crescimento no vazio de valores? Seria o aumento da transparência e das investigações que acabam trazendo à tona maia casos? A lista está desatualizada. Não temos ali Cunha, com todo dinheiro que foi depositado em sua conta por engano, nem Alckmin e seu escândalo da merenda, nem Beto Mansur, com suas propriedades apinhadas de trabalho escravo. Afinal, vamos lá, ética e moral não se fazem apenas no âmbito do bolso. Porque temos tantos acusados de espancamento, estupro, trabalho escravo, assédio sexual e até tráfico de drogas nos altos escalões de nossa nação?

Segundo último levantamento da Transparência Internacional, somos o 72º colocado na lista dos 177 países analisados acerca da percepção da corrupção pelas populações nacionais.

Segundo pesquisas, governantes corruptos de um país refletem um povo igualmente corrupto.

Isso não é uma análise de conjuntura, tampouco a pretensão de um libelo político ou ideológico. É apenas um desabafo de alguém que precisa tirar de dentro de si algo tóxico.

Queria um comprimido, um chá ou uma reza que curasse desesperança. O que fazer quando a gente volta pra casa e a casa não está mais lá?

126771.215629-Grampo-meme

Não falo da crise econômica não; pindaíba eu sei como é, e ela tem sido parceira desde que trocamos a tranquilidade da vida expatriada pelos sonhos de fazer algo bonito pelo nosso país.

O que está doendo é a derrocada de valores que tem nos assolado. E devo dizer: isso deixou de ser privilégio da esquerda ou direita faz muito tempo.

Temos uma presidente que sofreu impeachment, um presidente da Câmara cassado e um judiciário até então elogiado em prosa e verso pelo combate à corrupção que tem burlado as próprias regras e despreza o estado de direito para atingir seus objetivos. A oposição? Igualmente mergulhada em escândalos da saúde, da merenda escolar, entre outros.

Nunca a máxima bíblica fez tanto sentido:  “Não há um justo. Um único sequer!”

No início do ano despertei com a notícia de que o ex-presidente Lula havia sido conduzido à força para prestar esclarecimentos. Não sabia se me chocava mais pensar que um líder tão querido pelos pobres tivesse se encantado de tal forma com o luxo e a riqueza ou com os meios escusos e ilegais que o levaram à prisão. E mais: como que em um processo que supostamente deveria ser sigiloso, a mídia inteira ficou sabendo do que aconteceria e já estava lá, aguardando na porta do ex-presidente para fazer a cobertura em tempo real?

Simples. A ação da Lava Jato contra Lula havia sido vazada para a rede Globo com antecedência: leia aqui. Por conta disso, não apenas a mídia já estava a postos em frente à casa do Lula quando a polícia chegou, mas também o editor-chefe da revista Época, Diego Escosteguy, passou a madrugada postando tuítes comemorando previamente as ações que a polícia viria a deflagrar futuramente.

Basicamente, o juiz Moro, responsável pelo processo e a mais recente “diva” midiática das classes A e B, já havia orquestrado tudo com a famosa emissora para um grande espetáculo midiático. Leia aqui crítica sobre Moro.

No entanto, de mídia o Lula também entende, e ao perceber que seria o rosto da vez, tratou  de reverter a situação a seu favor: segundo o site Imprensa Viva, Lula exigiu sair de casa algemado a fim de se vitimizar frente à dupla arbitrariedade de sua prisão desnecessária.  Leia aqui crítica sobre o Lula.

O que vemos, então? Um juiz egocêntrico que vaza informações para a mídia, um jornalista antiético que usa informações ilegais para ter furo de reportagem, um ex-presidente que se aproveita das duas situações para reverter a situação em seu favor.

Em quem você confia numa hora dessas? Na imprensa golpista, no judiciário parcial ou no réu inconfesso?

A mídia internacional expôs nossas mazelas, mas no fim das contas, se nem nós conseguimos entender nossa própria conjuntura, que dirá eles?

Alguns alegaram que o impeachment foi legítimo e que, portanto, não houve golpe. Para outros, o golpe esteve em curso desde as últimas eleições, quando a oposição tentou reiteradamente encontrar motivos variados para acusar a presidenta.

Nas passeatas pró-impeachment sobraram cartazes associando o impeachment à operação Lava Jato. O que faltou explicar é que não pesava contra a presidenta Dilma nada que a relacionasse a essa operação. O processo de impeachment da presidenta foi, na verdade, por “pedaladas fiscais”. E daí a imprensa divulgou posteriormente que não houve pedaladas…

Falta ao nosso povo coerência, equilíbrio e aulas de história.

Coerência, porque ir às ruas contra a corrupção ao lado de políticos envolvidos com maracutaias iguais ou piores dos que as mencionadas contra à presidenta é como “assoar o nariz com lenço sujo” (frase vulgar mas bem popular nas mídias sociais nas últimas semanas).  Equilíbrio, porque defender o ex- presidente de maneira quase religiosa, fechando os olhos para seus erros e justificando suas falhas por conta de “tudo de bom” que ele fez ao país é transformar em mártir alguém que tem, sim, que ser julgado pelos seus erros. Aulas de história, porque tem gente que ainda não tem a menor noção do que diz quando pede a volta dos militares. Não sei se me dói mais a insanidade da velha ou da jovem guarda, que por razões diferentes jamais poderia levantar tal bandeira.

 

Related posts

Brasil – Os Pets: A Saga

Fabi Mesquita

Brasil – Intercâmbio de trabalho

Juliana Silva

De volta à minha terra

Bruna Cely Silva

14 comentários

Andrey Roosewelt Chagas Lemos Agosto 10, 2016 at 10:48 pm

Parabéns a linda e amada Fabi Mesquita, competente profissional da comunicação, excelente texto que desabafa por muita gente, lamentável o que estamos vivenciando no Brasil, mas ainda acredito que transformaremos essa realidade, o nosso lindo e amado país tem jeito sim, ainda temos bons líderes políticos, mas estes tem dificuldade de ascender a postos altos, precisamos mesmo é de uma reforma política e de um judiciário que não representem apenas interesses de pequenos grupos, precisamos também de uma imprensa que cumpra seu papel com ética e seriedade, lamentavelmente a corrupção é um grave e assustadora herança da nossa colonização e ainda permanece fortemente enraizada em nosso sociedade, sonho com uma política digna, séria e que tenha como objetivo principal construir um processo civilizatório que reduza as desigualdades e traga desenvolvimento sustentável com respeito e valorização da nossa diversidade, grande beijo!!!!

Resposta
Fabi Mesquita Agosto 10, 2016 at 10:52 pm

Oi querido, muito obrigada pelo carinho! É um privilégio e uma honra, vindo de você. Amanhã volta pra conferir a parte 2 ! bjs

Resposta
Marcos Guimarães Agosto 11, 2016 at 1:02 am

Parabéns Fabi, mais um texto ótimo, dessa vez de um assunto espinhoso.
De fato, sua situação bíblica faz todo sentido.
Bjs

Resposta
Fabi Mesquita Agosto 11, 2016 at 1:46 pm

Oi queridão, obrigada! Hoje posto a parte dois do texto! Fica de olho na gente! bjs bjs

Resposta
Daniela Pesconi-Arthur Agosto 11, 2016 at 8:31 am

Fabi, esse foi o primeiro texto seu que li, e com certeza, não vai ser o último. Moro fora do Brasil há 8 anos, mas sempre acompanho com tristeza a situação do país; tirsteza essa, sempre acompanhada de uma luzinha de esperança de que um dia nós (me incluo nessa, porque voto daqui) vejamos o Brasil atingir o potencial enorme que tem.

Artigo muuuito bom mesmo.
Compartilhando…

Um abraço,
Dani

Resposta
Fabi Mesquita Agosto 11, 2016 at 1:45 pm

Puxa, Daniela, que bacana que você gostou! Então aproveita e dá uma olhadinha nas minhas outras postagens! E fica de olho que hoje sai a parte dois da postagem! Obrigada mesmo viu? bjs bjs

Resposta
Mariela Agosto 12, 2016 at 2:33 am

Parabéns pelo artigo, com certeza um dos melhores que li sobre a atual situação no Brasil.

Resposta
Fabi Mesquita Agosto 12, 2016 at 2:02 pm

Puxa, minha querida! Obrigada de coração :)) logo logo sai a parte dois e envio pra você!

Resposta
Lucia Freitas Agosto 13, 2016 at 7:36 pm

Desesperança, tá tendo – e não é pouca. o que tem alegrado meu coração, no campo político, é a pré-candidatura cívica do Pedro Markun aqui pra câmara paulistana. mas de fato, no cenário do país, tamos é perdidos. A ponto de ontem, durante o hino nacional no jogo das meninas do futebol ter me dado tristeza, raiva, muita falta de vontade de tudo isso.
Tô bem à beira de virar expat, com 51… :/

Resposta
Fabi Mesquita Agosto 16, 2016 at 12:17 pm

Oi querida, eu entendo, mas até que as meninas do futebol estão fazendo bonito! Já os meninos… rs

Resposta
Michele Agosto 14, 2016 at 2:02 pm

Maravilhoso artigo e, como sempre, tão coerente e sensata!

Resposta
Fabi Mesquita Agosto 16, 2016 at 12:16 pm

Oi querida, muito obrigada pela força!!

Resposta
Luis Felipe Agosto 20, 2016 at 11:43 am

Gostei muito do seu texto , vivemos tempos de desesperança, espero que encontremos um rumo. Tomara que a partir do afastamento de Dilma, o Temer deixará a interinidade e terá condições de tomar as medidas que melhorem nossa economia. Está transição deverá durar até as próximas eleições onde espero que tenhamos a lucidez de não nos deixemos enganar por projeto sonhadores , irreais ou assistencialistas .Pé no chão gente, não existe solução sem ética e muito trabalho.

Resposta
Fabi Mesquita Agosto 20, 2016 at 8:10 pm

Muito obrigada pela visita e comentário !

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação