BrasileirasPeloMundo.com
Custo de Vida Pelo Mundo Egito

Custo de vida no Egito

Custo de vida no Egito.

Como eu mesma já disse algumas vezes por aqui, o Egito é um país barato. Mas se pararmos para analisar, barato de qual ponto de vista? Como é o custo de vida no Egito? O salário mínimo corresponde a 1.200 EGP – libras egípcias, o que na cotação de hoje (10/02/2017) corresponde a R$ 204,00.

Posso supor que você está se perguntando “mas como as famílias vivem só com isso?”. Bem, a resposta para essa pergunta é uma longa história, que começou lá em 1956, quando o presidente Nasser assumiu o governo do Egito.

Ex presidente Nasser acena para o povo em Mansoura em 1960. Fonte: Wikipedia (sem créditos)

Nasser, ainda amado pela massa, mas também tão intensamente odiado por uma minoria, dentre muitos feitos que não relativizam o nosso assunto de hoje, tinha inclinação socialista. Ele foi responsável por nacionalizar o Canal de Suez e muitas outras empresas privadas. Garantia a todo indivíduo com curso superior um emprego e criou leis rigorosas aos alugueis, que jamais poderiam ser reajustados. E sim, essa lei está em vigor até hoje.

Quem alugou apartamentos há 30 anos ainda paga o mesmo aluguel da época, que hoje pode corresponder a nada mais do que 5 reais. Isso acontece na família do meu esposo, que tem diversos apartamentos alugados por esse valor. Sem desdenhar, mas não sei se fico alegre ou com raiva quando alguém chega lá para pagar o aluguel nesse valor. Pedir o imóvel também não é possível, apenas em circunstância de morte e caso algum herdeiro que more com a pessoa não queira continuar sendo locatário.

Hoje, após muitos anos da saída de Nasser e abertura da economia, tal lei se tornou retrógrada e, em recente revisão da mesma, o governo Sisi, atual presidente, já decidiu atualizá-la e reajustar os preços gradualmente. O problema é que junto com essa lei, muitas outras vigoravam desde os tempos de Nasser, e eram elas que garantiam uma vida minimamente digna a muitos egípcios. Por isso ele ser amado por tantos.

Leia também: religiões e cultura no Egito 

Na contramão, todos precisam admitir que leis desatualizadas, não condizentes com a nova política do país, estão atravancando o desenvolvimento do mesmo e precisam ser revistas. Mas como refazê-las sem que a população sofra? A resposta dessa pergunta só teremos daqui a alguns anos. Pois é exatamente os primeiros passos desse processo que o Egito está alçando.

Combustível e Transporte

Como conta meu esposo, a gasolina que tem valor tabelado em todos os postos, era o mesmo preço desde o dia que ele nasceu – 1 libra egípcia o litro. Em 2005, mediante a desvalorização da moeda egípcia em relação ao dólar (valia 3,35 e passou a valer 6), o preço subiu para aproximadamente 1,4 EGP o litro. Atualmente, com o dólar na casa das 17 libras, o litro do combustível está a 2,50 EGP – aproximadamente R$ 0,43.

Já a passagem de metrô, até mês passado, um trecho custava 1 EGP (aproximadamente R$ 0,20) desde meados dos anos 90. O governo vinha ensaiando um aumento, mas sempre recuava frente as manifestações de contrariedade da população. Mas como era notório, não teve jeito, na semana passada foi anunciado um aumento para 2 EGP (aproximadamente R$0,40).

Mas se você é expatriado, o trânsito do Cairo pode parecer agressivo e o melhor transporte é o táxi, que custa 4 EGP de partida e 1,75 EGP por quilômetro percorrido. Parece muito barato, não é? Era muito mais, com o aumento da gasolina, as corridas de táxi encareceram aproximadamente 50% no último ano.

Leia também: dez comidas típicas egípcias

Moradia

Quanto à moradia, que comentamos lá no início do post, se você está chegando agora ao Egito, pagará os preços atuais dos alugueis e vigorará a lei atual do país. Quanto ao valor que poderá custar, depende muito da região que você escolher morar. Vamos falar de uma região mediana, onde moram mais locais, em um apartamento simples, mobiliado, de 2 quartos: você encontrará por uma média de 2.000 EGP/mês. Em bairros considerados “internacionais”, como Zamalek, Maadi e Heliópolis, onde moram a maioria dos estrangeiros, esse valor sobe e muito. E há também os bairros bem simples, onde moram a maioria dos egípcios, na qual se pode encontrar apartamentos a partir de 700 EGP. Mas já digo de antemão que será bem difícil se adaptar à vida neles.

Quanto às demais despesas de moradia, vou colocar como base a despesa da minha casa. Para duas pessoas, com uma geladeira, um freezer, ar condicionado ligado e sem muita vigilância de lâmpada acesa sem necessidade, a conta de luz gira em torno de 200 EGP. Já água e gás (levando em consideração que o chuveiro também é à gás), gastamos uma média entre 20 e 50 EGP em cada uma.

Alimentação

Quanto à alimentação, os seus gastos vão depender bastante dos seus hábitos alimentares. Se for viciada em brigadeiro, se prepare, leite condensado no Egito é quase artigo de luxo. Importados também, no geral, pois o governo está aplicando um imposto extra para importados considerados supérfluos. Não que eu ache brigadeiro dispensável, mas, eles acham!

Carne costuma ser bem caro e a qualidade, para quem está acostumado às carnes brasileiras, deixa a desejar. Mas atualmente, após as altas nos preços, o quilo de partes mais baratas custa em média 120 EGP. Agora, se você estiver disposta a se adaptar às tradições alimentares locais, vai conseguir economizar bastante. O frango, por mais que a maioria venha do Brasil, está com o quilo em média EGP 30; o assado pronto acompanhado de várias saladinhas (apimentadas!) você compra por 60 EGP.

Leia também: curiosidades sobre o Egito

Uma latinha de refrigerante em locais não turísticos, 4 EGP, e uma garrafa de 2 litros, 8 EGP. O preço dobrou de uns meses para cá.

No pão árabe paga-se de 50 piasters (50 centavos de libra) a 1 EGP. Ele é também subsidiado pelo governo, e sai a apenas 5 piasters nesse caso, mas para ter acesso a essa condição é preciso ter o cartão governamental que comprova carência. Essa foi uma forma que o novo governo encontrou de se reinventar sem deixar desamparados os mais necessitados. Esse cartão pode ser usado também para diversos outros itens considerados essenciais, e alguns saem até mesmo de graça.

Fato é que grande parte da população sempre recebeu diversos artigos do governo, o que o novo presidente fez foi organizar a distribuição de acordo com a real necessidade de cada família, tendo o cartão como forma de controle. E, na minha opinião, por muitas décadas a população vir recebendo vários subsídios do governo para tampar outros buracos, criou-se uma cultura de que eles são merecedores de ganhar as coisas, veja-se a insistência por gorjetas.

Se, para nós, tudo parece muito barato, da perspectiva deles – salários informais, desemprego e famílias numerosas – 50% de inflação significa muito ao bolso de todos no fim do mês. O que se espera é que a necessária desvalorização da libra egípcia, as reformas recém sancionadas e a volta do turismo possam garantir uma boa qualidade de vida à população. E aguardamos para ver onde os preços vão parar após uma defasagem de décadas.

Related posts

Custo de vida em Los Angeles

Raiane Rosenthal

Custo de vida em Amsterdã

Giovanna Prata

Custo de transporte e dentista na Bélgica

Elisa Penna

16 comentários

Vanessa Ribas Abril 26, 2017 at 4:40 pm

Olá Michelle.

Eu estou lendo o seu blog muito interessante, parabéns, fiquei no Egito por 20 dias, o meu marido é de lá, casamos temos 2 meses.
Queria saber, se souber me responder, quanto custa para comprar um carro no Egito?

Abraços

Resposta
Ernane Correa a Abril 29, 2017 at 8:02 pm

Olá Michele! Gostei bastante do blogue, o texto dá uma boa ideia da realidade com informações bem práticas. Parabéns!

Resposta
Milena Leon Agosto 5, 2017 at 11:06 am

Olá Michelle !gostaria de saber sobre possíveis empregos para brasileiros no Egito! Desde já agradeço!

Resposta
Michelle Bastos Agosto 5, 2017 at 3:24 pm

Olá Milena,

o meu texto de agosto será exatamente sobre esse tema, sugiro que fique de olho. O que posso te adiantar é que existe bastante vaga no setor de call center. Normalmente precisam de pessoas fluentes em português. Mas para conseguir qualquer tipo de emprego no Egito na condição de estrangeiro, é preciso que o inglês esteja afiado.

Espero ter ajudado.

Resposta
renato Agosto 9, 2017 at 9:28 pm

boa tarde, sou renato estou completamente desanimado de viver armno brasil, morei 17 anos e tive oportunidade de conhecer o egito mas somente sharm el S. eu me identifiquei com aquela vida, apesar que era turismo, simples mas adoravel. Hoje sou aposentado na italia e aqui no brasil. voce deve saber como é baixa a aposentadoria la na italia ne, aposentadoria minima seria. queria saber se eu viveria bem la sem me preocupar em arredondar salario, sabe? eu creio que consiga alugar minha casa por uns 1000 reais. Será que vale a pena ir para o Egito? quero que minha filha aprenda o Arabe e estude ai, mas ela naquela epoca se decepcionou com a brincadeira dos camelos pela sua filha gordinha! kkkkkkkkkkfoi esquisito ai me explicaram o que era! historias do egito?

Resposta
renato Agosto 9, 2017 at 9:29 pm

morei 17 anos na italia quis dizer acima

Resposta
EDSON ERASMO PORTA Outubro 12, 2017 at 12:07 am

Seria interessante que os valores citados acima por você fosse convertido em real par termos uma ideia melhor. Obrigado! Em Janeiro de 2016, passei 12 dias a passeio pelo Egito.

Resposta
Michelle Bastos Outubro 12, 2017 at 1:57 pm

Olá, Edson! Obrigada pela sua sugestão. Para ter uma ideia 1 real nosso equivale a aproximadamente 5,50 EGP (Pounds egípcios).

Resposta
Bruna Andrade Dezembro 7, 2017 at 11:02 am

Olá, Michelle! Estou vasculhando a Internet atrás de informações sobre o Egito.
Em Junho de 2018 vou fazer um intercâmbio voluntário e foi designado que eu fosse para Damietta e Ras el-Barr. Vc conhece essas cidades? informações ou conselhos de como é o local? ?

Resposta
Liliane Oliveira Dezembro 9, 2017 at 3:08 pm

Olá Bruna,
A Michelle Bastos parou de colaborar conosco, mas temos outra colunista no Egito.
Você pode entrar em contato com ela deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
Marli Dezembro 17, 2017 at 12:49 pm

Hola buenos dias
Achei interesante tu post soy españa estoy
Planejando irme de vacaciones julio de 2018
Sola con mi hijo e una ciudad peligrosa para una mujer viajar sola con un niño
De 12 años gracias

Resposta
Newton Almeida Março 12, 2018 at 10:48 pm

Olá,Michele. As informações neste blog continuam válidas atualmente? Att. Newton Almeida

Resposta
ROMANITA MOREIRA RABELLO Agosto 19, 2018 at 4:51 pm

Muito bem explicado Amei o seu site. O salário mínimo do Brasil e muito maior então na cidade do Cairo. ? E se você for aposentada no Brasil pode receber seu salário no cairo Egito que é bem maior e Isso ?

Resposta
Liliane Oliveira Agosto 19, 2018 at 5:04 pm

Olá Romanita,
A Michelle Bastos, infelizmente parou de colaborar conosco.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
Roseli Bragaia Setembro 17, 2018 at 7:03 pm

Michelle teria como entrar em contato com vc por e-mail ou WhatsApp?

Resposta
Liliane Oliveira Setembro 18, 2018 at 1:38 pm

Olá Roseli,
A Michelle Bastos, infelizmente parou de colaborar conosco.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação