BrasileirasPeloMundo.com
Grécia Turismo Pelo Mundo

Dica de turismo na Grécia: Épiro

Dica de turismo na Grécia: Épiro

Feche os olhos e imagine um lugar mágico!

O que você faria se visse a foto de um lugar assim e soubesse que ele está tão perto? Há pouco mais de um ano, vi com uma amiga algumas fotos de um lugar incrível aqui na Grécia e me surpreendi, pois não fazia a menor ideia de que ele existia. As fotos eram de pontes de pedra construídas há centenas de anos e que permanecem intactas e rodeadas por cenários incríveis da mais bela e intocada natureza.

Eu finalmente nas pontes!

Essas fotos foram tiradas na região montanhosa de Épiro, ao norte do país. E, finalmente esse ano, aproveitando o longo feriado da Páscoa grega (oficialmente são quatro dias de folga, de sexta a segunda, mas com o primeiro de maio no domingo, oficializou-se que a terça também seria feriado nacional), programei com meu namorado para conhecer o lugar.

Como a amiga que mencionei anteriormente já tinha ido lá, peguei algumas dicas de onde ficar, de atrações imperdíveis e partimos viajando de carro. A maior cidade e capital da região, Joanina (apelidada carinhosamente por mim de Joaninha), possui aeroporto e é possível voar de Atenas para lá. Mas, já que estávamos com carro, preferimos enfrentar a estrada por mais ou menos seis horas da capital grega e curtir também a viagem, com paisagens incríveis no meio das montanhas (incluindo a famosa Meteora) e cerca de 10 túneis ao longo do caminho.

Ficamos hospedados em um hotel muito bom que, apesar de 4 estrelas, não é dos mais caros. Mas existem muitas opções de hospedagem a diferentes preços e em pontos diversos ao longo da área. Como as atrações estão bem espalhadas não tem jeito, a opção é fazer uma excursão ou alugar um carro e aproveitar ao máximo. No final, foram apenas três dias de viagem, por motivos de trabalho, e alguns lugares ficaram para uma próxima visita (que com certeza acontecerá futuramente). Mas em três ou quatro dias é possível fazer muita coisa e adianto que, se você vem visitar a Grécia e gosta de montanhas, paisagens de sonho e esportes radicais, inclua essa região no roteiro entre as ilhas e Atenas.

Chegamos já tarde na sexta-feira e só conseguimos dar uma volta perto do lago Pamvotis, que se encontra a 500 metros de altitude em relação ao mar. A cidade de Joanina, que tem cerca de 100 mil habitantes, desenvolveu-se ao redor do lago e por ali também ficam o castelo – que não é lá grandes coisas mas vale a visita – além de bons restaurantes, especialmente de comida grega, bares e barcos que fazem a travessia entre a cidade e uma pequena ilha (sim, uma ilha no meio do lago!).

Caverna de Perama

No dia seguinte, além de conhecer a pequena ilha de Joanina, que fica a 10 minutos de barco da cidade, fomos a caverna de Perama, na lista das melhores cavernas do mundo, e construída há mais de um milhão e meio de anos. O passeio dura cerca de uma hora e lá dentro podem ser vistas formas incríveis de estalactites e estalagmites, novamente uma paisagem de sonhos!

O dia seguinte dedicamos para conhecer a área de Zagori. As minhas expectativas estavam bem altas e não me decepcionei nem um pouco. No caminho entre Joanina e Pápigo, uma das 46 pequenas vilas no alto de montanhas, fomos parando em vários pontos, como as pontes de pedra que mencionei antes. Vimos cerca de seis delas, mas, pelo que entendi, ainda há outras e é difícil escolher qual é a mais bonita. Definitivamente a última que vimos ligando a estrada entre as vilas de Aristi com a de Pápigo, foi a que me deixou mais sem fôlego. E olha que estava chovendo quando passamos por lá! O conjunto da ponte, com a água do rio de um azul sensacional, e as árvores em volta, resultam em um cenário que parece tirado de contos de fadas!

Escadaria de Pedras de Vradeto

Fora as pontes, ainda passamos por outras lindas vilas (todas com casas de pedra que datam de séculos atrás), pelas escadarias de pedra de Vradeto (1.200 degraus de pedra entre as vilas de Vradeto e Kapesovo) e pela vista mais incrível de todas: a do cânion Vikos, um dos mais profundos cânions do mundo, segundo o Livro dos Récordes Guiness. Cerca de uma hora e meia de caminhada até chegar ao local da vista que vale por cada segundo! É de ficar sem ar de tanta beleza!

Para quem gosta de esportes ou tem um espírito mais aventureiro, há muitas opções também. De rafting nas águas do Voidomatis, o principal rio que flui na área, à escalada de montanhas e trilhas, além de muitas outras coisas. Só vale a pena olhar antes o clima, pois a região costuma ter temperaturas mais baixas do que Atenas e mais chuvas. Além das trilhas por onde caminhamos, não deu para fazer o rafting, pois o tempo não estava muito bom. Mas ainda assim, com o céu nem sempre azul, as paisagens estavam lindíssimas!

Esse foi apenas um gostinho de Épiro, essa região sensacional da Grécia que deve ser incluída em qualquer roteiro mais longo pelo país. Com certeza voltarei lá para explorar mais dessa beleza mágica!

Ah, e por último, para quem gosta de experimentar a culinária local, a dica é comer pernas de sapo. Dizem que é bem saboroso! Eu pessoalmente não tive coragem… mas se alguém tiver, me conta como foi!

Related posts

Coisas que nem todo turista sabe quando vem a Paris

Rosana Alcântara

Hamburgo: Canais e Red Light District

Marcela Vieira

Rzeszów e a região da Subcarpácia

Vivian Kulpa

2 comentários

João Campos/ Yannis Julho 6, 2016 at 10:52 pm

Devo ir visitar Epirus,agora em agosto, mas devo ficar em Parga ,Paxos e Antipaxos.
Tem alguma referência boa desta região?

Resposta
Clarissa Gaiarsa Julho 7, 2016 at 7:36 am

Olá João. Não conheci essa parte da região… mas com certeza você deve encontrar informações por aí. Se tiver tempo e estiver com carro dá uma passada em Ioannina, na cidade e capital da região. Vale a pena! Você também estará próximo a ilhas que amo, que são as Jônicas, elas ficam mais pra baixo, Lefkada é a primeira delas. Dependendo de quanto tempo estará na região, vale dar uma esticadinha por lá também. Se precisar de ajuda com alguma coisa pode entrar em contato comigo pelo Facebook. Abs e boa viagem!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação