BrasileirasPeloMundo.com
Dubai

Conhecendo a comunidade brasileira em Dubai

Um dos maiores desafios para os recém chegados é fazer amizades. E, se a pessoa não fala a língua do país a situação se complica. Nada melhor do que puxar assunto do que a “saudade de casa”, conhecer brasileiros, falar português, trocar dicas com os mais experientes, ajuda bastante no processo de adaptação ao novo país.

Estima-se que a comunidade brasileira nos Emirados Árabes seja de 10.100 pessoas, eu percebi que o número de brazucas era grande quando encontrei guaraná antártica em tudo quanto era mercado, açaí e churrasco também não é raridade.

Mesmo estando em muitos ás vezes é complicado uma aproximação. Quando cheguei em Dubai, fui apresentada – virtualmente- a Maria Isabel Falcão, a paulista com coração carioca,  já mora em Dubai há 5 anos e, mesmo sendo mãe de dois filhos – um de 19 e outra de 8 anos – arruma tempo para administrar dois grupos de Whatsapp super ativos, onde os recém chegados tiram suas dúvidas (mais de 500 pessoas e outras tantas na lista de espera) e com ajuda de duas outras brasileiras, Sonia Bongiolo e Kelita Teti, organiza o Café Brasileiro em Dubai.

Tive a oportunidade de conhecer a Bel em uma das edições do Café brasileiro em que tive a oportunidade de trabalhar como fotógrafa voluntária e, ouvindo um pouquinho da história do evento, perguntei se ela toparia uma entrevista e o resultado é o que segue.

1- O que é o Café Brasileiro?

É um encontro de brasileiros mensal sem fins lucrativos  que acontece em diferentes restaurantes em Dubai. A princípio era somente para mulher, hoje organizamos encontros também para família. Eu (Idealizadora do Café Brasileiro)  e mais duas amigas organizamos  esses encontros. Contamos ainda com a ajuda de outras voluntárias.

2- Como surgiu a ideia do Café Brasileiro?

A ideia surgiu meio inconsciente há 10 anos atrás, quando saí do Brasil. Fiz alguns encontros de brasileiras, nos países em que morei, mas não consegui levar adiante por conta do curto tempo que passei nesses países. Chegando em Dubai (5 anos atrás), passei por momentos complicados, porque além de ter que me adaptar num novo local ( começando tudo novamente) ainda tinha a minha mãe muito doente no Brasil. Então foi uma fase bem complicada. Cada um reage de forma, eu escolhi tentar me distrair dos problemas, porque não  conseguia resolve-los. Decidi então marcar um café com algumas brasileiras na minha casa. A partir daí resolvi agendar um encontro mensal. Algumas pessoas entram em depressão, começam a ter problemas conjugais ou com os filhos, porque se veem totalmente perdidas longe da “sua casa”. Em janeiro de 2013, tivemos o primeiro Café Brasileiro “oficial”. Era muito difícil convencer as pessoas a irem, mas eu persisti na ideia  mostrando a importância deste encontro. Hoje nosso Café Brasileiro é conhecido, respeitado em todo Emirado.

3-  Qual o objetivo dessa reunião?

Morar fora do nosso país de origem, é muito complicado. Uma mulher com filhos demora cerca de 6 meses para botar a “casa em ordem”. Isto inclui, casa, escola, vida social etc. Passando este prazo muitas se perguntam: E agora o que eu vou fazer? Algumas não aceitam o fato de estar longe da família, sente dificuldade para fazer amizades, tendo como resultado a difícil adaptação no novo endereço. O Café Brasileiro serve pra preencher esta lacuna. O objetivo principal é o de ajudar essas pessoas na socialização, troca de experiências, relações pública, etc. Temos várias histórias de amizade feitas no Café Brasileiro que foram além da sua permanência em Dubai. Sou testemunha disso! Tenho algumas amigas que fiz nestes encontros, são pessoas que fazem parte da nossa família. Costumo falar que, são com essas pessoas que vamos comemorar aniversário, Natal e outras datas especiais. Começamos com 5 pessoas em média indo ao Café, hoje, recebemos mais  60 pessoas num mesmo encontro. E o melhor é que, este público que frequenta o Café, muitas vão pela primeira vez e voltam sempre, outras que moram já há bastante tempo, demoram um pouco mais para ir, mas quando vão, me dizem, poxa porque não vim antes???? É muito gratificante ouvir isso.

4- Quem é o público que mais atende aos cafés?

De uma maneira geral temos muitas solteiras, de outras nacionalidades, falantes de Língua Portuguesa (portuguesas, angolanas etc) e algumas outras mulheres que são amantes da nossa Língua. O público maior são as mulheres brasileiras que não trabalham e tem  filhos, por conta do horário que fazemos o encontro. Elas deixam as crianças na escola e vão direto para o evento.  Organizamos encontros esporádicos também pra família. Neste caso inclui, também os homens, crianças e adolescentes.

5- Se um dia você vier a se mudar de Dubai pretende deixar o Café Brasileiro como um legado? Ele continuaria existindo? 

Sim. Já tivemos uma proposta de mudança que não se concretizou. Na época convidei uma amiga para dar continuidade ao Café Brasileiro caso eu me mudasse de fato. Como vida de expatriado e uma incógnita, e eu já morei em quatro países diferentes, sei  que a qualquer momento posso deixar de viver em Dubai. Por conta do crescimento do Café Brasileiro, hoje contamos com 3 pessoas na organização (eu e mais duas), e elas estão  aptas a dar prosseguimento, caso eu me mude.
Como prova do sucesso do Café Brasileiro seguem alguns depoimentos de pessoas que tiveram suas vidas impactadas pelo projeto.
“Cheguei a Dubai em 2013, com dois filhos adolescentes. Uma amiga, logo que cheguei me levou para um encontro do Café Brasileiro, onde fui acolhida pela Maria Isabel Falcão e outras brasileiras simpáticas.  Esse contato inicial com a comunidade é importante para a troca de ideias, dicas e experiências, para fazer amigos, conhecer Dubai e a região onde vivemos e até para fechar parcerias e negócios. Enquanto foi possível, fizemos bazares para ajudar orfanatos no Brasil e pessoas necessitadas em diferentes partes do mundo. Muitas famílias foram embora, tantas outras chegaram e, ao longo de mais de quatro anos, o Café Brasileiro continua e cumprir seu papel de acolhimento de integração e de manutenção da nossa cultura. Valeria Freundt, Ph.D, pesquisadora e consultora de estratégia”
“Meu nome é Caroline Keller, tenho 40 anos e duas filhas. Gabriela de 4 anos e Olivia de 1 ano e 7 meses. Passado o entusiasmo da primeira semana, começaram as perguntas internas. Larguei minha carreira bem sucedida de repórter de TV ( jornalista no Programa Hoje em Dia, da Rede Record), pra seguir os passos do meu marido e me dedicar, nesse primeiro momento, 24 horas pra família. Foi no primeiro Café das Brasileiras, 2 anos atrás, que ouvi a frase ‘’calma, você vai se acostumar e vai gostar muito de Dubai’’. E não é que é verdade?! Mas, o que marcou mesmo, foi o acolhimento num momento tão especial da minha vida. Naquele primeiro Café das Brasileiras, estava grávida de 7 meses. Foi ouvindo histórias, dicas e indicações de médicos que tomei uma decisão importante. Eu não estava feliz com a escolha do médico, estava insegura, nervosa por ter filho aqui, pensei até em voltar pro Brasil e desabafei com algumas brasileiras. Foi então, que conheci uma professora de Yoga, que me indicou uma médica maravilhosa. Criei coragem e mudei o destino do parto da minha filha. Troquei de obstetra com 34 semanas e tive o meu tão sonhado parto natural, depois de uma cesárea. O Café das Brasileiras dura apenas uma manhã, que pode ser uma simples reunião de amigas que gostam de jogar conversa fora. Mas, justamente nesses bate papos que a gente aprende muita coisa útil, encontra pessoas incríveis que, também, passaram pelas mesmas experiências e volta pra casa com uma sensação de alívio, em saber que nós não estamos sozinhas.”
—-
Eu amo histórias como a da Bel e a de outros brasileiros que se doam em prol da comunidade. O exercício da empatia é a parte mais bonita da vida de expatriado, hoje você ajuda alguém e algum dia você será ajudado. São as dicas, o feijão que vem na mala, a ligação pra saber que se está tudo bem, são os pequenos gestos que fazem nossa vida fora ser mais leve.

Related posts

Escolas internacionais em Dubai

Juliana Bordião

Fim de ano em Dubai

Juliana Perim

O drama da carteira de motorista em Dubai

Thais Cunha

33 comentários

Valeria Freundt Julho 24, 2017 at 6:55 pm

Parabéns às queridas Maria Isabel, Sonia é Kellyta ???????

Resposta
Maria Isabel Julho 30, 2017 at 5:06 am

Obrigada Valeria. Voce faz parte da nossa historia. Um beijo

Resposta
Paula silveira Julho 30, 2017 at 11:50 pm

Olá vou me mudar para Dubai no futuro e gostaria de conhecer as brasileiras que moram lá e frequentar o café
Obrigada 🙂

Resposta
Mariana Setembro 23, 2017 at 3:26 pm

Que legal!! Adorei saber disso, me mudo para Dubai em Janeiro, como faço para entrar no grupo do WhatsApp e participar do café brasileiro? Como fico sabendo dos encontros?

Resposta
Paulo henrique Julho 14, 2018 at 2:29 am

Ola joia mariana
62985480309
Da uma força ai

Resposta
MAria Isabel Novembro 15, 2018 at 8:03 am

Ola MAriana me perdoe pelo atraso. Apenas fui convidada a escrever esta matéria e n tinha acesso às respostas Espero q esteja adaptada:)

Resposta
Carina Amaral Outubro 2, 2017 at 12:20 am

Olá, tudo bem?

Gostaria de saber se vocês tem contato de fotografos brasileiros residentes em Dubai? Para fazer fotos de casal, pré-casamento.

Resposta
Thais Cunha Outubro 5, 2017 at 9:13 am

Oi Carina! Eu faço fotos!
Tem outros fotógrafos também…

Entra em contato comigo por e-mail [email protected]

Grande abraço!

Resposta
Caroline Kelly Outubro 4, 2017 at 3:34 pm

Boa tarde, vou me mudar para Dubai em dezembro desse ano ainda e gostaria de participar do grupo do whatsapp; no caso vou acompanhar meu marido e gostaria de conhecer brasileiras que vivem lá!

Resposta
Thais Cunha Outubro 5, 2017 at 9:12 am

Oi Caroline! Me manda seu número por e-mail que eu enviou para a dona do grupo.
Meu e-mail é: [email protected]

Resposta
Cristina Lopes Outubro 8, 2017 at 11:23 pm

Oi Thais.. posso entrar nessa fila pro Whatsapp ?? 🙂
Já estou em Dubai desde julho.. e não quero parecer “desesperada”..mas.. preciso URGENTE de AMIGOS..
E juro que sou uma pessoa normal.. mas se eu continuar só, com meu marido que é europeu, não tenho muita certeza da durabilidade desse termo!! ( Rs)
Posso contar com tua ajuda??!!
Aguardo ansiosa, também, pelo *café brasileiro* ^-^

Resposta
Thais Cunha Outubro 15, 2017 at 3:50 pm

Oi Cristina! Me manda um e-mail que eu te passo os contatos!

[email protected]

Seja bem vinda a Dubai! Vamos marcar algo dia desses =)

Resposta
Edmílson Carvalho Novembro 21, 2017 at 1:52 am

Olá amigos, Sou Edmílson Carvalho, casado com a Senhora Norma Silva Santo, somos da cidade de Jequié, no estado da Bahia. Estrei visitando Dubai em fevereiro de 2018, e gostaria de saber, se é possível, alguém me apanhar no aeroporto e me conduzir até um hotel. Obrigado pela atenção. Recomendações a familia. Jesus vos ama.

Resposta
Geraldo da Paixão Mendes Janeiro 17, 2018 at 6:26 pm

Olá pessoal Brasileiros pelo Mundo em DUBAI!
Estou querendo unir a minha vontade de idealizar com outro ou outros brasileiros ai em DUBAI ou mo BRASIL a expandir no ramo de alimentação. Idéias de um mistico local para frequentar brasileiros ou qualquer expatriados e inclusive o nacionalidade nata árabe, pois ai o objetivo e um local pequeno, porém muito sofisticado para acesso dos clientes, pois consistiria em salgados diversos fritos na hora, sucos naturais diversos, caldos de legumes diversos, sorvetes diversos, churrasquinhos à moda brasileira, refrigerantes, saladas de frutas e cafés. Tenho este espírito, mas me falta o carro chefe para colocar este negócio para funcionar, que é o financeiro ” dinheiro ” e um ou uns parceiros com o mesmo objetivo para financiar o projeto. Tenho convicção que uma mina de ganhar dinheiro, pois afinal é comida e todos comem. Mas com uma grande ressalva, para iniciar este projeto, tem que ter toda a responsabilidade de empreendedor/organização/higienização/sofisticação/determinação e muito amor no vai ser oferecido aos clientes.
Trabalhei 07 anos na Inglaterra, especificamente na capital ” Londres “, com atuação em 04 anos no setor de alimentos nos restaurantes espanhóis, italianos e inglês. Me vejo com muita visão de expansão, crescimento e perspectiva de vitória.
Eu me coloco ao dispor, de quem tenha esta mesma disposição, ousadia e quer unir comigo para tornarmos um dos maiores empreendedores brasileiros neste ramo de atividade ai nesta terra aonde a riqueza que ai tem serão favoráveis a nós.
Vamos com toda as forças e toda a determinação com ousadia e com o principal sócio que estará conosco ” O DEUS VIVO “, pois tufo isto apresentado se não fizermos a aliança com ” ELE “, não conseguiremos nem ter sonhos.
Aguardo o retorno de valente como eu para esta empreitada.

Resposta
Geraldo da Paixão Mendes Janeiro 17, 2018 at 6:34 pm

Meu endereço email – [email protected]
Meu face book – [email protected]
Meu Telefone contato no Brasil. – (31)985853997 é também o WhatsApp

Resposta
Geraldo da Paixão Mendes Janeiro 17, 2018 at 6:40 pm

Meu Instagram – geraldomendes4533

Resposta
PHILOMENA BASSANI MITIDIERO Janeiro 25, 2018 at 11:06 pm

É possível encontrar farmácia homeopática em Dubai?

Resposta
MAria Isabel Novembro 15, 2018 at 8:00 am

Sim, existe uma em healthcare city. Boa sorte e desculpe a demora em responder.

Resposta
Arisvaldo dos Santos Fevereiro 26, 2018 at 1:44 am

Contacto com brasileiros em DUBAI. Informações sobre como ensinar a língua portuguesa e futebol INFANTO JUVENIL EM DUBAI.

Resposta
Thais Cunha Fevereiro 27, 2018 at 10:51 am

Oi Arisvaldo!
Existe um projeto muito bacana para os brasileirinhos não perderem o contato com sua língua materna. dá uma olhada nesse link aqui

Existem escolinhas de futebol, mas não sei muito bem quais.
Grande abraço.

Resposta
Rogerio Rodrigues Amorim Novembro 5, 2018 at 7:28 pm

Boa tarde!!!
Meu nome é Rogério
Tenho experiência em treinos infanto juvenil, ja joguei na base do atletico e democrata de sete lagoas
minha esposa é formada em letras.
Temho uma empresa de mecanica industrial e usinagem, devido as difculdades no Brasil tenho vontade de ir para o exterior, se tiver algum contato por favor me adicione zap 31 99201-5138.

Resposta
Silvia Abril 14, 2018 at 6:50 pm

Boa tarde, é possível trabalhar em Dubai sem falar o inglês?

Resposta
Thais Cunha Abril 18, 2018 at 7:44 am

É possível. Porém não é fácil encontrar um bom emprego se o seu inglês não for bom ou pelo menos ok.

Resposta
marcia Abril 26, 2018 at 9:05 pm

Ola,
Meu nome é Marcia.
Meu marido recebeu uma proposta de trabalho em Dubai. Temos uma filha de 14 anos, e estou com receio quanto a adaptação dela.
Fiquei muito feliz em saber que existe uma comunidade brasileira ai. Temos muitas duvidas e perguntas.
Seria possível participar do grupo de whatsApp de voces.
Meu cel 021991854343
e-mail [email protected]
Desde ja agradeço pela atenção

Resposta
MAria Isabel Novembro 15, 2018 at 7:58 am

Me mande um e-mail que te mandarei o telefone da nova administradora do grupo. Não moro mais em dubai, estamos numa nova aventura na Finlândia.

Resposta
Jane nascimento Julho 16, 2018 at 3:26 am

Ola gostaria de entrar mo grupo do whats up . Meu numwro 37-99985-3937

Resposta
MAria Isabel Novembro 15, 2018 at 7:56 am

Ola este grupo eh somente para moradores mas existe varios grupos no face para brasileiros que possa te ajudar. Me mudei para Finlandia. Desculpe a demora em responder.

Resposta
carolina Julho 31, 2018 at 1:36 am

PEssoal preciso de um fotografo em Dubai, alguem me indica algum?

Resposta
Liliane Oliveira Agosto 1, 2018 at 2:13 pm

Olá Carolina,
A Thais Cunha parou de colaborar conosco, mas temos outra colunista em Dubai chamada Juliana Perim que talvez possa te ajudar.
Você pode entrar em contato com ela deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
MAria Isabel Novembro 15, 2018 at 7:54 am

Ola Carolina me mudei para Finlandia. Desculpe a demora em responder. Em dubai ha varios fotógrafos. Se não conseguiu ainda me mande um e-mail [email protected]. Boa sorte

Resposta
THOMAS RUDIGER HAHN Outubro 15, 2018 at 7:26 pm

Oi, meu nome e THOMAS e gostaria de trabalhar em DUBAI, sou de Sao Jose dos Campos. Alguem pode me dar maiores informações por favor. G rato

Resposta
Liliane Oliveira Outubro 16, 2018 at 1:19 pm

Olá Thomas,
A Thais Cunha parou de colaborar conosco, mas temos outra colunista em Dubai chamada Juliana Perim que talvez possa te ajudar.
Você pode entrar em contato com ela deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
MAria Isabel Novembro 15, 2018 at 8:05 am

Esclarecimento: qualquer dúvida podem me escrever direto . Não moro mais em Dubai mas tenho varios contatos por lah.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação