Comida brasileira na Tailândia

0
643
Advertisement

Falar de comida brasileira na Tailândia soa até estranho, afinal a culinária tailandesa é mundialmente conhecida e conquista a todos que ousam experimentar. É claro que por ser bem diferente do que estamos acostumados, gera um pouco de receio no princípio, mas nada que não fique pra trás depois de degustar as maravilhas que encontramos por aqui.

Mas quem mora fora do Brasil sabe que mesmo aprendendo a gostar de outras culinárias e descobrindo novos sabores e ingredientes, aquela vontade de comer um feijão com tempero de mãe, doce de leite, um delicioso pastel, farofa, coxinha ou tomar um guaraná, persiste em existir com um certo saudosismo e saudade da nossa pátria.

Eu mesma confesso que sou muito feliz aqui na Tailândia e não tenho vontade de voltar para o Brasil, mas se tem uma coisa que me deixa balançada, é lembrar de maravilhas que só comemos na nossa terra e que temos dificuldades para encontrar morando fora.

Por incrível que pareça, o fato de estarmos longe de casa intensifica ainda mais o desejo por comida brasileira. Quando eu estava em casa não me importava muito em comer farofa, ou até mesmo uma paçoquinha. Mas quando a gente fica longe, o que não podemos ter tem um sabor muito especial. E acho que isso acontece com a maioria das pessoas.

Por conta disso, as reuniões de brasileiros são sempre momentos importantes para trocarmos informações sobre o que pode ser encontrado aqui e o que pode ser adaptado para um sabor brasileiro. E acreditem, faz muita diferença na vida de um expatriado.

Aqui na Ásia, apesar da globalização e da imensa quantidade de produtos oferecidos nos mercados, não é comum encontrar muitas coisas de fabricação brasileira, e pela grande diferença no nosso cardápio diário, em geral, a comida é completamente diferente. Se você pretende vir pra cá, anote aí as informações!

O nosso queridinho feijão, para felicidade geral, pode ser encontrado em supermercados de grande porte. Não é igual, não. Costuma ser vendido a granel ou encontrado na parte de importados. Mas já faz uma grande diferença, já que nos restaurantes você nunca irá encontrar nada parecido sendo servido. Estamos salvos, temos o feijão.

Outros ingredientes comuns na mesa do brasileiro podem ser encontrados em mercados, mas nem sempre em restaurantes. Então, quem deseja morar aqui tem que estar preparado para botar a mão na massa. Nunca encontraremos uma coxinha na padaria, mas compartilhamos várias receitas e conseguimos reproduzir muito bem. Mais um item garantido na lista.

Não menos importante, precisamos falar sobre o café. Pois é, o café brasileiro é um dos melhores do mundo e não conseguimos encontrar nada parecido por aqui, sendo comum conhecer brasileiros com alto índice de abstinência. Tem café, mas não chega aos pés do nosso. A dica é, traga na mala e peça para quem vier visitar trazer também. Mas não deixe de experimentar a especialidade tailandesa que é o café gelado; eles são viciados e é fácil encontrar em qualquer lugar. Não substitui, mas pode ajudar.

E o brigadeiro? Infelizmente, também não tem. É claro que encontramos facilmente várias marcas de leite condensado e chocolate em pó, mas as combinações nunca ficarão iguais ao nosso doce tradicional. O granulado não é tão fácil de achar, mas existe. Quem for persistente conseguirá reproduzir algo parecido, mas nunca igual.

E se tem uma característica que define bem os brasileiros é a criatividade! E ela entra em ação na hora da fome. Massa de pastel é um item que nunca foi encontrado nos mercados, sendo considerado um dos produtos mais valiosos por aqui. Já criamos uma tentativa de solução, adaptando a massa utilizada para fazer gyoza. Não são todas as marcas que funcionam e, na verdade, vira um “mini-pastel” mas, na necessidade, pode fazer maravilhas.

A farinha de rosca que utilizamos bastante para empanar também não é vendida nos mercados, mas é simples adaptar, basta triturar bem o pão até ele virar farinha, ou então comprar flocos de pão que são encontrados facilmente e terminar o processo no triturador. Outra maravilha brasileira que não está nas prateleiras tailandesas é o doce de leite. Em caso de necessidade extrema, basta colocar uma lata de leite condensado fechada na panela de pressão (procure a receita na internet), e eu prometo que o resultado vai te surpreender. Vale a pena tentar.

E existem certas coisas que jamais foram encontradas e que a única solução é realmente colocar na mala e guardar a sete chaves, utilizando em doses homeopáticas para não acabar. Entre eles estão a farinha de mandioca, a farofa, a paçoquinha, o guaraná, a canjica e diversos outros produtos típicos e regionais. Já outros itens como a mandioca, linguiça e açaí são raríssimos de encontrar, mas depois de um ano e meio morando aqui, já consegui mapear. Nada que a persistência e a troca de informação com outros expatriados não ajude a resolver.

Basicamente é isso. Não é fácil achar comida brasileira na Tailândia, mas com criatividade e disposição, conseguimos matar um pouco a saudade de casa com os nossos sabores. E você pode ser surpreendido a qualquer momento passeando pelo mercado ao encontrar algo como massa de pão-de-queijo ou caixa de chocolates brasileiros. Se você tiver essa sorte, aproveite!

Sa-wa-dee-Ka, até a próxima!

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.