BrasileirasPeloMundo.com
México Turismo Pelo Mundo

Ciladas e acertos no México

Ciladas e acertos no México.

Uma viagem ao México encanta desde os amantes das praias mais exuberantes e luxuosas, os surfistas à procura das melhores ondas, mochileiros e afins…

O México é enorme, diverso e encantador, seja na costa do Pacífico ou Atlântico ou nas relíquias das civilizações pré-colombianas; nos povos mágicos ou na bela e moderna Cidade do México. Mas nem por isso uma viagem sem roteiros pré-determinados pode surpreender, para o bem ou para o mal, mas nada que uma Corona fria  (cerveja local) não resolva!!!

 

foto : Alexandre Garbin De Souza

ARRIBA, ABAJO, AL CENTRO, ADENTRO! BIENVENIDOS AL MEXICO!!!!

Minha chegada na terceira temporada, no México, com destino a Los Cabos, começou um pouco tumultuada.

Leia também: Cuidados ao viajar do México para os EUA

Ao passar pelo raio x para pegar um vôo local, low coast, fui informada pela Polícia Federal que não poderia embarcar, pois levava na mala de mão um tripé para fotos considerado instrumento violento. Após alguma discussão nos dirigimos ao balcão da companhia aérea, onde o supervisor simplesmente confirmou que nada poderia fazer, deveria desistir; visto que as malas já haviam sido despachadas.

Foi quando levantei a voz, dizendo que não iria desistir, pois estava com uma casa e carro, já alugados, em Los Cabos. Uma funcionária que ouviu tudo ficou com pena e resolveu que poderia despachar o tripé. E assim seguimos viagem, com a impressão de que as mulheres são bem mais simpáticas que os rudes homens mexicanos ….cilada 1.

Seguindo viagem, em Guadalajara, descobrimos que a reserva do carro havia sido cancelada pela locadora e tivemos que começar, novamente, toda a negociação com outras locadoras…cilada 2.

Quando chegamos ao litoral, resolvemos alugar uma casa, utilizando uma plataforma. E eu, me considerando uma pessoinha viajada, experiente em aluguéis, escolhi um apartamento de frente para o mar  com um preço justo. Após ler e analisar os 8 comentários, fechamos o negócio com uma proprietária americana um pouco melosa.

Ao chegar na propriedade me deparei com um canteiro de obras gigante, funcionários ouvindo um som muito, muito alto e uma sirene tocando sem parar. No meio disso tudo, um apartamento provavelmente usado como exposição para futuros compradores, magnífico, mas sem a mínima condição de ser habitável.

Aí me lembrei de ter lido uma frase no descritivo da casa, no meio de tantas outras, que dizia que os complexos vizinhos ainda estavam em obras e por isso era oferecido um desconto. Confesso que entendi que vizinhos não eram colados; mas, de fato, fui bastante ingênua e acreditei nas fotos luxuosas. E nada mais.

Conversei com a proprietária por telefone, dizendo ter filmagens do ambiente e ela compreendeu a situação – ou ficou com medo que divulgasse as imagens – e cancelou minha reserva sem que perdesse nenhum dinheiro…cilada 3.

Mas fiquei me perguntando como caí nessa cilada…e fica aí meu alerta: imagens enganam….

Por sorte ou experiência, pudemos imediatamente acionar os planos B e C. Uma casa próxima, também anunciada na mesma plataforma que tínhamos visto em construção, ano passado, e conhecido o proprietário, por acaso, na rua. Um brasileiro. Finalmente, um brasileiro!!!

Max Gunther, autor do famoso livro de negócios Os Axiomas de Zurique, também escreveu um livro chamado Como ter sorte e diz que o primeiro passo para controlar sua sorte é reconhecer que ela existe e se você quiser que a sorte cruze seu destino e mude a sua vida, deverá estar disposto a aceitar a boa ou má sorte. Essa é outra maneira de dizer que você deve assumir riscos.

E cá estou numa casa linda, numa vila deserta em frente à praia, depois de ter passado por alguns povos mágicos (assunto para um próximo artigo)  e algumas zonas vermelhas consideradas alto risco e visto muitos carros com militares e metralhadoras pelas estradas.

Há lugares violentos por toda parte, há lugares cuidados e protegidos por aldeias e há muitos lugares ainda poucos explorados na região de Michoacán e Guerreiro.

Leia também: Mexicali, a cidade que capturou o sol

O México é para os fortes!

Às vezes, pode ficar um pouco estressante viajar sem reservas, livre pelas estradas, mas cada vez mais vamos entendendo o significado da expressão go with the flow, vá com o fluxo, no jeito Pagodinho de ser, deixando a vida me levar…mas sempre com uma linha de telefone local e muitos dados de internet para usar.

Afinal, ciladas podem acontecer, mas será preciso sair delas rapidinho.

E viva o México!

Related posts

Um passeio pelos Andes, no Peru

Viviane Naves de Alencar

Dez motivos para visitar Nice

Carolina Alvarez

Dicas de turismo em São Petersburgo

Priscilla Castro

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação