Costumes e hábitos japoneses que adquiridos com o tempo

9
687
Calendário explicando as datas e forma de separar o lixo. Foto: Alessandra Ozbir
Advertisement

Costumes e hábitos japoneses que adquiridos com o tempo.

Ao longo desses 26 anos morando no Japão acabei adotando durante minha adaptação ao país alguns costumes que levo comigo por onde vou. Sejam costumes do cotidiano, aspectos culturais ou o conjunto de conceitos que absorvi com o tempo. Creio que isso ocorra não só comigo em particular mas, também com a maioria das pessoas que vivem em outros países por determinado tempo.

Em visitas ao Brasil e outros países fica bem evidente o quanto perdemos a nossa identidade e nos tornamos quase que literalmente um Alien! Digo “literalmente” fazendo aqui referência ao extinto Alien Card, o antigo registro de estrangeiro que foi substituído pelo Residence Card aqui no Japão.

No meu caso é mais estranho ainda, pois tenho nacionalidade japonesa, então quando apresento meu passaporte na alfândega de outros países sempre recebo aquele olhar de desconfiança por não ter aparência asiática, e quando retorno ao Japão, gentilmente sou alertada que a fila para estrangeiros é outra!! Kamissama! Oh my gosh! Ai meu Deus, quem sou eu rs…

Bom, esse não chega a ser um problema, mas já serve como um exemplo de comportamento que aprendi na pele, pois nesse país quando a pessoa se refere a um nacional como estrangeiro e percebe o engano eles rapidamente se retratam e pedem desculpas pelo equívoco. Agora vou citar alguns dos costumes, comportamento e/ou hábitos mais comuns que normalmente adquirimos após viver no Japão.

Costumes básicos do cotidiano : tirar os sapatos ao entrar em casa, separar o lixo (latas, vidros, plásticos, sprays e isqueiros, lâmpadas e etc pois a lista é longa), levar sua sacola (ecobag) toda vez que vai as compras, não fazer barulho em geral (músicas, vozes, carro ou moto), usar a buzina apenas para alertar quando estritamente necessário, sempre recolher as fezes do seu pet quando levá-lo para passear, não jogar lixo nas ruas. Chegar sempre pelo menos 5 minutos antes do horário marcado e não furar filas.

Costumes no trabalho : sempre cumprimentar a todos (mesmo que alguns não lhe respondam, sim sempre tem um mal educado de plantão!) tanto na chegada quanto na saída, é importante aprender que no idioma japonês existem várias palavras para serem usadas especificamente nas atividades em grupo, como por exemplo no seu ambiente de trabalho. Fazer exercícios físicos toda manhã, repetir o slogan da empresa e citar metas para o dia nas reuniões matinais diariamente, também é costume comum fazer a limpeza no seu local de trabalho. Chegar pelo menos 10 minutos antes do início do seu expediente e sair 10 minutos após o término da sua jornada ou juntamente com seus colegas de empresa também são regras de etiqueta no trabalho.

Leia sobre: Dá para morar no Japão sem saber japonês?

Costumes sociais : quando você se muda para um novo endereço é de praxe ir de casa em casa na sua nova vizinhança para se apresentar e entregar um pequeno presente normalmente uma toalha de rosto embalada para presente, algo simbólico. Considere aqui vizinho dentro dessa esfera de obrigações as pessoas que moram na sua rua, de esquina a esquina e normalmente apenas as que estão do seu lado. Sendo assim quando acontece um falecimento por exemplo, o responsável da rua recolhe uma pequena quantia pré-determinada de cada vizinho para entregar para a família de luto e essa devolverá a gentileza posteriormente com alguma espécie de presente que varia conforme o estatus de cada família. Aniversários e casamentos também o presente é em  dinheiro entregue em um envelope especial para cada ocasião.

Costumes no trânsito : Usar sempre o cinto de segurança, não usar a buzina a todo momento, não ultrapassar os limites de velocidade (aqui a velocidade máxima permitida no perímetro urbano é de 60km/hr), respeitar as vagas especiais, o pedestre tem prioridade, crianças mesmo fazendo uso da cadeirinha devem sentar no banco de trás. Nada de som em último volume!

Sei que temos muitos leitores que buscam informações em nossos artigos (no BPM) antes de se mudarem ou mesmo antes de visitarem o país desejado, então procuro sempre escrever sobre a minha realidade como expat. Para colaborar com sua pesquisa caro leitor, vou listar a título de informação/dicas outros aspectos importantes dentro dos costumes dessa sociedade.

Japoneses no geral não falam bem o inglês, e o grande problema é a pronúncia devido a forma como o idioma é ensinado na escola, por exemplo: Stop = Sutopu , Start = Sutato, Thank you = Sankyu. Claro, que nos grandes centros é mais fácil encontrar pessoas inclusive falando muito bem outros idiomas, então não venha confiante achando que seu inglês vai resolver todos os seus problemas de comunicação.

Leia também: como é trabalhar numa fábrica japonesa

Para cumprimentar também não há abraços nem beijo no rosto, aliás demonstrações de carinho em público não são bem vistas aqui, por isso muitos chamam os japoneses de pessoas frias, mas beijar ou abraçar não são atitudes proibidas no país é apenas uma questão cultural.

O uso de celular é restrito dentro de trens e outros ambientes como clínicas e restaurantes, preste atenção nos avisos a mesma regra vale para os fumantes que inclusive podem ser multados fumando ou jogando bitucas de cigarro fora dos lugares indicados.

O Japão tem evoluído no sentindo de se aproximar cada vez mais dos costumes ocidentais, então você vai encontrar sim japoneses mais descolados que já estendem as mãos para cumprimentar por exemplo. O governo tem trabalhado em conjunto com a sociedade para acelerar essa aproximação e o motivo no momento são os Jogos Olímpicos de Tokyo em 2020 (sim para variar a motivação é a economia interna) que colocará mais uma vez o país em evidência atraindo milhares de visitantes e potenciais investidores.

9 Comentários

  1. Gostei muito do texto e me identifiquei bastante por duas razões. A primeira é minha ascendência. Oki vem do meu avô materno. A segunda porque vejo muitos aspectos culturais parecidos com os dos holandeses, principalmente com relação ao respeito ao outro a ao espaço público. Parabéns e um abraço!

  2. Alessandra, nada sei de japonês, mas adorei as instruções para reciclagem. Sempre tive curiosidade em saber mais sobre como se dá a coleta seletiva no país, mas o idioma é uma barreira. Obrigada por compartilhar!

  3. Olá Alessandra,

    Como você já mora bastante tempo no japao, talvez você poderia escrever um post sobre os costumes daí, quando se trata de relacionamentos amorosos e até mesmo entre amigos. Tenho assistido algumas séries japonesas e tenho visto muitas diferenças quando comparado ao Brasil. Obrigada!

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.