BrasileirasPeloMundo.com
Austrália Vistos & Cidadanias Pelo Mundo

Como ir para a Austrália com o visto Work and Holiday

Como ir para a Austrália com o visto Work and Holiday.

Depois que decidi vir para a Austrália, fui pesquisar quais eram as minhas opções de visto por aqui. Acabei descobrindo que por ter a cidadania portuguesa eu poderia me candidatar para o visto Work and Holiday – subclasse 462. Vou contar para vocês qual foi o meu passo a passo no processo para obter esse visto, já que o requerimento é relativamente simples e você não precisa fazer através de uma agência.

O visto 462 é voltado para pessoas jovens que querem trabalhar e passar férias na Austrália por 1 ano. Para ter direito a ele você precisa ter entre 18 e 31 anos incompletos, não ter uma criança dependente com você, durante sua estadia na Austrália e ter o passaporte de um dos seguintes países: Argentina, Áustria, Bangladesh, Chile, China, República Tcheca, Hungria, Indonésia, Israel, Luxemburgo, Malásia, Peru, Polônia, Portugal, San Marino, Singapura, República Eslovaca, Eslovênia, Espanha, Tailândia, Turquia, EUA, Uruguai ou Vietnã.

Este visto te dá direito ao seguinte: permanecer na Austrália por 12 meses; trabalhar na Austrália desde que por até 6 meses com cada empregador; estudar por até 4 meses; sair e entrar na Austrália a qualquer momento, enquanto o visto for válido; requerer a prorrogação do visto por mais um ano, se você trabalhar por 3 meses no norte da Austrália em turismo e hospitalidade ou em agricultura, silvicultura e pesca. O primeiro ano do visto deve ser requerido apenas fora da Austrália, já o segundo ano do visto pode ser solicitado tanto dentro quanto fora da Austrália.

Leia também: onde morar em Sydney

Há um número limite de vistos por país e ele começa a ser contado todo dia 1º de julho. O de Portugal, por exemplo, é de 200 vistos por ano. O custo para requisitar esse tipo de visto é de 440 dólares australianos, ele pode ser pago com um cartão de crédito internacional.

Os requisitos para obter este visto com o passaporte português são as seguintes:

Primeiro ano
  • Comprovar ter dinheiro suficiente para se sustentar durante o tempo do visto – pelo menos 5.000 dólares australianos.
  • Comprovar ter dinheiro suficiente para comprar uma passagem de volta ao final do visto.
  • Não ter entrado na Austrália previamente com o visto 417.
  • Cumprir as exigências de saúde: consulta com um clínico geral e raio X do tórax, ambos realizados em clínicas recomendadas pela imigração.
  • Cumprir os requisitos educacionais: ter qualificações de terceiro grau ou ter concluído, com sucesso, pelo menos 2 anos de estudo universitário de graduação.
  • Ter uma carta de apoio do seu Governo obtida contatando o Portal das Comunidades Portuguesas, via e-mail.
  • Ter um inglês funcional, com as seguintes pontuações nos respectivos exames:
    • nota mínima de 4.5 no certificado IELTS, ou ter o certificado OET;
    • nota mínima de 32 no certificado TOEFL iBT;
    • nota mínima de 30 no certificado PTE Academic;
    • nota mínima de 147 no certificado CAE; ou
    • ter cursado todos os anos do ensino primário e, pelo menos, três anos de ensino secundário em uma instituição onde todas as matérias foram em inglês; ou cinco anos de ensino secundário (ensino médio) em uma instituição educacional em que todas as matérias eram em inglês; ou ainda uma qualificação pós-secundária com, ao menos, dois anos de estudo em que todas as matérias eram em inglês; ou, pelo menos, um ano de estudo em tempo integral ou equivalente a um diploma em uma instituição australiana onde todas as matérias foram em inglês.
Segundo ano
  • Ter cumprido todas as condições no seu primeiro ano de visto.
  • Não ter recebido mais do que uma aprovação para o visto Work and Holiday.
  • Ter completado 3 meses de trabalho específico no norte da Austrália, durante o primeiro ano de visto – As indústrias aprovadas incluem: cultivo de plantas e animais, pesca e coleta de pérolas, agricultura e corte de árvores, turismo e hospitalidade.
  • Não ter completado 31 anos de idade

Como ir para a Austrália com o visto Work and Holiday

Falando sobre os documentos necessários para o primeiro ano do visto, o mais demorado é, com certeza, o teste de inglês, se você ainda não tiver nenhum certificado, como era o meu caso. A primeira coisa que eu fiz foi agendar duas semanas de aula em um curso preparatório, em uma escola de inglês, no Brasil, só para me ambientar melhor com o teste. Depois de terminado esse curso, agendei a data da prova e o meu certificado chegou aproximadamente 2 semanas depois.

Leia também: custo de vida na Austrália

Quando reunir todos os documentos e comprovantes solicitados, eles devem ser traduzidos para o inglês por um tradutor certificado NAATI, para terem validade perante a imigração australiana. O requerimento do visto deve ser enviado por correio para o escritório na Alemanha, em Berlim. Para ficar mais segura, enviei a correspondência com rastreamento e aviso de recebimento.

Assim que todos os documentos foram avaliados pela imigração, aproximadamente 2 semanas depois da chegada deles no escritório, foram solicitados os exames de saúde. Agendei os exames conforme o pedido médico e após a realização deles, recebi a aprovação do visto em mais ou menos 2 semanas. Aí foi só alegria, né?

Se tiverem dúvidas sobre a lista de documentos ou quiserem saber as exigências para esse visto com mais detalhes, sugiro que visitem o site da imigração abaixo. Consegui fazer todo o processo seguindo as orientações por lá.

Australia Home Affairs

Related posts

Como renovar o Green Card depois de 2 anos de casamento

Lorrane Sengheiser

Cidadania e nacionalidade polonesa

Gizelli Gliwic

Tipos de visto para morar na Croácia

Nathália Nascimento

1 comentário

Paola de Pinho Palhais Dezembro 10, 2018 at 1:42 pm

Olá Juliana, como conseguiu a carta de Portugal para o processo ? Você solicitou por email mesmo ?

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação