BrasileirasPeloMundo.com
Alemanha Sistemas de Saúde Pelo Mundo

Como faço para ir ao médico na Alemanha?

Quem morando fora de seu país já não pensou: “Como faço para ir ao médico na Alemanha”? Pois bem, essa pergunta só me veio à cabeça quando precisei ir pela primeira vez. Nessa época meu nível de alemão era quase zero, sorte a minha ter o maridão para traduzir tudo. Mas e aí? Como é ir ao médico na Alemanha?

A ida ao médico por aqui pode diferir de região para região. Como moro na Baviera (Bavaria), pode ser que nem tudo seja igual onde você mora ou está indo morar, mas sei que muitas destas informações são gerais e se aplicam a todo o país.

O detalhe mais importante é ter seguro saúde; seja ele privado, público ou internacional (se estiver de passagem por aqui), caso contrário, tudo terá de sair do seu bolso. Por conta disso, seguro saúde para quem reside na Alemanha é obrigatório para todos.

Quando ficamos doentes no Brasil vamos direto à emergência. Aqui isso só acontece em último caso. Primeiro você vai ao seu médico da família, ou seja, um clínico geral. Caso um médico de outra especialidade seja necessário, é ele quem vai fazer o encaminhamento.

É interessante que em qualquer outro médico que você vá, tudo será comunicado ao seu médico da família. Por isso, ao ir pela primeira vez à um consultório, sempre pedem para que você preencha uma ficha e informe o nome do profissional. Até mesmo o ginecologista pede essa informação. E sempre que for ao hospital por uma emergência, também irão pedir as informações dele. Dessa forma, todo o procedimento que foi realizado em seu atendimento será repassado a ele.

Médico
Fonte: Pixabay

Meu conselho para todos é que procurem um médico da família antes mesmo de precisar. Vá lá fazer sua ficha e se informar sobre os horários de atendimento (a maioria deles reserva horários específicos para emergências). Assim, quando precisar, você já saberá para onde ir.

Mas como achar o médico da família? O ideal é tentar primeiro por recomendação e, caso não haja, aqui é bem comum que se procure pela Internet.

Há ótimos sites para buscar um médico, como o Weisse Liste e o Jameda, ambos servem a todo o país e são disponibilizados somente em alemão. O legal destes sites é que dá para procurar médicos próximos da sua casa e também é possível ler as avaliações de outros pacientes. Muitos já permitem que você marque uma consulta online mesmo, sem precisar telefonar.

Quando o caso for uma emergência e seu médico não puder atender porque é domingo, feriado ou não tem vaga mesmo, aí sim você vai ao hospital. Mas por favor, evite ir se for uma simples dor de cabeça ou um resfriado. Neste caso, procure uma farmácia para achar uma solução momentânea e ajudar a aguentar até poder ir ao seu médico.

E o que fazer quando a língua alemã é o empecilho? Se você não tiver ninguém que possa te ajudar a traduzir, há duas opções:

  1. Tente encontrar um médico que fale inglês. Não é tão impossível de se encontrar em cidades grandes, mas em pequenas pode ser bem difícil;
  2. Peça ajuda ao dicionário. Anote em um papel o que você quer dizer, os sintomas do que está sentindo e memorize frases do tipo:
  • Meu alemão não é tão bom, mas posso tentar – Mein Deutsch ist nicht so gut, aber ich kann versuchen
  • Você pode falar mais devagar? – Können Sie bitte langsamer sprechen?
  • Você pode escrever para mim? – Können Sie bitte für mich es schreiben?

É o se vira nos 30 mesmo! Foi assim que aprendi, não foi fácil mas deu certo. Quantas vezes não fui ao médico e ele me passou uma informação que não entendi e fiquei sem entender até hoje? Acontece. Mas tenha paciência que com o tempo o vocabulário vem.

Para dentistas funciona da mesma forma, a diferença é que este serviço nem sempre está incluso no seu seguro ou somente uma parte dele está. Nesse caso, recomendo buscar um seguro extra que cubra essa parte. Vale muito a pena, pois dentista é caro no mundo todo.

Depois de encontrar seu médico e ir à consulta, você perceberá que no consultório mesmo já dá para tomar vacina, fazer exame de sangue, curativos, check-up, ultrassom (é assim na grande maioria dos lugares e, até o momento, foi assim em todos os médicos que fui). Acho isso uma grande praticidade, nem é preciso ir à laboratórios, esperar o resultado e retornar ao médico.

No geral, nunca tive problemas com médicos ou com hospitais aqui na Alemanha. Já fui à emergência algumas vezes e sempre fui logo atendida. Com relação aos médicos, alguns encontrei por recomendação, outros na internet e sou bem satisfeita com eles.

Algumas dicas:

  • Quando souber que precisa de uma consulta, ligue imediatamente para o consultório do seu médico para marcar, pois muitos são lotados e você às vezes precisará esperar semanas para conseguir uma vaga.
  • Às mulheres que usam anticoncepcional: saibam que aqui na Alemanha é necessário ter uma receita do seu médico para poder comprá-la. Por isso, procure um ginecologista o quanto antes.
  • Para a primeira consulta com um médico, leve sempre sua carteira de vacinação. Se ainda for em português não tem problema, eles normalmente transcrevem tudo para uma internacional em pouco tempo.
  • Antes de marcar uma consulta com um médico, verifique se ele aceita o seu seguro (privado ou público) para não perder a viagem.

Related posts

Vizinhos alemães: do paraíso ao inferno

Marcela Vieira

Dez motivos para morar na Alemanha

Allane Milliane

Criando os filhos de forma mais livre na Alemanha

Lulu Saille

1 comentário

Tiago Maio 25, 2019 at 4:51 pm

Tem um site pra encontrar profissionais (médicos, tradutores, etc…) que falam Português e Inglês em Berlim https://www.speakingnear.com/pt/doctor-portuguese-speaking-in-berlin

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação