BrasileirasPeloMundo.com
Brasil

Brasil – Proteja o Gol Durante a Copa

Hoje no Brasil a Copa do mundo é literalmente a bola da vez. Quem ama futebol  está roxo de orgulho dela acontecer no Brasil, quem está indignado acha que a Copa do mundo é uma afronta ao povo brasileiro e suas carências, mas não importa de que lado você esteja, o fato é que o Brasil está mais verde amarelo.

Uns alegam que bilhões de reais estão sendo usados para construir estádios ao invés de serem usados para melhorar a vida da população, outros alegam que o país tem dinheiro para a Copa, mas não para a educação, outros rebatem dizendo que o evento esportivo gastará 26 bilhões de reais, enquanto para a educação estão destinados cerca de 82,3 bilhões, alegando que mesmo que não houvesse Copa, esse dinheiro não poderia ser destinado à outra área já que o uso de verbas não é transferível.

protejaogol4
Foto:http://unaids.org.br/protejaogol

Eu excepcionalmente vou me abster de polêmicas. Como sou uma batalhadora das boas causas me acho no direito de torcer pelo Brasil sem patrulha ideológica. Gostei muito de uma frase que li no site da Carta Capital “O Brasil tem de problemas que não foram causados e nem serão resolvidos pela Copa.”.

Vai ter Copa, isso não está aberto à discussão, a questão é o que faremos desse fato. Transferir para a Copa todas as nossas frustrações e revoltas não vai resolver os problemas do Brasil.

De acordo com o Sebrae, a Copa já rendeu cerca de R$ 280 milhões para micro e pequenas empresas. Então ao invés de criticar puramente prefiro aproveitar a onda patriótica para torcer por um país com mais saúde, educação e porque não, mais uma taça? Mas não creio numa torcida passiva, creio que é preciso comprometimento.

protejaogol3
Foto:http://unaids.org.br/protejaogol

Enquanto pessoas protestam porque a Copa vai trazer turistas sexuais, a UNICEF e seus parceiros faz campanhas de combate à exploração sexual infanto-juvenil. Enquanto pessoas reclamam dos impactos ambientais, o PNUM pega carona para discutir turismo sustentável e consumo responsável e a ONU Mulheres emplaca campanha contra a Violência Doméstica.

Ninguém faz história saqueando loja de departamento e depois saindo de lá com uma TV de sei lá quantas polegadas na cabeça (para muito provavelmente assistir seu objeto de protesto com os vizinhos). Isso é protesto ou oportunismo? De mais a mais, o protesto pelo protesto pra mim não emplaca, acredito num senso de pertinência que nos impulsione a fazer a diferença.

A Copa da minha vida. Porque será?!

Foto: http://unaids.org.br/protejaogol

Quem acompanha esse blog sabe o drama que me foi deixar a Ásia e voltar pro Brasil antes do tempo esperado. Doutorado pela metade, projetos interrompidos e o receio de que minha experiência adquirida lá fora pudesse não fizesse grande diferença por aqui, mas depois de uma amiga dos tempos de atuação junto à Agenda 21 de Santos, me aconselhar a aplicar para uma consultoria no Fundo de Populações da ONU (UNFPA) e eu conseguir o trabalho, fiquei mais confiante.

Em seguida criei coragem e apliquei para um projeto do UNAIDS, relacionado à AIDS e juventude durante a Copa do Mundo. Estava tão nervosa que apliquei faltando 15 minutos para o prazo expirar. Só quem vive quase dez anos fora sabe como é difícil voltar.

Hoje sou Consultora de Comunicação da Campanha Proteja o Gol do UNAIDS e estou realizada por fazer a minha parte durante a Copa do Mundo. Mais que isso, sou grata à vida pelos colegas que me rodeiam, gente que transpira solidariedade e não se acomoda com o mundo do jeito que é, e que como dizia Gandhi, tentam ser a mudança que desejam no mundo.

Conheci pessoas lindas, com as quais eu amo trabalhar (um misto de mães, pesquisadoras, jovens talentos, gateiros e até colecionadores de figurinhas). Gente que quero carregar comigo para o resto da vida. Também estou sentindo muito orgulho do meu trabalho, cujo objetivo é usar a popularidade e poder do esporte para a prevenção do HIV, principalmente entre a juventude.

Foto:http://unaids.org.br/protejaogol
Foto:http://unaids.org.br/protejaogol

Durante toda a Copa iremos distribuir com o apoio do Ministério da saúde mais de dois milhões de camisinhas e oferecer testes gratuitos para as pessoas nos Fan Fests.

Pra quem não sabe, o tratamento precoce (hoje já não se espera que a pessoa fique doente para ser tratada) inibe o vírus HIV de tal maneira que ele pode chegar a ser indetectável, o que pode impedir a pessoa de desenvolver AIDS.

Os netos do líder sul africano Nelson Mandela, Kweku e Ndaba Mandela e o Diretor Global do UNAIDS, estão em Salvador para o lançamento da campanha. Imaginem o misto de emoção e ansiedade que estou sentindo. São muitas conquistas do nosso time.

A parceria com o Projeto Atitude Abril, idealizado por João Abrahão, um sonhador querido que está tirando a AIDS do armário e divulgando o tema junto a um “mundo” de pessoas, o privilégio de ver nascer a série “Viral”, da galera da Porta dos Fundos, idealizada pelo hilário Fábio Porchat e o fato do David Luiz aceitar nosso convite para ser embaixador da Boa Vontade do UNAIDS.

São emoções belíssimas que transformaram minha volta ao Brasil em uma agradável surpresa.

Como diria Confúcio: ”Trabalhe com aquilo que gosta e não terás que trabalhar um dia sequer”. Simples assim, e que venha a Copa do mundo, não posso garantir o legado do governo, mas o nosso estamos deixando. As novas gerações agradecem.

Related posts

Como me sinto quando passo férias no Brasil

Regiane Legras

Brasil – Uma pátria para os refugiados

Fabi Mesquita

Brasil – A volta tinha um motivo

Fabi Mesquita

20 comentários

Joy Matta Junho 9, 2014 at 1:34 pm

Acho maravilhosa essa iniciativa e, pra mim, nosso país sempre foi exemplo de como se deve tratar a AIDS em termos de campanhas de prevenção e facilidades de tratamento. Pena que o resto do mundo não é assim e que, muitas vezes, se confundam alhos com bugalhos e venha à tona mis uma vez essa péssima ideia de imagem que está tão disseminada pelo mundo, onde brasileiras são só corpo e se interpreta a liberdade como libertinagem. Aqui no Chile usam essa campanha quase que como prova de que no Brasil só tem sexo e que se você viaja pra Copa, é quase certo que vai voltar com AIDS. Ainda assim, espero que essa campanha seja um sucesso e que nenhum estrangeiro contagie um de nossos compatriotas. E que você continue com trabalhos tão lindos e importantes quanto esse! Que essa volta ao Brasil (que sempre é tão sofrida) dê os melhores frutos!!! Parabéns pelo texto e pelo trabalho!!!

Resposta
Fabi Mesquita Junho 13, 2014 at 8:32 pm

Puxa, que pena que por aí o povo não entendeu 100% o espírito da campanha. Infelizmente essa visão deturpada da mulher brasileira é um detonador dos nossos valores e da nossa auto-estima brasileira né?

Resposta
ackolb Junho 9, 2014 at 2:36 pm

Parabens Fabi querida pelo trabalho e pelo texto! Tamo juntas! Bora bora fazer uma mundo melhor apesar dos pesares! Namasté 🙂 e fico muito feliz que seu retorno ao Brasil tenha se transformado em bencaos!

Resposta
Fabi Mesquita Junho 13, 2014 at 8:35 pm

Querida, sem o apoio de vocês eu não teria conseguido fazer essa transmutação
Muito obrigada pela força, carinho e apoio permanente
amo muito!
bjs bjs

Resposta
Tereza (Bruxelas) Junho 9, 2014 at 3:45 pm

Parabéns pelo texto ! É muito bom ver gente positiva como você. O mundo precisa disso.

Resposta
Fabi Mesquita Junho 13, 2014 at 8:33 pm

Tereza, o super bacana desse grupo aqui, é que a mulherada é pró-ativa e pra cima! adoro!!
muito obrigada pelo carinho
bjs
Fabi

Resposta
Cristiane Leme Junho 9, 2014 at 7:02 pm

Fabi, seu texto é muito coerente ao abordar a copa do mundo. Também penso como você, que os problemas vieram muito antes. Penso também que se a escolha do Brasil para sediar esse evento pode se mostrar talvez um equívoco pela falta de preparo do país, tem uma coisa na qual os brasileiros são craques, que é o improviso. Se não dá para evitar, vamos fazer o melhor com o que temos. Acho seu trabalho fantástico e sua vontade de viver e de vencer, o amor à sua família e ao próximo são verdadeiramente inspiradores! Beijos

Resposta
Fabi Mesquita Junho 13, 2014 at 8:36 pm

Falou tudo, minha flor!
E nós expatriadas e ex-expatriadas rs somos as mais craques em tirar leite de pedra né?
Obrigada por ter vindo aqui deixar seu comentário
Muito carinho para você!
bjs mil

Resposta
Fernanda Junho 9, 2014 at 9:52 pm

Parabéns pelo texto Fabi! Muito expressivo e disse ali muita coisa que eu e outros tantos brasileiros pensamos, com certeza. Se cada um de nos fizermos um pouquinho a mais para o Brasil, com certeza estaremos colaborando para um desenvolvimento sadio de um povo que esta muito acostumado a aceitar os fatos. Fiquei emocionada so de ver suas fotos. Lindo o seu trabalho e fico feliz por voce e por tantos que estarão se beneficiando do seu trabalho! Parabéns!!!

Resposta
Fabi Mesquita Junho 13, 2014 at 8:38 pm

Fernanda querida, acho que solidariedade é algo que já corre nas veias dos brasileiros
Pena que às vezes a gente se esquece dessa força poderosa que pode transformar sal em mel!
🙂
obrigada por passar por aqui
bjs

Resposta
Juju Junho 10, 2014 at 2:09 am

Lindissimas palavras Fabi… concordo contigo.. devemos fazer nossa parte e assim melhorar a vida das pessoas a nossa vida… Futebol tem boas energias e vibracoes e deve trazer o melhor de nos a tona .. e essa mesma energia devemos usar para buscar um Brasil melhor… juntos iremos conseguir… acredito nisso sempre…. O trabalho que esta fazendo e lindo… me senti mais motivada com a ideia de voltar ao Brasil (que talvez aconteca antes do planejado em minha vida tambem) lendo seu texto… Um abraco grande da Asia para ti…

Resposta
Fabi Mesquita Junho 13, 2014 at 8:39 pm

ai … um abraço da ásia…
posso ir aí buscar o meu ao vivo? rs
obrigada pela força viu?
bjs

Resposta
lila Rosana Junho 10, 2014 at 4:02 am

Gostei das fotos 😉

Resposta
Fabi Mesquita Junho 13, 2014 at 8:40 pm

Também amei!!! obrigada
bjs

Resposta
Cintia Junho 10, 2014 at 5:02 am

Fabi, seus textos são sempre de uma riqueza de emoções incomparáveis….Educativa e importante esta campanha…. obrigada por informar. Parabéns pelo trabalho.!!!

Resposta
Fabi Mesquita Junho 13, 2014 at 8:44 pm

querida, muito obrigada pela sua mensagem
Ganhei meu dia
Às vezes a gente escreve sem ter muita noção se está se fazendo entender ou não
Puxa que gostoso o que você disse
bjs bjs

Resposta
Ana Lozon Junho 11, 2014 at 9:10 am

Fabi está demais o texto, o tema, as iniciativas, as fotos eu amei tudo!! Foi mesmo difícil de sair da Ásia mas viu como vc se “adapta” em terras tupiniquins??!hahah…
bisous

Resposta
Fabi Mesquita Junho 13, 2014 at 8:45 pm

OI minha flor, que bacana que você gostou!
Vindo de você tem valor extra rs
Pois é , coisa de brasileiro..rs a gente se adapta a tudo (ou quase tudo) hahahah

Resposta
Cleo Vassiliou Junho 14, 2014 at 10:29 pm

Oi Fabi,

Primeiramente quero parabenizá-la pelo seu trabalho junto às pessoas que tem tão pouco ou nada e ainda estão doentes. É gratificante saber que pessoas como vc estão fazendo tantas coisas em prol dos menos favorecidos. Vc deve mesmo se orgulhar do trabalho que está fazendo.

Agora falando de Copa do Mundo no Brasil, pq se não fosse no Brasil acredito que veríamos menos críticas sobre o assunto, bem…
Muitas pessoas se apegam tanto ao negativo que não enxergam ou não querem enxergar tantas coisas positivas que essa mesma Copa do Mundo (realizada no Brasil) tem levado a terrinha. Sou a favor de protesto, desde que tenha fundamento e seja pacífico. Porém antes de cobrarmos dos governates devemos analisar se cumprimos com nossos deveres de cidadãos.

Tenho certeza que sua volta ao Brasil não foi à toa 🙂
Continue esse trabalho lindo 🙂

Resposta
fabiana mesquita Junho 17, 2014 at 1:18 pm

Ai querida, que delícia “ouvir” isso, quero mesmo crer que há uma razão para tudo isso. Obrigada pelo carinho
bjs

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação