BrasileirasPeloMundo.com
Dinamarca Universidades pelo Mundo

Como estudar de graça sendo estrangeiro na Dinamarca

Como estudar de graça sendo estrangeiro na Dinamarca.

A Dinamarca é conhecida mundialmente por seu sistema de educação superior gratuito para os seus cidadãos. Mas o que muita gente não sabe é que é possível estudar no país gratuitamente sendo estrangeiro.

O ensino gratuito no país se estende a pessoas que possuem cidadania europeia, residência permanente, reunificação familiar com dinamarqueses e cidadãos europeus. Além disso, as universidades dispõem de bolsas de estudos para estudantes qualificados e programas específicos de mestrado e doutorado em várias áreas.

O mais interessante é que o estudante na Dinamarca, além de ter isenção no pagamento pelo ensino, também conta com uma ajuda mensal do governo equivalente a 6700 coroas dinamarquesas. O Statens Uddannelsesstøtte ou SU, popularmente conhecido pela abreviação entre os dinamarqueses e residentes, é uma ajuda concedida pelo governo ao estudante durante o seu período de graduação e mestrado, e esse valor pode ser maior quando se trata de um doutorado.

A maioria dos cursos ministrados em inglês são os cursos de pós-graduação. O processo de aplicação para ensino superior na Dinamarca é simples e menos concorrido que em outros países desenvolvidos como, por exemplo, Canadá e os Estados Unidos. A qualificação do estudante é realizada através do seu histórico de ensino médio ou diploma de ensino superior. Caso tenha interesse em aprender dinamarquês, existem as mais diversas opções de cursos superiores e técnicos.

Cada tipo de curso vai exigir um nível de dinamarquês, sendo necessário no mínimo a conclusão do módulo 5 do Dansk 3, que é o módulo mais avançado na escola regular do idioma. Já para cursos mais concorridos como medicina e odontologia é necessário cursar um módulo adicional de dinamarquês acadêmico. Caso o estudante não consiga obter a qualificação necessária no idioma por meio do curso regular, é possível estudar no supletivo dinamarquês a partir do nível intermediário do idioma até atingir o nível exigido pelas universidades.

Leia também: Planejamento para morar na Dinamarca

Para brasileiros que não possuem cidadania europeia ou residência no país, existe um convênio para bolsas de estudo pelo programa de incentivo cultural entre o Brasil e a Dinamarca. Esse programa disponibiliza bolsas de 5 a 12 meses para estudantes de mestrado e doutorado. A maioria das bolsas são para as áreas de design, arquitetura e meio ambiente. As áreas de tecnologia, engenharias e biomedicina ainda contam com a bolsa future cropping, que é uma bolsa destinada para estudos focados em inovação e desenvolvimento. Nessa opção, além de fazer gratuitamente o curso de pós-graduação, o aluno ainda conta com uma ajuda de custo mensal de aproximadamente 8000 coroas dinamarquesas por mês.

Quem está fora dessas áreas ainda tem chances de concorrer às Danish government scholarships for highly qualified non-EU/EEA students, que são bolsas do governo dinamarquês para estudantes com notas altas que tenham se inscrito em um curso de ensino superior no país. É importante salientar que concorrem às bolsas todos os estrangeiros de fora da união europeia, desde de que tenham enviado a documentação dentro do prazo. Portanto, vale a pena arriscar!

No sistema dinamarquês de ensino superior os cursos de bachelor têm duração de 3 anos e meio e são focados em teoria. Enquanto os cursos de mestrado têm duração de 2 anos e são direcionados para o mercado de trabalho. Há ainda a opção dos cursos tecnólogos, ou Professional Bachelor, que são programas mais práticos em que o estudante já adquire experiência na área em que vai atuar desde o início do curso por meio de estágios arranjados pela universidade ou projetos integrados com empresas locais. Os cursos de mestrado podem ser usados tanto para inserção no mercado de trabalho dinamarquês quanto para seguir estudos acadêmicos de doutorado.

Para concorrer a essas vagas é preciso ter em mãos os seus diplomas traduzidos e juramentados para o inglês, assim como a descrição de todo conteúdo acadêmico do curso de graduação. Além disso, é preciso ter um exame de proficiência na língua inglesa TOEFL ou IELTS. Caso já resida na Dinamarca não é necessário realizar esses exames, basta contatar um VUC (voksenuddannelsescenter), que se traduz “Centro de Educação para adultos”, próximo a sua residência para ter a validação do seu inglês.

Leia também: Como conseguir cidadania dinamarquesa

É importante estar atento aos prazos para o envio da documentação no site da universidade, pois ele difere de acordo com a sua condição como residente, cidadão europeu ou detentor de passaporte brasileiro.

A Dinamarca recebe um grande número de europeus todos os anos atraídos pela bolsa-auxílio ao estudante e qualidade de ensino. O salário de estudante permite que o aluno foque na sua formação sem ter a necessidade de trabalhar ou pelo menos trabalhar em período integral, já que o trabalho de pelo menos 10 horas semanais é exigido para que o benefício seja disponibilizado para europeus.

Segue abaixo os links das principais universidades da Dinamarca:

Universidade de Copenhague

Universidade de Aarhus

Universidade do Sul da Dinamarca

Universidade de Aalborg

Universidade Técnica da Dinamarca

Roskilde University

Site oficial sobre informações sobre estudos na Dinamarca e informações sobre bolsas e regras para cidadãos europeus:

Study in Denmark

Site para regras sobre salário de estudante:

Styrelsen for Institutioner og Uddannelsesstotte

Related posts

Regras para morar na Dinamarca

Cristiane Leme

Dicas para estudar na Itália

Farah Serra

Como funcionam os dormitórios de universidades no Reino Unido

Laura Bernardes

5 comentários

Yan Pettersen Outubro 16, 2018 at 1:46 am

Laila, tudo bom?

Tenho a seguinte dúvida. Meu avô era Norueguês e eu estudo na UFF estando na metade do curso de engenharia. Gostaria muito de imigrar para Noruega para terminar minha faculdade é ficar por aí. Porém por ser neto e as regras da Noruega para tirarmos a cidadania são é meio complicadas, existe alguma outra forma que facilite ou me ajude? Tenho parentes noruegueses como tios e primos. Obrigado

Resposta
Laila Hansen Outubro 16, 2018 at 6:16 am

Olá Yan,

Ola Yan tudo bem? Nao sei como funciona para cidadania Norueguesa. No caso da Dinamarquesa, ela é passada apenas de pai/mae para filho e no caso de apenas do pai ser dinamarques seguem regras especificas como ele ele ter sido casado com a mae estrangeira e a crianca tenha morado na Dinamarca por pelo menos um ano antes de completar maior idade.

Boa sorte

Resposta
Lenne Novembro 6, 2018 at 1:17 pm

Oi Laila
Obrigada por dedicar seu tempo no texto e nos passar estas preciosas informações.
Foram muito úteis. ☺️

Resposta
Ricardo Figueriedo Janeiro 19, 2019 at 2:00 am

Olá Laila. Sou formado em história, com mestrado em Portugal e doutorado sobre história da dinâmica global pela UFMG e Universo Laval. Sou casado com uma italiana e também fiz meu pedido da cidadania italiana por ser bisneto de italianos (espero que esteja tudo.pronto até julho). Infelizmente, não vejo perspectivas profissionais na Itália e sinto que o meio acadêmico na Europa é muito “limitado” para se ter uma carreira. Hoje estou como visiting scholar em um instituto na Alemanha. Desta maneira, pensei em completamentar minha formação na área de comércio exterior a considerar que falo, escrevo… também em espanhol, italiano, francês, inglês e tenho um alemão médio e por já ter estudado relações exteriores e ter uma base de macroeconomia. Contudo, hoje tenho 43 anos. Você acha que com minha idade consigo fazer uma pós-graduação na Dinamarca e encontrar espaço no mercado de trabalho? Desejo e energia não faltam, mas não sei se minha idade já seria um problema. Muito obrigado e desculpe pela extensão da mensagem

Resposta
Laila Hansen Janeiro 19, 2019 at 10:08 am

Olá Ricardo,

Não existe limitacao para conseguir emprego na Dinamarca sendo mais “velho” como no Brasil. No entanto, pode existir sim dificuldade de encontrar trabalho nessa área em que você planeja trabalhar. É um pouco complicado afirmar com relacao a oferta de trabalho na Dinamarca , pois empregos é algo que o país tem de sobra o problema é conseguir ingressar no mercado de trabalho aqui. Acredito que por já falar outros idiomas isso será uma vantagem para as inumeras empresas que fazem negócios com a America Latina, Sul da Europa e com a própria Alemanha que o maior parceiro de importacao e exportacao da Dinamarca. No entanto, é preciso lembrar que você terá muito que provavelmente tambem aprender o dinamarques em nível fluente para trabalhar na maioria das empresas de pequeno e medio porte do mercado dinamarques. Existem empresas grandes que usam ingles como lingua nativa e essas sao as meninas dos olhos da maioria dos estrangeiros ( Vestas, Mærsk, Carlsberg, Grundfoss, Arla Foods, Dansk Bank, Danfoss. Lego sao as que eu lembro) mas vai depender da sua experiencia e sorte para ingressar em uma delas. A minha dica é comece a pesquisar vagas no Linkedin que requerem ingles ( a maioria dessas vagas essas la mesmo) e no site jobindex.dk que é o maior sites de emprego da Dinamarca. Mas nao desista pela idade , muitas pessoas vem com essa faixa etaria para Dinamarca e acabam se recolocando. E o dinamarques acho que vai ser tranquilo para voce aprender ja que voce ja fala muitos idiomas 🙂

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação