BrasileirasPeloMundo.com
Criando Filhos Pelo Mundo Holanda Maternidade Pelo Mundo

Creches e cuidados infantis na Holanda – Parte II

Quando se fala em creche/cuidados infantis formais (kinderopvang) aqui na Holanda significa gastar uma quantia razoável em dinheiro. Isso porque os valores cobrados, de uma forma geral, são altos.

Para exemplificar melhor: Para uma criança ou bebê que frequente a creche (dagopvang) apenas um dia na semana das 07:30 ás 18:30 hs o valor mensal cobrado é de aproximadamente 328,00 euros. (esse valor está baseado nas tarifas da região que moro) e não se pode esquecer as tarifas extras cobradas caso os pais precisem deixar seus filhos na creche antes ou depois do horário pré-estabelecido e/ ou dias extras( conforme mencionei no texto anterior).

crianças-em-casa-hg-20091229
Fonte : http://www.notícias.R7.com

Já se os pais optarem para que a criança fique na casa de uma família (gastouderopvang) o valor pode sair um pouco mais em conta. Considerando-se a mesma quantidade de horas e dias na semana mencionados acima, o valor fica em aproximadamente 220,00 euros mensais. Entretanto,se multiplicarmos os valores mencionados por 4 ou 5 dias na semana, então tem-se um gasto significativo no final do mês. Esses valores por si só já formavam um quadro um tanto nebuloso para os pais que optavam por usar esses serviços, mas com a crise econômica dos últimos anos o panorama tornou-se um tanto mais sombrio.

De acordo com os dados da Brancheorganisatie o número de crianças matriculadas  nas creches/cuidados infantis no começo de 2013 foi de 636.000 já no começo de 2014 esse número caiu para 632.000. O número de organizações que prestam esses serviços também decresceu de 3.193 em 2013, passaram a 2.862 em 2014.

Se formos analisar esses números podem ser reflexos diretos da crise, pois muitos pais perderam os empregos ou tiveram o número de horas de trabalho reduzidos, o que acabou por inviabilizar a manutenção das crianças nas kinderopvang.

Tenho visto pais, na verdade isso recai mais frequentemente sobre as mulheres, que com cargas horárias reduzidas o salário daria somente para pagamento mensal dos cuidados com as crianças e por isso acabaram optando por ficar em casa (no caso de não haver melhoras no quadro econômico) , até as crianças terem idade de ir para a basisschool ( escola básica) que é gratuita.

No que diz respeito ao menor número de organizações, além do número de alunos ter diminuído, o que faz com que a entrada em dinheiro diminua, no caso das creches com participação dos pais( ouderparticipatiecréches) o subsídio das prefeituras que as mantinha foi cortado e por isso muitas fecharam ou estão em processo de fechamento até o fim de 2014.

Com menos dinheiro entrando, consequentemente o número de trabalhadores do setor também decresceu, em 2012 eram 89.000 em 2014 o número é de 76.000. No que diz respeito ás famílas que usam a kinderopvang passaram de 415.000 em 2013 para 413.00 em 2014. Houve diminuição no valor total de subsídios concedidos  aos pais pelo governo para as creches/cuidados infantis.

Em 2012 os subsídios concedidos somavam 2.706 milhões de euros, em 2014 somaram 2.384 milhões de euros. Não podemos esquecer que para se ter direito ao subsídio existem vários critérios e um deles é estar trabalhando, ora, se um dos pais não está trabalhando, então perde-se direito ao subsídio.

As diferenças dos números podem nem parecer tão grandes, mas alteraram bastante o dia a dia das famílias. Como já mencionei acima, muitas mulheres acabam optando por ficar em casa, já que gastariam quase que o total do salário com uma kinderopvang e entre escolher não ganhar quase nada e deixar os filhos o dia inteiro na escola e abrir mão da carreira, mas dar mais atenção aos filhos, acabam optando pela segunda opção.

Outras buscam soluções entre familiares e vizinhos quando possível, ou tentam algum tipo de trabalho em casa. Muitas vezes o homem também acaba por diminuir a carga horária, para ficar em casa cuidando das crianças nos dias que a mulher trabalha, os rendimentos totais diminuem, mas por outro lado é uma forma da mulher não sair do mercado de trabalho.

Como se pode ver números aparentemente não tão significativos possuem grande influência no cotidiano.

Related posts

Colônias de férias nos Estados Unidos

Renata Salas Collazo

Bilinguismo de infância

Gislaine Morais

A temporada das tulipas na Holanda

Giovanna Prata

5 comentários

fabiana mesquita Outubro 13, 2014 at 2:52 pm

Uau! e eu achando aqui tudo carissimo, mas por outro lado os salarios tambem sao mais altos proprcionalmente, nao?
bjs

Resposta
Cintia Beatrice Outubro 13, 2014 at 4:01 pm

OI Fabi,

Sim, os salários são mais altos, mas ainda assim para uma família média por exemplo, sai bem caro. Se a criança ficar 5 dias na semana período integral , o valor seria de aproximadamente 1500 euros, sem contar os extras ( se precisar ficar até mais tarde ou entrar mais cedo ). No geral, bem no geralzão mesmo, um holandês com nível educacional mediano tem um salário médio de mais ou menos 3000 euros bruto,ou seja, a creche é metade do salário.Por isso a possibilidade do subsídio. Sim, no Brasil pelo que sei, os valores também estão altíssimos e as creches públicas infelizmente deixam muito a desejar.Obrigada por comentar. Bjs

Resposta
Especial – Dez razões para morar na..”Holanda” Novembro 16, 2014 at 2:02 pm

[…] e creches são pagas e o custo não é barato como eu mencionei em artigos anteriores, parte 1 e parte 2. Entretanto, a partir dos 5 anos, quando a criança vai para a escola básica o ensino passa a ser […]

Resposta
gabriela andrade Janeiro 31, 2019 at 2:28 pm

Oiii! Boa tarde… li o seu post, e ele é de 2014, mudou alguma coisa para agora ou nada ainda??? Meu marido e eu estamos em processo de mudança.

Resposta
Liliane Oliveira Janeiro 31, 2019 at 3:34 pm

Olá Gabriela,
A Cintia Beatrice parou de colaborar conosco, mas temos outras colunistas na Holanda que talvez possam te ajudar.
Você pode entrar em contato com elas deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação