BrasileirasPeloMundo.com
Entrevistas Japão

Deisy Nakayama, maquiadora brasileira de sucesso no Japão

Deisy Nakayama, maquiadora brasileira de sucesso no Japão - Foto: acervo pessoal

Hoje vim contar para vocês  um  pouco da história de superação dessa mulher incrível que se tornou minha amiga e logo após, professora.

Deisy Sobral Nakayama, atualmente casada, com um filho, veio para o Japão em meados de março de 2018, para encontrar seu atual marido que já estava por aqui, trabalhando para guardar dinheiro para as duas passagens, dela e do filho pequeno que, na época, tinha apenas 3 anos.

Deisy desde muito jovem sempre trabalhou, fosse em lojas de roupas ou de cosméticos, onde se apaixonou pelo mundo da maquiagem. Resolveu então fazer um curso de automaquiagem, para se aprofundar no projeto que brotou em seu jovem coração.

Formou-se e, nesse meio tempo, conheceu seu ex-marido, um rapaz jovem e bonito. Namorou com ele e, poucos meses depois, já se entregou ao casamento, que durou 5 anos, pois o rapaz tinha muito ciúmes de Deisy, proibindo ela até de usar um brilho labial e clarear os cabelos. Ela não se importava e, sofrendo até mesmo agressões psicológicas, seguia vivendo sua vida, matando a cada dia um pouco do seu grande sonho de se tornar uma maquiadora profissional de sucesso.

Leia também: Mulheres no Japão

Até que um dia descobriu a infidelidade do marido e, sem ter como dar continuidade ao casamento, encerrou a relação. Na minha opinião, mulher aguenta muita coisa, até o momento em que percebe que está sendo feita de besta, aí ela dá adeus sem olhar para trás.

Recém-separada, teve um outro relacionamento onde ficou grávida, sofrendo logo após um aborto espontâneo. Na cabeça de Deisy era o momento, depois de tanta tragédia, de seguir em frente com seus planos. Especializou-se em cabeleireira e foi trabalhar em um grande salão de sua cidade, Maringá. Seu trabalho era feito com tanto apreço que logo foi promovida a gerente do estabelecimento.

Foi quando conheceu seu atual marido, Massao, um descendente de japoneses 20 anos mais velho do que ela, e lá foi Deisy, novamente, em nome do amor, largar seu sonho para viver o sonho alheio.

Saiu do salão para ajudar seu marido em um restaurante de sua propriedade, mas, com a crise, os negócios começaram a afundar, levando a menina sonhadora a vender empadas na rua para complementar o orçamento. Foi quando Massao teve a ideia de retornar ao Japão. Veio na frente, deixando-a com seu filho pequeno.

Passado algum tempo, lá estava ela na terra do sol nascente, sem conhecer nada do idioma, mas, tudo bem, não é mesmo?, encanta-me a força que tem uma mulher.

Leia também: Dá para morar no Japão sem saber japonês?

Deisy veio para trabalhar em fábrica, como 98% dos brasileiros que vêm para o Japão. Foi para a Bentoya, fábrica de comidas que são acondicionadas em marmitas. Serviço muito rápido, frio e pouco remunerado, tirando o preconceito que sofreu por não conhecer o idioma.

Devido ao preconceito sofrido na fábrica, mais a saudade da terra natal, ela se viu com uma depressão fortíssima que a impedia de ser a mulher forte e batalhadora que sempre foi.

Mas, como é do fundo do poço que se cresce, pois não tem como afundar mais, Deisy usou o balde e a corda e foi à luta. Conheceu umas amigas pela internet, eu inclusive, e uma de nós deu a brilhante  ideia dela fazer lives de maquiagem no Facebook. Ela começou com meia dúzia de produtos e 30 telespectadoras.

Foi quando ela me pediu para fazer as transmissões dentro do grupo do Facebook QUEENS, com quase 17 mil membros que eu administro junto com mais 3 moças, Erica Itakura, Camila Mierzwinski  e Débora Sumie Shiro, grupo esse voltado para beleza feminina.

Quando ela fez umas 3 lives, falei pra ela: Menina você está perdendo tempo, bora dar aula on-line!, fui sua primeira aluna, hoje estou no terceiro curso, agora profissional, assistido em plataforma digital e tendo a professora Deisy a todo momento para tirar as dúvidas.

Hoje as lives da Deisy chegam a alcançar mais de 12 mil telespectadoras, distribuídas pelo mundo todo. Também ministra aulas para alunas no Canadá, França, Portugal e Brasil, e também está ministrando cursos presenciais em todo o Japão e em outros países, como na Bolívia, que será em agosto de 2019, e no Brasil, em setembro, voltando à sua terra natal agora com a cabeça erguida.

Alunas formadas, em um dos cursos, ministrado por Deisy na cidade de Gunma Japão. Crédito ao fotógrafo Carlos do Portal Mie.

Já conta até com alguns produtos que levam seu nome, como cílios postiços e jogos de pincéis.

Sua lives têm ajudado muitas outras mulheres que, como ela, sofreram com depressão e baixa autoestima. Ela chega a receber grandes depoimentos e agradecimentos pela ajuda.

A trajetória de Deisy me levou a duas grandes conclusões:

  • Não deixe seu sonho por amor a homem nenhum, pois o maior amor você tem que ter por você.
  • E, às vezes, é no fundo do poço que enxergamos a luz e a saída para o sucesso.

Related posts

Ministérios liberam a volta dos retornados de 2009 no Japão

Deisi Shimabukuro

Katia Adler, diretora do Festival de Cinema Brasileiro de Paris

Rosana Alcântara

EUA – Entrevista – Daniela Schwarzbauer

Lorrane Sengheiser

2 comentários

Diely Parapinski Maio 10, 2019 at 12:51 am

Mulher Maravilha, que Deus continue te abençoando minha linda 😘

Resposta
Josiane ss Maio 10, 2019 at 1:41 am

Parabéns pra essa mulher lindaaaa e guerreira merece toda a paz e alegria , que Deus possa te conseder cada dia mais sabedoria e essa alegria contagiante que vc tem , parabéns querida que papai do céu continue te iluminando bjinhos e um abraço na sua família #josi de Maringá _Parana.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação