BrasileirasPeloMundo.com
Alemanha Veganismo & Vegetarianismo Pelo Mundo

Como virei vegetariana no país da salsicha

Como virei vegetariana na Alemanha.

Primeiramente, quero começar esse texto dizendo que não estou aqui para tentar conscientizar ninguém, fazer ninguém parar de comer carne, nem dizer que ser vegetariana é melhor, nem nada disso, belê mulherada linda? Até porque eu não nasci vegetariana. (rs) O que vou fazer é contar meu relato, minha experiência pessoal de como virei e me mantenho vegetariana no país da salsicha, do joelho de porco e de tudo de porco que possa existir.

Pois bem, vamos do início. Há quase 2 anos eu vim para a Alemanha comendo carne e, quando cheguei em terras germânicas, posso dizer que provei QUASE todas as salsichas que vi pela frente. Era Currywurst pra lá (salsicha + batata frita, um clássico das ruas na Alemanha), era Bratwurst pra cá (salsicha + pão, outro clássico). Sérião mesmo, tinha salsicha saindo pela minha orelha. (rs) E digo para vocês: não me arrependo nem um pouco. Provei, gostei, mas chegou um momento que decidi abandonar e largar as carninhas, e só comer os derivados.

Meu marido já é vegetariano há uns bons anos, acho que uns 4 para ser exata, e sempre nos respeitamos nesse ponto. Eu comia minha carne, seja lá de quê, peixe, frango etc. Ele comia as verduras dele, soja e por aí vai. Nunca brigamos ou batemos de frente pelas nossas escolhas. Acho que está aí um dica que todos deveriam seguir. Respeitar as diferenças, sejam elas quais forem, dentro do casamento ou em qualquer lugar.

Leia também: O paraíso vegano/vegetariano nos EUA

Um dia ainda morando em Hamburgo, quando já vinha diminuindo a carne consideravelmente (não comia mais carne vermelha e nem frango, tinha mantido só o peixe, mas seguia comendo), assisti a um filme que me fez parar. Foi um soco na boca do estômago. Eu estava com um pezinho lá já, só precisava de um empurrão, e esse filme fez isso.

Pois bem, virei vegetariana, e com isso me vi pensando: o que vou comer nesse país? (rs) Mentirinha, eu já cozinhava comida vegetariana. Mas, às vezes, tinha o escape de colocar para mim uma carninha ou um peixinho quando queria. Tirei tudo, e agora vou contar para vocês quais são as minhas dicas para comer aqui sem usar nenhuminha carne.

Primeiro, para conhecimento, aqui tem muitas opções vegetarianas em tudo quanto é canto. Não se preocupem. Em todos os restaurantes quase, existe a opção vegetariana e, às vezes, até vegana (sem nenhum ingrediente de origem animal). Na maioria das vezes, o preço é super em conta. Aqui em Berlim, onde estou morando agora, é um paraíso para vegetarianos e veganos. NOSSA, não tenho do reclamar. Tem supermercados só de produtos veganos. A marca Veganz é uma bem famosa e conhecida e entrega em várias cidades daqui. Mas também tem loja física e é MARA, de TUDO que vocês podem imaginar, tudinho, só que nada leva animais, uma beleza.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na Alemanha

Uma outra coisa é que aqui tem MUITO cogumelo BOM e BARATO. O cogumelo, para quem gosta e não come carne, é um ingrediente muito versátil. Ele quase substitui a carne. Dá pra fazer strogonoff (AMO!), risoto, massa, salada. Meu Deus, cogumelo é vida. Dá pra usar em tudo, e o preço é mega camarada. Compro cogumelo simples, o champignon fresco por 1 euro/500g, uma lindeza sem fim.

Outra coisa que uso muito aqui é a soja. Já usava no Brasil, mas lá sentia que, às vezes, tinha um gosto muito forte. Nunca conseguia tirar aquele ranço dela. Aqui a soja é muito boa, e tem de vários tipos, escalopes, moída pequena, pedaços. O preço também é da hora. Os vegetarianos agradecem.

Uma coisa que pensava no Brasil antes de me mudar, era que aqui não tinha muita variedade de vegetais e frutas (ignorante eu!). Mas eu estava enganada. Tem tudo que temos lá, e, às vezes, algumas coisas a mais. Tem muita opção de vegetais. Não dá para dizer que não tem o que cozinhar, o negócio é usar a criatividade.

E sabe o Currywurst, que eu falei que comia muito? Pois bem, tem vegetariano SIM! (rs) Quando dá vontade, eu como pra me sentir nas Germany. Outra coisa, o Falafel. Vocês devem conhecer, já ouviram falar? É um bolinho frito feito de grão de bico. Eu já gostava no Brasil, já tinha feito algumas vezes. Mas para ser sincera, nunca havia comido tantos maravilhosos como aqui na Alemanha. GENTE, é demais. Normalmente em restaurantes turcos, de Kebabs, se vende, afinal é uma comida típica árabe. Aqui ele pode vir no pão, no wrap ou no prato. Qualquer versão é incrível. É uma carne para os vegetarianos e o preço ó, nem se fala. Aqui em Berlim varia de 3 a 6 euros, dependendo do que pedir.

E as batatas, ahhh as batatas… Sabem que além de ser o país da salsicha, a Alemanha é o país das batatas, né? É barata, gostosa e outra coisa mega versátil. Eu uso de mil e uma maneiras. Faço purê, batata no forno, batata frita, lasanha de batata, batata souté, salada de batatas e o que vier na cabeça. (rs) Sabe quanto custa em média um saco de 2 kg de batatas? 89 centavos. É muito amor.

Então mulherada, é fácil ser vegetariana nesse país, diferente do que eu imaginava. E não é caro como muitos pensam. Pelo contrário, acredito que acabo economizando por não comprar carne. (rs)

Espero que tenham gostado de saber como vive e sobrevive uma vegetariana por aqui. Se alguém tiver alguma dúvida de comidas, uma receita vegetariana para me passar, ou apenas para dizer que gostou do texto, não se acanhe, comente aí que eu adoro. Até a próxima aventura escrita, ou culinária!

Related posts

Como levar meu cachorro para a Alemanha

Marcela Vieira

Bicicletas em Munster

Sarah Oliveira

Primeira mesquita liberal da Alemanha

Nathalia Vitola

3 comentários

Lucas Silva de Carvalho Março 22, 2018 at 2:33 pm

(rs)

Resposta
Claudia Março 23, 2018 at 1:23 am

Fiquei curiosa pra saber qual filme fez vc virar vegetariana! Eu assisti há um tempo o Fotos over knifes, na época fiquei considerando a idéia, mas encontrei muitas falhas e erros de interpretação nas referências que eles dão. Mas volta e meia faço umas receitas deles (eles tem.muitas receitas no site e um app super legal) pq gosto e me sinto bem. Aliás, essa semana estou experimentando não comer carne e confesso que estou me sentindo ótima!

Resposta
Marcela Vieira Janeiro 8, 2019 at 10:37 am

Oii Cláudia! Que legal que tá buscando isso, é um processo mesmo! E a gente tem que respeitar sempre nosso corpo e não impor nada! Então o filme que assisti foi “Okja” tem na Netflix. É um filme bem forte, mas lúdico, não é um documentário ou coisa do tipo. Pra mim foi muito pesado ver, mas vai de cada um! Boa sorte nessa jornada! Obrigada por ler e comentar! Um beijão Mah

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação