BrasileirasPeloMundo.com
Arábia Saudita

Coronavírus na Arábia Saudita – COVID-19

Coronavírus na Arábia

Desde o início dessa crise mundial do Coronavírus (COVID-19), a Arábia tem tomado medidas rápidas e que tem surtido efeito em manter os números de novos casos, de certa forma, sob controle, com um crescimento linear e não exponencial, com a quarentena, isolamento social e várias outras medidas exemplares. 

Quando surgiram os primeiros casos nos países vizinhos, a Arábia Saudita começou a tomar algumas precauções antes mesmo de termos casos registrado no país. O Bahrain, um país vizinho à nós, teve a primeira ocorrência no dia 21/02 e por ser tão próximo, e com um fluxo constante de pessoas indo e vindo, passaram a fazer um controle maior na fronteira. Infelizmente, não foi rápido a tempo. No dia 2 de março o primeiro caso de Coronavírus na Arábia Saudita foi anunciado: um homem que esteve no Irã e entrou na Arábia pelo Bahrain. 

A essa altura, com o surgimentos dos primeiros casos, as crianças já haviam sido dispensadas das escolas. Com a multiplicação dos registros de infectados, o governo então passou a aplicar medidas mais drásticas e rápidas para o controle da proliferação do vírus. A cidade que registrou o primeiro caso foi colocada em quarentena assim que mais pessoas começaram a apresentar os sintomas. 

A quarentena na Arábia passou a tomar forma. 

Em 12 de março, os vôos internacionais provenientes de 50 países que apresentavam maior risco foram bloqueados. Passaram a medir a temperatura de quem chegava do exterior e monitorar os casos suspeitos. 

Dois dias depois, todos os vôos internacionais foram cancelados. O país fechou as fronteiras em 14/03, a princípio essa medida valeria por 15 dias, mas ao vencimento desse prazo, anunciaram que os vôos continuam cancelados até segunda ordem. 

Desde a última semana, também os voos domésticos, trens, ônibus intermunicipais e táxis foram suspensos.

Uma medida bem importante foi quanto à peregrinação que os muçulmanos fazem à Meca, onde eles circundam a Kabbah. Em 27 de fevereiro, já passaram a não emitir mais o visto para essa finalidade, e alguns dias depois (04/03), eles literalmente fecharam o lugar. 

Algo nunca visto e imaginado antes aconteceu, a Kabbah vazia. Também foi feita uma desinfecção total do lugar. 

Esse é o lugar mais sagrado do Islã e essa atitude foi algo sem precedentes, mas de muita importância. Milhares de pessoas, de todas as partes do mundo, se aglomeram diariamente para completar esse ritual, que idealmente deve ser feito ao menos uma vez na vida de um muçulmano.

 

As precauções contra o Coronavírus estão acontecendo em todos os lugares.

Porém o que chama a atenção aqui na Arábia é que as medidas são anunciadas e já implantadas. Por exemplo, quando a mídia começou a divulgar as notícias que os shoppings iriam fechar e os restaurantes apenas atendendo em tele entrega, na tarde do dia 15/03, à noite os restaurante já estavam operando somente daquela forma e os shoppings estavam encerrando as atividades muito antes do horário habitual, para não mais abrir no dia seguinte. 

Aqui na Arábia é importante estar sempre atento às notícias oficiais. Pois as coisas estão mudando muito rápido e as decisões são tomadas e aplicadas sem demora e com punições severas.

Outro exemplo foi com o toque de recolher. Ele foi anunciado durante a tarde do dia 23 (segunda), e às 19h já entrou em vigor em todo o país por um período de 21 dias. Somente casos específicos e emergências podem sair às ruas entre as 19h até as 6h da manhã. Algumas cidades que apresentaram um aumento preocupante de infectados, tiveram o toque de recolher estendido para as 15h até às 6h. 

O interessante é que caso você precise sair, uma emergência hospitalar por exemplo, é só ligar para o número de emergência e explicar a situação. Em seguida você recebe uma mensagem com a permissão para sair, caso algum policial te aborde.

Já no primeiro dia teve gente recebendo multa por estar na rua após o toque de recolher, que é de 10.000 saudi rials que equivale mais ou menos a 13.500 reais.

E o governo não vai dar moleza para quem disseminar notícias falsas sobre o Coronavírus ou fazer vídeos burlando o toque de recolher, as multas para esses atos são pesadíssimas e podem resultar em até 5 anos de cadeia. 

 

Leia também: O Covid-19 nos Estados Unidos

Aqui é tudo muito rápido, como é um reino, não temos tempo de debater qual a melhor medida. E pelo forma como os novos casos estão aparecendo, em um número constante a cada dia, as medidas tomadas pela Arábia Saudita tem se mostrado eficientes até agora em que eu escrevo esse texto. 

A mais recente novidade foi que o rei disponibilizou tratamento gratuito contra o coronavírus para quem precisar, seja nacional ou expatriado. Inclusive se estiver ilegal, não sofrerá punições caso procure ajuda médica. A mais recente novidade foi que o rei disponibilizou tratamento gratuito contra o coronavírus para quem precisar, seja nacional ou expatriado. Inclusive se estiver ilegal, não sofrerá punições caso procure ajuda médica.

É claro que não podemos nem pensar em comparar países e formas de lidar com a situação. Cada lugar tem seus sistemas e suas peculiaridades. A Arábia é um país rico que tem condições de sustentar por um tempo essas condições. 

 

Outras medidas exemplares que a Arábia aplicou foram as seguintes:

  • Fechamento de todos os órgãos públicos, com exceção do setor de saúde, militar e segurança. Bancos e o setor privado também foram orientados a adotar 14 dias de suspensão de atividades. 
  • Estabelecimento de um centro de controle nacional para monitoramento de casos.
  • Doação de $10.000 mi para a World Health Organization para apoiar o combate ao coronavírus.
  • Suporte à todos os sauditas que não puderam retornar à Arábia devido ao fechamento dos aeroportos, com alimentação e acomodação no país que estão, até que possam retornar. 
  • Suspensão de todos os eventos esportivos, academias, cinemas, reuniões e festas particulares, bem como parques, praças, praias e campings. 
  • Fechamento de shoppings, salões de beleza e comércio em geral, exceto supermercados e farmácias.  
  • Suspensão de congregações em mesquitas, exceto na Grande Mesquita em Meca e na Mesquita do Profeta em Medina, as duas Grandes Mesquitas Sagradas do Islã.
  • Suporte de 120 bi de saudi rials na economia. 
  • Participação de um Virtual Summit com um grupo de 20 líderes sobre o Coronavírus e como reduzir o impacto internacionalmente. 
  • O ministério da saúde está fazendo muitas campanhas de conscientização, lançando manuais em várias línguas, inclusive em português. 
  • Também lançaram manuais do que fazer na quarentena, como lavar as mãos, etc.
  • Todos os residentes da arábia tem o seu número de telefone registrado junto aos seus documentos, então, recebemos diariamente mensagens do governo e ministério da saúde com informações.
  • Esterilização de locais públicos.
  • Fiscalização quanto à prática de preços abusivos e oportunistas.

 

Além desses esforços do governo, outros setores também estão fazendo a sua parte. 

  • Supermercados oferecendo luvas e desinfetando os carrinhos a cada uso. A fila do caixa demarcada com a distância mínima em que as pessoas precisam ficar.
  • Alguns supermercados adotam horário dedicado às pessoas na faixa de risco.
  • No meu condomínio instalaram dispensadores de álcool gel em todos os elevadores, adesivos e métodos criativos de evitar o contato com as superfícies. Além de reforçar a limpeza de corrimãos de metal e corredores. 
  • Os limite para pagamento via contato dos cartões de débito foram aumentados para que assim diminua a necessidade de colocar a senha na maquininha.

E para finalizar, algo também muito espetacular tem acontecido aqui: os supermercados estão normais, todos bem abastecidos, sem produtos em falta. Não tem ninguém estocando papel higiênico por enquanto e espero que continue assim.

Related posts

Itens proibidos na Arábia Saudita

Diene Buffon

Sistema de Saúde na Arábia Saudita

Gabriela Lirio Delfino

Agora motorista! Dirigindo na Arábia Saudita

Gabriela Lirio Delfino

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação