BrasileirasPeloMundo.com
Nova Zelândia Sistema Educacional Pelo Mundo

Como é o Ensino Primário na Nova Zelândia

Ao mudar de país com nossos filhos, há uma série de fatores que influenciam a adaptação, uma delas é a adaptação às escolas e ao sistema de ensino local – um dos pontos que mais preocupa os pais.

Na Nova Zelândia há muitas diferenças em relação ao que estamos acostumados no Brasil, ainda que também haja algumas semelhanças. Por isso, compartilho o que aprendi e vivi com meus filhos, além de links que ajudam a entender mais sobre o sistema de ensino neozelandês e suas escolas.

Este post de outra colunista do BPM conta como foi a experiência dos filhos dela indo para a escola na Austrália sem falar nada de inglês e eu recomendo a leitura pois foi bem parecido com a experiência que tive por aqui na Nova Zelândia, assim vamos direto ao ponto central. E neste aqui a Natália dá dicas para escolher uma escola de inglês na Nova Zelândia.

Leia Também: Guia de A a Z das escolas na Nova Zelândia

Como É o Ensino Primário na Nova Zelândia

O Ensino Primário na Nova Zelândia é gratuito para cidadãos neozelandeses e filhos de quem possui visto de residente, de trabalho ou de estudantes para mestrado ou doutorado*.

A educação oficial e pública começa aos 5 anos, quando a criança entra no 1o ano do Ensino Primário, mas é obrigatória ao completar 6 anos.

A Partir de 11 anos, a maioria das crianças vai para a Escola Intermediária onde cursa o 7o e o 8o ano da escola (ainda fazem parte do ensino primário). Em algumas escolas, é oferecido o ensino do ano 1 ao ano 8 no mesmo local.

A partir do 9o ano (aos 13 anos de idade) a criança vai para o College que vai até o 13o ano. Este é o Ensino Secundário.

Em sua maioria, as escolas são públicas (pertencem ao estado) e gratuitas, mas também existem as particulares e pagas (além das escolas integradas).

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na Nova Zelândia

O link para o site do governo que explica, em inglês, o sistema ensino neozelandês e os tipos de escola está aqui.

*As condições podem variar e portanto é imprescindível consultar um advogado de imigração para entender com detalhes os processo de imigração e tipos de visto da Nova Zelândia.

Como matricular seu Filho

O processo de matrícula é simples: basta escolher a escola mais próxima da sua  residência e levar os passaportes (seu e da criança), uma cópia da carteirinha de vacinação e uma cópia do contrato de aluguel para comprovar a moradia (já que as vagas são priorizadas para quem mora dentro da área de abrangência da escola).

A escola é gratuita, mas geralmente eles pedem que sejam feitas doações para ajudar com as despesas da escola (que não são obrigatórias e no nosso caso custou em 2018 cerca de NZD 180.00 por criança) e há a cobrança dos materiais (cadernos) e dos cursos extras (também obrigatórios) como natação (waterwise) e softwares de apoio educacional (para leitura e matemática), mas não chegam a NZD 90.00 por criança.

A maioria das escolas exige uniforme e é possível comprar novo ou usado.

Como é a Escola Primária na Nova Zelândia

O horário, na maioria dos casos, é a partir das 9 horas da manhã (e as crianças podem chegar na escola a partir das 8:30 horas) e seguem até as 15 horas.

Há 2 intervalos, o primeiro de 30 minutos (tea time – é uma espécie de lanchinho da manhã) e o segundo de 1 hora de duração (o lunch time – a hora do almoço). As refeições não são inclusas e não há local para aquecer as comidas (com raras exceções). Portanto é preciso fazer alguns malabarismos para adaptar o “arroz e feijão” das crianças para o que é possível levar e comer por aqui (aqui algumas ideias).

As escolas até têm serviço de venda de alimentos (cantina), mas ela começa a funcionar algum tempo depois do início do ano letivo e exige que se compre os alimentos e bebidas (muitas vezes nada saudáveis e diferentes do que estamos acostumados no Brasil) um dia antes. Achei complicado e ainda não usamos.

Não há portões nem bedéis ou porteiros (sério). As escolas são amplas, com muita área verde e descoberta (sim, eles tomam chuva e molham os pés na grama algumas vezes).

Os parquinhos são presentes e possuem os mais diversos brinquedos, além de quadras de rugbi, futebol e basquete. Algumas escolas possuem piscinas, mas estas sempre estão em áreas fechadas por causa da segurança.

A partir dos 7 anos as crianças já podem ir e voltar sozinhas das escolas (mas não podem ficar sozinhas em casa antes dos 14 anos). Muitas vão a pé, de bicicletas ou patinetes (sempre com capacetes).

Parece assustador, mas com o tempo a gente se acostuma e percebe o quanto eles são sensacionais e o quanto isso desenvolve o senso de responsabilidade, autonomia e cidadania nas crianças.

Para saber mais, no meu blog eu conto mais sobre o sistema de ensino neozelandês e como é o dia a dia da Escola Primária com base na experiência que tive com meus filhos.

As aulas no Ensino Primário

Na escola primária não há matérias como no Brasil: nada de história, geografia, ciências, estudos sociais e por aí vai. O foco da educação é ensinar a ler e escrever (literacy) e fazer contas. Além de passar valores como por exemplo relacionamento interpessoal, responsabilidade, participação e contribuição.

Não há provas e geralmente não “repetem de ano”. As crianças são avaliadas no início do ano para mapear como elas estão em relação ao que a escola e a Nova Zelândia espera que eles tenham de atitudes, comportamentos e entendimento para aquela idade. Com base neste mapeamento, as professoras podem traçar a sua estratégia para dar foco e conduzir as crianças, ao longo do ano, para o patamar que devem chegar segundo os padrões nacionais (national standard).

Para alunos internacionais (ou cujo inglês não é a língua nativa), as escolas oferecem reforço com o ESOL (English as Second Language), onde professores especializados fazem um trabalho focado para ensinar o inglês e conduzi-las ao mesmo padrão das demais crianças.

Ao final do ano, o novo teste é aplicado para se medir a evolução da criança. (Em breve estes padrões nacionais serão modificados por definição do atual governo, mas como por enquanto as escolas estão mantendo este esquema de avaliação, resolvi manter para facilitar.)

Também não há livros didáticos, a grande maioria dos materiais são desenvolvidos pelos professores (como nas escolas sócio-construtivistas).

Os esportes são muito valorizados desde sempre, tanto na escola como em atividades extras (a grande maioria das crianças treina algum esporte e participa de campeonatos interclubes).

Na escola, eles terão contato com rugbi (no começo será o rippa rugbi e o touch), futebol, basquete, corrida, natação, críquete, basebol e netbol. Eventualmente podem ter cursos de vela, caiaque, tênis, surf, esqui, snowboard e fazer excursões de trekking.

Também têm aulas e projetos de dança (moderna ou hip hop) e kapa haka (dança típica maori), aprendem algumas palavras em maori, têm várias atividades artísticas e musicais.

Todos os meses as crianças apresentam umas às outras (e aos pais presentes) em um auditório um pouco do que aprenderam (general assembly) – veja a imagem que ilustra este texto. Nestas oportunidades, as crianças podem receber diplomas reconhecendo seus esforços e os resultados obtidos em relação aos valores da escola (responsabilidade, relacionamento interpessoal etc.).

Resultados até agora

Mesmo sendo muito diferente de tudo o que estamos acostumados, a Nova Zelândia está entre os melhores no ranking de países com a melhor educação do mundo, pensando nisso eu resolvi confiar e estou muito feliz com o que vi até agora.

Meus filhos estão felizes, adaptados, evoluindo, confiantes, cheios de autonomia e adoram a escola. Todos os anos me dizem: “esta é a melhor escola e o melhor professor que já tive”.

Leia Também: Como é a Escola Intermediária na Nova Zelândia

Related posts

Curso de inglês na Nova Zelândia: quatro semanas são suficientes?

Rosana Melo

Vida de estudante na Nova Zelândia

Natália Souza

Nova Zelândia é um país para se aventurar

Juliana Richter

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação