BrasileirasPeloMundo.com
Casamento Pelo Mundo França

Cerimônia civil do casamento na França

Cerimônia civil do casamento na França.

Agora em fevereiro completo 4 meses de casada com um francês (que tem alma de brasileiro, mas ainda assim é francês). Quem é casada ou quem está em vias de se casar sabe o quanto pode ser exaustiva a preparação de um casamento. Quem casou ou pretende casar com um estrangeiro sabe que essa saga conta com detalhes extras que envolvem desde burocracias locais a diferenças culturais. No nosso caso, quando decidimos oficializar nossa união, me vi complemente perdida, primeiro porque estávamos na Coreia e não nos casaríamos lá, segundo porque surgiu a típica dúvida de casais de nacionalidades diferentes: onde vamos fazer o casamento?

Assim como grande parte das pessoas na mesma situação, decidimos dividir o casamento em dois momentos pra podermos comemorar nos dois países, evitando assim que algum amigo ou alguém da família que não pudesse cruzar o oceano perdesse a chance de se fazer presente nesse momento.

Como nossa pretensão desde o início era de nos estabilizarmos na França, a escolha lógica foi fazer o casamento civil por aqui e deixar o religioso pra o Brasil, até porque antes de ir embora de lá pela última vez eu morava em Olinda, que é uma cidade linda (o nome já diz) e um casamento lá é um sonho.

No começo do meu trajeto de planejamento, contei com a ajuda de vários textos super esclarecedores da internet. Um deles, aqui do site, o post da Marcella Delfraro, onde ela indica quais foram os procedimentos que seguiu pra casar aqui na França. Meu processo foi bem parecido com o dela, mas queria comentar sobre as diferenças, já que talvez alguém queira (ou precise) fazer como eu fiz. Na verdade, o objetivo principal do meu texto é falar da celebração francesa em si, mas acho pertinente, já que estamos falando de casamento, começar pelo começo, não é? Afinal de contas, não fomos direto pra comemoração e é legal dizer como fizemos até chegar nela.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na França

Como a Marcella (muito sabiamente) disse em seu post, eu reforço, comecem indo até a mairie da cidade onde vocês vão se casar. Entramos em contato com eles por e-mail – como não estávamos na França – e como casamos em uma cidade pequena onde acontecem poucos casamentos por ano (cerca de 15) e onde a responsável por casamentos e outras questões civis é super gentil, ela respondeu nossa mensagem já com a lista de documentos exigidos. As diferenças do meu procedimento para o da Marcella foram as seguintes:

1) Forma de obtenção do certificado de costume e do certificado de celibato:
Como não estava na França e não teria como encaminhar toda a documentação que era preciso por correio, resolvi agendar uma ida ao Consulado em Paris. Começamos a planejar o casamento no final de maio, voltaríamos para a França no início de julho e só consegui uma vaga para o dia 31 de julho. Quando se faz pedido de dois documentos diferentes, em teoria, temos que marcar dois horários. Então, agendei uma ida pra o dia 31 de julho e outra pra o dia 1 de agosto. Resumindo: caso vocês decidam resolver isso pessoalmente como eu, planejem COM ANTECEDÊNCIA. Conseguir uma hora no Consulado pode ser demorado. E no meu caso contei com a gentileza da pessoa que me atendeu que recolheu os documentos para os dois certificados no mesmo dia, mas pode ser que nem sempre aconteça assim.

2) Titre de séjour:
O titre de séjour é o documento francês dos estrangeiros que tem um visto diferente do de turista. No meu caso, quando estávamos organizando o casamento, eu só estava com o visto de turista, logo, não tinha um titre de séjour. Expliquei a situação na mairie e não houve problemas. Por outro lado, é preciso ter um comprovante de residência.

3) Comprovante de residência:
Como eu e o meu marido estávamos voltando do estrangeiro, não tínhamos ainda nosso cantinho aqui e estávamos morando na casa dos meus sogros, então nosso comprovante de residência foi uma conta no nome de um deles, com a cópia da documentação deles e uma declaração de punho dizendo que estávamos morando aqui.

4) Escolha da data:
Como disse antes, a mairie onde nos casamos não realiza muitos eventos, então conversamos com a responsável e fizemos uma  “pré-reserva” da data antes de entregar o dossiê. Ela perguntou mais ou menos em que data estávamos pensando, anotou e ficou de nos avisar caso antes de depositarmos o dossiê aparecesse algum outro evento para o mesmo dia que queríamos.

No final das contas, deu tudo certo e feito tudo isso, casamos na data prevista, numa cerimônia linda e ainda por cima realizada pelo meu sogro, que é conselheiro municipal e tem o direito de celebrar casamentos no lugar do(a) maire, com o consentimento dele(a), obviamente. Teve emoção pra dar e vender!

Todos os detalhes do dia D ou “jour J”, como eles chamam aqui, eu vou contar no próximo post.

Related posts

O que fazer em um final de semana em Lille

Regiane Legras

5 motivos para estudar francês em Montpellier

Júlia Lainetti

Visto de residência por matrimônio na Finlândia

Maila-Kaarina Rantanen

4 comentários

Ani Novembro 15, 2018 at 12:17 pm

Olá, estou numa situação bem parecida com a sua, meu noivo e eu moramos no exterior e iremos casar na França e morar lá.
Gostaria de saber qual a melhor opção de tirar o titre de sejour depois de casada, na França ou no Brasil?
Como casarei no período do visto de turista e o pedido só pode ser feito depois de 6 meses no mínimo.
Agradeço a ajuda

Resposta
Rosana Alcântara Novembro 20, 2018 at 6:33 pm

Oi, Aniele!
Eu voltei para o Brasil para pedir o titre de séjour. Na época do casamento também só estava com um visto de turista, duas semanas depois de casada fui a Brasília (com uma hora marcada com antecedência, claro), entreguei o dossiê com todos os documentos solicitados e fui buscar meu passaporte com o titre depois de duas semanas.
O que dizem é que a espera aqui na França é muuito maior.
É preciso considerar o investimento de ir até o Brasil para fazer o pedido, é claro, mas se você tiver pressa de ter o documento, para trabalhar, por exemplo, acho que o melhor é fazer isso lá.
Espero ter ajudado.
Bon courage! 😉

Resposta
Aniele Janeiro 6, 2019 at 3:34 pm

Olá,
Muito obrigada pela resposta, que por sinal eu não tinha visto até hoje.

Eu acho que farei o mesmo, voltarei ao Brasil para processar o visto.

Merci beaucoup!
Bonne année!!

Resposta
Janeiro 5, 2019 at 3:46 pm

Boa tarde,
Primeiramente obrigada pelas informações. Gostaria de fazer uma pergunta, vou casar no civil e na igreja na França. Meu marido disse que o casamento no civil acontece hora antes do casamento na igreja. Por gentileza, você sabe me falar se posso casar em outro dia , ou no mesmo dia, mas na parte da manhã…porque não faz sentido eu ir vestida com o meu vestido da igreja. Outra coisa, que meu boy não soube me responder, existe um traje obrigatório para o civil? Agradeço imensamente.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação