BrasileirasPeloMundo.com
Austrália

Como foi mudar de cidade na Austrália

Como foi mudar de cidade na Austrália.

Há quase 2 anos, mudei-me do Brasil para a Austrália. Depois de muito pesquisar e perguntar, acabei escolhendo Sidney como meu destino, nessa nova vida do outro lado do mundo. O que eu não sabia é que também acabaria mudando de cidade dentro do país e é essa experiência que vou compartilhar um pouquinho com vocês.

No começo desse ano conheci meu namorado, também brasileiro, que havia chegado há poucos meses em Sidney. Depois de algum tempo namorando, surgiu a ideia de morarmos juntos, já que facilitaria muito nosso dia a dia e ainda ficaria mais barato para nós dois. Então veio a pergunta: já que vamos mudar, por que não deixar Sidney e ir para Melbourne?

Por incrível que pareça, essa sugestão partiu dele, mesmo sem ter visitado a cidade antes. Eu visitei Melbourne no meu primeiro ano na Austrália e me apaixonei logo de cara, fiquei maravilhada com os parques, os restaurantes e esse ar cultural espalhado por todos os cantos. Lembro de ter pensado “quero morar aqui” e essa ideia até passou pela minha cabeça quando voltei de férias do Brasil para o meu segundo ano de visto, mas, logo desisti, por falta de coragem de começar do zero sozinha de novo. Pois é, considerando tudo isso, minha resposta para a pergunta dele foi: vamos!

Próximo passo era mudar, né? Só que antes disso, faltava pensar sobre onde morar, como ir, o que fazer lá etc. Para começar, avisamos no emprego sobre nossa data de saída e em seguida começamos a pesquisar sobre nossa nova casa e transporte para mudar de cidade. Começando pela casa, decidimos alugar um quarto para o primeiro mês, assim teríamos mais tempo de conhecer a cidade e procurar por um lugar só nosso depois. Escolhemos um bairro não muito distante do centro, próximo de muitos mercados e de fácil acesso pelo transporte público. Escolhemos alugar o quarto por um site de acomodação online, por ser mais confiável, já que não poderíamos fazer uma inspeção para conhecer a casa antes da mudança. Procuramos com um mês de antecedência e achamos um lugar com um bom custo benefício, onde gastaríamos menos e ainda teríamos bastante conforto.

O segundo detalhe era: como ir? Pesquisamos todas as opções, entre carro, avião e trem. Carro era uma opção confortável, mas cansativa, devido aos 900 quilômetros de distância e cara, já que precisaríamos alugar um carro. Tendo o seu próprio carro, sem dúvidas é a opção mais válida e recomendada. Avião era a saída mais barata e rápida, o problema eram as malas. Adicionando duas malas de 23 quilos mais uma mala de mão com 7 quilos cada um, não ficaria mais tão barato nem tão fácil. O limite de bagagem despachada por pessoa, mesmo pagando as taxas extras, era 40 quilos. Por fim resolvemos checar o preço do trem, considerando que não teríamos problema com excesso de bagagem e que a viagem duraria uma noite, nos pareceu a melhor alternativa. A passagem foi um pouco mais cara do que seria a de avião, não pagamos pelas bagagens e a duração foi de mais ou menos 11 horas.

O mais importante: o que fazer lá? Nesse caso, não estávamos preocupados com os passeios e os lugares para conhecer, mas com o que trabalharíamos em Melbourne. Aproveitando a mudança de cidade, resolvemos mudar também nossa área de busca. Fomos a uma consultora para arrumar nossos currículos, deixando no formato mais usado por aqui e explicando melhor nossas experiências. Com currículo e carta de apresentação renovados, começamos a procurar emprego nas nossas próprias áreas, aquelas nas quais trabalhávamos antes no Brasil. Como a maior parte da busca de empregos pode ser feita online, não tem problema se você começar a procurar algumas semanas antes de chegar na cidade. Chegando, é claro que fica mais fácil agendar uma entrevista, visitar a empresa ou até mesmo ir a uma agência de empregos.

Leia também: Dicas para viajar de carro pela Austrália 

Bom, o que interessa mesmo, depois de todos esses preparativos, é que nos mudamos! Fizemos as malas, deixamos em Sidney nossos empregos, nossas casas e nossos amigos, mesmo que essa última parte não tenha sido tão fácil de deixar assim. Algumas horas de trem depois, chegamos em Melbourne e após alguns minutos de táxi, ao nosso novo lar provisório. Nossas primeiras semanas foram de muitos passeios pela cidade e de muita busca de empregos, nos acostumando com nosso novo bairro, com nossos novos hábitos e com essa nova vida juntos. Todo mundo pergunta se preferimos Melbourne a Sidney e quais as diferenças principais entre as duas cidades, mas esse assunto eu vou deixar para um próximo texto.

Se você está em dúvida sobre mudar de cidade, de emprego ou de casa em um novo país, vou deixar a frase de uma amiga minha que me fez pensar bastante: se você já deixou sua vida no Brasil para vir para a Austrália, qualquer mudança depois disso vai parecer muito menos assustadora, certo?

Related posts

Direitos trabalhistas no Brasil e na Austrália

Aline Arruda

A Vida em Sydney

Ana Carolina Burlamaqui

Cinco curiosidades sobre o Natal na Austrália

Mariana Camargo

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação