BrasileirasPeloMundo.com
Suíça

Cinco maiores dificuldades na Suíça

Cinco Maiores Dificuldades na Suíça.

Ultimamente tenho recebido muitas mensagens de pessoas que sonham (e realmente querem) morar na Suíça. Eu até entendo as motivações para sair do Brasil. Violência, corrupção, trânsito e transportes caóticos, altos impostos são apenas alguns deles.

O que essas pessoas não imaginam é que morar na Suíça (ou morar fora) não é bem como no imaginário popular. Uma casinha aos pés do Alpes, cercada por vaquinhas e seus sininhos fofos. Morar por essas bandas tem sim suas dificuldades e problemas.

É óbvio que, no final, o saldo é positivo. Do contrário, não estaria por aqui. Mas não tem como negar que as pequenas dificuldades do dia-a-dia podem ser grandes barreiras à adaptação. Uns são mais adaptáveis do que outros e esse é o segredo de se conseguir ou não viver bem aqui na Suíça.

Pra ajudar a reflexão daqueles que sonham em viver na terra do chocolate, resolvi listas as 5 maiores dificuldades de se morar por aqui.

1 – A Língua

Eu moro em Basel, na parte alemã da Suíça, onde se fala um dialeto do alemão. E se o alemão já é difícil, meus amigos, imagina um dialeto dele. Chegar por aqui e não entender nem o que está escrito no rótulo de margarina não é mole não. Além disso, aprender o alemão leva tempo e muita dedicação. Na parte francesa e italiana, a raiz latina desses idiomas acaba ajudando a entender muita coisa.

Leia também: 5 motivos para morar na Suíça

2 – O frio e os dias sem sol

O frio não chega a ser um “super problema” se você tem a roupa certa, mas ainda assim é um frio de gelar a alma. O pior mesmo são os dias cinzas e sem a luz do sol. A falta de sol pode levar a problemas de saúde e até mesmo a depressão. Estou falando de um período de quase 6 meses com pouco (ou quase nenhum) sol. Para nós brasileiros, acostumados com o calor e o sol, essa pode ser uma grande barreira à adaptação.

3 – Alto custo dos serviços em geral

Tudo que requer um suíço para fazer custa caro. Manicure, faxineira, montador de móveis, cabelereiro, por exemplo, são itens de luxo no orçamento familiar. Eu, particularmente, não me importo em botar a “mão na massa”, mas às vezes cansa não poder contar com serviços que no Brasil você já estava acostumado.

4 – Alto custo de vida

No geral, viver na Suíça sai caro. A classe média ganha por aqui o que uma família classe alta ganharia no Brasil. E ainda assim é classe média, pois os gastos básicos, com aluguel, seguro saúde e mercado, por exemplo, são bastante altos. Alguém que venha viver aqui, sem um salário razoável, vai sofrer muitas dificuldades financeiras.

Leia também: como alugar imóvel na Suíça

5 – Integração

Ter um amigo suíço não é fácil. Leva tempo e é algo que se constrói aos poucos, com demonstrações de confiança e claro, respeito ao espaço alheio. Aquela coisa do brasileiro, delevar pra casa alguém que conheceu na semana passada, simplesmente não existe por aqui. Por outro lado, quando enfim você ganha à confiança de um suíço, acaba tendo um amigo fiel e pra vida toda. O que acaba acontecendo é que muitos brasileiros e outros estrangeiros constroem amizades entre si. Culturalmente é mais fácil.

Aí depois de ler esses pontos, você pergunta: Mas, Chris, ainda compensa morar por aí? Sim, e muito. Eu poderia listar aqui, pelo menos, umas 10 razões pelas quais eu adoro viver aqui. Mas isso não significa que eu não tenha encontrado (e ainda encontre) dificuldades. Como tudo na vida, morar em outro país tem seus prós e contras. E no final do dia, é só colocar aquela nossa flexibilidade e otimismo brasileiro pra funcionar! =)

Related posts

Entrevista com a chef Maria Frey

Ana Cristina Kolb

Explicando o suíço através de seus ídolos

Teca Hungria

A Suíça que eu não imaginava

Fabi Mesquita

20 comentários

Fernanda Franco Fevereiro 18, 2014 at 7:25 pm

Parabens pelo texto, Christiane! Acredito que se eu fosse escrever algo sobre a Inglaterra, englobaria os mesmos topicos. Super valido para quem considera sair do Brasil e enfrentar culturas tao diferentes!! Depois nao vao dizer que a gente nao avisou, nao e? Rs Beijos Fernanda

Resposta
Cristiane Leme Fevereiro 19, 2014 at 4:25 am

Concordo com seu texto, e acredito que todos nós que moramos em outro país vivemos relativamente as mesmas dificuldades. Pra gente que mora no norte da Europa ainda tem essa questão da falta do sol e os riscos de uma depressão de inverno, fator que muitos brasileiros desconsideram. Penso que toda mudança requer preparo, e que quando a gente se prepara para ela, a transição se torna mais fácil.
Excelente texto 🙂 Bjs

Resposta
Enaldo Soares Fevereiro 19, 2014 at 1:54 pm

O alto custo dos serviços eu vejo como uma qualidade. Significa que a mão-de-obra braçal ou técnica não é semi-escrava como no Brasil. É um igualitarismo que repercute positivamente na civilização.

Resposta
Daise Setembro 14, 2016 at 1:22 am

Falou tudo!

Resposta
Ana Carina Fevereiro 20, 2014 at 6:55 am

Amei o texto Chris!!
Frio , vida cara e o amigo fiel são uns pontos comuns que eu penso que tem a ver com a França, e tem razão tuuudo tem seus prós e contras, se até nossa colega Carla encontrou os lados bons de usar a tal da abaya, acho que na Suiça é muito mais fácil de ver os lados positivios !!!
Beejos

Resposta
Ana Cristina Kolb Fevereiro 20, 2014 at 6:08 pm

Chris Adorei seu texto e so posso confirmar como outra habitante brasileira vivendo na Suica, eu tenho uma opniao muito definida sobre emigrar, principalmente porque a maior parte das pessoas que pensam em emigrar, são pessoas que estão insatisfeitas por algum motivo, e querem mudança. Entretanto eu acredito que voce deve mudar (de pais ou qualquer outra coisa na vida), devido a uma “inspiração”, interesse na cultura local, e não “refugio”. Se queremos mudanças porque não conseguimos lidar com as dificuldades da vida, mudar de pais não vai resolver o problema, as suas limitações, dificuldades vao com voce pra onde voce vai. Se levarmos somente os fatores externos como qualidade de vida: infrastutura do pais, criminalidade, transito, corrupção, sistema de saúde, escolas etc…., Claro que são fatores que contam, entretanto isto não fazer voce ser mais “feliz”. Por isto, emigrar é capacidade de adaptação, e importante lembrar que como tudo na vida, tudo são escolhas, e enquanto voce vai ganhar em infra-estrutura ira abrir mao de outros fatores positivos que voce tem quando mora em seu pais nativo. PREPARACAO, PLANEJAMENTO, informação e estrutura pra mudar são fatores importantes antes de tomar esta decisão e acima de tudo NUNCA EMIGRAR ilegalmente! Namasté

Resposta
Tati Sato Fevereiro 21, 2014 at 4:08 pm

Oi Chris! Achei muito válido expor tudo isso no texto e concordo. Passei por tudo isso quando fui morar na Irlanda…

Amei cada segundo, mas nem tudo são rosas… A verdade é que tem vezes que eu quero fugir da minha vida, mesmo ela sendo ótima. A moral da história é que encontramos dificuldades onde quer que estejamos: só precisamos estar conscientes que elas existem e não desamimar!

Way to go girl! (Não tenho a capacidade de escrever em alemão, so sorry! Haha)

Resposta
Emilia Hanashiro Fevereiro 23, 2014 at 11:17 pm

Cris adorei o texto, e acredito que igualmente em vários aspectos, todas nos que optamos em morar fora do Brasil partilhamos da mesma realidade e dificuldades, mas sempre superamos e no final o saldo é positivo não?. bjs.

Resposta
Raquel Fiedler Abril 6, 2014 at 9:19 pm

Olá Chris!!! me identifiquei com quase todos os seus 5 pontos. Para mim o mais terrível foram como vc bem cita : Os dias cinzas (sem sol) .. é verdade que o frio não é um grd problema, nem a neve, mas ficar sem ver a claridade, com nevoa, e mais nevoa… sensação tenebrosa, é o pior para mim !!! E também a língua (alemão) que ainda não domino bem.

Resposta
Suíça – Páscoa Abril 15, 2014 at 5:41 pm

[…] Leia mais sobre a Suiça! […]

Resposta
Henrique Martins Janeiro 19, 2015 at 4:02 am

Adorei a matéria.
sou publicitário e gostaria de ir morar na Suiça. será que você pode me enviar links de agências de propaganda para que eu possa enviar meu portfólio online e meu currículo.

Se quiser dar uma olhada no portfólio o link está abaixo:

http://adhenriquemartins.carbonmade.com

Felicidades, luz e paz pra você.

Resposta
Cybelle Março 20, 2015 at 7:11 pm

Chris, foi bem esclarecedor e objetivo seu texto, contudo gostaria muito de ler seus comentários sobre os pontos positivos. Sucesso!

Resposta
Roberta Abril 10, 2015 at 3:32 pm

Adorei seu texto! Teria a possibilidade de escrever as 10 razões pra ficar? Como é a busca por emprego por aí? Precisamos já ir com algo em vista? Quais são as profissões em alta por aí?

Resposta
José Abril 28, 2015 at 12:06 am

Olá Christiane,
Sempre acho interessante ver a opinião de outras pessoas e entendo sua posição. Só não concordo com o “É óbvio que, no final, o saldo é positivo” escrito assim, de forma absoluta; o saldo é positivo para você, e eu respeito. Mas cada um encontra a felicidade onde encontra.
Moro na Alemanha há alguns anos, com alguns intervalos com passagens de vários meses pelo Brasil, sempre que posso, e não vejo a hora de sair. É sempre um conflito para mim, pensando na violência no Brasil, entre outras coisas.
Mas acho importante enfatizar para quem pensa em emigrar que não há garantia de satisfação. Que, é claro, o frio por exemplo pode parecer um preço pequeno para pagar pela criminalidade baixa, mas nosso cérebro não é tão lógico e racional: você pode sentir uma tranquilidade que nunca sentiria no Brasil, mas se sentir desconfortável e infeliz o tempo todo.
E isso é vida?

Resposta
Lígia Maio 18, 2015 at 4:23 pm

Chris, gostei de suas explicações. Tenho 59 anos e estou pensando em morar na Suíça.

Resposta
Leonardo Santos Setembro 2, 2015 at 1:37 am

Chris Sou Leonardo, Gostaria sim de Morar fora do Brasil, Sou Executivo de Contas, representante de Operadora de Turismo, ja trabalhei em Agencias de Viagens, existe esse trabalho por aí? ja ouviu falar?

Resposta
Francielle Outubro 1, 2015 at 1:26 pm

Oi Chris, me chamo Francielle, já estive duas vezes na Suíça, uma a passeio quando era pequena e morei quando tinha 16 pra 17 uns 7 meses ai, minha mãe mora tem 15 anos, já tem passaporte suíço e tudo, mas eu não consegui o permi, fiz l’opti e tudo… Hoje estou com 21, sou casada e tenho dois filhos, tenho bisavô italiano, você acha que consigo voltar a morar na suíça ? Com a família… Obrigada

Resposta
Brenno Outubro 25, 2015 at 1:04 pm

Bem, já visitei a Suiça 3 vezes e tenho uma prima que mora lá a 7 anos, e o que tenho a dizer é que realmente é difícil se adaptar totalmente ao lugar.
Tudo é bonito, limpo, bem cuidado, ela mora em uma colina, vai de bicicleta ao trabalho, seguro, sem assaltos, brigas, o trânsito é pra lá de diferente (tem gente que do jeito que vem andando na calçada entra na rua, nem olha direito, e os carros param! Eu não consegui ter essa confiança, rs), mas… tem tooooodo um resto que faz falta.
É de cada um. Ela está lá, mas ainda sente falta de algumas coisas, e sempre vai sentir. Ultimamente anda balançando por uma decisão de voltar, daí vocês podem imaginar…. A irmã dela já disse que não conseguiria morar lá, e confesso, nem eu.
Para aqueles que pensam em morar lá, não fiquem só pesquisando na internet para tomar uma decisão. Façam as malas e visitem o lugar por um tempo, se afastem do olhar de um turista e tentem passar um tempo tentando viver um cotidiano por lá. Se der, passem duas temporadas, no inverno e verão. De repente fazendo um intercâmbio, um curso de línguas…
E boa sorte. Emigrar não é para todos.
E, a propósito, tenho uma amiga que mora a quase 5 anos na China (vocês não imaginam o TANTO que lá é diferente e de mais difícil adaptação que seria na Suiça) e adora! E lá é sujo, confuso, totalmente cheio de gente e o trânsito é caótico. A maioria detesta.
Então…. não tem fórmula, rs.

Resposta
Patricia Santos Agosto 23, 2016 at 5:11 pm

Olá Chistiane Lima, meu tio mora em Basel, gostaria de saber mais sobre salões de beleza na região. Existe algum mais acessivel para uma oportunidade de trabalho temporário? Achei legal suas dicas, vou acompanhar senpre. Beijos

Resposta
Cristiane Leme Agosto 26, 2016 at 7:50 pm

Patricia, a Christiane se mudou para Miami e parou de colaborar conosco. Temos outras colaboradoras na Suíça. Para entrar em contato com elas, deixe uma mensagem em um dos textos mais recentes publicados sobre o país. Procure pelos textos na Categoria: Suíça.
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação