BrasileirasPeloMundo.com
Criando Filhos Pelo Mundo Holanda Maternidade Pelo Mundo

Creches e cuidados infantis na Holanda – Parte I

Para as mães estrangeiras, é fundamental entender como funcionam as creches/cuidados infantis (kinderopvang) na Holanda, afinal todo mundo quer que seu filho seja cuidado da melhor forma possível.

Como existem diversas nomenclaturas para os diferentes tipos de kinderopvang, isso muitas vezes pode confundir, por isso é importante entender como cada um desses serviços funciona. Só assim será possível escolher aquele que mais se adequa ás necessidades dos pais.

 As (os) “kinderopvang” dividem-se em formais e informais. As diferenças começam pela qualidade e vão até o subsídio. Os pais que optam pelas creches/cuidados formais podem solicitar um subsídio do governo para ajudar no pagamento, já os pais que optam pelas creches/cuidados informais não tem direito á esse benefício.

É importante deixar claro que para se obter o subsídio do governo e para saber qual a porcentagem que será subsidiada os pais precisam preencher alguns formulários e sua situação financeira e de Imposto de Renda serão checadas. Mas, basicamente quanto maior o salário, menor o subsídio (maiores informações aqui. Uma outra observação importante é que para você obter o subísidio do governo, deve estar trabalhando ou estudando.

As creches/ cuidados  infantis formais se subdividem em:

1 – Dagopvang ( kindervdagblijf ou creche ) para bebês a partir de 6 semanas até os 4 anos, quando então vai-se para a basisschool ( escola básica). A criança pode ficar o ano inteiro, um ou mais dias na semana, período integral ,meio período ou por um número x de horas, conforme as necessidades dos pais. Se a escola for popular então é bom que já seja feita uma reserva para a mesma durante o período de gravidez, pois pode haver lista de espera. Os funcionários são diplomados em cuidados com bebês e crianças.

2 – Buitenschoolse opvang (BSO) é o cuidado extra com as crianças fora dos horários normais de funcionamento da escola. Por exemplo, se a escola abre as 8 da manhã, mas os pais começam a trabalhar as 7, então as 6  já podem  deixar a criança lá, que terá alguém para recebê-la e cuidá-la. O mesmo acontecendo no horário de fechamento, assim como em dias de não funcionamento da escola (fechada por exemplo para os professores fazerem o planejamento do semestre) e período de férias. Essas horas e dias extras são cobrados á parte e as pessoas que cuidam das crianças nesses períodos são diplomadas com um curso específico.

3 – Gastouderopvang a criança fica na casa de uma família que justamente se propõem a cuidar de crianças. Esse tipo de “escola” é adequada para aqueles pais que procuram um ambiente mais familiar. Os responsáveis pela gastouderopvang precisam se inscrever na Prefeitura da cidade, adequar-se a  todas as exigências solicitadas e seguir um curso específico para cuidados infantis. Só então é que podem receber as crianças. Antes de inscrever seu filho em uma gastouderopvang é importante checar se esta, está inscrita em um gastouderbureau, afinal é uma garantia de que segue todas as exigências e você poderá obter também o subsídio concedido.

Até o final de 2013 havia também as ouderparticipatiecréches , que eram creches subsidiadas pelas prefeituras regionais. Nessas creches eram os pais que cuidavam das crianças em regime de rodízio, conforme sua disponibilidade de tempo (é preciso lembrar que aqui na Holanda existe uma maior flexibilidade no que diz respeito a dias e horários de trabalho). Entretanto, com os problemas econômicos da Europa, as prefeituras cortaram a ajuda monetária á essas creches e estas entraram em processo de fechamento, a ser finalizado ate dezembro de 2014.

As creches/cuidados formais passam por inspeções periódicas.

As creches/cuidados infantis informais se subdividem em:

1 – Peuterspeelzalen o objetivo principal é promover o encontro e o desenvolvimento das crianças de 2 a 4 anos , ou seja, que estão em idade de preparação para a  basisschool. As crianças vão á peuterspeelzalen duas vezes por semana. Passa também por inspeções periódicas e está sob a Lei de Puericultura (Wet Kinderopvang), mas os pais não têm direito ao subsídio, pois geralmente os valores são mais baixos do que na creche formal.

baino2
Fonte : http://www.skl-kinderopvang.nl

  2 – Tussenschoolse opvang são os cuidados com a crianças entre o período da manhã e o da tarde, caso não voltem para casa para almoçar. Nesse caso o conselho escolar juntamente com os pais organiza o funcionamento. Esses cuidados são muitas vezes feitos por voluntários, sendo estes pais ou não das crianças e o valor pago é praticamente simbólico.

3- Amigos, família, nannys, au pairs e cuidadores eventuais (oppas).

Nesses casos, tudo é organizado pelos próprios pais. Os valores e funções atribuídas á au pairs, nannys e oppas são diferenciados ( para maiores informações checar aqui.

Existe também um tipo de “escola” chamada voorschool que é para crianças de 2,5  até 4 anos com algum tipo de dificuldade de linguagem. A criança recebe um encaminhamento para frequentar a voorschool e durante  quatro dias na semana , durante uma perte do dia, ela interage com outras crianças de modo a desenvolver a linguagem. Muitas crianças estrangeiras ás vezes precisam frequentar a voorschool por um tempo.  Os profissionais que trabalham com essas crianças  possuem uma formação específica para a situação.

No próximo artigo vou falar sobre os valores (geralmente altos) das  creches/cuidados formais infantis, como estes foram afetados pela crise européia  e consequentemente o dia a dia e até mesmo a carreira dos pais.

Importante lembrar que na Holanda é obrigatório frequentar a escola a partir dos 5 anos. E que dos 5 aos 16 anos as escolas são gratuitas.

Para saber saber mais sobre o subsídio acessar este site.

Para maiores informações sobre kinderopvang em sua região checar aqui.

Related posts

Eventos de verão na Holanda

Cintia Beatrice

Verão e as praias holandesas

Fernanda Campestrini

Como escolher a escola ao mudar de país?

Roberta Mellis

3 comentários

Elizabeth Setembro 12, 2014 at 3:56 pm

Oi filha muito boa sua materia.
Parabens.

Resposta
Cintia Setembro 22, 2014 at 8:05 pm

Obrigada, mãe !!!

Resposta
Especial – Dez razões para morar na..”Holanda” Novembro 16, 2014 at 2:03 pm

[…] infantis e creches são pagas e o custo não é barato como eu mencionei em artigos anteriores, parte 1 e parte 2. Entretanto, a partir dos 5 anos, quando a criança vai para a escola básica o ensino […]

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação