BrasileirasPeloMundo.com
10 Motivos Canadá Quebec Toronto

Dez motivos para morar no Canadá

Dez motivos para morar no Canadá.

Independente da motivação, é crescente o número de brasileiros que têm, nos últimos anos, escolhido se aventurar pela vida no exterior. O Canadá tem uma grande parcela de contribuição nesse número, já que é um dos países com maior crescimento de emissão de visto de residência permanente.

Segundo matéria publicada na Revista Exame, em 2015, 1.750 brasileiros foram autorizados a morar no país. Essa média se manteve em 2016, quando 1.730 pessoas trocaram o Brasil pelo Canadá. No ano seguinte, o volume chegou a 2.760 vistos liberados, um aumento de 62% sobre o ano anterior. E até agosto de 2018, o Consulado do Canadá já tinha aprovado 2.800 vistos de residência permanente para o país.

Vale lembrar que esses números são apenas para a residência permanente e exclui um número considerável de pessoas que vai para o país com visto de estudo ou trabalho temporário e que, depois de um tempo, consegue a transição para o permanente. De 2012 para cá, mais de 550 mil brasileiros fizeram pedidos de residência temporária no Canadá. Hoje, o Brasil é a quarta nacionalidade que mais solicita essa permissão, atrás apenas de chineses, indianos e mexicanos.

Leia mais: Dez motivos para morar na Islândia

Podemos concluir, então, que apesar do frio intenso no inverno, o Canadá está em alta. Assim, listo abaixo os 10 principais motivos, ao me ver, para morar por aqui:

1. Diversidade Cultural

Para mim, esse é o principal atrativo do Canadá. Além de ter sido colonizado por duas nações diferentes (França e Inglaterra), o Canadá é um país aberto à imigração, o que significa que você vai esbarrar, num mesmo espaço, com pessoas oriundas dos mais diversos países do mundo. A bagagem cultural e o aprendizado que isso nos traz é indescritível. É incrível pensar que um único lugar possa ser tão misturado e agregador ao mesmo tempo.

2. Empregos

Um dos maiores atrativos do Canadá em relação ao estrangeiro é a quantidade de empregos. O país é imenso e tem uma população pequena, se comparada à sua dimensão. Isso faz com que o Canadá esteja frequentemente em busca de profissionais qualificados ao redor do mundo. O governo tem uma política de facilitar a imigração de profissionais capacitados. Grandes cidades como Toronto e Vancouver, por exemplo, são grandes polos profissionais em diversas áreas e, já cidades menores, em províncias mais remotas, costumam ter programas específicos de imigração para quem quiser trabalhar por lá.

Leia também: Como estender o visto de turismo no Canadá

3. Clima

Pode parecer maluquice falar de clima num lugar que é sempre lembrado por temperaturas negativas e frio extremo. Mas a questão é que ao menos para mim, carioca e que sofria com o calor do Rio de Janeiro, a possibilidade de ter quatro estações do ano bem definidas é perfeita! No Canadá é possível ir à praia no verão, fazer passeios por paisagens incríveis no outono, praticar esportes de inverno com muita neve e curtir a beleza das flores da primavera.

4. Falar dois idiomas

O Canadá tem duas línguas oficias: inglês e francês. O inglês é falado por praticamente todo o território e a província de Quebec, onde fica a cidade de Montreal, tem o francês como língua oficial. Nas escolas os alunos aprendem sempre uma delas e a outra como segunda língua.

5. Segurança

Para quem vem do Brasil, acho que o maior choque inicial é dar de cara com a sensação de segurança que vivemos por aqui. Não me iludo, é claro que como em qualquer lugar, existem casos de violência, mas mesmo em cidades mais populosas como Toronto e Vancouver, existe uma relativa tranquilidade. Não vejo ninguém com medo de ser abordado no sinal de trânsito, falar com o telefone nas ruas ou ainda abrir o laptop no transporte público enquanto seu destino não chega. Adolescentes de 12, 13 anos andam sozinhos nas ruas voltando da escola, cena cada vez mais incomum em grandes cidades brasileiras como Rio e São Paulo e essa foi, certamente, uma das principais influências para a nossa escolha pelo Canadá.

6. Saúde gratuita

Ao contrário dos Estados Unidos, onde o serviço médico é privado, no Canadá a saúde é gratuita. Isso vale para aqueles que são cidadãos, têm residência permanente ou emprego válido. Existem também algumas diferenças entre as províncias, mas no geral é assim que funciona. No Canadá, o atendimento inicial sempre passa por um médico de família, que é responsável por avaliar e encaminhar para especialistas específicos. O atendimento não se compara aos problemas do SUS no Brasil, mas também não chega a ser de excelência como pode ser a saúde privada.

7. Escolas boas e gratuitas

O sistema educacional do Canadá é gratuito desde a pré-escola até o ensino médio. As escolas são boas e funcionam todas de maneira similar. Em Toronto, onde moro, podemos escolher entre escola pública ou pública católica, e ambas são gratuitas (na católica é necessária a certidão de batismo). Existe ainda a opção de escolas particulares, mas elas são bem caras. Já as universidades públicas são pagas, mas os cidadãos e residentes permanentes pagam cerca de 1/3 do valor dos estrangeiros que vem para cá estudar. O Canadá conta com universidades de excelência como a Universidade de Toronto, Universidade da Colúmbia Britânica e a McGill University.

8. Respeito pela individualidade

Olho pelas ruas em Toronto e uma das coisas que mais me chama atenção é o fato de que ninguém está nem aí para o que o outro pensa. Tem gente de cabelos coloridos ou com a cabeça raspada, roupas extravagantes ou simples, corpo tatuado e cheio de piercing ou estilo bem tradicional… não importa! Eu me sinto bem à vontade de andar nas ruas sem me preocupar com a opinião alheia. No início, essa é uma questão que pode até incomodar, sabe? Tipo ninguém liga para você. Mas depois é libertador perceber que na verdade as pessoas não têm nada a ver com a sua vida e que cada um vive bem assim.

9. Transporte público

O transporte público canadense é eficiente. De maneira geral, existe respeito às filas, aos espaços e aos horários. Em Toronto, o TTC, como é conhecido o sistema de transporte, ganhou o prêmio de melhor da América do Norte. Claro que como em qualquer cidade grande, existem problemas. Horário de rush é complicado aqui, no Rio ou em Seoul. Mas de uma maneira geral, as coisas fluem bem por aqui.

10. Belezas naturais

Moro no Canadá há um ano e não tem um dia que eu não me admire com a beleza natural desse lugar. É de uma diversidade incrível e o país oferece paisagens naturais belíssimas para quem gosta de mar, montanha, lagos, florestas, etc. Mesmo em grandes centros urbanos, como Toronto, você tem a nítida sensação de estar sempre cercado de verde e de animais. Dá aquela sensação de viver numa cidade pequena, mesmo estando dentro de uma grande metrópole, sabe?

Bônus

Se nada disso te convenceu, vale ainda mencionar que três cidades canadenses foram listadas entre as dez cidades com melhor qualidade de vida segundo a Economist Intelligence Unit. São elas: Calgary, Vancouver e Toronto – uma mais ao centro e as outras duas ao oeste e leste do país. Esse ranking, publicado em 2018, avalia a segurança, a saúde, a diversidade cultural, a educação e a infraestrutura. Carregar uma avaliação como essa não é para qualquer país não, viu?!

E viva o Canadá!

Related posts

No Canadá ninguém usa sapatos dentro de casa

Mirella Secassi Agarelli

Bairros para morar em Toronto

Flávia Bartholo

Pré-requisitos essenciais de uma imigrante em Quebec

Ana Carolina Sommer

2 comentários

Danieli Bermude Janeiro 15, 2019 at 5:49 pm

AMEI sua lista Flavia,
Vejo vc em Maio 😉

Resposta
Flavia Bartholo Janeiro 21, 2019 at 2:50 am

Obrigada, Danieli!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação